A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

. Trabalho realizado por: Mª de Jesus Barros Helena Ribeiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: ". Trabalho realizado por: Mª de Jesus Barros Helena Ribeiro."— Transcrição da apresentação:

1

2 . Trabalho realizado por: Mª de Jesus Barros Helena Ribeiro

3 Definição Literária ÊXTASE- Hist. Rel. (...) saída de si, arrebatamento. Êxtase designa um fenómeno místico que, no exterior, apresenta analogias flagrantes entre os homens dos diferentes povos: transe, alheamento, perda de consciência de si, polarização da atenção por um objecto ou por alguém, concentração interior. (...) Teol. Esp. (...) Em geral, o Êxtase é breve e raro, e comporta os seguintes efeitos: insensibilidade orgânica, transfiguração fisionómica, levitação, acréscimo de vida espiritual e heroísmo na prática da virtude. Enciclopédia Luso- Brasileira de Cultura - Editorial Verbo

4 Definição Doutrinária Desdobramento Desdobramento é a exteriorização do perispírito do médium e sua deslocação para outros lugares, perto ou distantes, permanecendo o corpo orgânico, com o seu duplo - o corpo etéreo - no local de trabalho; ficam assim realmente desdobradas em duas as organizações componentes do homem encarnado, a saber: o corpo carnal e o corpo espiritual Desenvolvimento Mediúnico - Edgar Armond

5 Corpo Etéreo ou Duplo Etérico (...) formado do éter, reprodução exacta dos elementos materiais densos, num plano mais subtil. Não tem órgãos caracterizados, porém apresenta vórtices ou chakras, que são centros de energia e pontos de ligação com o perispírito. (...) É elemento de ligação do corpo físico ao corpo perispiritual. É responsável pelas acções eléctricas e magnéticas exteriorizadas do corpo carnal. Sexo - Sublime Tesouro - Eurípedes Kühl

6 Perispírito Revestimento fluídico do Espírito (...) é, por excelência, o elo de ligação do Espírito ao corpo físico (...). É a sede das emoções, materiais ou espirituais Sexo - Sublime Tesouro - Eurípedes Kühl O perispírito apresenta-se como um corpo penetrável e penetrante (não encontra barreiras que não possa ultrapassar), elástico (estando o corpo em certo lugar, pode o Espírito deslocar-se, desprender-se, munido do seu corpo subtil, viajando para toda parte – desdobramentos, desprendimentos) Correnteza de Luz - Raul Teixeira / Camilo

7 O Espírito recobra a sua liberdade quando os sentidos se entorpecem; ele aproveita, para se emancipar, todos os instantes de descanso que o corpo lhe oferece. Desde que haja prostração das forças vitais, o Espírito se desprende, e quanto mais fraco estiver o corpo, mais o Espírito estará livre. O Livro dos Espíritos - Allan Kardec As mais das vezes, o Espírito, voltando ao corpo esquece o que ocorreu no curso do desprendimento. (...) Por estar a causa do fenómeno no sair do corpo a alma é que geralmente não se conserva a lembrança desse êxodo, visto que o cérebro do agente não foi impressionado pelos acontecimentos que se deram sem participação sua para que houvesse lembrança A Alma É Imortal - Gabriel Delanne

8 A emancipação da alma se manifesta às vezes no estado de vigília, e produz o fenómeno designado por dupla vista, que dá aos que o possuem a faculdade de ver, ouvir e sentir além dos limites dos nossos sentidos. (...) O poder da dupla vista varia desde a sensação confusa até a percepção clara e nítida das coisas presentes ou ausentes. No estado rudimentar, ela dá a algumas pessoas o tacto, a perspicácia, uma espécie de segurança nos seus actos, a que se pode chamar a justeza do golpe de vista moral. Mais desenvolvida, desperta os pressentimentos, e ainda mais desenvolvida, mostra acontecimentos já realizados ou em vias de realização. O Livro dos Espíritos - Allan Kardec

