A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Planejamento Estratégico Situacional Projeto Político-Pedagógico e Gestão Democrática.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Planejamento Estratégico Situacional Projeto Político-Pedagógico e Gestão Democrática."— Transcrição da apresentação:

1 Planejamento Estratégico Situacional Projeto Político-Pedagógico e Gestão Democrática

2 PPP Projeto Político-Pedagógico Evidencia a ontologia, o método e a metodologia político-pedagógica da escola em razão dos objetivos gerais e locais ou em relação à comunidade escolar e o projeto político local e geral

3 Problemas com o PPP O projeto se reduz a um texto O texto é idealista O texto é feito por um ou alguns iluminados O texto uma vez pronto vai parar na gaveta O texto é importado O texto é imposto O texto não é cumprido

4 GD Gestão Democrática Lei distrital 4751 de 7 de fevereiro de 2012 Dispõe sobre o Sistema de Ensino e a Gestão Democrática do Sistema de Ensino Público do Distrito Federal Eleição de Diretor e Vice e do Conselho Escolar (professores, assistentes, pais, estudantes)

5 Problemas da GD Não é gestão e nem democrática Redução da GD à eleição Após a eleição a parte democrática desaparece Visão limitada sobre a gestão Interferência externa na escola (governo, empresas, sindicato, ongs, políticos) Fraca participação da comunidade escolar

6 PPP com GD Participação da comunidade antes, durante e após os seminários da PPP e as eleições da GD A participação contínua dos pais, estudantes, assistentes e professores em todas as fases dá-lhes a consciência de pertencimento O público torna-se verdadeiramente público quando gerido pelo público A comunidade gere a escola como coisa sua, preciosa e fundamental

7 Planejamento Democrático PES – a participação de TODOS é imprescindível Tem de ser totalmente democrático, ou seja, com vez, voz e voto para toda a comunidade O foco deve ser redirecionado dos objetivos para a comunidade A realização da escola tem de ser a realização de cada membro da comunidade escolar O projeto tem de ter um vínculo histórico, social e político com vistas à transformação social e à realização das necessidades locais e gerais

8 GD, PES, PPP Eleições para diretor Eleições para o conselho escolar Seminário de PPP via PES com a participação da direção e conselho eleitos Execução do PPP pela direção, conselho e professores

9 PES, PPP, GD Seminário de PPP via PES com a comunidade escolar Eleição para Diretor e vice e Conselho ao final do PES PPP desenvolvido com a participação de todos PPP executado com a participação de todos Gestão é verdadeiramente democrática

10 Elementos do PES no PPP e GD Planejar é pensar antes de agir Pensar sistematicamente Pensar com método Explicar cada uma das possibilidades Analisar as vantagens e desvantagens Propor-se objetivos Planejar não é prever mas criar o futuro Pés no presente e olhar no futuro É a mão visível que explora possibilidades quando a mão invisível é incompetente ou não existe

11 Problemas 1. Explicar como nasce e se desenvolve o problema 2. Fazer planos para atacar as causas do problema mediante operações 3. Analisar a viabilidade política do plano ou verificar o modo de construir sua viabilidade 4. Atacar o problema na prática, realizando operações planejadas

12 Primeiro passo Descrever o problema, enumerando precisamente os fatos que mostram que o problema existe Considerar todos os jogadores e como o problema se apresenta a todos VDP – Vetor de Descrição do Problema (D1, D2, D3) descrição segundo jogador

13 Problema 1 Causas (deve-se a) VDP (verifica-se por) OUTROS PROBLEMAS Causas (deve-se a) Consequências (causa impacto em)

14 Atores conhecidos Que posição assume cada ator (interesse, valor, motivação, vetor de peso, matriz de afinidades)

15 Ator desconhecido Atores não declarados, desconhecidos e incertos (Código operacional do ator – vetor de características invariantes), ex. personalista, autoritário, arrogante, egocêntrico, inteligente, imaginativo O conhecimento do código operacional de um ator nos permite prever o espaço de suas possíveis ações, negar determinadas possibilidades e afirmar a probabilidade significativa de outras, fundamentando apostas estratégicas.

16 Operações 1. São desenhadas a partir da seleção dos nós críticos de cada problema; 2. Se falham ou não se realizam, as metas do plano não podem ser alcançadas; 3. Podem ser desenhadas como parte do plano formal; Os atores e as operações são elementos-chave de toda estratégia.

17 Meios estratégicos É o processo de produção das operações. São os meios táticos que ao serem utilizados em sequência na trajetória, tornam-se meios estratégicos. São os meios táticos e estratégicos os seguintes: - Imposição: uso da autoridade e hierarquia - Persuasão: capacidade de sedução do líder - Negociação: Intercâmbio de interesses conflitivos com a outra parte, na disposição de ceder algo se a outra parte também cede. - Mediação: se o conflito de interesses não se resolver pela negociação, chama-se um mediador. - Julgamento em tribunais: conflito de interesses submetido à regras jurídicas. - Coação: ameaças - Confronto: medir forças

18 Tempo As operações do plano só podem produzir efeito esperado se forem realizadas no tempo e na sequência oportunos. O tempo impõe restrições e oferece possibilidades.


Carregar ppt "Planejamento Estratégico Situacional Projeto Político-Pedagógico e Gestão Democrática."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google