A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Lean na Construção Construtora Castelo Branco Kilson Nascimento José Landim Macedo Ferraz.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Lean na Construção Construtora Castelo Branco Kilson Nascimento José Landim Macedo Ferraz."— Transcrição da apresentação:

1 Lean na Construção Construtora Castelo Branco Kilson Nascimento José Landim Macedo Ferraz

2 QUEM SOMOS 18 Anos no Mercado de Fortaleza 15 edifícios residenciais construídos: m² 08 Edifícios em construção: m² 03 lançamentos: m² CCB - Construtora Castelo Branco 03 Prêmios Master Imobiliário Prêmio Construtor do Ano Apresentações em Congressos e Universidades

3 PRIMEIROS PASSOS RUMO AO LEAN NA CONSTRUÇÃO Conhecimento da filosofia lean através da literatura clássica e eventos Conhecendo a própria empresa (Índices, fluxos e logística) Buscando implantar os princípios lean (kaikaku) Desenvolvendo ferramentas e um sistema (PS-37) Melhoria contínua do sistema (Kaizen)

4 A CCB E OS CINCO PRINCÍPIOS LEAN VALOR FLUXO DE VALOR FLUXO CONTÍNUO PRODUÇÃO PUXADA PERFEIÇÃO

5 É determinado pela necessidade do cliente VALOR Localização Pisos antes das paredes de vedação (Paredes em blocos de gesso) Lajes isentas de vigas e pilares no interior dos aptos – Infinitas opções de planta

6 Paredes de vedação em blocos de gesso (Maior facilidade para alterações pós entrega) VALOR Entrega prévia dos projetos aos clientes em meio físico e eletrônico Profissional a disposição do cliente para orientar possíveis alterações

7 CCB SERVICE Software de manutenção pós entrega VALOR Vistoria por perito filiado ao IBAPE antes da entrega definitiva ao cliente Manual do proprietário em meio físico e em CD interativo Elevado padrão de acabamento para áreas comuns

8 TRABALHO EM OBRA HÁ MAIS DE 10 ANOS, OBRA É ASSIM MESMO... Despaletizando e Repaletizando Despaletizando novamente Rumo a nova paletização OBRA É ASSIM MESMO ? FLUXO DE VALOR I DENTIFICANDO O D ESPERDÍCIO

9 ARMAZENAMENTO IDEAL? TRANSPORTE EFICIENTE? FLUXO DE VALOR I DENTIFICANDO O D ESPERDÍCIO

10 Sobe rampa......da betoneira para o chão e do chão para o chão.....do chão para o carrinho,mais uma rampa e do carrinho para o chão do guincho......do chão do guincho para o carrinho, do carrinho para o chão e do chão para a balança...Outra rampa FLUXO DE VALOR I DENTIFICANDO O D ESPERDÍCIO

11 Mapeamento do fluxo de valor APRENDENDO A ENXERGAR Fluxos que efetivamente geram valor - Acabamentos Fluxos Auxiliares (Não geram valor mas são importantes) Recebimento, armazenamento transporte de materiais, inspeção e medição... FLUXO DE VALOR

12 Fluxos que não agregam valor algum (eliminados) Instalações elétricas e hidrosanitárias provisórias (tirar partido da definitiva) Coletor de entulho na fachada (Utilizar poço de exaustão) Porteiro (Utilizar porteiro eletrônico) Guincho de coluna para Fachada (Utilizar próprio guincho de carga) Padiolas que obrigam muitos deslocamentos Combinar juntas de revestimento cerâmico do piso com a de parede Cerâmicas inteiras nos acabamentos de janelas nas fachadas Vergas em paredes internas (Blocos de gesso não necessitam vergas) Soleiras (Só usamos nas portas externas) Peitoris Chapisco e Emboço internos ( revestimento aplicado direto nas paredes de gesso) Cortes em paredes (Tubos hidrosanitários externos ou em shafts) FLUXO DE VALOR

13 FLUXO CONTÍNUO PRODUZIR CONTINUAMENTE AO LONGO DE UMA SÉRIE DE ETAPAS SOMENTE O EXIGIDO PELA ETAPA SEGUINTE EXIGE MUDANÇA DE MENTALIDADE HEIJUNKA – NIVELAMENTO DA PRODUÇÃO (LINHA DE BALANÇO) Caixas eletricas Contra Verga Taliscas Alvenaria CÉLULA DE PRODUÇÃO Multifunção em multiprocessos + Contramarcos + Regularização de Wc´s e Varandas

