A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

C u b a t ã o. PDT Plano Diretor de Turismo Composto por: Inventário Diagnóstico Prognóstico Plano de Ações Proposições Plano de Marketing.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "C u b a t ã o. PDT Plano Diretor de Turismo Composto por: Inventário Diagnóstico Prognóstico Plano de Ações Proposições Plano de Marketing."— Transcrição da apresentação:

1 C u b a t ã o

2 PDT Plano Diretor de Turismo Composto por: Inventário Diagnóstico Prognóstico Plano de Ações Proposições Plano de Marketing

3 Cubatão, grande referência Histórica e com potencial turístico extraordinário, é um dos nove municípios que faz parte da Costa da Mata Atlântica. O município é um dos mais completos em potencial, está ligado a mais de oito segmentos turísticos. Com Articulação entre o executivo e o legislativo, Projetos de Incentivo, Ações efetivas, focadas e interesse, o setor de turismo pode vir a ser um dos melhores da região. Costa da Mata Atlântica

4 Inventário Turístico Objetivo – Levantamento de toda infra-estrutura básica, infra-estrutura turística, seus atrativos e serviços de apoio. Metodologia – Visitas Técnicas Supervisionadas, Pesquisa de Gabinete, Visitas Complementares. Município, Pq. Perequê, Pq. Cotia Pará, PE. Núcleo Itutinga-Pilões, Pq. Anilinas, Jd. Casqueiro Jd. Caraguatá Caminhos da Serra do Mar, Vila Fabril, Usina Henry Borden.

5 Diagnóstico Parque Perequê: Carece de uma administração mais efetiva, segurança, infra-estrutura. Parque Cotia-Pará: Carece de uma administração mais efetiva, o mini zoológico não oferece estrutura de habitação para os animais, sem qualificação profissional, projetos (Pesque-Pague/Equoterapia) abandonados; sede administrativa da Secretaria de Meio Ambiente. PE Núcleo Itutinga-Pilões: Falta divulgação, sem aproveitamento do seu potencial, falta infra-estrutura e reestruturação dos seus atrativos.

6 Parque Anilinas: Antiga Cidade das Crianças, com equipamentos sem condições de uso, aguardando verba do governo para implantação de um novo projeto de revitalização. Manguezais: Fonte de conhecimento cientifico referente a fauna e flora característica do município, falta infra-estrutura e incentivo. Vem sofrendo ocupação desordenada e degradação ambiental. Vila Fabril: (particular) Abandonada, sofre invasões e degradação do patrimônio. Kartódromo: Sem utilização do potencial Jd. Casqueiro: Sem utilização do potencial

7 Jd. Caraguatá: Sem utilização do potencial Trilhas: Sem guias com formação e/ou treinamento específico para oferecer segurança e apoio ao turista, falta de manutenção para oferecer condições de uso. Monumentos Históricos: Apesar de haver tombamento, a grande maioria está sem sua devida conservação e preservação. Transporte Turístico: Não há. Meios de Hospedagem: Voltados para hospedar trabalhadores temporários dos pólos industriais.

8 Restaurantes: Serviços básicos que não atendem as exigências do turista. (Diversidade de produtos). Iluminação: Falta iluminação nas principais vias de acesso e nos atrativos e equipamentos turísticos. Cultura Local: Falta incentivo e divulgação dos atrativos culturais musica, artesanato, teatro (kaos) e os patrimônios históricos.

9 Prognóstico POTENCIAIS TURISTICO -Turismo de Negócios: Pólos Industriais, Feiras de Negócios. - Turismo de Eventos: Shows, Feiras de Artesanato, Feiras gastronômicas. - Turismo Educacional: Visita Técnica científica, Estudo do Meio Ambiente, Estudo da História. - Turismo de Aventura: Arborismo, Caminhada, Escalada, Tirolesa.

10 - Turismo Esportivo: Canoagem, ciclismo. - Turismo de Pesca: Pesca Esportiva, Torneio de pesca. - Turismo de Natureza: Ecoturismo, Visita aos Manguezais. - Turismo Cultural: Caminhos da Serra do Mar, Vila Fabril.

11 Plano de Ações – Direcionadas Parque Perequê: Implantar esportes de aventura como Arborismo, Escalada, Trilhas, Bóia-cross. Oferecer infra estrutura básica e segurança. Parque Cotia-Pará: Reestruturar o Mini-Zoológico, Implantar Equoterapia Ativar o Pesque-pague.

12 P.E Núcleo Itutinga-Pilões: Reestruturação das trilhas Implantar rampa de asa-delta, rapel, projetos de conscientização ambiental. Manguezais: Disponibilizar um city tour – apresentando as características da área; animais específicos. Incentivo a projetos de preservação. Pesquisa e estudo do meio. Parque Anilinas: Implantar Projetos de incentivo ao esporte. Criar Áreas para Feiras e Eventos Cursos de Capacitação.

13 Vila Fabril: Instalação de parque cultural, oficinas. Kartodrômo: Estruturar para receber feiras e eventos. Jd. Casqueiro: Retomar a prática de esportes náuticos. Jd. Caraguatá: Incentivar a pesca esportiva. Divulgar o Torneio de pesca.

