A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O que é Planejamento e Controle Os diferentes aspectos do Planejamento e Controle podem ser vistos como representando a conciliação entre fornecimento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O que é Planejamento e Controle Os diferentes aspectos do Planejamento e Controle podem ser vistos como representando a conciliação entre fornecimento."— Transcrição da apresentação:

1 O que é Planejamento e Controle Os diferentes aspectos do Planejamento e Controle podem ser vistos como representando a conciliação entre fornecimento e demanda. são as atividades que conciliam fornecimento e demanda. Fornecimento de produtos e serviços Recursos de Produção Planejamento e Controle Demanda de produtos e serviços Consumidores da Operação Produtiva

2 Natureza do Planejamento e Controle Conciliar = (reconciling) harmonizar. Daniel Moreira: PCP = Programação e Controle da Produção, que tem por objetivos: 1 - Atender a qualidade especificada 2 - Níveis altos de produtividade 3 - Redução de estoques 4 - Redução de custos operacionais 5 - Altos níveis de atendimento a cliente

3 Natureza do Planejamento e Controle Fornecimento de produtos e serviços Recursos de Produção Os Recursos de Produção devem estar: - na quantidade certa; - no tempo adequado; - no nível de qualidade adequado. Exemplo Aula: - Planejamento pelo Professor e alunos. - Data, local e recursos reservados. - Ementa, conteúdo programático e livro-base conhecidos. - Nível de ruído baixo. - Interrupções e desvios de atenção minimizados. - Velocidade da aula possível de acompanhar. - Alta freqüência e alta participação.

4 Diferenças entre Planejamento e Controle: são as atividades que conciliam fornecimento e demanda. Planejamento e Controle Planejamento - Conjunto de intenções. Plano, formalização de uma previsão, declaração de intenções, expectativa, esperança. Controle - Conjunto de ações que visam o direcionamento do plano. Processo de lidar com variáveis sobre o plano, intervenção na produção para cumprir o objetivo final, conserto, rearranjo, ajuste, adaptação.

5 As atividades de Planejamento e Controle da Produção proporcionam: - os sistemas - os procedimentos - as ações e - as decisões que conciliam fornecimento e demanda. são as atividades que conciliam fornecimento e demanda. Planejamento e Controle

6 Limitações à tarefa de Planejamento e Controle: - Custos; - Capacidade; - Tempo; - Qualidade. são as atividades que conciliam fornecimento e demanda. Planejamento e Controle

7 Equilíbrio entre Planejamento e Controle: Controle/Planejamento Planejamento Controle Tempo - previsões de demanda, - determinação de recursos, e - estabelecimento de objetivos financeiros e operacionais. Ao longo do tempo, há variações em:

8 A natureza da demanda e do fornecimento Incerteza no Fornecimento: Previsíveis e cumprem o plano: - acessórios para montagens; - horários de TV; - aulas na Faculdade; - A Voz do Brasil; - Falham em cumprir o plano: - horários de show; - serviços de autônomos: pedreiro, carpinteiro, bombeiro, mecânico, lanterneiro e serralheiro; - início e término de palestras; - consultas médicas; -

9 A natureza da demanda e do fornecimento Incerteza na Demanda: Previsíveis e cumprem o plano: - Restaurante industrial; - número de passageiros em ônibus fretado, excursão; - número de clientes no consultório no dia; - Falham em cumprir o plano: - número de refeições servidas em self-service; - consumo de produtos de prateleira: alimentação e roupas; - número de procura por acessório específico de carro; -

10 A natureza da demanda e do fornecimento Incerteza no Fornecimento e na Demanda: Fatores de Previsibilidade: - histórico; - reserva e venda antecipada; - força de contrato; - lei; - feriados religiosos e cívicos - comunicação. Fatores de Variação: - variações do tempo (clima); - propaganda; - promoção; - feriado eventuais (morre uma autoridade famosa); - evento político e econômico. - jogo seleção brasileira na Copa.

11 Demanda dependente e independente: Demanda Dependente: - Pedidos futuros firmes. Demanda com dependência de fatores conhecidos. Ex.: Fábrica de pneus, Alta costura e Restaurante a la carte. Demanda Independente: - Pedidos incertos, sem detalhe de tipo, tamanho, cor ou quantidade. Ex.: Produção de refrigerante.

