A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENTERPRISE RESOURSE PLANNING. DEFINIÇÃO: O ERP – Enterprise Resource Planning (Planejamento de Recursos Empresariais) - É um sistema de gestão que integra.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENTERPRISE RESOURSE PLANNING. DEFINIÇÃO: O ERP – Enterprise Resource Planning (Planejamento de Recursos Empresariais) - É um sistema de gestão que integra."— Transcrição da apresentação:

1 ENTERPRISE RESOURSE PLANNING

2 DEFINIÇÃO: O ERP – Enterprise Resource Planning (Planejamento de Recursos Empresariais) - É um sistema de gestão que integra as operações da empresa, seus relacionamentos com o ambiente e fornece as informações precisas, de forma rápida e intuitiva para que os gestores possam analisar as relações de causa e efeito, fazer simulações e construções de cenários, além de acompanhar o resultado das ações planejadas. Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa, possibilitando a automação e armazenamento de todas as informações de negócios.

3 Alguns ERPs conhecidos: Corpore RM da RM Sistemas R/3 da SAP Protheus da Microsiga EMS da Datasul Aptus ERP da Aptus Tecnologia Mult-Gestor da Multilogica Sistemas Factory da Núcleo Sistemas Entre Outros.

4 HISTÓRIA: Década de 50 e 60: Surgem os primeiros sistemas de controle de estoques, apesar da automatização ser cara e lenta. Década de 70: Com expansão econômica e a maior disseminação computacional surgem os MRPs (Material Requirement Planning ou planejamento das requisições de materiais), considerado o avô dos ERPs. Década de 80: Com o avanço das redes de computadores ligados a servidores é desenvolvido o MRP II, que já poderia ser chamado de ERP pela abrangência de controles e gerenciamento.

5 Década de 90: A nomenclatura ERP ganha muita força entre outras razões pela evolução das redes de comunicação entre computadores e a disseminação da arquitetura cliente/servidor. E também por ser uma ferramenta importante na filosofia de controle e gestão dos setores corporativos, que ganhou aspectos mais próximos da que conhecemos atualmente. Na segunda metade da década de 90 ocorre o boom nas vendas dos pacotes de gestão.

6 CARACTERÍSTICAS: ERP integra funções de controles financeiros, contabilidade, folha de pagamento, faturamento, compras, produção, estoque e logística. Possibilita um fluxo de informações único, contínuo e consistente por toda a empresa, o que permite administrar os negócios em uma única base de dados.

7

8 É um instrumento para a melhoria de processos e das informações online e em tempo real. Permite aos gestores das empresas visualizarem as transações efetuadas, o impacto delas em cada área da empresa, desenhando um amplo cenário dos negócios

9

10 O banco de dados interage com todos o aplicativos do sistema, desta forma, elimina-se a redundância e redigitação de dados, o que assegura a integridade das informações obtidas. Cada sistema de ERP oferece um conjunto de módulos (aplicativos) para aquisição. Estes são os pacotes funcionais, individualizados para cada unidade de negócio dentro da organização (financeiro, engenharia, administração de materiais, contabilidade, etc.).

11 IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA ERP Na implantação de um sistema ERP, a customização é um compromisso entre os requisitos da empresa e as funcionalidades disponíveis no sistema. A primeira medida de customização é a seleção dos módulos que serão instalados. A característica modular permite que cada empresa utilize somente os módulos que necessite e possibilita que módulos adicionais sejam agregados com o tempo. a decisão de implantação de um sistema ERP só deve ser tomada após uma análise detalhada dos processos da empresa e das funcionalidades dos sistemas ERP.

12 Fases de um projeto ERP Fase 1 – Raio X: Esta é a fase do projeto onde os processos e as práticas de negócio são analisados. É o momento em que a companhia é profundamente observada e quando é definida a necessidade de uma solução ERP. Fase 2 – Desenvolvimento: É neste momento que uma aplicação é escolhida e configurada para uma companhia. Também são definidos o modelo de funcionamento da solução e outros aspectos do ambiente. Fase 3 – Teste: Aqui a solução de ERP é colocada em um ambiente de teste. É quando os erros e falhas são identificados.

13 Fase 4 – Treinamento: Todos os profissionais são treinados no sistema para saber como utilizá-lo antes da implementação ser concluída. Fase 5 – Implementação: O software de ERP é finalmente instalado na companhia e se torna funcional aos usuários. Fase 6 – Avaliação: A solução de ERP é avaliada, observando-se o que é necessário melhorar e o que está ou não funcionando adequadamente. Esta é apenas uma avaliação geral do projeto ERP para referências futuras.

14 VANTAGENS DO ERP: Eliminar o uso de interfaces manuais Redução de custos Otimizar o fluxo da informação e a qualidade da mesma dentro da organização (eficiência) Otimizar o processo de tomada de decisão Eliminar a redundância de atividades Reduzir os limites de tempo de resposta ao mercado Melhoria em processos de manutenção

15 DESVANTAGENS DO ERP: A utilização do ERP por si só não torna uma empresa verdadeiramente integrada Altos custos que muitas vezes não comprovam o custo/benefício Dependência do fornecedor do pacote Cortes de pessoal, que gera problema social Adaptação de processos ultrapassados Capacitação das equipes de trabalho


Carregar ppt "ENTERPRISE RESOURSE PLANNING. DEFINIÇÃO: O ERP – Enterprise Resource Planning (Planejamento de Recursos Empresariais) - É um sistema de gestão que integra."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google