A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Validade de critério de testes neuropsicológicos na avaliação de pacientes com suspeita de demência Autora: Patrícia Paes Araujo Fialho Orientador: Prof.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Validade de critério de testes neuropsicológicos na avaliação de pacientes com suspeita de demência Autora: Patrícia Paes Araujo Fialho Orientador: Prof."— Transcrição da apresentação:

1 Validade de critério de testes neuropsicológicos na avaliação de pacientes com suspeita de demência Autora: Patrícia Paes Araujo Fialho Orientador: Prof. Dr. Vitor Geraldi Haase FAFICH Belo Horizonte 2005

2 Questão Inicial A queixa de perda de memória deste idoso está relacionada a um esquecimento normal que acompanha o envelhecimento, depressão, ou às primeiras manifestações da Doença de Alzheimer (DA) ou outra forma de demência?

3 Introdução Aumento da população de idosos Aumento da prevalência das demências

4 Introdução Síndromes demenciais Prevalência: 0,3 a 1% entre 60 e 64 anos. 42 a 68% em indivíduos com 95 anos ou mais. A doença de Alzheimer é a causa mais comum. (Ramos, 2002)

5 Introdução A investigação neuropsicológica se baseia em dados de anamnese, questionários e, principalmente, enfatiza dados obtidos na testagem.

6 Introdução Testes propósito inicial de detectar a localização das lesões cerebrais. Avaliação neuropsicológica atualmente um meio de se entender os efeitos dos comprometimentos cerebrais na cognição e nas atividades de vida diária – AVDs.

7 Introdução Investigação diagnóstica das síndromes demenciais: –Instrumentos de rastreio (triagem) –Testes confirmatórios

8 Introdução Os instrumentos de rastreio privilegiam a sensibilidade em detrimento da especificidade gera altas taxas de falsos positivos. Os testes neuropsicológicos representam os procedimentos confirmatórios, uma vez que se caracterizam por baixa sensibilidade relativa e alta especificidade.

9 Introdução Ou seja, em um indivíduo identificado por um procedimento de rastreio, um resultado positivo em um teste específico confirma o diagnóstico.

10 Introdução Alem disso, ao estabelecer o perfil neuropsicológico através dos testes confirmatórios, encontramos também a possibilidade de definir a patologia de base.

11 Introdução Diabetes Mellitus Declínio Cognitivo Maior risco de demência

12 Objetivo Central Investigar a acurácia diagnóstica de alguns instrumentos de rastreio e testes neuropsicológicos utilizados na prática clínica em quatro grupos distintos, a saber: Controle, Cognitivo, Demência e Diabetes.

13 Objetivos Comparar a validade de critério dos instrumentos de rastreio MEEM e ARFC. Comparar os resultados obtidos pelo grupo Demência nos instrumentos com os do grupo Controle.

14 Metodologia Amostra Coleta de dados Instrumentos Análise de dados

15 Amostra Total A pesquisa contou com uma amostra total de 156 indivíduos. Idade igual ou superior a 51 anos (média = 71,19 anos; dp = 9,19). 110 participantes do sexo feminino (70,5%). Escolaridade formal entre 0 e 24 anos (média = 7,47 anos; dp = 5,08).

16 Grupo Controle 69 idosos saudáveis da população geral. Idade média = 70,80 anos (dp = 8,68). Escolaridade formal média = 9,54 anos (dp = 5,07). 72,5% sexo feminino

17 Grupo Diabetes 39 idosos atendidos no Centro de Saúde Venda Nova. Idade média = 65,13 anos (dp = 8,06). Escolaridade formal média = 4,26 anos (dp = 2,49). 76,9% sexo feminino.

18 Grupo Cognitivo 48 idosos encaminhados para a realização de avaliação neuropsicológica por suspeita de demência. Idade média = 76,69 anos (dp = 7,44). Escolaridade formal média = 7,10 anos (dp = 5,29). 62,5% sexo feminino.

19 Grupo Demência 35 indivíduos diagnosticados como apresentando síndrome demencial de acordo com o ponto de corte 24/25 no MEEM. Idade média = 77,06 anos (dp = 8,08). Escolaridade formal média = 5,89 anos (dp = 4,42). 71,4% sexo feminino.

20 Coleta de dados Inicialmente três grupos Ajuda de colaboradores Termos de Consentimento Livre e Esclarecido - TCLE Aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFMG - COEP

21 Instrumentos Rastreio Testes de Inteligência – verbal e não verbal Testes Neuropsicológicos – verbal e não verbal Questionários

22 Instrumentos Rastreio: Mini-Exame do Estado Mental – MEEM Teste de Avaliação Rápida das Funções Cognitivas - ARFC

23 MEEM Folstein et. al., 1975 Mais amplamente utilizado em todo o mundo; Teste simples, passível de reaplicação e que dispensa material complementar; Objetivo principal: avaliar um conjunto de funções cognitivas específicas de forma rápida e inicial; Serve como escala global para acompanhamento evolutivo.

24 MEEM Folstein et. al., 1975 Questões agrupadas em 7 categorias: –Orientação para tempo (data, hora); –Orientação para local (local específico e geral); –Registro de 3 palavras; –Atenção e cálculo; –Recordação das 3 palavras; –Linguagem (nomeação, repetição, leitura e escrita); –Capacidade construtiva visual.

25 ARFC Gil et. al., 1986 Assim como o MEEM, o ARFC é um instrumento de rastreio; Cobre um domínio maior de funções cognitivas, a partir de uma concepção mais ampla das correlações anátomo- clínicas observadas nos processos demenciais associados ao envelhecimento;

26 ARFC Gil et. al., 1986 Questões agrupadas em 12 categorias: – Orientação temporal - espacial; – Atenção; – Memória; – Cálculo mental; – Raciocínio e julgamento; – Compreensão; – Denominação; – Repetição; – Ordem escrita – Fluência verbal; – Praxias – Decodificação visual e escrita.

27 Instrumentos Testes de Inteligência: Teste de Sondagem Intelectual -TSI Matrizes Progressivas de Raven – versão colorida

28 Instrumentos Testes Neuropsicológicos: Teste de Stroop – versão Victoria Teste de Trilhas – formas A e B Fluência verbal Fluência de desenhos Teste de extensão de dígitos – ordem direta e inversa Cubos de Corsi Teste de aprendizagem auditivo-verbal de Rey – RAVLT Figura complexa de Rey

29 Instrumentos Questionários: Escala de Depressão Geriátrica – GDS Questionário de Déficits Percebidos – QDP

30 Análise de dados Análise de variância de critério único (ANOVA oneway) Análise da área sob a curva ROC (ASC)

31 Resultados Principais resultados

32 Validade de critério dos instrumentos de rastreio Alta acurácia diagnóstica (ASC > 0,9) O ARFC não se mostrou superior ao MEEM

33 Análise ROC pc = 23 pc = 40 sensibilidade = 97% sensibilidade = 94% especificidade = 94%

34 Validade de critério dos testes neuropsicológicos Níveis moderados de acurácia diagnóstica (ASC entre 0,7 e 0,9). Os indivíduos diabéticos apresentam um desempenho intermediário entre o desempenho dos pacientes com demência e controles.

35 Conclusão Os instrumentos de rastreio se caracterizam por uma alta acurácia diagnóstica. Testes neuropsicológicos exibem níveis moderados de acurácia. Testes neuropsicológicos devem ser utilizados em contexto confirmatório.


Carregar ppt "Validade de critério de testes neuropsicológicos na avaliação de pacientes com suspeita de demência Autora: Patrícia Paes Araujo Fialho Orientador: Prof."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google