12 Demanda dependente : Se serão montados 5 carros no dia, então há necessidade de entrega de 25 pneus. Demanda dependente, por exemplo, armazém de pneus em fábrica de carros Demanda de pneus ditada pelo número planejado de carros feitos

13 Natureza do Planejamento e Controle 2 - A natureza da demanda e do fornecimento Venda de pneus. Pode-se variar em uma loja de zero a 100 pneus, por exemplo, de diferentes alturas, larguras, frisos e fabricantes. Demanda de pneus é grandemente ditada por fatores aleatórios Demanda independente, por exemplo, serviço de troca de pneus.

14 Resposta a Demanda: Material para construção. Serviço a la carte Cinema.

15 Razão P:D P - tempo total de processo; tempo total de espera pelo produto; tempo de obter recursos, produzir e entregar; D - tempo de demanda, variável com o tipo de operação. Fazer Comprar Entregar pedido

16 Razão P:D P = D P:D = 1 P > D P:D > 1 P >> D P:D >> 1 Obter recursos contra pedido Fazer contra pedido Fazer para Estoque Quando P é maior que D, existem operações que são especulativas. Reduzir a razão P:D significa diminuir o risco do Planejamento e Controle da Produção.

17 Natureza do Planejamento e Controle 2 - A natureza da demanda e do fornecimento Razão P:D P = D P:D = 1 P > D P:D > 1 P >> D P:D >> 1 Obter recursos contra pedido Fazer contra pedido Fazer para Estoque Fazer Comprar Entregar P = D D P D P Pág. 327

18 Natureza do Planejamento e Controle Natureza do Planejamento e Controle 1 - O que é Planejamento e Controle. 2 - A natureza da demanda e do fornecimento Demanda dependente e independente; Respostas à demanda; Razão P:D; Ciclo Comprar-Fazer-Entregar. 3 - Tarefa de Planejamento e Controle Atividades para conciliar volume e tempo (carregamento-seqüenciamento-programação).

19 Natureza do Planejamento e Controle 3 - Tarefa de Planejamento e Controle Atividades Objetivo é conciliar o fornecimento e a demanda em termos de volume e tempo (e qualidade). - Carregamento - determinação do volume com o qual a operação produtiva pode trabalhar. - Seqüência - determinação da prioridade das tarefas a serem desempenhadas. - Programação - decisão sobre o momento de início e fim de cada tarefa.

20 Natureza do Planejamento e Controle 3 - Tarefa de Planejamento e Controle Carregamento - Carregamento - é a quantidade de trabalho alocada para um centro de trabalho. Descontar: feriados, fins-de-semana, horário de parada, limpeza, combustível, lubrificação, manutenção, set-up, tempo para trocas/montagens ou seja a taxa de utilização ou a taxa de disponibilidade. Há duas abordagens para Carregamento: - Carregamento Finito e - Carregamento Infinito.

21 Natureza do Planejamento e Controle 3 - Tarefa de Planejamento e Controle Carregamento Finito - somente aloca trabalho a um centro de trabalho até um limite estabelecido. É relevante para operações onde: - é possível limitar a carga. Ex.: marcação de hora médico, cabeleireiro. - é necessário limitar o carregamento. Ex.: número de passageiros no avião por questões de segurança. - o custo da limitação da carga não é proibitivo. Ex.: fila finita de pedidos de carros importados.

22 Natureza do Planejamento e Controle 3 - Tarefa de Planejamento e Controle Carregamento Infinito - não limita a aceitação de trabalho, tenta responder a demanda. É relevante para operações onde: - não é possível limitar a carga. Ex.: serviço de emergência em um hospital. - não é necessário limitar o carregamento. Ex.: flexibilidade em fast-food. - o custo da limitação da carga é proibitivo. Ex.: não se recusa clientes no banco.

