A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Batayporã – MS 2009 Nomes : Fabio Vinicius Nº.: 11 Gabriel Nº.: 13 Jefferson Nº.: 14 Luis Antonio Nº.: 23 Professora: Maria de Lourdes Ano: 8º ano C.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Batayporã – MS 2009 Nomes : Fabio Vinicius Nº.: 11 Gabriel Nº.: 13 Jefferson Nº.: 14 Luis Antonio Nº.: 23 Professora: Maria de Lourdes Ano: 8º ano C."— Transcrição da apresentação:

1

2 Batayporã – MS 2009

3 Nomes : Fabio Vinicius Nº.: 11 Gabriel Nº.: 13 Jefferson Nº.: 14 Luis Antonio Nº.: 23 Professora: Maria de Lourdes Ano: 8º ano C

4

5

6 O Relevo é formado por planícies banhadas pelos rio Paraná a leste e fortes elevações na cordilheira dos Andes a oeste. O território da Argentina estende-se longitudinalmente entre a cordilheira dos Andes e o oceano Atlântico. Caracteriza-se pela variedade de paisagens físicas resultantes da transição entre as zonas montanhosas do oeste e as planícies do leste.A cordilheira dos Andes provém de movimentos orogênicos (fenômenos que determinam a formação de montanhas) do plioceno, no período quaternário. Avança pela Argentina com montanhas elevadas, que sustentam um vasto planalto semidesértico e cheio de depressões salinas, denominado Puna de Atacama, a três mil metros acima do nível do mar. Situam-se nessa região setentrional importantes maciços vulcânicos, entre os quais se destaca o Lulullaillaco, com 6.723m, um dos cumes mais altos do continente. Na direção leste, encontra-se a cordilheira Oriental, conjunto de serras elevadas, com neve eterna em seus picos mais altos, e em seguida situam-se as serras sub-andinas, que confinam com a província do Chaco.

7 Entre os Andes centrais, a oeste, e as serras de Córdoba e San Luis, a leste, abre-se um extenso vale, separado do território chileno pela cordilheira Principal, onde se encontram as maiores elevações, inclusive o ponto culminante de toda a América, o Aconcágua (6.959m), bem como os picos Mercedario (6.770m) e Tupungato (6.550m). Do paralelo 36ºC em diante, na direção do sul, os Andes se estreitam e perdem altura. Seu prolongamento na Patagônia apresenta raras elevações acima de 3.500m, como a do monte Mellizo, junto à Laguna Grande.A leste dos Andes e ao norte da Patagônia, estende-se uma vasta planície de características variadas. Ao longo das bacias do Paraná e Paraguai, localiza-se o Chaco, região subtropical e arenosa, ligeiramente inclinada para sudeste. sedimentos secundários e terciários que foram igualados no fim da era glacial.

8 A hidrografia da Argentina é muito rica, com destaque para as bacias endorréicas, de um lado, com ação humana e, de outro, com ação natural.hidrografiaArgentina Contam-se três redes hidrográficas em território argentino: a da vertente atlântica, que é a mais importante, a do Pacífico, na parte sul da cordilheira dos Andes, e as bacias endorréicas ou internas que ocupam um terço da superfície total do país.atlânticaPacíficocordilheira dos Andes Do lado do Atlântico, destaca-se o rio da Prata, nome que se dá ao estuário que é fruto do encontro dos rios Paraná e Uruguai com o oceano Atlântico. Tem mais de 300 km de comprimento, largura que chega a 200 km e descarga média de m3 por segundo, perdendo na América do Sul somente para a do Amazonas.rio da PrataParanáUruguaioceano AtlânticoAmérica do SulAmazonas O rio Paraná é um dos 15 mais extensos do mundo e tem 1.800km em terras argentinas, sendo o Salado e mais de 400 navegáveis (até Santa Fé). Seus afluentes mais importantes são, na margem direita, o Paraguai, o Carcarañá, e na margem esquerda o Iguaçu, com o qual, na confluência que é ao mesmo tempo argentina, brasileira e paraguaia, forma as famosas cataratas, num arco de quatro mil metros.rio ParanáSanta FéParaguaiIguaçuargentina brasileiraparaguaia O rio Paraguai só tem um pequeno trecho argentino, de margem direita, na fronteira das províncias de Chaco e Formosa com o Paraguai, mas juntamente com seus afluentes Pilcomayo e Bermejo inunda as planícies da região na época das chuvas, criando lagunas e banhados. Já o rio Uruguai marca as fronteiras de Misiones, Corrientes e Entre Rios com o Brasil (Rio Grande do Sul) e o Uruguai. Na maior parte desse percurso é navegável.rio ParaguaiargentinoprovínciasChacoFormosaParaguaiPilcomayoBermejorio UruguaiMisiones CorrientesEntre RiosBrasilRio Grande do SulUruguai

