A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL - Fórum Municipal de Castro Verde - Victor Figueira A Responsabilidade Social no Turismo 07.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL - Fórum Municipal de Castro Verde - Victor Figueira A Responsabilidade Social no Turismo 07."— Transcrição da apresentação:

1 TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL - Fórum Municipal de Castro Verde - Victor Figueira A Responsabilidade Social no Turismo 07 de Março de 2013

2 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL

3 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL Embora haja muitas definições de Responsabilidade Social Empresarial (ou Responsabilidade Social Corporativa - RSC ou ainda Responsabilidade Social Organizacional - RSO), na prática o conceito: promove um comportamento empresarial que integra elementos sociais e ambientais que não estão necessariamente contidos na legislação mas que atendem às expectativas da sociedade em relação à empresa.

4 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (WBCSD), afirma que constituem bases do conceito : o comprometimento permanente dos empresários em adoptar um comportamento ético e contribuir para o desenvolvimento económico, melhorando simultâneamente a qualidade de vida dos seus empregados e das suas famílias, da comunidade local e da sociedade como um todo

5 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL interiorambiente externo A responsabilidade social vai para além dos limites funcionais das organizações e inicia-se sempre no seu interior e só depois alcança o ambiente externo. estar dirigida para os seus empregados. A primeira responsabilidade ética de uma empresa prende-se com o facto desta dever estar dirigida para os seus empregados. focalizar a relação entre os fornecedores e clientes Numa segunda fase, deve focalizar a relação entre os fornecedores e clientes.

6 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL as doações que a organização faz ocasionalmente não se constituem em acções de responsabilidade social organizacional Outra questão importante tem a ver com o facto de que as doações que a organização faz ocasionalmente não se constituem em acções de responsabilidade social organizacional, antes surgindo como um tipo de ajuda eventual prestado pela empresa e sendo percebidas como acções filantrópicas. vai além da filantropia De forma diferente, entende-se que a responsabilidade social da empresa vai além da filantropia. Na maioria das definições descreve-se as medidas constitutivas pelas quais as empresas integram preocupações da sociedade nas suas políticas e operações comerciais, em particular, preocupações ambientais, económicas e sociais. A observância da lei é o requisito mínimo que as empresas deverão cumprir.

7 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL Pacto Global No final do século passado, em 1999, as discussões sobre a responsabilidade social tomaram um novo rumo com o lançamento do Pacto Global pelas Nações Unidas em 1999, quando o Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan, apelou para que as empresas de todo o mundo assumissem uma globalização mais humanitária. O Pacto tem dez princípios universais. (4 áreas fundamentais) Direitos Humanos; Direitos do Trabalho Protecção Ambiental Corrupção

8 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL lançada em Novembro de 2010; participaram na sua elaboração empresários, governos, trabalhadores, consumidores, ONGs, entre outros (cerca de 90 países e 40 organizações internacionais) ; introduz elementos novos na discussão sobre o papel a ser desempenhado pelas organizações; é uma ferramenta que, certamente, provocará mudanças no interior das organizações; é uma ferramenta que aumentará a pressão sobre os governos para regularem mais sobre essa matéria; permite que o conceito de RS se expanda tanto no seu entendimento quanto à sua utilização; IMP: a RS não é somente empresarial, mas de todas as organizações e dos indivíduos.

9 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL A RS no turismo: fases Primeira fase: na origem A criação da OMT (1970) Declaração de Manila (1980) Documento de Acapulco (1982) Carta do Turismo e Código do Turista (1985) Carta de Columbia (1988) Carta do Turismo Sustentável (1995) Declaração de Berlim – biodiversidade e turismo (1997) Código de Ética do Turismo (1999) Segunda fase: o turismo sustentável e ético Terceira fase: a consolidação da responsabilidade social no turismo o combate à pobreza e à desigualdade social Nesta fase, que se inicia no ano 2000 e se prolonga até à actualidade, o turismo consolida a sua abordagem no aspecto social, envolvendo-se directamente na luta contra a pobreza. A responsabilidade social do turismo no século XXI assume um novo posicionamento - o combate à pobreza e à desigualdade social