23 Natureza do Planejamento e Controle 3 - Tarefa de Planejamento e Controle Carregamento Finito e Infinito

24 Natureza do Planejamento e Controle 3 - Tarefa de Planejamento e Controle Seqüenciamento - ordem em que as tarefas deverão ser executadas. Regras para seqüenciamento: 1 - Prioridade ao consumidor. Ex.: Cliente ouro, sala VIP, crianças, idosos, mulheres grávidas, reclamantes. 2 - Data prometida: flexibilidade para urgências e antecipar pedidos, possíveis problemas com produtividade. 3 - LIFO (UEPS): Ex.: carga de meios de transporte. 4 - FIFO (PEPS): Ex.: serviços que atendem por fila ou senhas, produtos perecíveis. É difícil flexibilizar o atendimento quando a fila é visível aos consumidores, por exemplo atender urgências ou clientes especiais.

25 Natureza do Planejamento e Controle 3 - Tarefa de Planejamento e Controle Seqüenciamento - ordem em que as tarefas deverão ser executadas. Regras para seqüenciamento: 5 - Operação mais longa em primeiro: Ex.: garantir alta produtividade. 6 - Operação mais curta em primeiro: Ex.: fazer fluxo de caixa rápido, conciliar tempo de atendimento e espera.

26 Natureza do Planejamento e Controle 3 - Tarefa de Planejamento e Controle Programação - cronograma detalhado para início e fim das tarefas, programas são declarações de volumes e horários. Ex.: Horários dos ônibus, hora a cada ponto. - Gráfico de Gantt (tabela de tempos)

27 Natureza do Planejamento e Controle 3 - Tarefa de Planejamento e Controle Programação - Gráfico de Gantt (tabela de tempos)

28 Programação para Frente e para Trás Programação Para Frente - logo que ele chega. Para Trás - no último momento possível, sem atraso.

29 Programação para Frente e para Trás Programação Uma aniversariante entra na Padaria Pão com Manteiga às 10:00h e encomenda um bolo Floresta Negra para pegar às 18:00h daquele dia. A dona da padaria (e confeiteira) sabe que leva 1 hora para amassar, mais 40 minutos para assar, 30 minutos para preparar recheio, morangos e cobertura de chocolate, e 45 minutos para aplicar o recheio, glacê e cobertura, 15 minutos de decoração final e embalagem. Se a programação for feita para frente a que horas será terminado o bolo? Se a programação for feita para trás a que horas deverá ser iniciado o trabalho de amassar o bolo?

30 Não deixe para amanhã o que pode ser feito hoje! Deixe para amanhã, o que não precisa ser feito hoje! Talvez amanhã não precise. Zzzz...

31 Programação Empurrada e Puxada Programação Prá mim? Mas eu não pedi. Cliente Fornecedor Solicitação

32 Regra de Johnson Programação Primeiro Centro - Tarefa de menor tempo primeiro. Segundo Centro - Tarefa de maior tempo primeiro.

33 Programação Oficina do 3o. Ano Início do Trabalho de hoje às 7:00h (agora). Horário de trabalho 07: :00h, set-up torno 15 min. Duas Máquinas trabalham em seqüência: - torno; - fresa. Existem 4 ordens de serviço a serem executadas. Faça a programação dos trabalhos! OrdemPeça Torno (h)Fresa (h) Data Prometida 1 - Cilindro 10 3 Amanhã 13:00h 2 - Esquadria 2 8 Amanhã 10:00h 3 - Dobradiça 5 5 Depois de amanhã 08:00h 4 - Maçaneta 7 2 Depois de amanhã 07:00h

34 Programação Padrões de Trabalho Fornecimento de Energia Elétrica Energia Elétrica - kWh Horas no Dia Atendimento a quebra de fios Madrugada Tarde Noite Manhã

35 Efeito do Volume - Variedade Resposta a demanda (lenta/rápida) Horizonte de planejamento (curto/longo) Decisões de projeto (tempo/volume) Decisões de controle (detalhadas/agregadas)

36 Regra de Johnson 3.3- Programação Primeiro Centro - Tarefa de menor tempo primeiro. Segundo Centro - Tarefa de maior tempo primeiro. Impressão Encadernação A B C D E F Impressão Encadernação 320min BEFCAD

