A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1. BRAGANÇA 2. CALDAS DA RAINHA 3. TORRES NOVAS 4. RIO MAIOR.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1. BRAGANÇA 2. CALDAS DA RAINHA 3. TORRES NOVAS 4. RIO MAIOR."— Transcrição da apresentação:

1

2 1. BRAGANÇA 2. CALDAS DA RAINHA 3. TORRES NOVAS 4. RIO MAIOR

3

4 Bragança é uma cidade portuguesa, capital do Distrito de Bragança, Região Norte e sub- região do Alto Trás-os-Montes, com na cidade e 25 mil habitantes, no perímetro urbano. É sede de um dos municípios portugueses com maior área, com 1 173,6 km de área, e habitantes (2008), subdividido em 49 freguesias.

5 O município é limitado a norte e leste por Espanha (províncias de Oureense e Zamora), a sueste pelo município de Vimioso, a sudoeste por Macedo de Cavaleiros e a oeste por Vinhais sendo das cidades de Portugal Continental aquela mais setentrional (que fica mais a Norte). Os celtas baptizaram a cidade, fundada no século II a.C., com o nome de Brigantina, que se foi latinizando até passar a ser Bragança. Este nome é a origem do gentílico mais comum: brigantino.

6

7 Caldas da Rainha é uma cidade portuguesa situada no distrito de Leiria, região Centro e sub-região do Oeste, com cerca de habitantes. A cidade, além de ser a sede de um município, está dividida entre duas freguesias, a de Nossa Senhora do Pó pulo e a de Santo Onofre com 255,72 km de área e habitantes (2008).

8 Estando subdividido em 16 freguesias, o município é limitado a nordeste pelo município de Alcobaça, a leste por Rio Maior, a sul pelo Cadaval, a oeste pelo Bombarral e por Óbidos e a noroeste pelo Oceano Atlântico.

9 Na Praça da República (conhecida popularmente como "Praça da Fruta") realiza- se todos os dias, da parte da manhã, ao ar livre, o único mercado diário hortofrutícola do país, praticamente inalterável desde o final do século XIX. Ainda hoje as Caldas da Rainha mantêm como armas, o brasão da Rainha D. Leonor, ladeado à esquerda pelo seu próprio emblema (o camaroeiro) e à direita pelo emblema de D. João II (o pelicano).

10 Ao manter estas armas, a cidade é das poucas povoações do país a possuir um brasão anterior à normalização da heráldica municipal levada a cabo no princípio do século XX.

11

12 Rio Maior é uma cidade portuguesa pertencente ao Distrito de Santarém, com cerca de habitantes. Desde 2002 que está integrada na região estatística (NUTS II) do Alentejo e na sub- região estatística (NUTS III) da Lezíria do Tejo; até aí fazia parte da antiga região de Lisboa e Vale do Tejo.

13 Pertencia ainda à antiga província do Ribatejo, hoje porém sem qualquer significado político-administrativo.

14 É sede de um município com 272,18 km de área e habitantes (2001), subdividido em 14 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Porto de Mós, a nordeste e a sul por Santarém, a sul pela Azambuja, a oeste pelo Cadaval e pelas Caldas da Rainha e a noroeste por Alcobaça.

15 A 3 km da cidade de Rio Maior pode encontrar as Salinas naturais de Rio Maior. Apesar de ser a cidade do Desporto, conta com apenas três Clubes com alguma projecção.

16 O União Desportiva de Rio Maior, que tem apenas o Futebol como modalidade, o Clube de Natação de Rio Maior, que tem como modalidades mais proeminentes a natação e o atletismo, do qual faz parte Susana Feitor, que também dá nome à pista de atletismo do Estádio Municipal e a Casa do Povo de Rio Maior o mais antigo clube da Cidade, que tem nos últimos anos levado o Judo aos mais altos patamares nacionais e internacionais, onde a atleta Yahima Ramirez é actualmente a judoca de maior projecção

17 Maior apostou forte nas instalações desportivas, possuindo um bem equipado parque desportivo, do qual faz parte o moderno Centro de Estágios e a Piscina Olímpica, estando no entanto muito desaproveitado em termos locais.

18

19 Torres Novas é uma cidade portuguesa pertencente ao Distrito de Santarém, região Centro e sub-região do Médio Tejo, com cerca de habitantes. A cidade de Torres Novas abrange cinco freguesias (Salvador, Santa Maria, Santiago, S.Pedro e mais recentemente Lapas). Pertencia ainda à antiga província do Ribatejo, hoje porém sem qualquer significado político-administrativo.

20 É sede de um município com 270 km2 de área e habitantes (2008[1]), subdividido em 17 freguesias. O município é limitado a Noroeste pelo município de Ourém, a Leste por Tomar, Vila Nova da Barquinha e Entroncamento, a Sueste pela Golegã, a Sul por Santarém e a Oeste por Alcanena.

21 Este foral foi confirmado mais tarde por outros reis portugueses. Além destes forais, o concelho regia-se também pelos documentos denominados "Foros de Torres Novas", reguladores do seu direito consuetudinário, documentos estes considerados de grande importância para o estudo do municipalismo no nosso país.

22 O concelho de Torres Novas data do princípio da nacionalidade. Foi conquistado aos mouros por Dom Afonso Henriques em 1148, tendo depois a sua sede recebido foral em 1190, por Dom Sancho I.

23 Em Torres Novas realizaram-se duas importantes cortes: a de 1438, reunidas após a morte de Dom Duarte, e as de 1535, em que se assinou o contrato de casamento da Infanta Dona Isabel com Carlos V, Imperador do Sacro Império Romano.

24 Até à conquista definitiva pelos cristãos, tanto o castelo como a povoação foram sucessivamente destruídos e reconstruídos

25 Sobre a antiguidade de Torres Novas, apenas se poderá dizer que remonta à denominação romana, pois foram descobertas as ruínas de uma vila romana, a "Vila Cardilium" (residência senhorial).

26 ANA NOGAL


Carregar ppt "1. BRAGANÇA 2. CALDAS DA RAINHA 3. TORRES NOVAS 4. RIO MAIOR."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google