10 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL EX: O Grupo Iberostar de origem espanhola EX: O Grupo Iberostar de origem espanhola, tem investido recursos financeiros e sociais na Bahia. Além de aplicar valores na ordem de US$ 250 milhões no Município da Mata de São João, no litoral do estado, a empresa realiza, há dois anos, acções de RS capazes de mudar a realidade da comunidade local. O número de beneficiados soma cerca de 3000 pessoas, incluindo colaboradores e moradores de áreas próximas ao complexo hoteleiro instalado pelo grupo: Acções na área da educaçãoAcções na área da educação (cursos de alfabetização no próprio local de trabalho, palestras sobre questões ambientais); A qualificação profissionalA qualificação profissional (oferta de cursos técnico-profissionais na área da hotelaria - aulas de inglês, empregados de mesa, de quartos, ajudantes de cozinha, bares e restaurantes); A RS no Turismo

11 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL Criação de emprego e rendimentos através da valorização da cultura localCriação de emprego e rendimentos através da valorização da cultura local (levantamento artesãos e artesanato, grupos artísticos – tem um espaço para a comunidade vender os seus produtos no hotel); Educação ambientalEducação ambiental (cursos na área ambiental, liderança comunitária (Agenda 21), que traz os problemas do dia-a-dia e pedidos de apoio reunidos pelos próprios moradores. Os resultados dessa iniciativa são a formação de duas associações em 2007 e o apoio dos líderes comunitários para a contratação de pessoal para as obras do empreendimento. A RS no Turismo

12 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL

13 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL A RS no Turismo em Portugal » muito associada, apenas, às questões ambientais ? mais visíveis no imediato mais visíveis no imediato mercados mais exigentes mercados mais exigentes por exigência de marca por exigência de marca

14 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL A RS no turismo em meio rural - perspectiva do TER no Baixo Alentejo - Alguns eventuais constrangimentos na sua aplicação Actual crise financeira Dispersão geográfica e ausência de trabalho em parceria Informação (desconhecimento, desinteresse, …) Formação (processos burocráticos, gestão profissional, …) Falta ou desconhecimento de meios mensuráveis Fornecedores (ausência ou limitação)

15 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL A RS no turismo em meio rural - perspectiva do TER no Baixo Alentejo - Potencialidades para a sua aplicação Localização em áreas pouco degradadas Localizadas em regiões ricas culturalmente Dimensão das unidades de alojamento Maior autonomia, poder de decisão e controle Maior enquadramento na região/comunidade

16 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL A RS no turismo em meio rural - perspectiva do TER no Baixo Alentejo - Algumas acções a ter em conta: Todas as actividades devem ter em conta os impactes produzidos na comunidade envolvente Ser honesto e íntegro nas relações interpessoais Deve respeitar os direitos humanos e direitos fundamentais do Trabalho Estar atento a todas as acções que possam provocar impactes no meio ambiente (poluição de água, sonora, gestão dos resíduos, …) Procurar complementar ou substituir recursos não renováveis por fontes renováveis alternativas de baixo impacte Implementar práticas de planeamento e operação (Ex: certificações)

17 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL Durante o Fórum Económico de Davos(1999), Kofi Annan, dirigiu-se aos dirigentes das maiores empresas mundiais dizendo que: Não estamos a pedir às empresas para fazerem algo diferente da sua actividade normal, estamos a pedir-lhes que façam a sua actividade normal, de forma diferente. (…) Na maneira como conduzem os vossos negócios, podem favorecer directamente o respeito pelos Direitos Humanos; vocês podem, desde já, garantir o exercício destes direitos e liberdades a todos os vossos empregados ou aos que trabalham para os vossos fornecedores; … escolhamos conjugar as forças criadoras da iniciativa privada com as necessidades dos desfavorecidos e as exigências das gerações futuras. Não estamos a pedir às empresas para fazerem algo diferente da sua actividade normal, estamos a pedir-lhes que façam a sua actividade normal, de forma diferente.

18 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL Você é livre para fazer suas escolhas, mas é prisioneiro das consequências. Pablo Neruda

19 A Responsabilidade Social no Turismo TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL OBRIGADO ! Victor Figueira


Carregar ppt "TURISMO SUSTENTÁVEL NO ESPAÇO RURAL - Fórum Municipal de Castro Verde - Victor Figueira A Responsabilidade Social no Turismo 07."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google