37 Um pintor deseja copiar quadros e emoldurar. Os tempos estimados são:

38 3.3- Programação Oficina do 3o. Ano Início do Trabalho de hoje às 7:00h (agora). Horário de trabalho 07: :00h, set-up torno 15 min. Duas Máquinas trabalham em seqüência: - torno; - fresa. Existem 4 ordens de serviço a serem executadas. Faça a programação dos trabalhos! OrdemPeça Torno (h)Fresa (h) Data Prometida 1 - Cilindro 10 3 Amanhã 13:00h 2 - Esquadria 2 8 Amanhã 10:00h 3 - Dobradiça 5 5 Depois de amanhã 08:00h 4 - Maçaneta 7 2 Depois de amanhã 07:00h

39 4 - Efeito do Volume - Variedade Resposta a demanda (lenta/rápida) Horizonte de planejamento (curto/longo) Decisões de projeto (tempo/volume) Decisões de controle (detalhadas/agregadas) Projetos de Arquiteto vs. Energia Elétrica

40 5- Padrões de Trabalho Padrões de Trabalho Fornecimento de Energia Elétrica Energia Elétrica - kWh Horas no Dia Atendimento a quebra de fios Madrugada Tarde Noite Manhã

41 Programação para Frente e para Trás 3.3- Programação Uma aniversariante entra na Padaria Pão com Manteiga às 10:00h e encomenda um bolo Floresta Negra para pegar às 18:00h daquele dia. A dona da padaria (e confeiteira) sabe que leva 1 hora para amassar, mais 40 minutos para assar, 30 minutos para preparar recheio, morangos e cobertura de chocolate, e 45 minutos para aplicar o recheio, glacê e cobertura, 15 minutos de decoração final e embalagem. Se a programação for feita para frente a que horas será terminado o bolo? Se a programação for feita para trás a que horas deverá ser iniciado o trabalho de amassar o bolo?

42 Regra de Johnson 3.3- Programação Primeiro Centro - Tarefa de menor tempo primeiro. Segundo Centro - Tarefa de maior tempo primeiro. Impressão Encadernação A B C D E F Impressão Encadernação 320min BEFCAD

43 Um pintor deseja copiar quadros e emoldurar. Os tempos estimados são:

44 3.3- Programação Oficina do 3o. Ano Início do Trabalho de hoje às 7:00h (agora). Horário de trabalho 07: :00h, set-up torno 15 min. Duas Máquinas trabalham em seqüência: - torno; - fresa. Existem 4 ordens de serviço a serem executadas. Faça a programação dos trabalhos! OrdemPeça Torno (h)Fresa (h) Data Prometida 1 - Cilindro 10 3 Amanhã 13:00h 2 - Esquadria 2 8 Amanhã 10:00h 3 - Dobradiça 5 5 Depois de amanhã 08:00h 4 - Maçaneta 7 2 Depois de amanhã 07:00h

45 4 - Efeito do Volume - Variedade Resposta a demanda (lenta/rápida) Horizonte de planejamento (curto/longo) Decisões de projeto (tempo/volume) Decisões de controle (detalhadas/agregadas) Projetos de Arquiteto vs. Energia Elétrica

46 5- Padrões de Trabalho Padrões de Trabalho Fornecimento de Energia Elétrica Energia Elétrica - kWh Horas no Dia Atendimento a quebra de fios Madrugada Tarde Noite Manhã

47 Capítulo 11 - Capacidade de forma Agregada 1 - Hotel: n o de quartos, ignora número e nível de hóspedes em cada quarto. 2 - Produtor de Alumínio: Toneladas por mês, ignora o mix (tipos de ligas, dimensões e outras variações das bateladas). 3 - Faculdade: Carga horária, ignora interesse atual. Número de alunos por sala, ignora idade e sexo.

48 Capítulo 11 - Planejamento Agregado Daniel Moreira: Processo de balanceamento da produção com a demanda, projetada para horizontes de tempo em geral de 6 a 12 meses*. Ponte entre o Planejamento da Capacidade e o Programa- Mestre da Produção. * Nigel Slack de 2 a 18 meses.

