A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CURSO DE PLANTIO FLORESTAL APOIO NO GERENCIAMENTO DA EXECUÇÃO DO PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO FLORESTAL DO VALE DO PARNAÍBA PDFLOR-PI.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CURSO DE PLANTIO FLORESTAL APOIO NO GERENCIAMENTO DA EXECUÇÃO DO PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO FLORESTAL DO VALE DO PARNAÍBA PDFLOR-PI."— Transcrição da apresentação:

1 CURSO DE PLANTIO FLORESTAL APOIO NO GERENCIAMENTO DA EXECUÇÃO DO PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO FLORESTAL DO VALE DO PARNAÍBA PDFLOR-PI

2 Módulo I – IMPLANTAÇÃO FLORESTAL INTRODUÇÃO PLANEJAMENTO E PREPARO DA ÁREA

3 PRINCIPAIS OPERAÇÕES: DESMATAMENTO E APROVEITAMENTO DA MADEIRA CONSTRUÇÃO DE ESTRADAS E ACEIROS ENLEIRAMENTO OU ENCOIVARAMENTO QUEIMA DAS LEIRAS REVOLVIMENTO DO SOLO COMBATE À FORMIGA DESENLEIRAMENTO SULCAMENTO E/OU COVEAMENTO LIMPEZA DO TERRENO PREPARO DO SOLO PARA O PLANTIO IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA PLANEJAMENTO

4 FATORES IMPORTANTES DEVE SER DEFINIDO ANTES DO PLANTIO PROPRIAMENTE DITO: ESPAÇAMENTO DO PLANTIO OPERAÇÕES DE MANEJO TRATOS CULTURAIS ADUBAÇÃO DAS MUDAS LOCALIZAÇÃO DE ESTRADAS E ACEIROS DIMENSIONAMENTO DE TALHÕES O SUCESSO DE UM PLANTIO E A OBTENÇÃO DE POVOAMENTOS PRODUTIVOS E COM MADEIRA DE QUALIDADE É DEFINIDO PELAS SEGUINTES PRÁTICAS SILVICULTURAIS: ESCOLHA E LIMPEZA DA ÁREA CONTROLE DE PRAGAS E DOENÇAS CUIDADO NO PLANTIO TRATOS CULTURAIS IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PLANEJAMENTO

5 A FORMIGA É A PRAGA QUE CAUSA OS MAIORES PREJUÍZOS AO EMPREENDIMENTO FLORESTAL PODE DESTRUIR PLANTIOS INTEIROS O EUCALIPTO, POR EXEMPLO, MORRE APÓS O TERCEIRO DESFOLHAMENTO O PRIMEIRO COMBATE DEVE SER FEITO ANTES DO REVOLVIMENTO DO SOLO, DE MODO A FACILITAR A LOCALIZAÇÃO DOS OLHEIROS IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA COMBATE À FORMIGA Ataque por formigas cortadeiras

6 Acromyrmex spp. ESTRUTURA DOS FORMIGUEIROS : IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA COMBATE À FORMIGA

7 Atta spp. ESTRUTURA DOS FORMIGUEIROS : IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA COMBATE À FORMIGA

8 FORMICIDAS OS FORMICIDAS ENCONTRADOS NO MERCADO SÃO DISPONÍVEIS DAS SEGUINTES FORMAS: Líquidos Termonebuláveis Pó seco Iscas Granuladas IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA COMBATE À FORMIGA

9 ISCAS GRANULADAS SÃO AS MAIS UTILIZADAS NA ÁREA FLORESTAL DEVIDO À: OS DOIS PRINCÍPIOS ATIVOS MAIS USADOS PARA A PRODUÇÃO DE ISCAS ENCONTRADOS NO COMÉRCIO SÃO: FÁCIL APLICAÇÃO BAIXO CUSTO ALTO RENDIMENTOEM ÁREAS LIMPAS MENOR PERIGOAOS APLICADORES SULFLURAMIDAFIPRONIL IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA COMBATE À FORMIGA

10 A LIMPEZA DO TERRENO PARA O PLANTIO CORRESPONDE ÀS OPERAÇÕES DE: DERRUBADA DA VEGETAÇÃO ENLEIRAMENTO DOS RESÍDUOS REMOÇÃO DOS RESÍDUOS IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA LIMPEZA DO TERRENO

