A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Metodologia Versão 2 FSRS. Fábrica de Software RS Apresentação Roberto Petry Instrutor da FSRS, Membro do GT de Metodologia, Participou da Elaboração.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Metodologia Versão 2 FSRS. Fábrica de Software RS Apresentação Roberto Petry Instrutor da FSRS, Membro do GT de Metodologia, Participou da Elaboração."— Transcrição da apresentação:

1 Metodologia Versão 2 FSRS

2 Fábrica de Software RS Apresentação Roberto Petry Instrutor da FSRS, Membro do GT de Metodologia, Participou da Elaboração das Versões 2.0, 2.1 e 2.2 da Metodologia da FSRS. Diretor de Tecnologia da AdvancedIT S/A. Presidente da SUCESU-RS. Professor da ULBRA (Gerenciamento de Projetos e Banco de Dados).

3 Fábrica de Software RS Projeto FSRS Governo do Estado PROCERGS Atuais parceiros do projeto: Instituições Privadas SOFTSUL Empresas com Termo de Adesão ao Projeto

4 Fábrica de Software RS Projeto FSRS Acordos Contratuais: Convênio entre os parceiros para operacionalização do Projeto Fábrica de Software; Termo de Adesão das empresas de software.

5 Fábrica de Software RS Papel dos parceiros SOFTSUL: gestão administrativo-financeira e comercial, logística e suporte técnico; PROCERGS: gestão técnica do Projeto; EMPRESAS SW: contribuir com RH e conhecimentos para a construção do conteúdo técnico do projeto.

6 Fábrica de Software RS Soma de esforços + + = FS - RS Conquistar Novos Mercados

7 Fábrica de Software RS Objetivos 1) Organizar a capacidade produtiva de uma rede de produtores de SW que trabalhem de forma integrada, possibilitando atender demandas com: Padrão de Qualidade reconhecido; Grandes Volumes; Maior Produtividade; Negócios no Mercado Global.

8 Fábrica de Software RS Objetivos 2) Criar um processo homogêneo e eficiente de produção de SW, visando a presença do software Made in RS no mercado global (local, nacional e externo). 3) Possibilitar o trabalho cooperado reunindo empresas de software, profissionais autônomos e parceiros em torno de um objetivo comum.

9 Fábrica de Software RS Elementos do Projeto FSRS Metodologia e padrões de especificação e desenvolvimento de software. Componentes de SW para re-uso. Ferramentas de desenvolvimento, teste e controle. Capacitação na metodologia e nas ferramentas. Método de distribuição dos projetos.

10 Fábrica de Software RS Elementos do Projeto FSRS Pontos de trabalho: infra-estrutura computacional (hardware, software, rede, internet, etc..). Biblioteca de componentes de software (e controle de versões) Diversos ambientes de desenvolvimento (Software Livre, Oracle, Microsoft, Sun/JAVA...) Espelhamento do ambiente do parceiro demandante (desenvolvimento ou operacional) Desenvolvimento dos projetos em consórcio. Gerência de projetos pela Softsul. Sistema de garantia da qualidade.

11 Fábrica de Software RS Metodologia de Especificação Envolve todo o ciclo de desenvolvimento. Estrutura de trabalho técnica e gerencial. Acompanhamento e documentação. Processo sob constante melhoria. Formulários padronizados de especificação. ou documentação sobre ferramentas utilizadas.

12 Fábrica de Software RS Componentes de Software - Re-uso Reduz o custo do desenvolvimento. Montagem dos sistemas rapidamente. Facilita a manutenção (suporte e atualizações). Maior flexibilidade. Reaproveitamento. Disponibilidade de componentes prontos. Programados em qualquer linguagem.

13 Fábrica de Software RS FSRS – Relacionamento com parceiros e mercado Fornecimento Aquisição Ag. de Negóci o EMP 1 EMP 2 EMP 3 A B C Fornecimento Aquisição FSRS Mercado

14 Fábrica de Software RS Descrição dos principais papéis Cliente externo: Empresas do mercado. Agente de negócio: Traz o negócio para a fábrica desenvolver. A definição de requisitos pode ser realizada por uma ou mais empresas vinculadas a FSRS. Gerente de projeto: Responsável pelo planejamento, monitoramento e controle do projeto. Fornecedor: Empresa responsável pela execução de todo ou parte do projeto.

15 Fábrica de Software RS REDEPRO – Rede de Fornecedores PROCERGS Objetivos: Agilidade; Redução de custos; Independência de fornecedor; Suporte legal.

16 Fábrica de Software RS REDEPRO – Rede de Fornecedores PROCERGS Papéis do REDEPRO: Certificação; Conformidade; Classificação; Avaliação.

17 Fábrica de Software RS Tem como objetivo estabelecer processos, atividades e tarefas a serem executadas nas relações de aquisição, fornecimento, operação, desenvolvimento e manutenção de software. Aplicação: na aquisição de sistemas e produtos ou serviços de software; no fornecimento, desenvolvimento, operação e manutenção de software; nas relações contratuais entre partes envolvidas em um projeto de software. Norma ISO/IEC NBR 12207

18 Fábrica de Software RS Público Alvo: Compradores; Fornecedores; Operadores; Desenvolvedores; Mantenedores; Gerentes; Profissionais de qualidade; Usuários. Norma ISO/IEC NBR 12207

19 Fábrica de Software RS Norma Processos de ciclo de vida de software

20 Fábrica de Software RS Processo de Adaptação Define as atividades e tarefas para executar a adaptação básica desta norma, adequando-a a realidade dos projetos de software das organizações envolvidas. Norma ISO/IEC NBR 12207

