A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mercado de Trabalho no Brasil João Saboia Instituto de Economia Universidade Federal do Rio de Janeiro BIEN 2010 30 de Junho de 2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mercado de Trabalho no Brasil João Saboia Instituto de Economia Universidade Federal do Rio de Janeiro BIEN 2010 30 de Junho de 2010."— Transcrição da apresentação:

1 Mercado de Trabalho no Brasil João Saboia Instituto de Economia Universidade Federal do Rio de Janeiro BIEN de Junho de 2010

2 Observações Preliminares A partir de 2004 a economia brasileira iniciou um processo de retomada do crescimento econômico (4,8% ao ano até 2008) O mercado de trabalho respondeu favoravelmente com forte geração de empregos, redução da taxa de desemprego do país e aumento do rendimento médio No último trimestre de 2008 a economia brasileira foi atingida pela crise internacional, iniciando rapidamente a recuperação já a partir do segundo trimestre de 2009 (i.e. recessão de apenas 2 trimestres) Apesar das dificuldades iniciais dos primeiros meses o mercado de trabalho se recuperou ao longo de têm sido bastante favorável para a economia e para o mercado de trabalho que deve chegar ao final do ano com a menor taxa de desemprego e maior geração de empregos dos últimos anos

3 Dados Globais do Mercado de Trabalho no Brasil População (2009) – 191,5 milhões População Ocupada (2008) – 89,7 milhões População Desempregada (2008) – 6,9 milhões Pop. Econ. Ativa (2008) – 96,6 milhões Taxa de Desemprego (2008) – 7,2% Taxa de Informalidade – 50% aproximadamente

4 Crescimento Econômico Recente e Perspectivas para 2010

5 Produto Interno Bruto - PIB

6 PIB – 1º Trimestre de 2009/ 1º Trimestre 2010

7 PIB por Setor – 1º Trimestre de 2010

8 PIB – Componentes da Demanda – 1º Trimestre 2010

9 Taxa de Investimento (% PIB) – 2000/2010

10 A previsão de crescimento econômico para o Brasil em 2010 é de cerca de 7% Caso se confirme o crescimento da economia brasileira será superado apenas pela China (10%) e India (8%)

11 Geração de Empregos Formais no Mercado de Trabalho Nacional

12

13

14

15

16 Rendimentos Desde 2004 o nível de rendimentos do trabalho estão crescendo No quinquênio 2004/2008 o crescimento dos rendimentos do trabalho no setor formal da economia foi de 4% ao ano Os salários têm se beneficiado do crescimento da economia e do crescimento do salário mínimo atualmente fixado em R$ 510 (US$ 280)

17

18 Comportamento do Mercado de Trabalho nas 6 Principais Regiões Metropolitanas (representam 25% dos trabalhadores) São Paulo Rio de Janeiro Belo Horizonte Porto Alegre Salvador Recife

19 Taxa de Desemprego – 2002/2010 (% da PEA)

20 População Ocupada – Abril 09/Maio10 (em milhares)

21 População Desocupada – Abril09/Maio10

22 Taxa de Atividade – Abril09/Maio10 (%)

23 Taxa de Desemprego – Abril09/Maio10 (%)

24 Rendimento Médio Real (em R$ de maio 2010)

25 Massa de Rendimento Real do Trabalho (em milhões de R$ de maio de 2010)

26 Observações Finais ( Pontos Favoráveis) O mercado de trabalho passa por um momento bastante favorável com forte geração de emprego, queda do desemprego, crescimento do nível de rendimentos e redução da informalidade Preocupado com a evolução das contas externas do país e com um possível crescimento da inflação, o governo já sinalizou que deseja que a economia desacelere No curto prazo o mercado de trabalho deve continuar apresentando dados bastante favoráveis. Em 2010 o país baterá novo recorde de geração de empregos formais e deve apresentar a menor taxa de desemprego da última década Com relação ao futuro próximo (2011 e 2012) o PIB deverá continuar crescendo porém com taxas mais baixas do que as de 2010, devendo retornar a cerca de 5% ao ano Portanto, nos próximos anos o mercado de trabalho deverá continuar apresentando dados favoráveis sendo puxado pela força do mercado interno da economia e favorecido pela política oficial de crescimento do salário mínimo

27 Observações Finais (Pontos Desfavoráveis) A maior parte dos empregos gerados no país pagam salários muito baixos próximos do valor do salário mínimo A distribuição de renda (do trabalho) tem melhorado nos últimos anos mas ainda é muito desigual (Gini do rendimento do trabalho 0,52) A taxa de informalidade tem diminuído mas ainda permanece muito alta e próxima de 50% O nível de escolaridade dos trabalhadores tem aumentado mas ainda é muito baixo para o padrão internacional (8 anos de estudo)

28 Obrigado


Carregar ppt "Mercado de Trabalho no Brasil João Saboia Instituto de Economia Universidade Federal do Rio de Janeiro BIEN 2010 30 de Junho de 2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google