A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ROUND TABLE: MARKET ACTUALITIES ON METALS AND METALLURGICAL PRODUCT DYNAMICS: COMMODITIES X HIGH VALUE PRODUCTS Author : Willy Ank Morais Usiminas-Cubatão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ROUND TABLE: MARKET ACTUALITIES ON METALS AND METALLURGICAL PRODUCT DYNAMICS: COMMODITIES X HIGH VALUE PRODUCTS Author : Willy Ank Morais Usiminas-Cubatão."— Transcrição da apresentação:

1 ROUND TABLE: MARKET ACTUALITIES ON METALS AND METALLURGICAL PRODUCT DYNAMICS: COMMODITIES X HIGH VALUE PRODUCTS Author : Willy Ank Morais Usiminas-Cubatão UNISANTA ABM

2 DAY ACTIVITIES REVIEW LECTURES AND ROUND-TABLE: MAIN POINTS, SOME DATA, QUESTIONS AND ANSWERS Author : Willy Ank de Morais Usiminas-Cubatão UNISANTA ABM

3 REVISÃO DAS ATIVIDADES DO DIA PALESTRAS E MESAS REDONDAS: PONTOS PRINCIPAIS, ALGUNS DADOS, PERGUNTAS E RESPOSTAS Author : Willy Ank de Morais Usiminas-Cubatão UNISANTA ABM

4 PROGRAMAÇÃO Este ano o ENEMET apresentou uma grade diversificada de atividades: PeríodoDomingo (25/07)Segunda (26/07)Terça (27/07)Quarta (28/07) Manhã Abertura/Premiação Palestra/Mesa Redonda Minicursos (3) Visitas técnicas / Congresso Fórum de RH Sessão Iniciação Cient./Tecnológica Tarde Palestra/Mesa Redonda Minicursos (3) Visitas técnicas / Congresso Sessão Iniciação Cient./Tecnológica Noite Campeonato esportivo Festa de Encerramento

5 PROGRAMAÇÃO Este ano o ENEMET apresentou uma grade difersificada de atividades:

6 PROGRAMAÇÃO Este ano o ENEMET apresentou uma grade difersificada de atividades: Alojamento UFRJ - Domingo PUC-Rio - Segunda Hotel Interc. - Quarta

7 PROGRAMAÇÃO Este ano o ENEMET apresentou uma grade diversificada de atividades: PeríodoDomingo (25/07)Segunda (26/07)Terça (27/07)Quarta (28/07) Manhã Abertura/Premiação Palestra/Mesa Redonda Minicursos (3) Visitas técnicas / Congresso Fórum de RH Sessão Iniciação Cient./Tecnológica Tarde Palestra/Mesa Redonda Minicursos (3) Visitas técnicas / Congresso Sessão Iniciação Cient./Tecnológica Noite Campeonato esportivo Festa de Encerramento

8 ABERTURA

9

10

11 Antenor Ferreira Filho - BRASMETAL WAELZHOLZ PREMIAÇÃO

12 Vanessa Gomes Santana

13 ANTES DAS PALESTRAS E MESAS REDONDAS

14

15

16 1 a Palestra do 10 o ENEMET Horário: 09h00 Assunto: Energia Prof. Dílson S. Santos (UFRJ) Presidente de Mesa: Cleber do Prado Ferreira Jr. - UFF

17 1 a Palestra do 10 o ENEMET Prof. Dílson S. Santos

18 1 a Palestra do 10 o ENEMET: Energia (09h00) Principais tópicos: –Materiais utilizados na indústria da energia (petróleo, gás, nuclear, armazenamento de hidrogênio) –Importância de melhoria nos materiais para a extração, mas também para o refino –Efeito de pequenas quantidades de algusn elementos químicos –Exemplos do efeito do hidrogênio nos metais –Desenvolver no parque nacional materiais de maior valor agregado –Alguns exemplos de falhas em equipamentos por fragilização por hidrogênio –Explicação de como funciona uma central nuclear

