A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BNDES Cerealistas. Programa de Incentivo à Armazenagem para Empresas Cerealistas Nacionais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BNDES Cerealistas. Programa de Incentivo à Armazenagem para Empresas Cerealistas Nacionais."— Transcrição da apresentação:

1 BNDES Cerealistas

2 Programa de Incentivo à Armazenagem para Empresas Cerealistas Nacionais

3 Objetivos Apoiar o desenvolvimento e a modernização do setor de armazenagem nacional efetuado por empresas comerciais cerealistas nacionais que trabalham diretamente com o produtor rural integrado e suas cooperativas; e Apoiar o desenvolvimento e a modernização do setor de armazenagem nacional efetuado por empresas comerciais cerealistas nacionais que trabalham diretamente com o produtor rural integrado e suas cooperativas; e

4 Ampliar a capacidade de armazenamento nacional no segmento que atende diretamente ao produtor rural, o que a curto e médio prazos minimizará as pressões logísticas ocorridas nos períodos de safra. Ampliar a capacidade de armazenamento nacional no segmento que atende diretamente ao produtor rural, o que a curto e médio prazos minimizará as pressões logísticas ocorridas nos períodos de safra.

5 Clientes Empresas cerealistas nacionais que exerçam cumulativamente as atividades de secar, limpar, padronizar, armazenar e comercializar produtos in natura de origem vegetal, com Receita Operacional Bruta – ROB anual inferior a R$ 500 milhões. Empresas cerealistas nacionais que exerçam cumulativamente as atividades de secar, limpar, padronizar, armazenar e comercializar produtos in natura de origem vegetal, com Receita Operacional Bruta – ROB anual inferior a R$ 500 milhões.

6 Forma de Apoio Direto Direto Operação realizada diretamente com o BNDES ou através de mandatário (necessária a apresentação de Consulta Prévia). Operação realizada diretamente com o BNDES ou através de mandatário (necessária a apresentação de Consulta Prévia).

7 Indireto Indireto Operação realizada através de instituição financeira credenciada, podendo ser: Operação realizada através de instituição financeira credenciada, podendo ser: instituição financeira credenciada instituição financeira credenciada Automático Automático Não automático (necessária a apresentação de Consulta Prévia) Não automático (necessária a apresentação de Consulta Prévia) Cartão BNDES Cartão BNDES

8 Misto Misto Operação que combina as duas formas anteriores, direto e indireto não automático Operação que combina as duas formas anteriores, direto e indireto não automático

9 Itens Financiáveis Investimentos fixos e semifixos relacionados aos sistemas de processamento e de armazenagem de grãos, de forma conjunta ou isolada Investimentos fixos e semifixos relacionados aos sistemas de processamento e de armazenagem de grãos, de forma conjunta ou isolada

10 Taxa de Juros Custo Financeiro + Remuneração do BNDES + Taxa de Intermediação Financeira + Remuneração da Instituição Financeira Credenciada Custo Financeiro + Remuneração do BNDES + Taxa de Intermediação Financeira + Remuneração da Instituição Financeira Credenciada

11 Custo Financeiro: Taxa de Juros de Longo Prazo-TJLP (exceto em operações com empresas brasileiras sob controle de capital estrangeiro não inseridas no Decreto nº 2.233, de , e alterações posteriores, em que será obrigatória a adoção da Variação da UMBNDES acrescida dos encargos da Cesta de Moedas ou a Variação do Dólar Norte-Americano acrescida dos encargos da Cesta de Moedas) Custo Financeiro: Taxa de Juros de Longo Prazo-TJLP (exceto em operações com empresas brasileiras sob controle de capital estrangeiro não inseridas no Decreto nº 2.233, de , e alterações posteriores, em que será obrigatória a adoção da Variação da UMBNDES acrescida dos encargos da Cesta de Moedas ou a Variação do Dólar Norte-Americano acrescida dos encargos da Cesta de Moedas)Taxa de Juros de Longo Prazo-TJLPCesta de MoedasTaxa de Juros de Longo Prazo-TJLPCesta de Moedas

12 Remuneração do BNDES: 1% a.a. Remuneração do BNDES: 1% a.a. Taxa de Intermediação Financeira: 0,5% a.a. (isenta para operações com MPMEs) Taxa de Intermediação Financeira: 0,5% a.a. (isenta para operações com MPMEs) Remuneração da Instituição Financeira Credenciada: até 3% a.a. Remuneração da Instituição Financeira Credenciada: até 3% a.a.

13 Nível de Participação Até 100%.

14 Prazos Até 96 meses, incluído o prazo de carência de até 36 meses. Até 96 meses, incluído o prazo de carência de até 36 meses.

15 Garantias Negociadas entre a Instituição Financeira Credenciada e o cliente. Negociadas entre a Instituição Financeira Credenciada e o cliente. Não será admitida como garantia a constituição de penhor de direitos creditórios decorrentes de aplicação financeira. Não será admitida como garantia a constituição de penhor de direitos creditórios decorrentes de aplicação financeira.

16 Prazo de Vigência Até 31/03/2012, respeitados os limites orçamentários. Até 31/03/2012, respeitados os limites orçamentários.

17 Encaminhamento O interessado deve dirigir-se à instituição financeira credenciada de sua preferência que informará qual a documentação necessária, analisará a possibilidade de concessão do crédito e negociará as garantias. Após a aprovação pela instituição, a operação será encaminhada para homologação e posterior liberação dos recursos pelo BNDES. O interessado deve dirigir-se à instituição financeira credenciada de sua preferência que informará qual a documentação necessária, analisará a possibilidade de concessão do crédito e negociará as garantias. Após a aprovação pela instituição, a operação será encaminhada para homologação e posterior liberação dos recursos pelo BNDES. instituição financeira credenciada instituição financeira credenciada


Carregar ppt "BNDES Cerealistas. Programa de Incentivo à Armazenagem para Empresas Cerealistas Nacionais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google