9 Muitos dos rios da vertente atlântica que correm na Patagônia, ou se dirigem para essa região, têm poucos afluentes, com o traço peculiar de irem perdendo parte de suas águas à medida que avançam. Os principais são o Colorado, o Negro (formado pelo Neuquén e Limay), o Chubut, o Deseado e o Chico, este nas imediações da Terra do Fogo.atlânticaPatagôniaTerra do Fogo No interior mais árido e plano são muitas as pequenas bacias hidrográficas que não chegam ao mar. No planalto de Atacama, de chuvas escassas e águas que provêm do degelo de altos picos da cordilheira, diversos rios têm curso intermitente ou desaparecem, quer nas lagoas, quer no meio de um dos numerosos salares, depósitos salinos comuns no oeste e, sobretudo noroeste do país. Das planícies do Chaco, só conseguem sair o Pilcomayo, o Teuco e o Bermejo, que terminam no rio Paraguai, ou o Corrientes, que mergulha no Paraná. Muitos dos rios de importância econômica nos Pampas, por se prestarem a obras de irrigação, esgotam-se sob a intensa evaporação ou absorção pelos solos arenosos.bacias hidrográficasplaníciesChacoPilcomayoBermejorio ParaguaiPampas Mais ao sul, na província de Mendoza, há uma ampla bacia interna formada por rios e riachos que descem dos Andes e raramente chegam às províncias vizinhas de La Pampa e Neuquén. Por isso o lugar tem o nome de Desaguadero (Desaguadouro), mas outros há parecidos, nos planaltos patagônicos. A vertente do Pacífico também tem início no segmento dos Andes que passa por Mendoza, entre os meridianos 30o e 35o: são cursos de água pequenos que começam no alto da cordilheira, atravessando o estreito território do Chile.província de MendozaAndesLa PampaNeuquénDesaguaderoPacíficoAndesMendozaChile Bastante representativos da paisagem física argentina no sul dos Andes são os lagos e lagoas, mais de 400, alguns de grande beleza e interesse turístico, como o Nahuel Huapí, junto ao qual fica San Carlos de Bariloche, dentro de esplêndido parque nacional. Há ainda o Colhué Huapí e o Buenos Aires, na província de Chubut; na de Santa Cruz, o San Martín, o Argentino, o Cardiel, o Viedma; e, na Terra do Fogo, o Fagnano.San Carlos de Barilocheprovíncia de ChubutSanta CruzTerra do Fogo

10 A Vegetação da Argentina é muito diversificada com destaque para a fauna da região, ambos aspectos naturais diretamente determinados pelas correspondentes diferenças de clima, solo e outras condições materiais. No norte da Mesopotâmia argentina, quente e úmido, predominam as matas subtropicais, em que se identificam espécies como o cedro, o ipê, a erva- mate, o pinheiro, as longas samambaias, bambus e cipós. Junto ao leito dos rios, essa vegetação se estende até a parte sul da planície mesopotâmica.VegetaçãoArgentinacedroipêerva- matepinheirosamambaiasbambuscipós rios No Chaco, a paisagem mais constante é parecida com a do cerrado brasileiro, coberta de gramíneas e palmeiras esparsas. Destaca-se na parte mais chuvosa ou junto aos rios a ocorrência de quebracho, o principal item da exploração florestal do país, e outras madeiras úteis, como lapacho e urundaí. Áreas desérticas e semidesérticas encontram-se nos Andes, na Patagônia extra- andina e a sudoeste do Chaco. Paraíso das gramíneas, a região dos Pampas quase não tem árvores.ChacocerradobrasileirogramíneaspalmeirasquebrachoAndesPatagôniaChacoPampasárvores

11 O clima da Argentina varia de região a região, cujos principais tipos climáticos são: de montanha a noroeste, sudoeste e oeste; árido tropical a nordeste; árido frio a sudeste, temperado continental ao sul; tropical ao norte; e subpolar no extremo sul.climaArgentina Grande parte do território argentino está situado na zona temperada do hemisfério sul. Verificam-se no país climas tropicais e subtropicais, áridos e frios, com combinações e contrastes diversos, resultantes das variações de altitude e outros fatores.territórioargentinozona temperadahemisfério sultropicaissubtropicais áridosfrios Em quase todas as regiões da Argentina registram-se nevadas ocasionais, exceto no extremo norte, onde predomina um clima tropical. Nessa mesma área, os dias são quentes de outubro a março e frios e secos de abril a setembro.Argentinaclima tropicaloutubromarçoabrilsetembro

12

13 A população da Argentina foi estimada em 36,1 milhões de habitantes em Deles, 50% se concentram na província de Buenos Aires e na Capital Federal. A quase totalidade da população (97%) é de raça branca, com uma importante participação da imigração européia no começo do século XX (principalmente espanhóis e italianos) e de países limítrofes e orientais nas últimas décadas.

