A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Renato Brito nº 28 Wilson Aragão nº38 Hedyel Johnson nº19 André Barros nº03 Sergio Schueng nº29 CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO 1° MÓDULO 1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Renato Brito nº 28 Wilson Aragão nº38 Hedyel Johnson nº19 André Barros nº03 Sergio Schueng nº29 CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO 1° MÓDULO 1."— Transcrição da apresentação:

1 Renato Brito nº 28 Wilson Aragão nº38 Hedyel Johnson nº19 André Barros nº03 Sergio Schueng nº29 CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO 1° MÓDULO 1

2 2 CALDEIRAS MODELOS DE CALDEIRAS INDUSTRIAIS -HORIZONTAIS -VERTICAIS

3 CALDEIRA É UM RECIPIENTE METÁLICO COM FUNÇÃO ENTRE MUITAS, A PRODUÇÃO DE VAPOR ATRAVÉS DO AQUECIMENTO DE ÁGUA. AS CALDEIRAS PRODUZEM VAPOR PARA: ALIMENTAR MÁQUINAS TERMÍCAS AUTOCLAVES PARA ESTERILIZAÇÃO COZIMENTO DE ALIMENTOS E DE OUTROS PRODUTOS ORGANICOS CALEFAÇÃO AMBIENTAL E OUTRAS APLICAÇÕES DO CALOR 3

4 autoclave P/ cozimento De calefação Industrial 4

5 CALDEIRAS NAS INDÚSTRIAS NO INÍCIO DO SÉCULO XVIII MUITOS ERAM OS INCOVENIENTE GERADOS PELA COMBUSTÃO LOCAL DE CARVÃO PARA GERAÇÃO DE CALOR. AS PRIMEIRAS MÁQUINAS DESTINADAS A GERAÇÃO DE VAPOR SURGIRAM PARA SANAR ESTE PROBLEMA, UMA VEZ QUE A ENERGIA ERA CAPTADA EM UMA UNIDADE CENTRAL E DISTRIBUÍDA PARA OS DIVERSOS SETORES DA EMPRESA, ATRAVÉS DE VAPOR. 5

6 CALDEIRA ANTIGA 6

7 CALDEIRAS FLAMOTUBULAR CALDEIRAS DE TUBOS DE FOGO OU TUBOS DE FUMAÇA, OU GASES TUBULARES QUE OS GASES PROVENIENTE DE COMBUSTÃO (GASES QUENTES / GASES DE EXAUSTÃO) ATRAVESSAM A CALDEIRA NO INTERIOR DOS TUBOS CIRCUNDADO POR ÁGUA, CEDENDO CALOR Á MESMA 7

8 CALDEIRA FLAMOTUBULARES 8

9 CALDEIRA VERTICAL SÃO TUBOS COLOCADOS VERTICALMENTE NUM CORPO CILÍNDRICO,FECHADO NAS EXTREMIDADES POR PLACAS CHAMADAS ESPELHOS. A FORNALHA INTERNA FICA ABAIXO DO ESPELHO INFERIOR. OS GASES DE COMBUSTÃO SOBEM ATRAVÉS DE TUBOS, AQUECENDO A ÁGUA QUE SE ENCONTRA EXTERNAMENTE AOS MESMOS. FORNALHAS EXTERNAS SÃO UTILIZADAS PRINCIPALMENTE PARA COMBUSTÍVEIS DE BAIXO TEOR CALORÍFICO,PODEM SER FORNALHA INTERNA OU EXTERNA 9

10 CALDEIRA VERTICAL 10

11 CALDEIRA HORIZONTAL ESSSE TIPO DE CALDEIRA ABRANGE VÁRIAS MODALIDADES DESDE DE CALDEIRAS CORNUÁLIA E LANCASHIRE, DE GRANDE VOLUME DE ÁGUA, AS MODERNAS UNIDADES COMPACTAS. CALDEIRAS HORIZONTAIS APRESENTAM TUBULAÇÕES INTERNAS, POR ONDE PASSSAM GASES QUENTES. PODEM TER DE 1 A 4 TUBOS DE FORNALHA. AS DE 3 E 4 SÃO USADAS NA MARINHA 11

12 CALDEIRAS HORIZONTAIS 12

13 CALDEIRA CORNUÁLIA CONSISTE DE 2 CILÍNDROS HORIZONTAIS UNIDOS POR PLACAS PLANAS. SEU FUNCIONAMENTO SIMPLES,APRESENTANDO BAIXO RENDIMENTO. PARA UMA SUPERFÍCIE DE AQUECIMENTO DE 100m² O QUE PROVOCA LIMITAÇÃO QUANTO A PRESSÃO. A PRESSÃO NÃO DEVE IR ALÉM DE 10 KG/cm² 13

14 CALDEIRA CORNUÁLIA 14

15 CALDEIRA LANCASHIRE CONSTITUIDA POR DUAS (ÀS VEZES 3 OU 4) TUBULAÇÕES INTERNAS ALCANÇANDO SUPERFÍCIE DE AQUECIMENTO DE 120 A 140 m² ATIGEM ATÉ 18 KG DE VAPOR POR m² DE SUPERFÍCIE DE AQUECIMENTO ESTE TIPO DE CALDEIRA ESTÁ SENDO SUBSTITUÍDA PELAS MAIS ATUALIZADAS 15

