A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Diretorias das Áreas Corporativas Conselho da Qualidade e Meio Ambiente Comitês da Qualidade e Meio Ambiente das Unidades Comitê da Qualidade e Meio Ambiente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Diretorias das Áreas Corporativas Conselho da Qualidade e Meio Ambiente Comitês da Qualidade e Meio Ambiente das Unidades Comitê da Qualidade e Meio Ambiente."— Transcrição da apresentação:

1 Diretorias das Áreas Corporativas Conselho da Qualidade e Meio Ambiente Comitês da Qualidade e Meio Ambiente das Unidades Comitê da Qualidade e Meio Ambiente Corporativo 7- Identifica oportunidades de melhoria, implementa ações e verifica o desempenho histórico monitora a implementação e a eficácia das ações propostas em analises anteriores 4 - Coleta dados para análise crítica do Sistema da Qualidade da rede de unidades e das diretorias da Administração Central. 6 - Analisa relatórios de resultados. 8 - Analisa os resultados alcançados, define metas de desempenho e ações de melhoria para os processos da organização. INÍCIO 1 - Coleta de dados para a análise crítica do Sistema de Gestão 2 - Analisa criticamente o desempenho, define ações de melhoria e monitora a implementação e a eficácia das ações propostas em analises anteriores 3- Elabora o Relatório de Análise Crítica e divulga às partes interessadas. 5 - Elabora relatório de resultados e divulga para as partes interessadas. 9 - Divulga em todos os níveis da organização os resultados de Análise Crítica do SGQ. FIM EXEMPLO DE FLUXO PARA O DESENVOLVIMENTO DE ANÁLISE CRÍTICA DO SGQ 1Simone Sampaio

2 5.6 Análise Crítica pela direção Generalidades A Alta Direção deve analisar criticamente o sistema de gestão da qualidade da organização, a intervalos planejados, para assegurar sua contínua pertinência, adequação e eficácia. Esta análise crítica deve incluir a avaliação de oportunidades para melhoria e necessidade de mudanças no sistema de gestão da qualidade, incluindo a política da qualidade e os objetivos da qualidade. Devem ser mantidos registros das análises críticas pela Alta Direção 1 2 2Simone Sampaio

3 Análise crítica pela direção Continua Entradas para análise crítica As entradas para análise crítica pela direção devem incluir informações sobre: a) resultados de auditorias, b) realimentação de cliente, c) desempenho de processo e conformidade do produto, d) situação das ações corretivas e preventivas, e) acompanhamento das ações oriundas de análises críticas anteriores pela direção, f) mudanças que possam afetar o sistema de gestão da qualidade, e g) recomendações para melhoria. Simone Sampaio3

4 Análise crítica pela direção Continua Saídas da análise crítica As saídas da análise crítica pela direção devem incluir quaisquer decisões e ações relacionadas a a) melhoria da eficácia do sistema de gestão da qualidade e de seus processos, b) melhoria de produto em relação aos requisitos do cliente, e c) necessidade de recursos. Simone Sampaio4

5 Medição e monitoramento Controle de produto não-conforme Análise de dados 8. MEDIÇÃO, ANÁLISE E MELHORIA A satisfação do cliente deve ser monitorada para a obtenção de informações sobre a percepção do cliente com relação ao atendimento de seus requisitos Os processos devem ser monitorados para verificar se estão alcançando os resultados planejados A organização deve documentar um procedimento para identificar e controlar produto não-conforme com a especificação, de forma a evitar o seu uso ou entrega não intencional (registros) Melhorias A organização deve documentar um procedimento para que auditorias internas sejam executadas para verificar se o SGQ está implementado e mantido eficazmente e se está em conformidade com relação ao requisitos da Norma e do SGQ (registros) Os produtos devem ser monitorados para verificar se estão de acordo com os requisitos especificados 5Simone Sampaio

