A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1. 2 COPPE Diretoria Diretor Luiz Pinguelli Rosa Vice-Diretor Aquilino Senra Martinez Diretor de Assuntos Acadêmicos Edson Hirokazu Watanabe Diretor de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1. 2 COPPE Diretoria Diretor Luiz Pinguelli Rosa Vice-Diretor Aquilino Senra Martinez Diretor de Assuntos Acadêmicos Edson Hirokazu Watanabe Diretor de."— Transcrição da apresentação:

1 1

2 2 COPPE Diretoria Diretor Luiz Pinguelli Rosa Vice-Diretor Aquilino Senra Martinez Diretor de Assuntos Acadêmicos Edson Hirokazu Watanabe Diretor de Planejamento e Administração Guilherme Horta Travassos Diretor de Tecnologia e Inovação Segen Farid Estefen Diretor Adjunto de Tecnologia e Inovação José Carlos Pinto

3 3 Objetivos da COPPE Ensino Pós-Graduação Stricto Sensu Graduação Extensão Pós-Graduação Lato Sensu Pesquisa Básica Aplicada Inovação Diagnósticos Tecnológicos Soluções de Problemas Empresariais Desenvolvimento de Tecnologia de Processos e Produtos Criação de Empresas de Base Tecnológica

4 4 Engenharia Biomédica ( 7 )* Jurandir Nadal - Coordenador Engenharia Civil ( 7 ) Fernando Luiz Bastos Ribeiro - Coordenador Engenharia Elétrica ( 7 ) Antonio Carlos Ferreira – Coordenador Engenharia Mecânica ( 7 ) Fernando Pereira Duda - Coordenador Engenharia Nuclear ( 6 ) Fernando Carvalho da Silva - Coordenador Engenharia Metalúrgica e de Materiais ( 6 ) Achiles Junqueira Dutra - Coordenador Programas da COPPE 12 Programas de Pós-Graduação Engenharia Oceânica (6 ) Theodoro Antoun Netto - Coordenador Planejamento Energético ( 6 ) Marco Aurélio Vasconcellos de Freitas - Coordenador Engenharia de Produção ( 6 ) Samuel Jurkiewicz - Coordenador Engenharia Química ( 7 ) Paulo Laranjeira da Cunha Lage - Coordenador Engenharia de Sistemas e Computação ( 7) Geraldo Zimbrão - Coordenador Engenharia de Transportes ( 5 ) Márcio de Almeida D´Agosto - Coordenador * - Nota da avaliação CAPES para o triênio 2007 – 2009.

5 5 Programas da COPPE Para 2014 a COPPE está criando um novo: Programa de Engenharia da Nanotecnologia Sergio Alvaro de Souza Camargo Junior - Coordenador

6 6 Cursos de graduação em colaboração com a Escola Politécnica Engenharia de Petróleo Engenharia de Controle e Automação Engenharia de Computação e Informação Engenharia Ambiental Engenharia Mecânica Engenharia Metalúrgica Engenharia Naval e Oceânica Engenharia Elétrica Engenharia Eletrônica Engenharia Nuclear

7 7 120 Laboratórios Parque Tecnológico LabOceano Lab. Visualização Científica 2 Incubadoras Empresas de Base Tecnológica Cooperativas Populares Núcleo de Computação de Alto Desempenho Infraestrutura Física de Pesquisa

8 8 350 Docentes Doutores Dedicação Exclusiva Alunos 1600 M. Sc. (600 Bolsistas) D. Sc. (500 Bolsistas) 335 Técnicos Administrativos Pessoal

9 9 Produção Acadêmica 360 Dissertações de Mestrado (2012) 172 Teses de Doutorado (2012) 1705 Artigos Publicados (2011)

10 10 Interface COPPE – Empresas Estrutura de Suporte Profissional Agilidade na Contratação Garantia Contratual de Confidencialidade COPPE IDEA: Formatação de novas empresas Interação com Empresas

11 11 Projetos de Interação com a Sociedade Setores Industriais Petróleo e Gás Naval e Offshore Energia Química e Biotecnologia Mineração e Siderurgia Setores Governamentais Planejamento de Políticas Públicas Tecnologia da Informação Gestão de Transportes Tecnologias Sociais Setores de Serviços Telecomunicações Construção Civil Software Gestão de Processos

12 12 Cooperação COPPE - PETROBRAS Estruturas Offshore (foco inicial da cooperação) Controle e Robótica Lab. Tecnologia Submarina CE COPPE/CEGEQ: Treinamento de recursos humanos para a indústria de petróleo e gás da América Latina - Meio Ambiente e Geoquímica contratos realizados Lab Oceano contratos realizados Lab. Corrosão, Soldagem e Ensaios Não Destrutivos Indústria de Petróleo e Gás

13 13 Monitoramento da Vibração de Riser Laboratório de Estruturas

14 14 Hidrodinâmica de Estruturas Flutuantes Análises de Equipamentos Offshore e Instalações em Águas Profundas Avaliação de Protótipos Lab Oceano

15 15 Lab. Tecnologia Submarina Integridade de Dutos e Risers Confiabilidade de Equipamentos Submarinos Recifes Artificiais para Descomissionamento