19 1 a Palestra do 10 o ENEMET: Energia (09h00) Principais tópicos: –Formação de hidretos quando o hidrogênio entre no metal –Desenvolvimento de ligas de Zircônio que possam ser utilizadas em reatores nucleares –Materiais para armazenamento de hidrogênio: gasosa (baixa ou alta pressão), líquido ou hidretos (formando um composto) –Descrição de como se forma um hidreto: uma estrutura ordenada de hidrogênio nos interstícios da estrutura cristalina do metal. –Instalações do laboratório Propmat da UFRJ, com vários equipamentos sofisticados e recentes (apra análise, caracterização e fabricação)

20 1 a Palestra do 10 o ENEMET: Energia (09h00) Alguns dados: –Liga Zircalloy utilizada na indústria nuclear –Aços austeníticos são preferenciais ao uso em ambientes agressivos –Aços ferrítos são normalmente utilizados com recobrimento ("cladding") por aços austeníticos –Alguns equipamentos de refino são complexos, –Um vaso de pressão pode ter 300mm de espessura de aço ferrítico e mais 10mm de camada de revestimento contra a corrosão –Os aços ferríticos mais empregados nos vasos de pressão são ligados ao Cr-MO e mais atualmente Cr-Mo-V

21 1 a Palestra do 10 o ENEMET: Energia (09h00) Alguns dados: –tubos de zircônio são utilizados como camisas para conter o dióxido de urânio utilizado como elemento combustível em uma central nuclear –No caso da Usina de Angra são utilizados 235 tubos de zircônio –M5 Angra 2 (com 1%Nb) –Zirlo Angra 1 (15%N, 1%Nb 0,1%Fe)

22 1 a Palestra do 10 o ENEMET: Energia (09h00) Alguns dados: –Uma garrafa de gás tem um certo volume de gás a 150 bar tem um volume de 6g/l o mesmo volume com magnésio em pó com uma pressão de apenas 10 bar, no mesmo volume, irá armazenar 55g/l no mesmo volume devido à formação dos hidretos –Hidretos podem absorver 7% de seu peso em hidrogênio e é mais seguro contra explosões (utilizados em telefone, laptops, bicicletas e mesmo submarinos de Fe-Ti) –Alguns hidretos devem ser manuseados com cuidado, pois são reativos com a atmosfera. Hidretos de Fe-Ti são mais estáveis e podem ser manipulados na atmosfera.

23 1 a Palestra do 10 o ENEMET: Energia (09h00) Questão levantada: –Aluno da Escola de Minas da UFOP –Como são feitos estudos de fragilização por hidrogênio ? O que é necessário fazer ou saber para descobrir se o material irá sofrer fragilização em uso ? Resposta: –Existem várias normas que versam sobre este tema, não específicas, conforme o tipo de uso e solicitação em uso.

24 1 a Palestra do 10 o ENEMET: Energia (09h00) Questão levantada: –Aluno da Escola de Minas da UFOP –Também foi mostrado que a fragilização pode advir da eletrólise. Como seria isso ? Resposta: –Pode sem dúvida. Isto é um tipo de ambiente encontrado na prática, como na indústria do petróleo na proteção catódica, quando a diferença de potencial utilizada for grande o suficiente para produzir eletrólise e gerar hidrogênio que gera a fragilização.

25 2 a Palestra do 10 o ENEMET Horário: 09h45 Assunto: Tecnologia de Materiais e Corrosão na PETROBRAS Carlos Cunha Dias Henriques (CENPES/Petrobrás) Presidente de Mesa: Cleber do Prado Ferreira Jr. - UFF

26 2 a Palestra do 10 o ENEMET Carlos Cunha Dias Henriques

27 2 a Palestra do 10 o ENEMET: Tecnologia de Materiais e Corrosão na PETROBRAS (09h45) Principais tópicos: –Apresentação da Petrobrás e de seu recente crescimento vertiginoso –A Petrobrás tem interesse na internacionalização, iniciando com a distribuição de combustíveis na América Latina –Forma de trabalho colaborativo da Petrobras (via Redes Temáticas) –Conceitos de corrosão aplicados para as aplicações de materiais da Petrobras –Desafios na área de pesquisa e desenvolvimento envolvendo os vários tipos de corrosão –Explanação sobre os diferentes tipos de corrosão e como evitá-los

