A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ERP - SAP R/3 Systeme, Anwendungen, Produkte in der Datenverarbeitung ou Sistema, Aplicações e Produtos em Processamento de Dados). ESCOLA POLITÉCNICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ERP - SAP R/3 Systeme, Anwendungen, Produkte in der Datenverarbeitung ou Sistema, Aplicações e Produtos em Processamento de Dados). ESCOLA POLITÉCNICA."— Transcrição da apresentação:

1 ERP - SAP R/3 Systeme, Anwendungen, Produkte in der Datenverarbeitung ou Sistema, Aplicações e Produtos em Processamento de Dados). ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Rodolfo Mião – Desenvolvedor ABAP - Whirlpool S.A.

2 Tópicos História; Prós e contras com exemplificações posteriores; Dados estatísticos; Áreas de atuação ( O que é preciso saber antes de entrar nesse mercado ); Arquitetura, O que a SAP está apostando para o futuro.

3 História do SAP / ABAP 1972 SAP R/1 ABAP criado como ferramenta de relatórios 1979 SAP R/ ABAP /3 linguagem interpretada 1992 SAP R/3 ABAP/ SAP R/3 4.0 ABAP Objects 1999 SAP R/ SAP R/3 4.6C Class Repository Class Builder BADI 2001 WEB AS 6.10 Exception Handling Unicode BSP 2002 WEB AS 6.20 BSP MVC WebServices J2EE Engine 2003 WEB AS 6.30 NETWEAVER 04 WEB AS 6.40 NWDS WebDynpro for JAVA JDI JAVA Dictionary ALV Object Model NETWEAVER 04s WEB AS 7.0 WebDynpro for ABAP ABAP 7.0

4 História do ABAP Em 1970, ABAP foi criado como uma ferramenta de relatório. Na época do SAP R/2, ABAP significava Allgemeiner Berichts- und Aufbereitungsprozessor (Inglês: General Reporting and Preparation Processor). Hoje significa Advanced Business Application Programming. SAP R/1(1972) e SAP R/2 (1979) eram programados em Assembler. Nesse tempo o ABAP era basicamente uma seqüência de macros e instruções Assembler. Para simplificar o processo de geração de análises, a SAP criou em meados de 1980 o ABAP/3, uma linguagem interpretada que possibilita a criação de programas de negócio e transações de diálogo facilmente. Em 1992, SAP R/3 apareceu e o ABAP/4 era a ferramenta de desenvolvimento. O último passo no desenvolvimento do ABAP é o ABAP Objects. Foi introduzido na versão 4.0 do SAP, porém seu uso não foi muito significante até a versão 4.6, quando foi criado o Class Repository e o Class Builder que facilitaram a estruturação e utilização das classes.

5 Segredos de Sucesso do SAP ( Prós ) Diversidade de ferramentas disponíveis para customização ( Exit ). Facilidade no desenvolvimento de relatórios - ferramentas pré-prontas, por exemplo a tela de seleção. Independente de plataformas ( desenvolvedor ABAP somente se preocupa com a lógica de negócio ). Sistema com mais de 30 anos de lógica de negócio aperfeiçoada. O ambiente é facilmente depurável. Basta ativar um usuário com perfil de análise (debug) que o código estará disponível. Navegação simplificada. Com apenas 1 clique do mouse você consegue saber todos os objetos que estão amarrados a aplicação ( programas, tabelas, telas, eventos...) A internacionalização é simples ( ferramentas de tradução integrada e não é necessário codificação pelo ABAP. O sistema SAP cuida através de configuração do usuário. O controle de lock de transação (enqueue e dequeue) é controlado pelo SAP e fácil de ser implementado. Possui um gerenciador de objetos de bloqueio que automaticamente elimina o bloqueio quando a transação é encerrada (LUW). Disponibilidade de Load Balance para servidor de aplicação.

6 Contras do SAP Falta de Documentação. Treinamento ( aprende somente na prática, quebrando a cabeça ). Custo alto. O cliente fica amarrado ao fornecedor, apesar de atualmente ser possível desenvolver em JAVA.

