A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DIP_QFD_M2 n o 1 / 43 QFD: MATRIZ 2. DIP_QFD_M2 n o 2 / 43 IMPLEMENTAÇÃO QFD – Quality Function Deployment Matrizes do QFD Necessidades dos Clientes Requisitos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DIP_QFD_M2 n o 1 / 43 QFD: MATRIZ 2. DIP_QFD_M2 n o 2 / 43 IMPLEMENTAÇÃO QFD – Quality Function Deployment Matrizes do QFD Necessidades dos Clientes Requisitos."— Transcrição da apresentação:

1 DIP_QFD_M2 n o 1 / 43 QFD: MATRIZ 2

2 DIP_QFD_M2 n o 2 / 43 IMPLEMENTAÇÃO QFD – Quality Function Deployment Matrizes do QFD Necessidades dos Clientes Requisitos de Sistema Especificação do Produto 1 Desdobramento das Partes Requisitos de Sistema Características das Partes 2 Características das Partes Planejamento dos Processos Processos de Fabricação 3 Processos de Fabricação Operações de Manufatura Planejamento da Produção 4

3 DIP_QFD_M2 n o 3 / 43 MATRIZ 2 DO QFD QFD – Quality Function Deployment da matriz 1

4 DIP_QFD_M2 n o 4 / 43 QFD – Quality Function Deployment Características das Partes Pesos PA CPj Peso absoluto das características das partes (PA CPj ) PR CP i Peso relativo das características das partes ( PR CP i )

5 DIP_QFD_M2 n o 5 / 43 QFD – Quality Function Deployment GRAU DE IMPORTÂNCIAG CPj GRAU DE IMPORTÂNCIA (G CPj ): indica a importância técnica (sob o ponto de vista do fabricante) da característica da parte necessária para a obtenção do requisito de sistema. É normalmente expresso numa escala de 1 a 5.

6 DIP_QFD_M2 n o 6 / 43 MATRIZ 2 DO QFD QFD – Quality Function Deployment

7 DIP_QFD_M2 n o 7 / 43 MATRIZ 2 DO QFD QFD – Quality Function Deployment Produto já existente Produto novo

8 DIP_QFD_M2 n o 8 / 43 MATRIZ 2 DO QFD QFD – Quality Function Deployment : Produto já existente Deve-se prosseguir a análise funcional iniciada na Matriz 1 (levantamento dos requisitos funcionais do sistema ou produto). Matriz 2.1 As sub-funções resultantes devem ser relacionadas (simbologia da Matriz 1) com os requisitos do sistema que lhes deram origem Matriz 2.1

9 DIP_QFD_M2 n o 9 / 43 MATRIZ 2 DO QFD QFD – Quality Function Deployment : Produto já existente Matriz 2.2 A cada sub-função deve ser atribuído um peso, que deve expressar a importância que cada função tem para os clientes Matriz 2.2

10 DIP_QFD_M2 n o 10 / 43 MATRIZ 2 DO QFD QFD – Quality Function Deployment : Produto já existente

11 DIP_QFD_M2 n o 11 / 43 MATRIZ 2 DO QFD QFD – Quality Function Deployment : Produto novo A tabela (carta) morfológica desdobra as sub-funções resultantes da análise funcional em alternativas para implementa-las.

12 DIP_QFD_M2 n o 12 / 43 MATRIZ 2 DO QFD QFD – Quality Function Deployment : Produto novo Matriz 2.3 A tabela (carta) morfológica: Matriz 2.3

13 DIP_QFD_M2 n o 13 / 43 MATRIZ 2 DO QFD QFD – Quality Function Deployment : Produto novo Matriz 2.4 Método de avaliação das alternativas de implementação das funções obtidas a partir da carta morfológica: Matriz 2.4

14 DIP_QFD_M2 n o 14 / 43 MATRIZ 2 DO QFD QFD – Quality Function Deployment : Produto novo Matriz 2.4: ANÁLISE DE DECISÃO

15 DIP_QFD_M2 n o 15 / 43 QFD – Quality Function Deployment Matriz 2.4: ANÁLISE DE DECISÃO REQUISITO OBRIGATÓRIOO REQUISITO OBRIGATÓRIO (O) não atendidos solução de projeto correspondente seja eliminada. REQUISITO DESEJÁVELD REQUISITO DESEJÁVEL (D). possui um peso relativo: atribuição de uma nota para cada alternativa de solução. NOTAS X PESO RELATIVO A solução que possuir a maior somatória de NOTAS X PESO RELATIVO alternativa de solução preferencial.

16 DIP_QFD_M2 n o 16 / 43 MATRIZ 2 DO QFD QFD – Quality Function Deployment Matriz 2.5: Análise do Valor

17 DIP_QFD_M2 n o 17 / 43 MATRIZ 2 DO QFD QFD – Quality Function Deployment Matriz 2.5: Análise do Valor Custo de cada parte conhecido possível obter o custo associado a uma função pela soma dos custos das partes que realizam essa função.