28 2 a Palestra do 10 o ENEMET: Tecnologia de Materiais e Corrosão na PETROBRAS (09h45) Principais tópicos: –Processos aonde a corrosão se acelera –Aspectos no uso de materiais para manuseio de combustíveis –Explanação sobre a corrosão naftalênica (associada à Petróleo da Bacia de Campus, mas não presente no Petróleo do Pré-Sal) –Não existem processamento de gás liquefeito no mar, mas a logística do pré-sal está exigindo isso –A maior parte dos desafios das unidades de liquefação é o uso de materiais em temperaturas criogênicas –Outra possibilidade de liquefazer gás é transformá-lo em moléculas maiores, o que está sendo atualmente pesquisado.

29 2 a Palestra do 10 o ENEMET: Tecnologia de Materiais e Corrosão na PETROBRAS (09h45) Principais tópicos: –O processo de seleção de materiais está levando a materiais que tenham resistência à corrosão e resistência mecânica (martensíticos ou supermantensíticos por um lado e dúplex e superdúplex por outro) –Em termos de resistência à formação de "pit" de corrosão os aços, mesmo com Cr, não atende preferencialmente, porém as ligas de níquel que atendem são muito dispendiosas. –Assim está sendo adotada a solução de usar materiais com dupla camada (recobertos ou "cladeados") –Conlusão: o ambiente de trabalho na extração do petróleo e gás apresenta várias formas de corrosão que demandam muitos estudos, novos materiais e desafios para o seu desenvolvimento.

30 Alguns dados: –14 Bilhões de barris em 2009 que não levam em consideração algumas descobertas recentes –4a maior empresa no mercado de energia no mundo –Depois de 20 a 30 anos agora está sendo investido (e muito) no refino de petróleo no Brasil –Dentre as grandes empresas de petróleo no mundo a Petrobrás é a que mais está fazendo investimentos –O centro de pesquisas, construído na década de 70, está sendo mais do que duplicado com as obras feitas ao lado, na Ilha do Fundão 2 a Palestra do 10 o ENEMET: Tecnologia de Materiais e Corrosão na PETROBRAS (09h45)

31 Alguns dados: –O CENPES tem 2000 funcionários dos quais 700 possuem pós graduação: 200 Doutores e 500 Mestres –Trabalho da Petrobras com várias rede temáticas (mais de 50) envolvendo várias instituições (80 instituições). –Existe uma rede específica sobre materiais e corrosão com várias universidades no país (cerca de 10) –Algumas bactérias podem gerar H2S que geram a corrosão nas tubulações (tenta-se controlar a qualidade da água e utilizar biocidas) 2 a Palestra do 10 o ENEMET: Tecnologia de Materiais e Corrosão na PETROBRAS (09h45)

32 Alguns dados: –Existem mecanismos sinergéticos, tais como erosão e corrosão, corrosão sob tesão, fadiga e corrosão, nos quais o efeito combinado é maior do que o efeito somado das contribuições individuais destes mecanismo –O biodisel gera um subproduto bastante corrosivo cujos materiais para manuseio estão sendo melhorados –Um dos maiores problemas para a refinaria é a corrosão naftalênica, que só se manifesta nas temperaturas empregadas nas refinarias e não durante a extração. 2 a Palestra do 10 o ENEMET: Tecnologia de Materiais e Corrosão na PETROBRAS (09h45)

33 Questão levantada: –Aluna da Universidade Federal do Ceará –Um dos grande problemas apresentados é a corrosão Naftalênica. São todos os campos de petróleo da bacia de campos que apresentam este problema ? Resposta: –São poucos campos cujo petróleo geram este problema, mas os que possuem causam grandes problemas. Por exemplo, o campo de Marlin não tem. Cerca de 20 a 30% do campos de produção da bacia de Campus apresentam este problema durante o refino do petróleo extraído de lá. 2 a Palestra do 10 o ENEMET: Tecnologia de Materiais e Corrosão na PETROBRAS (09h45)