11 CORRENTÃO É UTILIZADO EM ÁREAS COM VEGETAÇÃO MAIS FRACA (DIÂMETRO INFERIOR A 45 cm), SEM PEDRAS OU DEPRESSÕES, DE DECLIVIDADE SUAVE E DENSIDADE INFERIOR A ÁRVORES POR HECTARE COM UMA CORRENTE PESADA, PUXADA POR DOIS TRATORES DE ESTEIRAS, PASSA-SE SOBRE A ÁREA, CORTANDO O DECLIVE EM FAIXAS DE 25 A 50 METROS E, NOVAMENTE EM ARREPIO, PARA FACILITAR A TRABALHO DE ENLEIRAMENTO EM ÁREAS LEVES DOIS TRATORES DE PNEUS COM PROTEÇÕES NAS RODAS E PESOS PODEM REALIZAR UM BOM TRABALHO COM CORRENTES NÃO MUITO LONGAS IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA LIMPEZA DO TERRENO

12 IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA LIMPEZA DO TERRENO Esquema de derrubada com Correntão

13 CORRENTÃO A CORRENTE DEVE TER UM COMPRIMENTO TOTAL DE 90 A 150 M, LEVANDO-SE EM CONTA QUE SEU TAMANHO DEVA SER DE DUAS A TRÊS VEZES A DISTÂNCIA ENTRE AS MÁQUINAS SEU PESO DEVE VARAR DE 50 A 120 KG/M A CADA 30 METROS E NO ENGATE DAS MÁQUINAS DEVEM HAVER DESTORCEDORES, DE MODO A EVITAR RUPTURAS DEVIDO À NECESSIDADE DE GRANDES DISTÂNCIAS PARA QUE ESTE TRABALHO SE TORNE ECONÔMICO, É RECOMENDADO O USO EM ÁREAS COM MAIS DE 400 HA, ONDE SEU RENDIMENTO É DE 2 A 4 HA/HORA IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA LIMPEZA DO TERRENO

14 LÂMINA KG PARA A VEGETAÇÃO MAIS PESADA, A LÂMINA KG FAZ O CORTE DAS ÁRVORES A BAIXA ALTURA POSTERIORMENTE, É FEITO O ARRANCAMENTO DOS TOCOS COM O STUMPER E O ENLEIRAMENTO DAS ÁRVORES DERRUBADAS IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA LIMPEZA DO TERRENO Trator de Esteira Equipado com Lâmina KG

15 LÂMINA BULLDOZER EMPRESAS COM MENOS RECURSOS UTILIZAM ESSE TIPO DE LÂMINA PARA DESMATAMENTO, ACOPLADA AO TRATOR DE ESTEIRAS OU PNEUS POR SER PREPARADA PARA A TERRAPLANAGEM, OCORRE ACÚMULO DE MATERIAL ORGÂNICO E PARTE DO SOLO EM LEIRAS IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA LIMPEZA DO TERRENO

16 LÂMINA BULLDOZER SE HOUVER NA ÁREA A SER DESMATADA MADEIRA PARA SERRARIA, ESTA DEVE SER RETIRADA ANTES DA DERRUBADA O RESTANTE DA MADEIRA DEVE SER APROVEITADA PARA LENHA, DE MODO A DIMINUIR OS CUSTOS DE PREPARO DA ÁREA E PARA NÃO DESPERDIÇAR MATERIAL IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA LIMPEZA DO TERRENO

17 PARA A OPERAÇÃO DE ENLEIRAMENTO DEVE-SE DAR PREFERÊNCIA AO USO DO ANCINHO ENLEIRADOR, DE MODO A NÃO LEVAR A CAMADA SUPERFICIAL DO SOLO PARA AS LEIRAS A TERRA DAS LEIRAS FAVORECE O APARECIMENTO DE FORMIGAS IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA LIMPEZA DO TERRENO Ancinho Enleirador