16 16 Lab. Visualização Científica Rede Galileu Modelo de integração acadêmica e industrial, apoiado pela implantação de um rede nacional de computação de alto desempenho e visualização. Maior computador da América Latina e um dos 40 maiores do mundo: Capacidade de processamento: 80 TFlop/s

17 17 Tecnologias para o Pré-Sal

18 18 Engenharia de Reservatório Geomecânica de Poços Simulação Computacional

19 19 Sensores de Pressão, Temperatura e Vazão Confiabilidade das Operações Gestão Integrada da Produção Simulação do colapso de tubos de revestimento de poços ( casing ) 7500 MPa Poços

20 20 Energia Elétrica Sistemas elétricos de potência, Transmissão de Energia a Muito Longa Distância Fontes de Energia Renováveis Planejamento Energético: Economia de Energia e Gestão Microrredes e Redes Inteligentes

21 21 Tecnologias do Hidrogênio Ônibus Híbrido : Eletricidade e Hidrogênio Pilha a Combustível (Hidrogênio) + Bateria Motor a Etanol + Bateria Somente Bateria Capacidade: 64 passageiros COPPE - PETROBRAS FINEP

22 22 Energia das Ondas: Eletricidade e Dessalinização

23 Conversor de Energia de Ondas em Elétrica, potência de pico = 50 kW Porto de Pecém – Fortaleza 1 m 12 m Geração de Eletricidade a Partir de Ondas

24 24 Energia Nuclear Controle e supervisão das usinas nucleares Angra 1 e 2 Conservação de alimentos Medicina nuclear

25 25 Produção de biodiesel de óleos residuais O volume de óleo descartado pela população do Rio de Janeiro varia de 19 a 27 milhões de litros por ano Biodiesel

26 Biocombustíveis Produção; Qualidade; Teste

27 Transportes – Tecnologias Veiculares - Testes Teste de sistemas de propulsão; Testes de combustíveis. Diesel-hidráulico Diesel-gás Diesel-elétrico

28 28 Mecânica – Ensaios em Bancada Dinamométrica - LMT MOTORES ASTM-CRF (CETANO E OCTANO) ENSAIOS DE COMBUSTÍVEIS AUTOMOTIVOS CONTROLE DE EMISSÃO DE HIDROCARBONETOS

29 Novos Materiais – IVIG

30 30 Redes Veiculares Aplicações de transferência de dados par-a-par Redes Veiculares em Cenários de Conexão Intermitente Aplicações para Cidades Inteligentes –Monitoração de tráfego oportunista usando redes

31 Logística verde e transporte sustentável; Logística reversa e gestão de resíduos Gestão da cadeia de suprimentos e análise de ciclo de vida Logística Verde e Logística Reversa

32 32 Trem de Levitação Magnética Trem de levitação magnética usando supercondutores de alta temperatura. Protótipo a ser instalado na Ilha do Fundão Futura ligação entre os aeroportos do Galeão e Santos Dumont

33 33 Robô Submarino Veículo submarino de controle remoto Pesquisa da biodiversidade marinha na Península Antártica Operação a 500 m de profundidade ou 20 C negativos

34 34 Aproveitamento Energético de Resíduos Converter lixo em energia elétrica - térmica ou mecânica. Geração de emprego e redução da poluição. No Brasil, potencial energético do lixo é maior que o das usinas do Complexo do Rio Madeira.

35 35 Mudança Climática IVIG – planejamento e tecnologias para a redução de emissões. Forum Brasileiro de Mudança Climática sediado na COPPE 4 Professores participam da elaboração do Relatório IPCC sobre Energia Renovável (Nobel da Paz de 2007).

36 36 COPPE IDEA P, D & I - Seleção de pesquisas em andamento com potencial de sucesso no mercado. Estruturação de empresas de base tecnológica. Participação no retorno financeiro

37 37 Tecnologias de Ponta Processos de fabricação de micro-partículas de PVA para embolização de tumores Micro-partículas injetáveis que impedem o fluxo sangüíneo em tumores Tintas e revestimentos baseados em Nióbio. Pinturas com tintas contendo Nióbio depositadas termicamente para proteger equipamentos que operam em ambientes corrosivos Produção de Hidrogênio por pirólise de gás natural Produção de Hidrogênio de alta pureza e com baixo resíduo de carbono

38 38 Cooperação com a China Em janeiro de 2009, a COPPE inaugurou o Centro Brasil- China de Mudança Climática, Energia e Tecnologias Inovadoras Objetivo: promover a cooperação tecnológica e acadêmica entre a COPPE e a Universidade de Tsinghua. Criado com o apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), o Centro está sediado na Universidade de Tsinghua, em Pequim, onde mantém um escritório para coordenar suas atividades e estabelecer contatos com empresas brasileiras e chinesas.

39 39


Carregar ppt "1. 2 COPPE Diretoria Diretor Luiz Pinguelli Rosa Vice-Diretor Aquilino Senra Martinez Diretor de Assuntos Acadêmicos Edson Hirokazu Watanabe Diretor de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google