34 Questão levantada: –Aluna da Universidade Federal do Ceará –Quais soluções para a corrosão Naftalênica ? Resposta: –A solução utilizada tem sido os inibidores. A solução padrão seria alterar o tipo de material, mas a solução alternativa que tem sido utilizada são os inibidores de corrosão. 2 a Palestra do 10 o ENEMET: Tecnologia de Materiais e Corrosão na PETROBRAS (09h45)

35 COFFEE-BREAK

36 1 a Mesa redonda do 10 o ENEMET Horário: 11h00 Assunto: Mineração/Metalurgia Extrativa Prof. Eduardo Brocchi (PUC - Rio) Paulo de Freitas Nogueira (Vale) Prof a Virgínia Ciminelli (UFMG) Moderador dos debates: Rafael Bogado Tomasiello - EEl-USP

37 1 a Mesa redonda do 10 o ENEMET Prof. Eduardo Brocchi

38 Principais tópicos: –Considerações iniciais sobre o evento –Serão apresentados os principais campos e desafios da engenharia mineral –Indicação do três campos para subdividir a metalurgia: Extração e Síntese, Estudo dos materiais e Processos de fabricação –Normalmente os profissionais que atuam nestes segmentos não possuem uma boa visualização do outro segmento –Às vezes os assuntos são vistos em separado e paralelo e a sinergia entre os mesmos não é vista ao longo do curso 1 a Mesa redonda do 10 o ENEMET (11h00) Prof. Eduardo Brocchi

39 Principais tópicos: –O setor de metalurgia tem dois setores: siderúrgico de desenvolvimento mais antigo e avançado e não ferrosos ainda com mais desafios. –Nos não ferrosos têm-se os metais nobres (Pt, Au, Ag...), metais básicos (Sn, Al, Cu...) e metais high-tech (Nb, V, Zr, i, Mo, W...) –Existem cerca de uma dúzia de Universidades com linhas de pesquisas na área de materiais com forte relação com a indústria –A vocação de pesquisa e da área de atuação varia conforme a vocação de cada aluno 1 a Mesa redonda do 10 o ENEMET (11h00) Prof. Eduardo Brocchi

40 1 a Mesa redonda do 10 o ENEMET Horário: 11h00 Assunto: Mineração/Metalurgia Extrativa Prof. Eduardo Brocchi (PUC - Rio) Paulo de Freitas Nogueira (Vale) Prof a Virgínia Ciminelli (UFMG) Moderador dos debates: Rafael Bogado Tomasiello - EEl-USP

41 1 a Mesa redonda do 10 o ENEMET Paulo de Freitas Nogueira

42 Principais tópicos: –Apresentação e descrição geral da Vale –Preocupações com o meio ambiente e segurança do trabalho (foi oferecido um exemplo) –Os diferentes setores que a empresa atua e sua relação com a sociedade e a economia –Aspectos sociais, humanos, desenvolvimento da Vale –Revisão das principais linhas de atuação da Vale e sua contextualização –Descrição dos principais desafios que a empresa está encarando –Principais projetos sendo executados 1 a Mesa redonda do 10 o ENEMET (11h00) Paulo de Freitas Nogueira

43 1 a Mesa redonda do 10 o ENEMET Horário: 11h00 Assunto: Mineração/Metalurgia Extrativa Prof. Eduardo Brocchi (PUC - Rio) Paulo de Freitas Nogueira (Vale) Prof a Virgínia Ciminelli (UFMG) Moderador dos debates: Rafael Bogado Tomasiello - EEl-USP

44 1 a Mesa redonda do 10 o ENEMET Prof a Virgínia Ciminelli

45 Principais tópicos: –Focar os desafios do setor mineral e ambiental para delinear o perfil dos profissionais de hoje –Escala e Complexidade –Oportunidades e Desafios –Vários exemplos de empreendimentos no setor de mineração –Descrição das instalações de mineração mais relevantes 1 a Mesa redonda do 10 o ENEMET (11h00) Prof a Virgínia Ciminelli