49 Capítulo 11 - Planejamento e Controle de Capacidade 2 - Que é Capacidade? 1 litro Contém

50 Capítulo 11 - Planejamento e Controle de Capacidade 2 - Que é Capacidade? Máximo nível de atividade de valor adicionado em determinado período de tempo... Exemplos de Capacidade de Processamento: administradores/ano; t/mês; número de sapatos/dia; vôos/ano; passageiros/ano...

51 Capítulo 11 - Planejamento e Controle de Capacidade Restrições de Capacidade - Demanda insuficiente (ociosidade); - Política de resposta rápida a demanda (estoque); - Gargalos nas operações.

52 Capítulo 11-Planejamento e Controle de Capacidade 3 - Planejamento e Controle de Capacidade - Capacidade de médio e curto prazo (2 a 18 meses); - forma agregada;

53 Capítulo 11-Planejamento e Controle de Capacidade 3 - Planejamento e Controle de Capacidade - Objetivos: Flexibilidade Custo Confiabilidade Rapidez Qualidade Responsabilidade Social Motivação, Moral & Segurança Produtividade Sobrevivência Competitividade Capital de Giro Receitas

54 Capítulo 11 - Planejamento e Controle de Capacidade 3 - Planejamento e Controle de Capacidade Exercício de Raciocínio - Cine Club - Objetivos: custos = R$30,00 (fita, limpeza, pipoca, refri) receita = R$100,00 (R$1,00 por pessoa), capital de giro = (financiamento, prazo de pagto.), qualidade = > Bom ( ) Velocidade de resposta = fita preparada, confiabilidade (atendimento), hora marcada, flexibilidade de volume, capacidade excedente.

55 Capítulo 11 - Planejamento e Controle de Capacidade 3 - Planejamento e Controle de Capacidade Exercício de Raciocínio - Curso Administração: - Objetivos: custos = R$290,00/aluno, receita = R$308,00 * no. alunos, capital de giro = ?, qualidade = Provão, aulas, palestras, professores... velocidade de resposta = avaliações, requerimentos... confiabilidade (atendimento) = 4 anos (vagas limitadas) flexibilidade mix (abordagem de atualidades).

56 Capítulo 11 - Planejamento e Controle de Capacidade 3 - Planejamento e Controle de Capacidade Etapas de Planejamento e Controle de Capacidade Etapa 1 - Medir a demanda e a capacidade agregadas; Etapa 2 - Identificar as políticas alternativas de capacidade; Etapa 3 - Escolher uma abordagem de Planejamento e Controle da Capacidade.

57 3 - Planejamento e Controle de Capacidade Etapas de Planejamento e Controle de Capacidade

58 Capítulo 11 - Planejamento e Controle de Capacidade 4 - Medição da demanda e da capacidade Buscar diretamente no mercado ou nos departamentos de vendas, programação, assistência técnica ou marketing. Apêndice 1 - Técnicas de Previsão da Demanda.

59 Apêndice 1 - Técnicas de Previsão da Demanda.Causais

60

61

62 Capítulo 11 - Planejamento e Controle de Capacidade 4 - Medição da demanda e da capacidade Previsão de flutuações da demanda Três Requisitos: 1 - termos úteis: número de produtos/mês, número de horas trabalhadas/mês, quantidade de matéria-prima a processar exatidão: segurança de decisão probabilidade, incerteza da previsão....

63 Capítulo 11 - Planejamento e Controle de Capacidade 4 - Medição da demanda e da capacidade Sazonalidade da demanda Figura 11.5 Rever (Refazer) a Figura 11.6

64 Capítulo 11 - Planejamento e Controle de Capacidade 4 - Medição da demanda e da capacidade Figura Hotel em Monlevade Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Cavalgada Número de Hóspedes Férias

65 4 - Medição da demanda e da capacidade Sazonalidade da demanda Figura 11.5

66 Capítulo 11 - Planejamento e Controle de Capacidade 3 Passos: 1 - Entender e medir as flutuações prováveis na demanda e o grau de capacidade disponível na organização. 2 - Identificar estratégias para lidar com a flutuação da demanda. 3 - Decidir sobre a abordagem adequada.

67 Como responder a esta demanda de caixas?


Carregar ppt "O que é Planejamento e Controle Os diferentes aspectos do Planejamento e Controle podem ser vistos como representando a conciliação entre fornecimento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google