14 Há choque entre as atividades. Não existe fluxo contínuo. Necessário novo ensaio

15 REFAZENDO O ENSAIO... Não há choques entre as atividades. Existe fluxo contínuo.

16 Produzir o necessário somente quando necessário PRODUÇÃO PUXADA CENTRAL DE ARGAMASSA Nivelamento da produção com uso de rádio transmissor HEIJUNKA BOX Seqüenciador de argamassas com uso de kanbans de retirada

17 Produzir o necessário somente quando necessário PRODUÇÃO PUXADA GERENCIAMENTO VISUAL Kanbans de sinalização (Estoque suficiente e estoque mínimo) Produção puxada a partir da compra e definição de alteração pelo cliente

18 KAIZEN – Melhoria Contínua PERFEIÇÃO O CAOS E O DESCONTROLE

19 Brigada de prevenção do CAOS Prefeitos dos pavimentos Agentes de Segurança Agentes de resíduos Agentes de inspeção Agentes do Fluxo Agente da intervenção do cliente * São funções paralelas sem acréscimo de remuneração PERFEIÇÃO KAIZEN – Melhoria Contínua

20 Benchmarking Brainstorm Caixa de Sugestões Quadro Emocional Medição Enxuta – Kanban de Medição Visita a fornecedores Reuniões Treinamento Vídeos instrutivos Leituras obrigatórias Investimentos em pequenos equipamentos e não monumentos Etc. PERFEIÇÃO KAIZEN – Melhoria Contínua

21 RESULTADO QUANTITATIVO Célula de Produção Fluxo Contínuo Planejado Fluxos Erráticos se realizados Fluxo efetivamente realizado CP-02 alvenarias periféricas Ganho do pedreiro (R$)/mês R$ 651,00R$ 511,85R$ 671,13 Custo dos 22 pavimentos (R$) R$ ,00R$ ,30R$ ,27 CP-03 revestimento de gesso Ganho do gesseiro (R$)/mês R$ 651,00R$ 511,85R$ 666,88 Custo dos 22 pavimentos (R$) R$ ,60R$ ,80R$ ,04 CP-04 contra piso Ganho do pedreiro (R$)/mês R$ 651,00R$ 511,85 Custo dos 22 pavimentos (R$) R$ ,00R$ ,06 CP-05 fachada Ganho do pedreiro (R$)/mês R$ 903,00R$ 574,64R$ 830,76 Custo dos 22 pavimentos (R$) R$ ,93R$ ,89R$ ,94 CP-05.1 fachada interna Ganho do pedreiro (R$)/mês R$ 693,00R$ 539,00R$ 586,03 Custo dos 22 pavimentos (R$) R$ ,90R$ ,30R$ ,74 CP-06 cerâmica de piso Ganho do pedreiro (R$)/mês R$ 693,00R$ 519,75R$ 831,60 Custo dos 22 pavimentos (R$) R$ ,48R$ ,64R$ ,40 Custo total para os 22 pavimentos (R$) R$ ,91R$ ,99R$ ,50 Resultado melhor que o esperado Fluxo errático Reserva de melhorias Economia obtidas

22 RESULTADOS QUALITATIVOS Técnico – Melhoria nos processos de conversões e busca incessante de conhecimento Social – Melhor qualidade de vida no canteiro de obras. Produtivo – Fluxo continuo, elevação dos índices de produtividade e qualidade. Financeiro – Redução dos custos e foco nos ganhos. Mercadológico – Própria obra como estratégia de marketing.

23 CONFIE NAQUELE QUE BUSCA A PERFEIÇÃO......MAS DESCONFIE SE ELE A ENCONTRAR

24 O GRANDE MOTIVO PARA A SEGURANÇA NO TRABALHO PODE SER UM BEM PEQUENO... A OBRA PERFEITA É A VIDA OBRIGADO


Carregar ppt "Lean na Construção Construtora Castelo Branco Kilson Nascimento José Landim Macedo Ferraz."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google