21 Fábrica de Software RS Limitações da NormaNorma A norma não especifica: detalhes de implementação; detalhes de documentação; modelo de ciclo de vida; método de desenvolvimento de software e não se aplica a software de prateleira. Norma ISO/IEC NBR 12207

22 Fábrica de Software RS FSRS - Processos cobertos pela V2 Aquisição Fornecimento Desenvolvimento Documentação Gerência da Configuração Gerência

23 Fábrica de Software RS FSRS – Visão Geral dos Processos da FSRS Papéis e responsabilidades Atividades Formulários Guias de uso Estrutura da Documentação Diagramas

24 Fábrica de Software RS FSRS – Visão Geral dos Processos da FSRS Diagrama de Atividades Visão do Processo da FSRS

25 Fábrica de Software RS Processo de Aquisição Objetivo: Define as atividades e tarefas do adquirente (organização que adquire um sistema ou produto de software). Envolvidos: Cliente externo; Agente de negócio; Gerente de projeto; Fornecedor.

26 Fábrica de Software RS Processo de Aquisição

27 Fábrica de Software RS Processo de Aquisição Plano de Aquisição Documento de Requisitos Pedido de Proposta Atividade Iniciação Preparação de Pedido de Proposta Preparação e atualização do Contrato

28 Fábrica de Software RS Processo de Aquisição Protocolo de Entrega de Produto Registro de Ocorrências Monitoração do Fornecedor Aceitação e Conclusão

29 Fábrica de Software RS Processo de Fornecimento Objetivo: Define as atividades e tarefas do fornecedor (organização que fornece o produto de software ao adquirente). Envolvidos: Agente de negócio; Gerente de projeto; Fornecedor.

30 Fábrica de Software RS Processo de Fornecimento

31 Fábrica de Software RS Processo de Fornecimento Proposta Iniciação Preparação de Resposta Fechamento do Contrato Plano de Projeto Planejamento do projeto

32 Fábrica de Software RS Processo de Fornecimento Execução e controle Entrega e conclusão Protocolo de Entrega de Produto

33 Fábrica de Software RS Processo de Desenvolvimento Objetivo: Define as atividades e tarefas do desenvolvedor (organização que define e desenvolve um produto de software). Envolvidos: Cliente externo; Gerente de projeto; Fornecedor.

34 Fábrica de Software RS Processo de Desenvolvimento Diagrama de Caso de Uso Processo de Desenvolvimento

35 Fábrica de Software RS Processo de Desenvolvimento Documento de Requisitos Regras de Negócio Documento de Análise Implementação do Processo Análise dos Requisitos Análise do software Descrição de Caso de Uso

36 Fábrica de Software RS Processo de Desenvolvimento Plano de Teste Documento de Projeto de Sistema Especificação de Interface Visual Especificação de Classes Projeto de arquitetura do software Projeto detalhado do software Guia de Implementação Modelo de Dados Modelo de Dados (ER)

37 Fábrica de Software RS Guia de Implementação Define normas e padrões de implementação da empresa contratante que deverão ser seguidos durante a construção do sistema. O conjunto de documentos que compõe o Guia deve estar disponível para toda equipe de desenvolvimento. Objetivo

38 Fábrica de Software RS Processo de Desenvolvimento Qualificação de Caso de Uso Unitário de Classe de BD Unitário de Interface Visual Unitário de Classe de RN Templates de Teste Relatório Plano de Teste de Caso de Uso

39 Fábrica de Software RS Processo de Desenvolvimento Planilha de apropriação de horas Plano de Teste de Caso de Uso Codificação e testes de software Integração do software

40 Fábrica de Software RS Processo de Desenvolvimento Registro de Ocorrências Teste de qualificação do software Preparação do ambiente Teste de integração e qualificação do sistema Registro de Ocorrências

41 Fábrica de Software RS Processo de Desenvolvimento Instalação do software Apoio à aceitação do software Registro de Ocorrências

42 Fábrica de Software RS Processo de Documentação Objetivo: Define as atividades e tarefas para o registro da informação produzida por um processo do ciclo de vida. Envolvidos: Agente de negócio; Gerente de projeto; Fornecedor.

43 Fábrica de Software RS Processo de Documentação Elaboração da documentação Os documentos devem ser produzidos e fornecidos de acordo com os padrões estabelecidos pela FSRS. A documentação é de responsabilidade das empresas fornecedoras e deve ser elaborada e atualizada em todas as atividades do processo.

44 Fábrica de Software RS Processo de Gerência da Configuração Objetivo: Define as atividades e tarefas necessárias para garantir a integridade (completeza, consistência e correção) dos produtos de software, ao longo de todo o ciclo de vida do projeto. Envolvidos: Agente de negócio; Gerente de projeto; Fornecedor.

45 Fábrica de Software RS Processo de Gerência de Configuração Identificação da configuração Identificação dos itens de configuração de software e versões a serem controladas. Itens podem ser documentos da metodologia e código-fonte. Gerência de liberação e distribuição

46 Fábrica de Software RS Processo de Gerência Planejamento do projeto Execução e controle do projeto Conclusão do projeto Plano de Projeto Registro de Ocorrências Protocolo de Entrega de Produto

47 Fábrica de Software RS Considerações O Gerente de Projeto deve assegurar que o detalhamento das especificações tenha sido realizado no nível adequado, minimizando a informalidade e a necessidade de muitas interações entre as equipes de Construção, Análise e Projeto. Nível de detalhamento Para manter a especificação em nível conceitual, o projetista deve descrever os procedimentos sem fazer referências à tecnologia a ser utilizada. Especificação conceitual


Carregar ppt "Metodologia Versão 2 FSRS. Fábrica de Software RS Apresentação Roberto Petry Instrutor da FSRS, Membro do GT de Metodologia, Participou da Elaboração."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google