18 DIP_QFD_M2 n o 18 / 43 QFD – Quality Function Deployment Matriz 2.5: Análise do Valor 2.5 Árvore do Produto Custo real das funções Custo relativo das funções Custo desejado das funções Custo real das partes Custo relativo das partes Custo desejado das partesPeso absoluto das partesPeso relativo das partes

19 DIP_QFD_M2 n o 19 / 43 QFD – Quality Function Deployment Matriz 2.5: Análise do Valor 2.5 Árvore do Produto Custo real das funções Custo relativo das funções Custo desejado das funções Custo real das partes CUSTO REAL DAS PARTES CUSTO REAL DAS PARTES: são os valores do custo avaliado para cada parte. Custo relativo das partes CUSTO RELATIVO DAS PARTES CUSTO RELATIVO DAS PARTES: são as porcentagens da soma dos custos reais de todas as partes que cabem a cada parte. Custo desejado das partes CUSTO DESEJADO DAS PARTES CUSTO DESEJADO DAS PARTES: é a distribuição do custo desejado do produto para cada parte. Cada parte receberá uma fração do custo, proporcional ao seu peso relativo

20 DIP_QFD_M2 n o 20 / 43 QFD – Quality Function Deployment Matriz 2.5: Análise do Valor 2.5 Árvore do Produto Custo real das partes Custo real das funções CUSTO REAL DAS FUNÇÕES CUSTO REAL DAS FUNÇÕES: é a soma dos custos das partes relacionadas à função. Custo relativo das partes Custo relativo das funções CUSTO RELATIVO DAS FUNÇÕES CUSTO RELATIVO DAS FUNÇÕES: é a porcentagem da soma dos custos reais das funções que cabe a cada função. Custo desejado das partes Custo desejado das funções CUSTO DESEJADO DAS FUNÇÕES CUSTO DESEJADO DAS FUNÇÕES: é a distribuição do custo desejado do produto para cada função. Cada função receberá uma fração do custo proporcional ao seu peso relativo

21 DIP_QFD_M2 n o 21 / 43 QFD – Quality Function Deployment Matriz 2.5: Análise do Valor 2.5 Árvore do Produto Custo real das funções Custo relativo das funções Custo desejado das funções Custo real das partes Custo relativo das partes Custo desejado das partes DESIGN TO COST

22 DIP_QFD_M2 n o 22 / 43 QFD – Quality Function Deployment 2.5 Árvore do Produto Custo real das funções Custo relativo das funções Custo desejado das funções Custo real das partesCusto relativo das partes Custo desejado das partesPeso absoluto das partes Peso relativo das partes Peso absoluto das funções Peso relativo das funções Matriz 2.5: Análise do Valor Verificar as discrepâncias entre o peso relativo de cada função com seu custo relativo Comparar o custo meta para as funções (mercado) com o custo real Comparar o custo meta para as partes com o custo real.

23 DIP_QFD_M2 n o 23 / 43 QFD – Quality Function Deployment Peso relativo da parte: indica a importância que ela tem para o cliente Grau de dificuldade em obtê-la: indica a importância que ela tem para a manufatura Influência na funcionalidade do produto Matriz 2 Matriz 3 Quais partes deverão ser desdobradas? Critérios:

24 DIP_QFD_M2 n o 24 / 43 QFD – Quality Function Deployment Matriz 2 Matriz 3 FMEA FMEA

25 DIP_QFD_M2 n o 25 / 43 FMEA Failure Mode and Effect Analysis Análise de Modos e Efeitos de Falhas Objetivo: Prevenir a ocorrência de falhas do produto ou do processo, pela análise detalhada de possíveis problemas operacionais e nos processos de fabricação das partes. Implementação: Possíveis falhas são mapeadas (árvore de falhas); Avaliação da criticidade das falhas através do índice NPR NPR – Número de Prioridade de Risco.

26 DIP_QFD_M2 n o 26 / 43 Tipos de FMEA 1.DFMEA (Design FMEA) 1. FMEA de produto – DFMEA (Design FMEA) sistema sub-sistema componente 2.PFMEA (Process FMEA) 2. FMEA de processo – PFMEA (Process FMEA) sistema sub-sistema componente

27 DIP_QFD_M2 n o 27 / 43 F M E A Failure Mode and Effect Analysis Produto Funções Modo de Falha Efeito da Falha Severidade Causas Ocorrência Meios de detecção Detecção RPN Ações ItemCompo- nente Formulário de FMEA

28 DIP_QFD_M2 n o 28 / 43 F M E A Modo de Falha 4444 Falha: Falha: maneira que um sistema, sub-sistema ou componente pode, potencialmente, não cumprir ou executar a função a ele associada. Produto Funções ItemComponente Conjunto para troca emergencial de pneus Macaco mecânico Levantar o veículo a X cm do solo – em Y minutos – com limite de força Z – em todas as condições metereológicas

29 DIP_QFD_M2 n o 29 / 43 F M E A Modo de Falha 4444 Não executa a função, Executa a função parcialmente (aquém ou além), Operação intermitente, Executa função não previstas. Modos de falhas mais comuns:

30 DIP_QFD_M2 n o 30 / 43 A definição de uma falha funcional deve levar em conta o contexto operacional do componente. FunçãoFalha funcional 1. Permitir alívio de pressão acima de 1500 psi. a. Alívio de pressão não ocorre acima de 1500 psi. b. Alívio de pressão ocorre abaixo de 1500 psi. 2. Manter vazão de 1500 l/min para uma pressão de descarga de 26 psi. a. Vazão excede 1500 l/min. b. Vazão inferior a 1500 l/min. c. Pressão de descarga inferior a 26 psi. F M E A Modo de Falha 4444

31 DIP_QFD_M2 n o 31 / 43 Pode-se estabelecer o relacionamento dos Modos de Falha possíveis para cada falha funcional. FunçãoFalha funcionalModo de Falha 1. Transferir água do tanque A para o tanque B na vazão de, no mínimo, 800 l/min. a. Incapaz de transferir nenhuma água 1. Mancais fundidos 2. Queda do rotor 3. Rotor obstruído por objeto estranho 4. Cisalhamento do acoplamento 5. Queima do motor 6. Linha de sucção totalmente bloqueada b. Transferência de água inferior a 800 l/min. 1. Desgaste do rotor 2. Linha de sucção parcialmente bloqueada F M E A Modo de Falha 4444

32 DIP_QFD_M2 n o 32 / 43 F M E A Efeito(s) da Falha 5555 Efeito da falha é a conseqüência que o modo de falha tem sobre a operação, função ou estado de um item. Função Modo da Falha Efeitos da Falha ParteCarroCliente Amortecer vibrações Isolamento insuficiente Tensões excessivas Vibração excessiva da carroçaria Insatisfação Custo de reparos Facilitar fabricação Definição imprecisa de furos para fabricação Atrasos Redução da produção -. -

33 DIP_QFD_M2 n o 33 / 43 F M E A Severidade 6666 Índice que reflete a gravidade do efeito da falha (passo 5) sobre o cliente, assumindo-se que a falha ocorra.

34 DIP_QFD_M2 n o 34 / 43 F M E A Causas(s) da Falha 7777 Causa básica é o processo químico ou físico, defeito de projeto, defeito de qualidade, uso indevido ou outro processo que seja a razão básica para a falha ou que inicie o processo que precede a falha. Indica porque o modo de falha ocorreu. ImpactoFraturaDilatação térmica Dimensão imprópriaFlambagemDesgaste Lubrificação inadequadaFadigaDelaminação CorrosãoErosãoAdesão insuficiente Deformação plásticaAbrasãoRadiação Causas de falhas para componentes mecânicos

35 DIP_QFD_M2 n o 35 / 43 F M E A Causas(s) da Falha 7777 FTAFT A FTA – Failure Tree Analysis Por que?

36 DIP_QFD_M2 n o 36 / 43 Evento a ser analisado Evento independente Porta OR Evento não desdobrado Porta AND Conexão para outro ramo da árvore Árvore (diagrama) de falhas

37 DIP_QFD_M2 n o 37 / Índice que reflete a probabilidade de ocorrência de uma falha. F M E A Ocorrência

38 DIP_QFD_M2 n o 38 / 43 F M E A Meios de detecção 9999 Medidas de controle implementadas durante a elaboração do projeto ou no acompanhamento do processo para: Prevenir a ocorrência de falhas, Detectar falhas ocorridas e impedir que cheguem ao cliente. Exemplos: Sistemas padronizados de verificação de projetos, Procedimentos de revisão de desenhos de processo, Técnicas de inspeção e ensaios, Procedimentos de controle estatístico de processos.

39 DIP_QFD_M2 n o 39 / Índice que avalia a probabilidade de que a falha seja detectada antes da saída do produto da fábrica. Traduz a eficácia do sistema de avaliação da qualidade do produto na empresa. F M E A Detecção

40 DIP_QFD_M2 n o 40 / RPNRPN RPN – Risk Priority Number F M E A RPN NPR = S x O x D O O – Ocorrência S S –Severidade D D – Detecção

41 DIP_QFD_M2 n o 41 / F M E A Ações preventivas recomendadas RISCO Reduzir severidade Aumentar probabilidade de detecção Reduzir probabilidade de ocorrência Adicionar dispositivos de segurança, Limitar capacidade, Usar tecnologias diferentes. Inspeções adicionais, Aumentar número de testes. Sistemas paralelos ou stand-by, Fatores de segurança maiores.

42 DIP_QFD_M2 n o 42 / 43 F M E A Exemplo: retroprojetor

43 DIP_QFD_M2 n o 43 / 43 F M E A Exemplo: retroprojetor – cont.


Carregar ppt "DIP_QFD_M2 n o 1 / 43 QFD: MATRIZ 2. DIP_QFD_M2 n o 2 / 43 IMPLEMENTAÇÃO QFD – Quality Function Deployment Matrizes do QFD Necessidades dos Clientes Requisitos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google