7 Dados Estatísticos O gráfico abaixo provê informações de abril de 2005, apresentada pela IPM – Impacta Pesquisa Periódica de Mercado.

8 Dicas antes de iniciar no mercado SAP Definir a Área de atuação Procurar as consultorias para iniciação através de academias internas ( Procwork, CSCorp, EDS, Accenture, BBKO, etc.) Efetuar cursos na SAP e suas certificações. Instalar a versão demo do SAP ( ABAP e BASIS ) - https://www.sdn.sap.com/irj/sdn/go/portal/prtroot/docs/library/ uuid/80fd9a0a-e306-2a10-c896-b84c77c13ed2 https://www.sdn.sap.com/irj/sdn/go/portal/prtroot/docs/library/ uuid/80fd9a0a-e306-2a10-c896-b84c77c13ed2 Adquirir Livros na SAP Press (www.sappress.com ).www.sappress.com

9 Áreas de Atuação Módulos Funcionais Funcional SAP, NW, CRM, APO Abap Infra estrutura técnica Basis Perfis de usuário e controle de acesso Segurança Key User Usuário

10 Funcional Funcional é o responsável pelo negócio ( entendimento da necessidade ) e criação das documentações ( Caso de uso, ERS, BPMN, Diagrama de classe, Documento de visão, manual do usuário e plano de teste ) com suas respectivas validações perante ao cliente, usuário, ABAP, BASIS e Segurança )

11 ABAP SAP R/3NWBSP WEB Dynpro BWXIJAVASEMPortalCRMAPO ABAP é responsável pelo desenvolvimento da aplicação ( pode desenvolver tanto novos programas (Z e Y e namespace ) quanto nos programas da SAP ( através de chave de registro )

12 BASIS Basis é responsável pela administração dos ambientes SAP Efetua tarefas como atualização do ambiente, migração, aplicação de notas SAP, Criação de load balance, estrutura de rede, instalação dos servidores, etc... Similar ao administrador de Banco de dados

13 Segurança e usuário Área de segurança do SAP é responsável pela criação, vinculação e validação dos perfis de segurança do SAP para controle de acesso. Define regras de nomenclatura dos programas e objetos de autorização ( authority check ) Key User ( usuário chave do negócio )

14 Arquitetura do SAP R/3 Hierarquia de três camadas ( three tier hierarchy )

15 SAP Front End

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31 Exits ( Modificações no standard do SAP ) O SAP possui diversas formas de modificação das aplicações standards chamadas de Exit que podem ser: User Exit ( Sub rotinas definidas pela SAP em determinados evento do programa ( antes de Salvar, após salvar, ao eliminar, ao sair, etc ) que ao serem chamadas já estão carregadas com os dados do processamento em áreas de memória Field Exit ( rotinas ao entrar ou sair de um determinado campo da tela ( on change, on imput, on help, etc ) Screen exit ( rotinas chamadas para determinados objetos da tela ) Customer Function exit ( Funções disponibilizadas pela SAP em pontos estratégicos do código) Ex. Ao calcular os preços de um pedido de compra. BADI – Métodos para programas ABAP OO.

32

33

34 BAPI

35 O Futuro... Aplicações baseadas em arquitetura SOA

36 Multi-Channel UI Strategy

37 Novo SAP GUI Integração de desktop: Ex. Arrastar e soltar uma planilha do MS Excel

38 Enhancement Package ( Projeto de Migração ? ) Vantagens: Permanece com a release estabilizada e continua importantdo novas funcionalidade Separa a importação da ativação de uma nova funcionalidade Importa e ativa somente a funcionalidade de sua escolha, ao invés do tudo ou nada. Exemplos: Função Negócio Novo Gerenciamento de Viagens, Função Negócio Inovação gerenciamento automotivo, Função Negócio MM Verificação da Ordem. Conteúdo: Cada enhancement Package contém um pacote de funcionalidades de negócio. Todas as funcionalidades são encapsuladas por interruptores.

39 Q & A


Carregar ppt "ERP - SAP R/3 Systeme, Anwendungen, Produkte in der Datenverarbeitung ou Sistema, Aplicações e Produtos em Processamento de Dados). ESCOLA POLITÉCNICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google