A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Friedrich Nietzsche Não sou Homem, sou Dinamite Uma Filosofia para Espíritos Livres A FILOSOFIA A GOLPES DE MARTELO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Friedrich Nietzsche Não sou Homem, sou Dinamite Uma Filosofia para Espíritos Livres A FILOSOFIA A GOLPES DE MARTELO."— Transcrição da apresentação:

1 Friedrich Nietzsche Não sou Homem, sou Dinamite Uma Filosofia para Espíritos Livres A FILOSOFIA A GOLPES DE MARTELO

2 A Filosofia Aforismos: Estilo de escrita que valoriza pequenos fragmentos que guardam certa independência entre si; Aforismos: Estilo de escrita que valoriza pequenos fragmentos que guardam certa independência entre si; O amor por um único ser é uma barbárie: porque acontece em detrimento de todos os outros seres. Mesmo o amor de Deus. F. Nietzsche, Aforismo 67, Para Além do Bem e do Mal. O amor por um único ser é uma barbárie: porque acontece em detrimento de todos os outros seres. Mesmo o amor de Deus. F. Nietzsche, Aforismo 67, Para Além do Bem e do Mal. Não a potência, mas a duração de um sentimento elevado forma os homens superiores. F. Nietzsche, Aforismo 72, Para Além do Bem e do Mal. Não a potência, mas a duração de um sentimento elevado forma os homens superiores. F. Nietzsche, Aforismo 72, Para Além do Bem e do Mal. Os princípios servem para tiranizar os próprios hábitos, a justificá- los, honrá-los, vituperá-los ou escondê-los dois homens de princípios iguais desejam alcançar, provavelmente, coisas fundamentalmente diferentes. F. Nietzsche, Aforismo 77, Para Além do Bem e do Mal. Os princípios servem para tiranizar os próprios hábitos, a justificá- los, honrá-los, vituperá-los ou escondê-los dois homens de princípios iguais desejam alcançar, provavelmente, coisas fundamentalmente diferentes. F. Nietzsche, Aforismo 77, Para Além do Bem e do Mal. Uma coisa explicada deixa de interessar. O que queria dizer o Deus que sugeriu: "conhece a ti mesmo"? Talvez quisesse dizer: "deixa de interessar-te por ti mesmo! torna-te objetivo"! Sócrates? e o "homem científico"? F. Nietzsche, Aforismo 80, Para Além do Bem e do Mal. Uma coisa explicada deixa de interessar. O que queria dizer o Deus que sugeriu: "conhece a ti mesmo"? Talvez quisesse dizer: "deixa de interessar-te por ti mesmo! torna-te objetivo"! Sócrates? e o "homem científico"? F. Nietzsche, Aforismo 80, Para Além do Bem e do Mal.

3 Transvaloração dos Valores Onde falta a vontade de potência, há o declínio. O Ideal platônico/socrático conduz a vida para a negação de si mesmo; O Ideal platônico/socrático conduz a vida para a negação de si mesmo; A moral cristã, que é oriunda do platonismo, coloca o sujeito como um ser submisso e sofredor; A moral cristã, que é oriunda do platonismo, coloca o sujeito como um ser submisso e sofredor; É uma moral do Fraco – Moral do Servo É uma moral do Fraco – Moral do Servo

4 O Dionisíaco e o Apolíneo Na Grécia havia um equilíbrio entre Dioníso e Apolo, isto é, os instintos e a razão; Na Grécia havia um equilíbrio entre Dioníso e Apolo, isto é, os instintos e a razão; Esse equilíbrio foi desfeito por Sócrates/Platão, em nome de um racionalismo. Esse equilíbrio foi desfeito por Sócrates/Platão, em nome de um racionalismo. Em todos os tempos os sábios fizeram o mesmo juízo da vida: ela não vale nada... Sempre em toda parte ouvimos sair de suas bocas a mesma palavra uma palavra repleta de dúvida, repleta de melancolia, repleta de cansaço da vida, repleta de resistência contra a vida. Mesmo Sócrates disse ao morrer.

5 Para Além do Bem e do Mal O bom é Ruim! O bom é Ruim! Nietzsche demonstra na Genealogia da Moral que os valores de bondade e maldade não são transcendentes, isto é absolutos; Nietzsche demonstra na Genealogia da Moral que os valores de bondade e maldade não são transcendentes, isto é absolutos; A Morte de Deus como a Morte da Metafísica; A Morte de Deus como a Morte da Metafísica; O Niilismo Positivo; O Niilismo Positivo;

6 A Vontade de Potência e o Para além do Homem – Super-Homem O Cristianismo fundamentado pela filosofia platônica torna o homem submisso e reprime suas vontades, para isso propões a vontade de poder, isto é, ser o senhor de suas ações. O Cristianismo fundamentado pela filosofia platônica torna o homem submisso e reprime suas vontades, para isso propões a vontade de poder, isto é, ser o senhor de suas ações. Moral do Senhor. Moral do Senhor. Valoração da Vida; Valoração da Vida; O humano em sua plenitude. O humano em sua plenitude.

7 O Super-homem é aquele que percebe que seus valores são históricos, que sua moral é dependente de uma dinâmica social. O Super-homem é aquele que percebe que seus valores são históricos, que sua moral é dependente de uma dinâmica social.

8 O Verdadeiro Mundo, alcançável ao sábio, ao devoto, ao virtuoso – eles vivem nele, são ele. O Verdadeiro Mundo, alcançável ao sábio, ao devoto, ao virtuoso – eles vivem nele, são ele.


Carregar ppt "Friedrich Nietzsche Não sou Homem, sou Dinamite Uma Filosofia para Espíritos Livres A FILOSOFIA A GOLPES DE MARTELO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google