18 PLANTIO É UMA DAS OPERAÇÕES MAIS IMPORTANTES PARA O SUCESSO DA IMPLANTAÇÃO DE FLORESTAS PODE SER MECANIZADO, MANUAL OU SEMI-MECANIZADO, DEPENDENDO DA TOPOGRAFIA, RECURSOS FINANCEIROS E DISPONIBILIDADE DE MÃO-DE-OBRA E/OU EQUIPAMENTOS IMPLANTAÇÃO FLORESTAL INTRODUÇÃO

19 RELEVO PLANO EM ÁREAS DE RELEVO PLANO E COM MATA FECHADA OU ABUNDÂNCIA DE ÁRVORES E ARBUSTOS O PREPARO DO SOLO DEVE PROCEDER DA SEGUINTE MANEIRA: RETIRADA DAS PLANTAS GRADE ARADORADESTOCA EM ALGUNS CASOS, AS PLANTAS PODEM SER FACILMENTE DERRUBADAS E INCORPORADAS AO SOLO SIMPLESMENTE COM O USO DA GRADE ARADORA IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA SUBSOLAGEM

20 RELEVO MUITO INCLINADO EVITAR AO MÁXIMO A RETIRADA DA COBERTURA VEGETAL EXISTENTE PARA PREVENIR O SURGIMENTO DE EROSÕES DESTA FORMA, A ALTERNATIVA VIÁVEL PARA O REFLORESTAMENTO DE EUCALIPTO É O PLANTIO EM COVAS QUANDO A ÁREA AINDA PERMITIR O TRABALHO DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS, AS COVAS PODEM SER FEITAS POR MEIO DE BROCA PERFURATRIZ ACOPLADA À TOMADA DE FORÇA DO TRATOR ESTA COVA NÃO DEVE TER DIMENSÕES INFERIORES A 30 X 30 X 30 (cm) CASO NÃO SEJA POSSÍVEL A ABERTURA MECÂNICA DAS COVAS, ESTAS PODEM SER FEITAS MANUALMENTE COM O AUXÍLIO DE CAVADORES IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA

21 IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA PREPARO DO SOLO PARA O PLANTIO GRADE BEDDING PRÓPRIA PARA ATIVIDADES FLORESTAIS POSSUI 6 DISCOS DE 32 POR 1,27 cm DE ESPESSURA, PESA ATÉ kg E É TRACIONADA POR TRATORES DE 140 HP DE ESTEIRAS OU PNEUS COM TRAÇÃO 4X4 UMA DAS RAZÕES PARA SER UTILIZADA DE FORMA FREQUENTE NA REFORMA DE POVOAMENTOS É QUE ONDE O CENTRO DA GRADE PASSA SOBRE OS TOCOS, SUFOCANDO-OS COM O CAMALEÃO, A REBROTA É EVITADA CAMALEÃO

22 IMPLANTAÇÃO FLORESTAL PREPARO DA ÁREA PREPARO DO SOLO PARA O PLANTIO CULTIVO MÍNIMO DO SOLO CONSISTE EM REVOLVER O SOLO O MÍNIMO NECESSÁRIO, MANTENDO OS RESÍDUOS VEGETAIS (DA CULTURA E DE PLANTAS INVASORAS) COMO COBERTURA MORTA NAS PLANTAÇÕES FLORESTAIS É PREVISTA A REALIZAÇÃO DE UM PREPARO LOCALIZADO APENAS NA LINHA OU NA COVA DE PLANTIO DEVIDO AO AMPLO ESPAÇAMENTO DO PLANTIO, EM GERAL DE 3 METROS ENTRE AS LINHAS, O VOLUME DE SOLO REVOLVIDO É BEM MENOR DO QUE O REALIZADO PARA CULTURAS ANUAIS Implemento Usado para Cultivo Mínimo

23 FINAL DA APRESENTAÇÃO - MÓDULO I - Contato: Eng. Florestal Dartagnan Reichert Gorniski Coordenador local do Progr. Desenv. Florestal do Piauí Fones: (86) e (86)


Carregar ppt "CURSO DE PLANTIO FLORESTAL APOIO NO GERENCIAMENTO DA EXECUÇÃO DO PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO FLORESTAL DO VALE DO PARNAÍBA PDFLOR-PI."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google