A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Hidrografia Bacia do Uruguai: formada pelo rio Uruguai e seus afluentes. O rio Uruguai é o mais extenso do estado e é formado pela junção dos rios Pelotas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Hidrografia Bacia do Uruguai: formada pelo rio Uruguai e seus afluentes. O rio Uruguai é o mais extenso do estado e é formado pela junção dos rios Pelotas."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Hidrografia Bacia do Uruguai: formada pelo rio Uruguai e seus afluentes. O rio Uruguai é o mais extenso do estado e é formado pela junção dos rios Pelotas e Canoas, na divisa com Santa Catarina. Desemboca no rio da Prata, entre o Uruguai e a Argentina. Os principais afluentes são os rios Inhandava, Erechim, Passo Fundo, Várzea, Ijuí, Piratini, Jaguari, Santa Maria, Ibirapuitã, Ibicuí e Quaraí. Bacia Atlântica: também conhecida por bacia do Leste, é um conjunto de bacias hidrográficas cujas águas correm para o Oceano Atlântico. Os principais rios são o Jacuí, Pardo, Taquari, Caí, dos Sinos, Gravataí, Camaquã, Jaguarão e Piratini. Ainda merecem destaque as águas do lago Guaíba, da Laguna dos Patos e da lagoa Mirim, bem como as lagoas Itapeva, dos Quadros, Pinguela, dos Barros, do Peixe e Mangueira.

4

5 RIO URUGUAI – RS/SC

6 GUAÍBA – PORTO ALEGRE

7 DADOS DO RS Estado mais meridional do Brasil, o Rio Grande do Sul faz fronteira com o Uruguai e Argentina, uma localização privilegiada entre os países que compõe o bloco econômico do Mercosul.

8 DADOS DO RS Numa área de cerca de 282 mil quilômetros quadrados vivem 11,0 milhões de pessoas, descendentes de índios, negros, portugueses, italianos, alemães e asiáticos. Segundo critérios da Organização das Nações Unidas, o IDH gaúcho é de 0,869, reflexo da menor mortalidade infantil do Brasil, das altas taxas de alfabetização (90,5%) e excelentes condições de saneamento básico e saúde. O PIB do Rio Grande do Sul é o quarto maior do Brasil. Em 2007, cresceu 7,0%, chegando a R$ 175 bilhões. O PIB per capita cresceu 5,9% no mesmo ano,

9 Limites e Fronteiras Limita-se ao norte e nordeste com o Estado de Santa Catarina (958km), ao leste e sudeste com o Oceano Atlântico (622km), ao sul e sudoeste com a República Oriental do Uruguai (1003km) e ao oeste e noroeste com a República Argentina (724km). Pontos Extremos Pontos Extremos Norte: uma das curvas do rio Uruguai, a 27º0449 de latitude sul. Sul: uma curva do arroio Chuí (volta da Baleia), a 33º4442 de latitude sul. Leste: barra do rio Mampituba, a 49º4222 de longitude oeste. Oeste: barra do rio Quaraí, afluente do rio Uruguai, a 57º3834 de longitude oeste.

10 CLIMA Mesotérmico Úmido das Latitudes Médias, também conhecido por subtropical. Na classificação de Köppen, Cfa (verão quente na maior parte do estado) e Cfb (verão brando no nordeste e nas serras de sudeste). Zona Climática: Temperada do Sul (entre o Trópico de Capricórnio e o Círculo Polar Antártico).

11

12

13

14 RELEVO Ao norte situa-se o Planalto Meridional, formado por rochas basálticas decorrentes de um grande derrame de lavas, ocorrido na era Mesozóica. A nordeste do Estado encontram-se as terras mais altas deste planalto, que alcançando 1.398m (Monte Negro) no município de são José dos Ausentes. Suas bordas correspondem à chamada Serra Geral.

15 RELEVO Ao centro do Estado está a Depressão Central que é formada de rochas sedimentares dando origem a um extenso corredor que liga o oeste ao leste, através de terrenos de baixa altitude. Ao sul localiza-se o Escudo Sul-rio-grandense, com rochas ígneas do período Pré-Cambriano e, por isto mesmo, muito desgastadas pela erosão. Sua altitude não ultrapassa os 600m.

16 RELEVO A Planície Costeira teve sua formação do período Quaternário da era Cenozóica, a mais recente da formação da terra. Corresponde a uma faixa arenosa de 622km, com grande ocorrência de lagunas e lagoas, entre as quais destacam-se a Laguna dos Patos e Mirim. O processo de formação desta região tem caráter evolutivo, estando em constante mutação, como decorrência da sedimentação marinha e flúvio-lacustre.

17

18

19

20 VEGETAÇÃO Em território sul-rio-grandenses misturam- se vegetações herbáceas, arbustivas e arbóreas num mosaico representado por uma zona de transição entre a floresta subtropical e a floresta ombrófila densa, dominantes ao norte do Estado, e pelas formações de pastagens (campos e pampas) que, por sua vez, predominam de sul a sudoeste.

21 PAMPA GAÚCHO

22 DESERTO DO SÃO JOÃO ALEGRETE/RS O Deserto do São João ou Deserto dos Pampas é uma área localizada no município de Alegrete, região sudoeste do estado do Rio Grande do Sul, calculada em aproximadamente 200 hectares de areia segundo levantamento realizado em O local não pode ser chamado de deserto, devido ao fato de haver abundância de chuva na região, Alegrete tem média pluviométrica anual de cerca de 1,5 mil milímetros, enquanto que uma área desértica é caracterizada pela escassez de chuvas.

23

24

25

26 Porto Alegre » População Total (2007): habitantes » Área (2006): 496,8 km² » Densidade Demográfica (2006): 2.843,0 hab/km² » Taxa de analfabetismo (2000): 3,45 % » Expectativa de Vida ao Nascer (2000): 71,59 anos » Coeficiente de Mortalidade Infantil (2007): 11,90 por mil nascidos vivos » PIB per capita (2005): R$ » Exportações Totais (2007): U$ FOB » Data de criação: 23/08/1808 (Alvará de) » Município de origem: Um dos 4 municípios iniciais do RSPopulação Total (2007): habitantesPIB per capita (2005): R$

27

28

29 SELEÇÃO DO SISTEMA SOLAR

30 SELEÇÃO GAÚCHA

31

32 LAGOA DOS PATOS/RS


Carregar ppt "Hidrografia Bacia do Uruguai: formada pelo rio Uruguai e seus afluentes. O rio Uruguai é o mais extenso do estado e é formado pela junção dos rios Pelotas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google