14 Trilhas: Qualificação de profissionais. Reestruturar as trilhas Implantar sinalização Oferecer segurança para a pratica. Monumentos Históricos: Providenciar fiscalização efetiva nos monumentos para que haja a sua conservação, preservação e restauração. (CONDEPACC) Transporte Turístico: Criação de transporte específico. Meios de Hospedagem: Programa de incentivo (legislação) a novas redes hoteleiras; adaptação e modernização dos hotéis já existentes para o turismo. Cadastramento na Ministério do Turismo - Cadastur.

15 Restaurantes: Proporcionar diversidade gastronômica. Qualificação dos serviços. Incentivo - concurso gastronômico, divulgação regional. Iluminação: Melhorar a iluminação nas vias principais. Disponibilizar iluminação nos atrativos e equipamentos turísticos. Cultura Local: Incentivar e valorizar as culturas de raiz históricas. Divulgar os atrativos culturais musica, artesanato, teatro (kaos) e os patrimônios históricos.

16 Criar e vigorar Leis de incentivo ao Turismo direcionadas ao setor Hoteleiro, Restauração e Entretenimento com foco (estrutura) para o Turismo de Lazer e Negócios; Implantar Leis de incentivo à Cultura e à qualificação Gastronômica – com a criação de espaços para as atividades culturaise calendário de eventos (concursos, fóruns, sarau, simpósio, festivais – resgate da Cultura Caiçara); Projetar ações mais efetivas da Prefeitura na gestão dos atrativos Turísticos (Caminhos do Mar, PESM-Núcleo Itutinga Pilões, Parque Perequê, Parque Cotia-Pará, Vila Fabril, Parque Anilinas e Usina Henry Borden); Implantar e restaurar Atrativos Turísticos, dotando-os de infra-estrutura e serviços turísticos; Proposições

17 Incentivar a retomada da linha turística do município; Conscientizar e Capacitar profissionais e a comunidade nas atividades ligadas direta e indiretamente ao Turismo; Elaborar projetos sociais, voltados à educação ambiental e sustentabilidade; Implantar Sinalização Turística; Inserir efetivamente Cubatão no Circuito da Costa da Mata Atlântica (com associação efetiva ao SRC&VB) Articular junto a Assembléia Legislativa a classificação como Estância Turística; (Dec.Lei Complementar Nº 9 de 31/12/1969

18 Plano de Marketing Com a nova reestruturação do município, pode-se estabelecer o plano de marketing para divulgação dos segmentos e dos atrativos turísticos. Material de Apoio: Folder – Material expositivo e explicativo dos atrativos turísticos. Site – Criação de um site, para promover o turismo do município. Press Trip – Convite a jornalistas dos mercados prioritários, para conhecer atrações turísticas dos segmentos divulgados. Criando Veiculação de reportagem do destino apresentado. Revistas – Divulgação em revistas do segmento. - Ecoturismo - Panrotas - Viagem & Turismo - Próxima Viagem Feiras / Eventos / Exposições – A participação integra ações de propaganda, publicidade e participação nos eventos que divulgam e agregam valor à imagem do destino turístico de maneira pública, ofertando-o como produto ao mercado brasileiro e possibilitando, na oportunidade, o aumento e o incremento do fluxo turístico local.

19 Plano de Ação Participação efetiva nas feiras, com estande de exposição dos atrativos do município, e distribuição de material informativo. ABAV (Associação Brasileira de Agentes de Viagens). SALÃO DO TURISMO. AVIESP (Associação das agencias de Viagens Independentes do Estado de São Paulo) AVIRRP (Associação das Agências de Viagem de Ribeirão Preto e Região). BRAZTOA (Brazilian Tourism Operators Association) FIT (Feira Internacional Turismo) BNT ( Bolsa de Negócios turísticos – MERCOSUL ) Parceria - SELT (Secretaria de Esporte, Lazer e Cultura – SP) Manutenção do Convênio - SRCVB (Santos e Região Convention & Visitors Bureau)

20 Símbolo de recuperação ambiental Com a reestruturação do setor turístico, o município pode adquirir o titulo de Estância Turística. Potencial existe, o que falta são iniciativas, interesses e ações focadas, para fazer com que o setor turístico se desenvolva de forma ordenada e sustentável, e assim se tornar uma Estância Turística, atraindo uma movimentação maior para o desenvolvimento social e econômico do município.

21 APS – Atividade Prática Supervisionada PLANO DIRETOR DE TURISMO Área de Ciências Humanas - ICH Curso de Turismo – Campos Santos/Rangel Autores: 3º e 4º Semestre Orientador: Prof. Ms. Alexandre Nunes Affonso Apresentação: Vanessa Lozzardo & Vinicius Justo By: Vanessa Lozzardo


Carregar ppt "C u b a t ã o. PDT Plano Diretor de Turismo Composto por: Inventário Diagnóstico Prognóstico Plano de Ações Proposições Plano de Marketing."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google