9 O sonambulismo natural é um estado de independência da alma, mais completo que no sonho, adquirindo as faculdades um maior desenvolvimento e a alma uma percepção mais ampla do que no caso do sonho, que podemos dizer tratar-se de sonambulismo imperfeito. O Espírito está, pois, na posse total de si mesmo e os órgãos materiais, encontrando-se em catalepsia, não recebem as impressões exteriores. O sonambulismo magnético toma as mesmas características do sonambulismo natural, diferenciando- se apenas pelo facto de ser provocado, enquanto aquele é espontâneo. Quando o sonâmbulo descreve o que se passa à distância, é evidente que ele o vê, mas não pelos olhos do corpo; vê-se a si mesmo no local, e para lá se sente transportado; lá existe, portanto, qualquer coisa dele, e essa qualquer coisa, não sendo o seu corpo, só pode ser a sua alma ou seu Espírito. O Livro dos Espíritos - Allan Kardec

10 Mediunidade de Desdobramento Médium de desdobramento é aquele cujo Espírito tem a propriedade ou faculdade de desprender-se do corpo, geralmente em reuniões. Desprende-se e excursiona por vários lugares, na Terra ou no Espaço, a fim de colaborar nos serviços, consolando ou curando (...). Há condições de ordem moral, especialmente, das quais não pode o médium de desdobramento prescindir, se deseja aprimorar a sua faculdade e aumentar os seus recursos, como sejam: a) vida pura; b) aspirações elevadas; c) cultivo da prece; d) exercício constante Importante neste processo, são os deveres e responsabilidades do grupo de trabalho, sua dedicação, concentração, auxílio através da prece e a exaltação ou encorajamento como tarefa do dirigente dos trabalhos no plano físico. Estudando a Mediunidade - Martins Peralva

11 De nossos amigos encarnados não podemos esperar, por enquanto, concurso maior e mais eficiente (...). Presos nas grades sensoriais, progridem lentamente na aprendizagem das leis que regem a matéria e energia. Quando convidados a visitar nossos círculos de edificação, fora da instrumentalidade fisiológica, regressam ao corpo assombrados pelas visões rápidas que lhes foi possível arquivar e, transmitindo suas lembranças aos contemporâneos, operam a coloração da água simples e pura da verdade, com os seus pontos de vista e predilecções pessoais Obreiros da Vida Eterna - Francisco C. Xavier / André Luiz

12 Nem sempre é dado ao médium, durante o desdobramento, visitar estâncias onde a paz, a fraternidade e a luz o revigoram para a marcha terrena. Os deveres da mediunidade também o chamam aos locais inferiores, de miséria humana e sofrimento, onde, acompanhados de seus Mentores Espirituais, exercem tarefas melindrosas de legítima fraternidade.

13 O êxtase é o estado pelo qual a independência entre a alma e o corpo se manifesta da maneira mais sensível, e se torna, de certa forma, palpável. [A alma] penetra um mundo desconhecido, o dos Espíritos etéreos com os quais entra em comunicação, sem entretanto poder ultrapassar certos limites, que ela não poderia transpor sem romper inteiramente os laços que a ligam ao corpo. Um fulgor resplandecente e inteiramente novo a envolve, harmonias desconhecidas na Terra a empolgam, um bem-estar indefinível a penetra: ela goza, por antecipação, da beatitude celeste, e pode- se dizer que pousa um pé no limite da eternidade. Todos os pensamentos terrenos dão lugar ao sentimento puro e o Espírito entrega-se à contemplação sublime, sendo o seu grau de lucidez proporcional à sua elevação moral e à sua capacidade de conhecer e compreender. Acontece também, algumas vezes, mais exaltação do que verdadeira lucidez, acabando por prejudicá-la e facilitando a influenciação por parte de Espíritos inferiores, por falta de vigilância, que se aproveitam do seu entusiasmo para o fascinar. O Livro dos Espíritos - Allan Kardec

14 Conclusão Perante o exposto, não mais poderemos confundir dobramento com desdobramentoPerante o exposto, não mais poderemos confundir dobramento com desdobramento


Carregar ppt ". Trabalho realizado por: Mª de Jesus Barros Helena Ribeiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google