A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima A Medicina e a Condição Feminina Atendimento Domiciliar, um projeto de vida.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima A Medicina e a Condição Feminina Atendimento Domiciliar, um projeto de vida."— Transcrição da apresentação:

1 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima A Medicina e a Condição Feminina Atendimento Domiciliar, um projeto de vida CREMESP – Dra. Fátima Bastos – 31/03/2011

2 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima O que é atendimento domiciliar? Oportunidade Aparente Ações de saúde desenvolvidas no domicílio do paciente Equipe multidisciplinar a partir do diagnóstico e necessidades do paciente Visa a promoção, manutenção e restauração da saúde em ambiente familiar Favorece o restabelecimento da independência e autonomia -Médico -Enfermeiro -Fisioterapeuta -Assistente Social -Psicólogo -Nutricionista -Fonoaudiólogo

3 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima Histórico Velho Testamento Hebreus XVIIXVIIIXIX Ordem da Virgem Maria – Congregação FemininaIrmãs de Caridade São Vicente de PaulaMetodologia da atividade – Relacionada aos serviços de Enfermagem Serviço inspirou a Florence Nightingale a escrever recomendações para o cuidado de enfermagem em domicílio 1877 Fundada a New York City Mission, precursora do sistema moderno de Home Care

4 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima Cenário Atual Aumento dos custos da assistência médica Regulamentação dos planos de saúde Globalização Competitividade Mudança no perfil do consumidor Aumento da tecnologia disponível

5 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima Cenário Atual Aumento da expectativa de vida França Proporção de idosos de 7 para 14% em 120 anos Diminuição da taxa de natalidade Proporção de idosos de 7 para 14% em 25 anos Brasil

6 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima Tendência do Atendimento Domiciliar Em 2025, o Brasil será o 6º país em população idosa com mais de 35 milhões de pessoas nesta faixa de idade Para a medicina: - Maior necessidade de tratamento de doenças crônicas - Aumento do número de pacientes com incapacidades - Maior custo para sistema de saúde - Alta competitividade no mercado -Falta de Instituições Hospitalares -Altas hospitalares – internações curtas Necessidade de adaptação

7 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima Modalidades de Atendimento Domiciliar Prevenção Assistência Internação Primária, secundária e terciária Diagnóstico, tratamento e monitoramento Tratamento específico/intensivo e monitoramento

8 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima Modalidades de Atendimento Domiciliar Prevenção Primária -Imunização -Educação em saúde de pacientes, cuidadores e familiares Secundária -Detecção de doenças em estágio assintomático -Controle clínico diminuindo número de internações por descompensação aguda Terciária -Detecção de doenças sintomáticas e suas complicações

9 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima Modalidades de Atendimento Domiciliar Assistência Promoção Manutenção Restauração Restabelecimento da autonomia

10 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima Modalidades de Atendimento Domiciliar Internação Maior dependência Casos crônicos Equipamentos hospitalares UTI Domiciliar

11 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima Prontuário do Paciente Histórico do paciente Prescrição Médica Histórico de Enfermagem Prescrição de Enfermagem Evolução Médica Evolução de Enfermagem Anotações de Enfermagem Controle de Sinais Vitais

12 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima Mudanças na Condição Feminina Queda da incidência da pobreza entre mulheres idosas: LOAS – Lei Orgânica de Saúde, BPC – Benefício de Prestação Continuada Participação no mercado de trabalho, aposentadoria e pensão por viuvez Mulheres como chefe de família Redução na dependência Participação financeira na renda familiar

13 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima Perfil do Cuidador 98% Familiar 92% do sexo Feminino (esposas 44% e filhas 31%) 40% Cuidadores: faixa etária – 60/80 anos Patologia dos cuidadores -Lombalgias - Depressão - Hipertensão - Diabetes Mellitus - Doenças Reumáticas

14 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima Regulamentação 1920 – Enfermeiras Visitadoras – Escola de enfermagem Ana Nery 1942 – Serviço Especial de Saúde Pública - SESP 1997 – Unimed Campinas – Auto Gestão 1998 – Regulamentação dos Planos de Saúde ANVISA 1968 – Hospital do Servidor Público do Estado de São Paulo

15 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima A vida tem a cor que você pinta. A.C.S. (Paciente em UTI Domiciliar)

16 CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima Obrigada! Dra Fátima Bastos Se não estivermos em condição de conter a doença, sempre estaremos em condição de aliviar as dores e de povoar a solidão dos doentes. De maneira que eles se recuperem pela força do nosso amor, senão pela eficiência dos remédios. Pe. Virgílio


Carregar ppt "CREMESP – 31/03/2011 Dra. Fátima A Medicina e a Condição Feminina Atendimento Domiciliar, um projeto de vida."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google