A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Montagem de Cablagem de Redes Estruturadas. 1 Trabalho Realizado por: Daniel Barreto nº3 Fábio Ribeiro nº6 Rita Inês nº21 Escola secundária Dr. José Afonso.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Montagem de Cablagem de Redes Estruturadas. 1 Trabalho Realizado por: Daniel Barreto nº3 Fábio Ribeiro nº6 Rita Inês nº21 Escola secundária Dr. José Afonso."— Transcrição da apresentação:

1 Montagem de Cablagem de Redes Estruturadas. 1 Trabalho Realizado por: Daniel Barreto nº3 Fábio Ribeiro nº6 Rita Inês nº21 Escola secundária Dr. José Afonso Ano lectiva 2010/2011 Técnico de Gestão Programação de Sistemas Informáticos Tema: Tipologias de cabos. Disciplina : Arquitectura de computadores Professora: Bernardete Vicente

2 Introdução Tipos de cabos Par-trançado UTP/STP Instalação de bastidores Fibra óptica Terminadores de fibra óptica Fichas RJ45 Tomadas RJ45 2

3 Com este trabalho pretendemos dar a conhecer aos nossos colegas um pouco mais sobre tipologias de cabos e montagens de cablagem de redes estruturadas. Este trabalho foi proposto ser desenvolvido no âmbito da disciplina de ARCOM da professora Bernardete Vicente com o propósito de desenvolver as nossas capacidades sobre este tema. 3

4 Os cabos de pares trançados blindados (STP), combinam as técnicas de blindagem e cancelamento. Os cabos STP projectados para redes são de dois tipos: O STP mais simples chamado "blindado de 100 ohms", pois, a exemplo do UTP, tem uma impedância de 100 ohms e contém uma blindagem formada por uma folha de cobre ao redor de todos os seus fios. 4

5 Os servidores devem ser mantidos numa sala separada do restante material informático e demais instalações adjacentes. Esta sala deverá apenas servir este propósito. Albergar servidores e bastidores. Esta deverá possuí extintores de Gás Cabórnico (CO2) Cofre resistente a fogo e embutido na parede. Mobiliário em metal e construído especificamente para o efeito. A porta da sala deverá ser em metal e nunca em vidro. 5

6 Constituição: O Núcleo e a casca da fibra são feitos de sílica (uma espécie de vidro) ou até mesmo plástico, da espessura de um fio de cabelo.No núcleo é injectado um sinal de luz proveniente de um LED ou laser, modulado pelo sinal transmitido, que percorre a fibra reflectindo-se na casca. 6 As fibras podem ser: Multimodo: capacidade de transmissão da ordem de 100 Mbps a até cerca de 10 km (mais empregadas em redes locais). Unimodo: Transmissão da ordem de 1 Gbps a uma distância de por volta de 100 km (empregadas em redes de longa distância).

7 O Terminador Óptico é um acessório de uso interno destinado a servir de sistema de transição entre o cabo de fibra óptica e as extensões ópticas servindo também para receber as emendas entre o cabo e a extensão. Utilizam uma bandeja para a acomodação das emendas e dependendo do modelo, podem acomodar de 4 a 12 fibras ópticas. 7

8 O padrão Registered jack (RJ) especifica o RJ45 como um conector físico e seus cabos. O RJ45 verdadeiro usa um conector especial 8P2C, com os pinos 5 e 4 ligados ao TIP e RING e os pinos 8 e 9 ligados a uma resistência. E está aqui demonstrado como e para que os Pinos são utilizados. 8 Pino #FunçãoExplicação 1Transmissão de dados positivo (Tx+) Contém o sinal positivo do par diferencial detransmissão. Este sinal contém a cadeia serie de dados de saída que vão sendo transmitidos para a rede. 2Transmissão de dados negativo (Tx-) Contém o sinal negativo do par diferencial detransmissão. Este sinal contém a mesma cadeia serie de dados que o pino 1. 3Recepção de dados positivo (Rx+) Contém o sinal positivo do par diferencial de recepção. Este sinal contém a cadeia serie de dados de entrada que vão sendo recebidos da rede. 4Não ligado 5 6Recepção de dados negativo (Rx-) Contém o sinal negativo do par diferencial de recepção. Este sinal contém a mesma cadeia serie de dados que o pino 3. 7Não ligado 8

9 As tomadas Rj45 são muitas vezes incorporadas nos aparelhos eléctricos para os utilizadores terem uma certa espectativa de como conectar o que, as seguintes tomadas estão aqui demonstradas. 9

10 Com este trabalho podemos concluir um pouco mais sobre o tema proposto embora tenhamos tido alguma dificuldade na conclusão de algumas actividades, a nossa maior dificuldade foi na pesquisa de algumas informações. 10

11 - PT&source=hp&biw=1280&bih=666&q=Fichas +Rj45&gbv=2&aq=f&aqi=g2&aql=&oq= - PT&source=hp&biw=1280&bih=666&q=Fichas +Rj45&gbv=2&aq=f&aqi=g2&aql=&oq ca ca 11


Carregar ppt "Montagem de Cablagem de Redes Estruturadas. 1 Trabalho Realizado por: Daniel Barreto nº3 Fábio Ribeiro nº6 Rita Inês nº21 Escola secundária Dr. José Afonso."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google