16 CALDEIRA LANCASHIRE 16

17 CALDEIRA MULTITUBULAR DE FORNALHA INTERNA COMO O PRÓPRIO NOME INDICA POSSUI VÁRIOS TUBOS DE FUMAÇA. PODEM SER TRÊS TIPOS: TUBO DE FOGO DIRETOS: OS GASES PERCORREM O CORPO DA CALDEIRA UMA ÚNICA VEZ. TUBO DE FOGO DE RETORNO: AO GASES PROVENIENTES DA COMBUSTÃO NA TUBULAÇÃO DA FORNALHA CIRCULAM PELOS TUBOS DE RETORNO. TUBOS DE FOGO DIRETOS E DE RETORNO: OS GASES QUENTES CIRCULAM PELOS TUBOS DIRETOS E VOLTAM PELOS DE RETORNO. 17

18 CALDEIRA MULTITUBULAR 18

19 CALDEIRAS ESCOCESAS ESSE TIPO DE CALDEIRA FOI CONCEBIDA PARA USO MARÍTIMO POR SER BASTANTE COMPACTA. QUE UTILIZAM TUBULAÇÕES E TUBOS DE MENOR DIÂMETRO. OS GASES QUENTES, ORIUNDO DA COMBUSTÃO PODEM CIRCULAR EM 2,3 E ATE 4 PASSES. ESSAS CALDEIRAS OPERAM EXCLUSIVAMENTE COM ÓLEO OU GÁS, CIRCULAÇÃO DOS GASES É FEITA POR VENTILADORES COM RENDIMENTO DE ATÉ 83% 19

20 CALDEIRA ESCOCESAS 20

21 CADEIRAS Á VAPOR A ÁGUA PASSA POR UM RECIPIENTE (CALDEIRA) QUE É ESQUENTADO,TRANSFORMANDO –SE EM VAPOR. FOI PROJETADA EM 1708 (XVIII) POR JOSE AMILTON DE ALMEIDA NETO. 21

22 CALDEIRA Á VAPOR 22

23 CALDEIRAS LOCOMOTIVAS E LOCOMÓVEIS CALDEIRAS LOCOMOTIVAS GERAM VAPOR PARA MOVIMENTAR A PRÓPRIA MÁQUINA E O RESTANTE DA COMPOSIÇÕES FORA DE USO ATUALMENTE. DO TIPO MULTITUBULAR, APRESENTANDO UMA DUPLA PAREDE METALICA,ONDE CIRCULA ÁGUA DO PRÓPRIO CORPO. SÃO CONSTRUIDAS PARA PRESSÃO DE ATÉ 21KG/cm² VAPOR SUPERAQUECIDO 23

24 CALDEIRA LOCOMÓVEIS 24

25 VANTAGENS DAS CALDEIRAS A VAPOR CONSTRUÇÃO FÁCIL, DE CUSTO RELATIVAMENTE BAIXO. SÃO BASTANTE ROBUSTAS. EXIGEM TRATAMENTO DE ÁGUA MENOS APURADO. EXIGEM POUCA ALVENARIA. PRESSÃO ELEVADA. ATENDEM TAMBÉM AS CARGAS FLUTUANTES. 25

26 NORMA REGULAMENTADORA NR-13 NO BRASIL,APÓS A PUBLICAÇÃO DA NR -13 ESTABELECERAM-SE CRITÉRIOS MAIS RIGOROSOS PARA O PROJETO, INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE CALDEIRAS, TENDO COMO OBJETIVO PRINCIPAL A DIMINUIÇÃO DE ACIDENTES ENVOLVENDO ESTES EQUIPAMENTOS. ASME ORIENTA DE FORMA RÍGIDA E SEGURA A CONSTRUÇÃO DAS CALDEIRAS NORMALMENTE OS FABRICANTES BRASILEIROS FABRICAM DE ACORDO COM A ASME,PORÉM POUCOS NO BRASIL PODEM ESTAMPAR O EQUIPAMENTO COM O SELO S NECESSITA-SE DE UM MAIOR CONTROLE DE QUALIDADE E INUMERAS INSPEÇÕES NA FASE DE PROJETO QUANTO NA EXECUÇÃO ATRAVÉS DE UMA INSTITUIÇÃO CERTIFICADORA ASME- SOCIEDADE AMERICANA DE ENGENHEIRO MECANICO 26

27 FOTO DE ACIDENTE COM CALDEIRA Geralmente estão ligados à má formação dos operadores e negligência dos procedimentos de manutenção. 27

28 FOTO DE ACIDENTE COM CALDEIRA explosão de uma caldeira A explosão de uma caldeira pode ser fatal para qualquer pessoa que esteja por perto. 28

29 A manutenção destes equipamentos deve ser prioridade sempre. Testes de inter travamento, inspeções internas e externas, manutenção preditiva dos periféricos da caldeira e os ensaios não destrutivos devem fazer parte da rotina nas paradas da caldeira. O treinamento da mão de obra que é responsável pela operação deve ser periódica. 29 MANUTENÇÃO PREVENTIVA


Carregar ppt "Renato Brito nº 28 Wilson Aragão nº38 Hedyel Johnson nº19 André Barros nº03 Sergio Schueng nº29 CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO 1° MÓDULO 1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google