6 Análise de dados 8. MEDIÇÃO, ANÁLISE E MELHORIA (Continuação) Melhorias Dados apropriados devem ser coletados e analisados para demonstrar a adequação e eficácia do SGQ e possibilitar a implementação de melhorias (Exemplos: satisfação dos clientes, conformidade do produto, tendências dos processos e produtos, oportunidades de ações preventivas, informações sobre fornecedores) A organização deve melhorar continuamente a eficácia do sistema de gestão por meio da: - Implementação e manutenção da política e monitoramento dos objetivos da qualidade - Resultados das auditorias (internas e externas) - Análise de dados - Implementação de ações corretivas e preventivas - Análise crítica do SGQ pela alta direção A organização deve documentar procedimento para a implementação de ações corretivas para eliminar as causas de não-conformidades e evitar a sua repetição (registros) A organização deve documentar procedimento para a implementação de ações preventivas de forma a evitar potenciais não-conformidades (registros) 6Simone Sampaio

7 CONSIDERAÇÕES FINAIS Organização para implementação Antes de iniciar qualquer ação no sentido de implementar seu sistema de gestão da qualidade, o organização deve montar uma estrutura mínima. 7Simone Sampaio

8 8

9 ESTRUTURA DO SGQ Essa estrutura mínima é composta por: Escritório da qualidade; Coordenador da qualidade; Comitê da qualidade; Representante da direção; Uma sala com recursos como, computador e impressora. O escritório da qualidade é órgão de apoio responsável pela condução dos trabalhos para implementação do SGQ. 9Simone Sampaio

10 PRINCIPAIS TAREFAS DO ESCRITORIO DE QUALIDADE SÃO: Propor o plano de implementação; Organizar e coordenar o treinamento de todos os colaboradores; ele não minitrará os treinamentos, contudo, definirá os treinamentos necessários; Editar e distribuir os documentos do SGQ; Controlar os documentos do sistema de gestão da qualidade; Controlar os prazos de implementação do SGQ Revisar ou colaborar na revisão dos documentos do SGQ. 10Simone Sampaio

11 COORDENADOR DA QUALIDADE E COMITÊ DA QUALIDADE Coordenador da qualidade - é quem irá coordenar todas essas atividades, além de secretariar as reuniões para avaliação da implementação, e posteriormente,manutenção do SGQ, conduzida pelo Comitê da Qualidade; O Comitê da Qualidade é formado pela alta direção (presidente ou diretor), mais gerentes, ele pode reunir-se mensalmente ou quinzenalmente para avaliar o andamento do projeto. Na fase de manutenção ele pode reunir-se até semestralmente, nas chamadas reuniões de analise critica para analise dos objetivos e metas (indicadores) da qualidade e da eficácia do SGQ. 11Simone Sampaio

12 COMITÊ DA QUALIDADE As principais atribuições do Comitê da Qualidade são: Analisar criticamente e aprovar o plano de implementação do SGQ proposto pelo escritório da qualidade; Definir as prioridades para investimento dos recursos necessários para a implementação do SGQ; Definir o formato e os meios para avaliação do SGQ assim para a realização de auditorias internas; Garantir a execução do plano de implementação do SGQ, provendo infra estrutura adequada e necessária; Avaliar periodicamente o plano de implementação do SGQ. 12Simone Sampaio

13 NOTA Segue alguns cuidados que devem ser tomados para evitar que a implementação não atinja o sucesso esperado. NÃO NÃO – devem ser contratados elementos externos para escrever os procedimentos, os procedimentos devem ser escritos por aqueles mais envolvidos com a tarefa; NÃO NÃO – deixar o pessoal escrever procedimentos sem orientação. O Escritorio da Qualidade deve fornecer padrões, suporte e prazos para execução; NÃO NÃO – esperar que a implementação e a certificação do SGQ resolvam imediatamente todos os problemas de qualidade da organização. O SGQ deve ser reconhecido como base para a prática sadia dos negócios e para o aperfeiçoamento contínuo; Obtenham sempre suporte da direção. 13Simone Sampaio

14 E aí??? 14Simone Sampaio

15 Pode ser diferente? 15Simone Sampaio


Carregar ppt "Diretorias das Áreas Corporativas Conselho da Qualidade e Meio Ambiente Comitês da Qualidade e Meio Ambiente das Unidades Comitê da Qualidade e Meio Ambiente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google