A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Aula 9 – Indução, empirismo e método científico Juliana M. Hidalgo Ferreira DFTE-PPGECNM-UFRN.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Aula 9 – Indução, empirismo e método científico Juliana M. Hidalgo Ferreira DFTE-PPGECNM-UFRN."— Transcrição da apresentação:

1 1 Aula 9 – Indução, empirismo e método científico Juliana M. Hidalgo Ferreira DFTE-PPGECNM-UFRN

2 2 Objetivos Apresentar temas de estudo da Filosofia da Ciência Problematizar a concepção comum do método científico Apresentar o método indutivo e sua vinculação à corrente filosófica denominada empirismo [Reconhecer a possibilidade de uma leitura empirista de episódios da História da Ciência*]

3 3 História da Ciência e Filosofia da Ciência: relevância mútua A Filosofia da Ciência sem a História da Ciência é vazia; a História da Ciência sem a Filosofia da Ciência é cega (Imre Lakatos) História da Ciência – particulares Filosofia da Ciência – generalizações O material histórico não é algo pronto e acabado Deve ser interpretado A interpretação depende da postura filosófica adotada por que o estuda

4 4 Ciência: um conhecimento especial Teorias científicas atuais – sofisticadas, alto grau de abstração, matematizadas - distantes do cidadão comum Relação ciência-tecnologia: Física teórica tecnologia Demandas criadas pela indústria Ciência como um conhecimento socialmente valorizado Ciência como elemento cultural escolas

5 5 Questões próprias da Filosofia da Ciência Que diferenças existem entre ciência e outras formas de conhecimento? Que método(s) a ciência utiliza em seu desenvolvimento? Que papel devemos atribuir aos experimentos na construção do conhecimento científico? E à razão? Há experiências cruciais? A ciência reflete o real de forma objetiva? É possível estabelecer critérios claros para dizer o que é – e o que não é – ciência?

6 6 Como os cientistas trabalham e produzem conhecimento? Em conversas com as pessoas, livros em geral (não especializados em FC)...

7 7 O método científico Seguido pelos cientistas em seu trabalho cotidiano Intenção de descobrir as leis que regem os fenômenos da natureza

8 8 Etapas associadas ao método científico Observação Experimentos controlados Acúmulo de dados Hipóteses (Enunciados gerais que tentam descrever um conjunto de dados e estabelecer relações causais que propiciem a explicação do fenômeno) Conclusões Se confirmam – lei científica/generalização; estudos de fenômenos correlacionados – leis e teorias Se não confirmam – retorno a etapas anteriores Resultados Comprovação/Verificação (Novos experimentos e observações para verificar a validade ou não das hipóteses)

9 9 Método científico: características Começa pela observação Observações neutras e objetivas Linear Rígido – receita de bolo Universal Único capaz de produzir conhecimento válido, seguro, comprovado, verdadeiro Método indutivo: de enunciados particulares a resultados gerais Método empírico-indutivista: ênfase no experimento

10 10 Atividade 1: Será que os cientistas, em suas pesquisas, seguem fielmente esse método? 1) Responda a questão colocada no balão acima, a partir de suas reflexões e concepções pessoais. 2) Alan Chalmers, no livro O que é ciência afinal?, registra o que considera uma visão de ciência amplamente difundida: Conhecimento científico é conhecimento provado. As teorias científicas são derivadas de maneira rigorosa da obtenção dos dados da experiência adquiridos por observação e experimento. A ciência é baseada no que podemos ver, ouvir, tocar etc. Opiniões ou preferências pessoais e suposições especulativas não têm lugar na ciência. A ciência é objetiva. O conhecimento científico é conhecimento confiável porque é conhecimento provado objetivamente (CHALMERS, 1993, p. 22). a) Você concorda com essa visão de ciência? Explicite pontos de concordância e de discordância. b) Que relações podemos estabelecer entre a visão apresentada por Chalmers e as ideias discutidas nas últimas aulas?

11 11 Indução e Empirismo FC : questionamentos ao Método Científico Quais as origens desse método? O Método Científico é herdeiro da tradição filosófica empirista que teve Francis Bacon como um dos seus expoentes...