46 ALMOÇO...

47 3 a Palestra do 10 o ENEMET Horário: 14h00 Assunto: Novas tendências para produção de placas Altemar Dettogne do Nascimento (ArcelorMittal) Presidente de Mesa: Cleber do Prado Ferreira Jr. - UFF

48 3 a Palestra do 10 o ENEMET Altemar Dettogne do Nascimento

49 3 a Palestra do 10 o ENEMET: Novas tendências para produção de placas (14h00) Principais tópicos: –Uma rápida dinâmica –Tendências tecnológias: lingotamento e laminação diretos Descrição da tecnologia CSP e onde está até sendo empregada Outra possível tendência: Processo Castrip –Incentivos na área da indústria automobilística com sua evolução em aços mais resistentes e mais fino –Exemplo para o aço TRIP e Bake Hardenable –Alguns defeitos que podem ocorrer e suas conseqüências

50 3 a Palestra do 10 o ENEMET: Novas tendências para produção de placas (14h00) Principais tópicos: –Práticas para evitar estes problemas: análises e modelamentos refino secundário, sensores mais sofisticados, automatização, adequações nos acessórios –Descrição do acessório soft-reduction empregado no final da solidificação nas máquinas de lingotamento contínuo –Neste caso, o objetivo é melhorar a estrutura, evitando poros e segregações

51 Questão levantada: –Aluno da Universidade Federal do Ceará –Como é feito o controle dos defeitos no caso de lingotamento de placas finas ? Resposta: –No caso do CSP tem alguns controles, como nos jatos da descarepação, onde é feita uma limpeza na superfície antes da laminação. 3 a Palestra do 10 o ENEMET: Novas tendências para produção de placas (14h00)

52 Questão levantada: –Aluno da Universidade Federal Fluminense –O soft-reduction está instalado em outras empresas ? Resposta: –Hoje é padrão nas máquinas de lingotamento contínuo, que já vem instalado nestas novas máquinas. 3 a Palestra do 10 o ENEMET: Novas tendências para produção de placas (14h00)

53 4 a Palestra do 10 o ENEMET Horário: 14h45 Assunto: Tecnologia Limpa na Indústria do Alumínio Prof. Arthur Pinto Chaves (Poli-USP) Presidente de Mesa: Cleber do Prado Ferreira Jr. - UFF

54 4 a Palestra do 10 o ENEMET Prof. Arthur Pinto Chaves

55 COFFEE-BREAK

56 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET Horário: 16h00 Assunto: Mercado Prof. Willy Ank de Morais (USIMINAS-Cubatão e UNISANTA) Luiz Fernando Piantella (CSN) Engº Omar Abou Samra Filho (BÖHLER) Moderador dos debates: João Paulo Motta Catanoce – Mackenzie

57 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET Prof. Willy Ank de Morais

58 Principais tópicos: –Aderência entre Commodity e produto metalúrgico –Dinâmica da precificação das Commoditieis –Variações de preços dos últimos anos e suas razões –Formação do aço (matérias-primas) e variações nos últimos anos –Visão e tendências na área siderúrgica –Perspectivas –Algumas questões –Conclusões 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET (16h00) Prof. Willy Ank de Morais

59 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET Horário: 16h00 Assunto: Mercado Prof. Willy Ank de Morais (USIMINAS-Cubatão e UNISANTA) Luiz Fernando Piantella (CSN) Engº Omar Abou Samra Filho (BÖHLER) Moderador dos debates: João Paulo Motta Catanoce – Mackenzie

60 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET Luiz Fernando Piantella

61 Principais tópicos: –Apresentação da CSN e suas subdivisões (mineração, aços planos, longos, logística, energia,...) –Dinâmica das economias e da produção de aço no mundo –Evolução da participação das importações –Evolução do mercado de consumo (crescimento da linha automobilística) –Projetos de expansão previstos a curto e médio prazo 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET (16h00) Luiz Fernando Piantella

