A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Participação Juvenil e a Luta por Políticas Públicas de Juventude no Brasil A EXPERIÊNCIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Participação Juvenil e a Luta por Políticas Públicas de Juventude no Brasil A EXPERIÊNCIA."— Transcrição da apresentação:

1 Participação Juvenil e a Luta por Políticas Públicas de Juventude no Brasil A EXPERIÊNCIA

2 E o que é Juventude ? Fase da Vida ? Estado de Espírito? Faixa etária ? Juventude ou juventudes ?

3 Participação Juvenil Necessidade; Construção de Políticas Públicas de Juventude; Garantia das diversidades; Construção de um Estado mais justo e uma nação mais participativa.

4 Participação Juvenil no Brasil Breve resgate: Ditadura militar; Diretas Já; Fora Collor ; 1ª Conferência Nacional de Juventude.

5 A EXPERIÊNCIA DA AJURCC ASSOCIAÇÃO DE JUVENTUDE PELO RESGATE DA CULTURA E CIDADANIA ASSOCIAÇÃO DE JUVENTUDE PELO RESGATE DA CULTURA E CIDADANIA

6 1. Histórico Anos 90 – despertar: juventude em ebulição; Distrito de São José da Mata como cenário Pastoral da juventude do Meio Popular: o início de tudo – contato com o mundo; Movimento Estudantil - retomada dos Grêmios Estudantis

7 Constituição da Associação de Juventude pelo Resgate da Cultura e Cidadania - AJURCC Em 2004 é fundada a AJURCC no Distrito de São José da Mata, com a participação de 40 jovens de ambos os sexos, com idades entre 16 e 29 anos, de origem urbana e rural e com trajetórias de vida semelhantes: pertencentes a um segmento empobrecido. Observar que existe uma íntima relação entre as condições materiais de vida e a participação social e política. O agravamento das condições de vida da maioria da população jovem brasileira incide diretamente no aumento da sensação de insegurança no presente e das incertezas quanto à vida futura.

8 Motivações Desenvolver um trabalho de conscientização visando o protagonismo juvenil, com ações de formação e informação, que seguem basicamente duas vertentes: Sociopolítica – estimulando o desenvolvimento do pensamento crítico e a participação nos processos de formulação de políticas públicas de, para e com a juventude; Artístico-cultural com ênfase na cultura popular e análise de conjunturas. Estas ações foram motivadas principalmente pela carência da juventude local nestes aspectos e pelo desejo de impulsionar ações com vistas ao desenvolvimento de uma sociedade mais justa e igualitária.

9 2. Formas de ação e metodologia 1. Pela trajetória de cada jovem, a AJURCC investiu e investe na Educação Popular 2. Ações de formação e informação sobre: Juventude e Participação Política, Juventude e Governança Participativa Educadores Populares Juvenis Projeto Juventude e Participação Cidadã

10 3. Interlocução com o poder público Formas de interlocução: 1.Canais institucionalizados: Orçamento Participativo (desde 2006) como delegadas a delegados e conselheiros; Conferências municipais, estaduais e federais de juventude com propostas de políticas públicas para o segmento; Conselho Estadual e Nacional de Juventude. 2.Outros canais não institucionalizados como ocupações, manifestações públicas e cartas abertas como forma de pressão para que demandas do segmento sejam atendidas.

11 Articulações Rede de jovens do Nordeste Rede de jovens do Nordeste Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra /MST Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra /MST Programa Mercosul Social e Solidário. Programa Mercosul Social e Solidário.

12 Conquistas e desafios 1. Conquistas Institucionalização do grupo que ajudou no diálogo com o poder público e com outras organizações; Ser considerado como ator pelo poder público em alguns momentos; Ser propositora da 1ª conferência Municipal de Juventude; Autonomia para realizar ações de formação e informação para e com a juventude popular.

13 A 1ª Conferencia Nacional de Juventude Envolveu mais de 400 mil jovens desde processo locais até o nacional; Na etapa nacional participaram jovens de 26 estados, mais o distrito Federal; Se configurou como um espaço diverso das mais variadas formas de viver e se manifestar o ser juvenil; Definição de 70 resoluções e 22 duas prioridades.

14 Conquistas nos Últimos 10 anos Nacionais Consolidação de uma secretaria Nacional de Juventude vinculada e Secretaria–Geral da Presidência da República- 2005; Criação do Conselho Nacional de Juventude – 2005; Criação de mais de 10 conselhos estaduais de juventude; Implantação de centenas de conselhos municipais de juventude em todo o país; Aprovação da (PEC nº. 138/2003) a PEC da Juventude pela câmara de deputados; Criação da Rede Nacional de Conselhos de Juventude; Implantação do Programa de Inclusão de Jovens - PROJOVEM.

15 Conquistas Regionais Instituição de órgãos de PPJs em todos os países do Bloco – Brasil como o mais recente (2005) Criação da Reunião Especializada de Juventude em 2006; Envolvimento das Chancelarias através de seus departamentos de Direitos Humanos e assuntos sociais.

16 2. Desafios Nacionais Aprovação da PEC da Juventude pelo senado Brasileiro; Consolidar uma Política Pública de Juventude no País; Implantação do Plano Nacional de Juventude; Realização da Segunda Conferencia Nacional de Juventude; Consolidar a Rede Nacional de Conselhos de juventude

17 Desafios Regionais Definição conceitual de faixa etária constitui a juventude – não existe consenso; Reunião Especializada de Juventude - REJ como um espaço que represente a diversidade das juventudes da Região; Recursos orçamentários suficientes; Superar as disparidades e formas distintas de lidar com as PPJs nos países do Bloco; Efetivar trocas de experiências quanto as boas práticas de cada governo em PPJs.


Carregar ppt "Participação Juvenil e a Luta por Políticas Públicas de Juventude no Brasil A EXPERIÊNCIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google