12 12 Francis Bacon reagiu ao Modelo de ciência de Aristóteles (Organon): A partir da observação seria possível fazer generalizações A intuição permitiria compreender quais dessas generalizações eram verdades gerais A partir de postulados e definições seria construído um sistema dedutivo, provando todas as demais proposições Esse método permitiria construir uma ciência verdadeira, segura, eterna

13 13 Origens do Método Científico: o método indutivo baconiano Crítica ao método aristotélico: a partir de poucos casos particulares não seria possível obter axiomas gerais confiáveis – salto Novum Organum: a passagem do particular ao geral deveria ocorrer de modo gradativo, fundamentado em fatos, experimentos e amplas observações Francis Bacon ( )

14 14 Origens do Método Científico: o método indutivo baconiano Só há e só pode haver duas vias para a investigação e para a descoberta da verdade.Uma, que consiste no saltar-se das sensações e das coisas particulares aos axiomas mais gerais [...]. Esta é a que ora se segue. A outra, que recolhe os axiomas dos dados dos sentidos e particulares, ascendendo contínua e gradualmente até alcançar, em último lugar, os princípios de máxima generalidade. Este é o verdadeiro caminho, porém ainda não instaurado (Livro I, afor. XIX). Tanto uma como a outra via partem dos sentidos e das coisas particulares e terminam nas formulações da mais elevada generalidade. Mas é imenso aquilo em que discrepam.[...]. Aquela, desde o início, estabelece certas generalizações abstratas e inúteis; esta se eleva gradualmente àquelas coisas que são realmente as mais comuns na natureza (Livro I, afor. XXII).

15 15 Origens do Método Científico: o método indutivo baconiano Indução: ascensão gradativa do particular ao geral, via observação e experiências Observar a natureza, realizar experimentos e a partir dos resultados proceder a uma gradual e contínua generalização: axiomas e conhecimento geral Na constituição de axiomas por meio dessa indução, é necessário que se proceda a um exame ou prova: deve-se verificar se o axioma que se constitui é adequado e está na exata medida dos fatos particulares de que foi extraído, se não os excede [...], se é confirmado com a designação de novos fatos particulares que, por seu turno, irão servir como uma espécie de garantia (Livro I, afor. CVI).

16 16 Origens do Método Científico: o método indutivo baconiano Construção de tabelas, (sem carga teórica inicial) para estudos dos fenômenos : ausência, presença, gradação Compreender os fenômenos usando a indução a partir das tabelas Objetivo da ciência: Melhor compreensão e dominação da natureza A verdadeira e legítima meta das ciências é a de dotar a vida humana de novos inventos e recursos (caráter benevolente/utilitário) Francis Bacon

17 17 Origens do Método Científico: o método indutivo baconiano Obstáculos que dificultam o alcance da verdade: Ídolos da tribo – natureza humana – fragilidade dos sentidos Ídolos da caverna – próprio investigador Cada homem tem uma caverna ou uma cova que intercepta e corrompe a luz da natureza Ídolos do fórum – limitações da linguagem Ídolos do teatro –uso de métodos equivocado

18 18 Atividade 2 1) Quais as principais características do método proposto por Francis Bacon para obtenção do conhecimento? 2) Por que esse método é denominado de indutivo? 3) Que relações você estabelece entre o método baconiano e o método científico discutido anteriormente?

19 19 A continuidade do programa empirista A origem de todo o conhecimento está na experiência A ênfase no experimento fez com que o nome de Bacon fosse relacionado à corrente empirista

20 20 Mas o empirismo não foi algo monolítico Não seguiu inalterado após Bacon Foi incorporado ao positivismo na segunda metade do século XIX Que reforçou ideia de método científico Contestação posterior

21 21 O empirismo Forte entre os britânicos John Locke ( ) Ideias não são inatas Têm origem nos sentidos. Ensaio acerca do Entendimento Humano

22 22 O empirismo George Berkeley ( ) Tratado sobre os princípios do conhecimento humano Ênfase nos sentidos e percepção Ser é ser percebido

23 23 O empirismo David Hume ( ) Percepção é a fonte do conhecimento Desenvolve importante crítica à indução* Mas, afinal, qual o problema com a indução?* Qual o problema com o empirismo?* As experiências não são fundamentais na ciência?*

24 24 De acordo com a postura filosófica adotada os episódios da História da Ciência recebem diferentes interpretações... [fim da parte 1]

25 25 Uma leitura empirista da História da Ciência Visão empirista dominou análises históricas até recentemente e ainda prevalece no senso comum Exemplo: Galileu como referência de uma postura empirista Galileu obteve a lei da queda dos corpos graves a partir do experimento do plano inclinado Experimento como ponto de partida para Lei

26 26 Questionamentos à visão Galileu empirista Galileu usou o método científico em suas pesquisas? Cumpriu a sequência de etapas propostas no método empírico-indutivista? Partiu da observação, acumulou dados e – somente depois disso – criou hipóteses, testou-as e confirmou-as? Como veremos nas aulas de História da Mecânica, os historiadores costumam discordar dessa interpretação...

27 27 A Filosofia da Ciência atual Discorda de uma leitura empirista da História da Ciência* Discorda que haja um método único que possa ser identificado com um procedimento padrão de produção do conhecimento científico...


Carregar ppt "1 Aula 9 – Indução, empirismo e método científico Juliana M. Hidalgo Ferreira DFTE-PPGECNM-UFRN."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google