14 Após a revisão de 1994, a Constituição da Argentina estabelece a separação dos poderes executivo, legislativo e judicial (Brasil: judiciário), quer ao nível nacional, quer ao nível provincial. O presidente e o vice são eleitos por sufrágio universal para mandatos de 4 anos, sendo apenas uma reeleição consecutiva permitida. O presidente (Presidente de la Nación Argentina) é ao mesmo tempo o chefe de estado e o chefe de governo. É ele que nomeia livremente os ministros e, em caso de "urgência e necessidade", pode legislar por decreto.1994Constituição executivolegislativojudicialsufrágio universal O parlamento da Argentina (o Congreso Nacional) tem duas câmaras: o Senado com 72 lugares e a Câmara de Deputados (Cámara de Diputados) com 257 membros. Desde 2001, os senadores são eleitos por sufrágio universal nas províncias e na Capital Federal, cada qual com direito a 3 senadores, que cumprem mandatos de 6 anos. Um terço dos lugares do Senado vão a eleições de dois em dois anos. Os membros da Câmara de Deputados são eleitos para mandatos de 4 anos.parlamentocâmarasSenado2001

15 A Argentina é a segunda maior economia da América do Sul e juntamente com o Brasil, Paraguai e Uruguai faz parte do Mercosul.América do SulBrasilParaguaiUruguaiMercosul Principais produtos de exportação Possuindo um dos solos mais férteis do mundo (Pampa), destaca-se na alta produtividade de grãos. Principalmente trigo,15 milhões de toneladas, a de milho, 19 milhões de toneladas e a de soja, 18 milhões de toneladas. Seguidos da produção de erva- mate, aveia, cevada, girassol, batata, algodão. Pecuária A pecuária é de extrema importância para a economia argentina. A carne de vaca e a lã produzidas no país situam-se entre as melhores do mundo, cabendo menção às técnicas de refrigeração e processamento de carnes e seus subprodutos. Vinicultura A Argentina é hoje o 5º maior produtor mundial de vinho. O país possui atualmente cerca de 1000 vinícolas. Clima, terreno e alto consumo de vinho pela população favoreceram a atividade, que dos anos 1990 para cá tem se desenvolvido excepcionalmente no país, graças à associação com produtores europeus. De acordo com a Corporação Vitivinícola Argentina, até 2020 os vinhos argentinos terão 10% do mercado global, colocando-se à altura da Austrália e dos Estados Unidos.vinhoAustráliaEstados Unidos

16 A Literatura Argentina tem nomes de expressão universal, sobressaindo-se os nomes de Jorge Luis Borges, Julio Cortázar, Domingo Faustino Sarmiento, Adolfo Bioy Casares, Ernesto Sabato, entre outros.Literatura ArgentinaJorge Luis BorgesJulio CortázarDomingo Faustino SarmientoAdolfo Bioy CasaresErnesto Sabato O futebol é o principal esporte da Argentina, seguido pelo tênis, o automobilismo e o rugby. Os maiores rivais da seleção argentina de futebol (conhecida como "La Albiceleste") são o Uruguai, a Inglaterra, o Paraguai, o Chile e o Brasil. Os clubes de futebol mais populares da Argentina são o Boca Juniors ou CABJ, o River Plate ou CARP, o Racing, o Argentino Juniors, o Independiente, Estudiantes e o San Lorenzo.futeboltênisautomobilismorugbyBoca JuniorsRiver PlateRacingArgentino JuniorsIndependienteEstudiantesSan Lorenzo O maior nome do futebol argentino é Diego Maradona, herói da seleção alviceleste na Copa do Mundo de 1986 no México, liderou a equipe ao bicampeonato mundial de futebol.Diego MaradonaMéxico O maior nome do automobilismo argentino é Juan Manuel Fangio, piloto que foi por 5 vezes campeão mundial de Fórmula 1, numa época em que os pilotos eram mais habilidosos e menos dependentes dos carros.Juan Manuel FangioFórmula 1

17 DISPONIVEL EM ACESSO EM 03/06/2009 DISPOINVEL EM ACESSO EM 03/06/2009 DISPONIVEL EM ACESSO EM 03/06/2009 DISPONIVEL EM ACESSO EM 16/06/09 DISPONIVEL EM ACESSO EM 19/06/09 DISPONIVEL EM ACESSO EM 19/06/09 DISPONIVEL EM ACESSO EM 19/06/09 DISPONIVEL EM ACESSO EM 19/06/09 DISPONIVEL EM ACESSO EM 26/06/2009 DISPONIVEL EM ACESSO EM 26/06/2009 DISPONIVEL EM ACESSO EM 07/07/2009


Carregar ppt "Batayporã – MS 2009 Nomes : Fabio Vinicius Nº.: 11 Gabriel Nº.: 13 Jefferson Nº.: 14 Luis Antonio Nº.: 23 Professora: Maria de Lourdes Ano: 8º ano C."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google