A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Assessoria Econômica da FEDERASUL Crescimento Econômico x Mercado de Trabalho no Brasil.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Assessoria Econômica da FEDERASUL Crescimento Econômico x Mercado de Trabalho no Brasil."— Transcrição da apresentação:

1 1 Assessoria Econômica da FEDERASUL Crescimento Econômico x Mercado de Trabalho no Brasil

2 2 Crescimento mostrou forte desaceleração País apresentou uma das maiores desacelerações do crescimento do PIB entre 2010 e 2012 (de 7,5% para 0,9%) –Crescimento continua sendo puxado pelo mercado interno, especialmente o consumo das famílias. Os remédios empregados pelo governo para aliviar os sintomas da última crise internacional, em 2009, já não dão o mesmo resultado –Fatores como o maior endividamento das famílias e o aumento da inadimplência sinalizam claramente que a aposta na ampliação do consumo não fará a economia crescer como antes; –Além da recuperação da agenda de reformas, incluindo especialmente a tributária e a trabalhista, e da melhora da infraestrutura, somente cresceremos de forma acelerada e com poucos solavancos quando tivermos uma população mais bem educada.

3 Evolução do PIB Trimestral Brasileiro (em %) Fonte: IBGE.

4 Crescimento do PIB Brasileiro (em relação ao trimestre anterior, com ajuste sazonal) Fonte: IBGE. Recuperação atual é a mais lenta desde o início do Plano Real

5 Projeções para o Crescimento do PIB em 2012 (em %) Fonte: IBGE, FEE e Banco Mundial.

6 6 Crescimento do PIB (composição pelo lado da demanda - %) Fonte: IBGE.

7 7 Decomposição do Crescimento do PIB Brasileiro por Componente da Demanda Fonte: IBGE.

8 8 Mercado de Trabalho Aquecido –Menor taxa de desemprego (4,6% em dezembro/2012); –Criação líquida de 1,3 milhão de empregos formais em 2012; –Renda real cresceu 4,3% em 2012; –Salário mínimo está em seu pico histórico desde os anos Determinantes da Expansão da Demanda

9 Taxa de Desemprego (%) (Regiões Metropolitanas) Fonte: IBGE.

10 10 Por que o mercado de trabalho continua aquecido? Demografia –O número de novos trabalhadores aptos a disputá-lo estaria em queda Com a redução do número de entrantes no mercado de trabalho, a taxa de desemprego seria mais baixa. Desindustrialização –Transferência de postos de trabalho do setor industrial para o de serviços Como o setor de serviços emprega mais pessoas do que a indústria, para uma mesma quantidade de capital, a mudança estrutural contribuiria para manter o desemprego em baixa.

11 11 Por que o mercado de trabalho continua aquecido? Retenção de trabalhadores –Ocorre quando as empresas evitam demissões de funcionários ociosos em períodos de desaceleração da economia Leis trabalhistas draconianas elevam os custos de admissão e demissão, superando as despesas de se manter trabalhadores ociosos em tempos de crise; Expectativa das empresas de que a recessão seja temporária; Poucos trabalhadores qualificados disponíveis leva as empresas a preservar sua mão de obra até que a economia se recupere –Os setores que empregam mão de obra mais qualificada tendem a recorrer ainda mais à retenção de trabalhadores.

12 Peso dos Encargos na Folha de Pagamento Fonte: UHY. *: sobre um salário de US$ 30 mil ao ano.


Carregar ppt "1 Assessoria Econômica da FEDERASUL Crescimento Econômico x Mercado de Trabalho no Brasil."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google