62 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET Horário: 16h00 Assunto: Mercado Prof. Willy Ank de Morais (USIMINAS-Cubatão e UNISANTA) Luiz Fernando Piantella (CSN) Engº Omar Abou Samra Filho (BÖHLER) Moderador dos debates: João Paulo Motta Catanoce – Mackenzie

63 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET Engº Omar Abou Samra Filho

64 Principais tópicos: –Perspectivas com o pré-sal –Consumo de aços em um navio-plataforma –Refinarias sendo expandidas no país –Projetos de geração de energia e infraestrutura –Oportunidades para Eng os metalurgistas e de materiais –Complexidade das especificações técnicas 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET (16h00) Engº Omar Abou Samra Filho

65 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET (16h00) Questão levantada: –Aluno da UFRJ – Foi comentada a grande entrada de importados, não se pensa em investir em novas Usinas ? Resposta: –Este foi um fenômeno mercadológico oriundo em grande parte pela recente crise. Existiam vários projetos de expansão no país (o IBS estimava que a produção suba de 35 para 70 milhões de toneladas). Estes projetos estão sendo retomados novamente, como foi mostrado nas apresentação do Luiz Fernando.

66 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET (16h00) Questão levantada: –Aluno da UFRJ – Como está a questão de contração de novos profissionais e a relação das empresas com as instituições de ensino e pesquisa no país ? Resposta: –Existe uma grande tendência de busca de profissionais cada vez mais bem formados conforme as tendências mostradas. Um exemplo de um campo de conhecimento necessário é a área de soldagem. As empresas buscam identificar profissionais com pontencial e eventualmente complementar sua formação através de relações com instituições de ensino/pesquisa.

67 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET (16h00) Questão levantada: –Aluno da UFRJ – O que pode ser feito por um recém formado que quer se adaptar ao cenário que está se desdenhando ? Resposta: –Depende muito da necessidade das empresas. O ideal é contratar um profissional e treinar os novos profissionais com as demandas para os próximos anos. Empresas que não podem fazer este tipo de trabalho e que possuem urgência acabam buscando ferrenhamente no mercado.

68 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET (16h00) Questão levantada: –Aluno da UFRJ –Houve uma redução de quadro das empresas no ano passado, como não está havendo esta retomada perante as instituições de ensino e pesquisa ? Resposta: –No momento de crise há uma tendência de ajuste de quadros, que geralmente foca profissionais que já tenham uma renda garantida (aposentados). A retomada é mais lenta e não se retorna ao mesmo nível de emprego de antes devido ao ganho de produtividade que foi absorvida. Mesmo assim há contratações sendo feitas.

69 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET (16h00) Questão levantada: –Aluno da UFRJ –Mesmo assim porque não há investimentos em cursos de Enga Metalúrgica, pois vários cursos fecharam ? Além disso, por que as empresas não estão investindo para a relação com as Universidades ? Resposta: –Estamos concordando que houve uma redução da formação de profissionais na área de metalurgia, mas existem outras formas de um estudante se formar. O emprego ainda é relativamente localizado, assim como existe uma tendência de regionalização também das pesquisas.

70 2 a Mesa redonda do 10 o ENEMET (16h00) Questão levantada: –Aluno da UFMG –Quais seriam as dicas para chegar ao nível de cargos aonde estão agora ? Resposta: –Conhecer a parte técnica e a empresa, aproveitar as oportunidades de crescimento profissional e enxergar as melhores oportunidades para o crescimento profissional.

71 PROGRAMAÇÃO Finalmente...

72 PROGRAMAÇÃO Finalmente... Aproveitem o Rio...

73 ROUND TABLE: MARKET ACTUALITIES ON METALS AND METALLURGICAL PRODUCT DYNAMICS: COMMODITIES X HIGH VALUE PRODUCTS Author : Willy Ank Morais Usiminas-Cubatão UNISANTA ABM


Carregar ppt "ROUND TABLE: MARKET ACTUALITIES ON METALS AND METALLURGICAL PRODUCT DYNAMICS: COMMODITIES X HIGH VALUE PRODUCTS Author : Willy Ank Morais Usiminas-Cubatão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google