A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

As Manifestações Espíritas antes de Kardec. Uma vez que estão no quadro dos da Natureza, os fenômenos espíritas se hão produzido em todos os tempos Gênese.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "As Manifestações Espíritas antes de Kardec. Uma vez que estão no quadro dos da Natureza, os fenômenos espíritas se hão produzido em todos os tempos Gênese."— Transcrição da apresentação:

1 As Manifestações Espíritas antes de Kardec

2 Uma vez que estão no quadro dos da Natureza, os fenômenos espíritas se hão produzido em todos os tempos Gênese XIII:8 - Allan Kardec

3 Grécia antiga – a.C. Santuário do Deus Apolo – Delfos Pitonisa

4 Moisés sobre o Monte Sinai E o sonido da buzina ia crescendo cada vez mais; Moisés falava, e Deus lhe respondia em voz alta. E, descendo o SENHOR sobre o monte Sinai, sobre o cume do monte, chamou o SENHOR a Moisés ao cume do monte; e Moisés subiu. Êxodo 19:17-20 E Moisés levou o povo fora do arraial ao encontro de Deus; e puseram-se ao pé do monte. E todo o monte Sinai fumegava, porque o SENHOR descera sobre ele em fogo; e a sua fumaça subiu como fumaça de uma fornalha, e todo o monte tremia grandemente. Bíblia – Antigo Testamento

5 Bíblia – Novo Testamento Batismo de Jesus Naqueles dias, Jesus veio de Nazaré da Galileia e foi batizado por João, no rio Jordão. Logo que saiu da água, viu o céu rasgar-se e o Espírito, como pomba, descer sobre ele. E do céu veio uma voz: Tu és o meu Filho amado; em ti está meu pleno agrado. Logo depois, o Espírito o fez sair para o deserto. Marcos 1:9-12

6 Bíblia – Novo Testamento Jesus no Tabor Mestre, é bom ficarmos aqui. Vamos fazer três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias. Nem sabia o que estava dizendo. Estava ainda falando, quando desceu uma nuvem que os cobriu com sua sombra. Ao entrarem na nuvem, os discípulos ficaram cheios de temor. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu Filho, o Eleito. Escutai-o! Enquanto a voz ressoava, Jesus ficou sozinho. Os discípulos ficaram calados e, naqueles dias, a ninguém contaram nada do que tinham visto. Lucas 9:28-36 Uns oito dias depois destas palavras, Jesus levou consigo Pedro, João e Tiago, e subiu à montanha para orar. Enquanto orava, seu rosto mudou de aparência e sua roupa ficou branca e brilhante. Dois homens conversavam com ele: eram Moisés e Elias. Apareceram revestidos de glória e conversavam sobre a saída deste mundo que Jesus iria consumar em Jerusalém. Pedro e os companheiros estavam com muito sono. Quando acordaram, viram a glória de Jesus e os dois homens que estavam com ele. E enquanto esses homens iam se afastando, Pedro disse a Jesus:

7 Idade Média Joana dArc (1412 – 1431) Entre as mensagens que ela entendeu estavam conselhos para frequentar a igreja, que deveria ir a Paris e que deveria levantar o domínio que havia na cidade de Orléans. Posteriormente ela identificaria as vozes como sendo do arcanjo São Miguel, Santa Catarina de Alexandria e Santa Margarida. Em seu julgamento, Joana afirmou que desde os treze anos ouvia vozes divinas. Segundo ela, a primeira vez que escutou a voz, ela vinha da direção da igreja e acompanhada de claridade e uma sensação de medo. Dizia que às vezes não a entendia muito bem e que as ouvia duas ou três vezes por semana.

8 Idade Moderna Emmanuel Swedenborg (1688 – 1772) Na mesma noite, o mundo dos espíritos, do céu e do inferno, abriu- se convincentemente para mim, e aí encontrei muitas pessoas de meu conhecimento e de todas as condições. Desde então diariamente o senhor abria os olhos do meu espírito para ver, perfeitamente desperto, o que se passava no outro mundo e para conversar, em plena consciência, com anjos e espíritos. História do Espiritismo pág.36

9 "O movimento do cérebro é denominado animação; e a ação do fluido espiritual depende dele. Toda vez que o cérebro se anima, seus fluidos são bombeados para as fibras e os nervos; tal como o coração, a cada sístole e diástole, bombeia o sangue através de seus vasos. Imaginar a circulação do fluido sem uma força motriz e uma expansão ou constrição reais como a causa propulsora, seria o mesmo que conceber a circulação do sangue vermelho através das artérias e veias sem o coração. A circulação desse fluido merece ser chamada de círculo vital". (Æconomia Regni Animalis, E. Swedenborg)

10 "Quando os espíritos começam a falar com um homem, ele deve estar disposto a não acreditar em nada do que eles dizem. Porque quase tudo que eles falam é inventado por eles, e eles mentem: pois se nós permitíssemos que eles narrassem qualquer coisa, como o céu é e como as coisas no céu devem ser entendidas, eles contariam tantas mentiras que o homem ficaria perplexo." (Revista Espírita, novembro de 1859)

11 Separação do Estado e da Religião Separação dentro da Religião – Catolicismo X Protestantismo Desenvolvimento das Ciências – pensamento científico – domínio da razão Desenvolvimento da indústria Movimentos de independência e libertação da escravatura Desenvolvimento do Capitalismo e do Socialismo (política / economia) Desenvolvimento dos meios de transporte e de comunicação (imprensa, telegrafo, telefone) Proliferação de fenômenos espíritas Século XIX

12 Andrew Jackson Davis (1826 – 1910)

13 É verdade que os Espíritos se comunicam entre si, quando em está no corpo e outro nas esferas mais altas – e, também, quando uma pessoa em seu corpo é inconsciente do influxo e, assim, não se pode convencer do fato. Não levará muito tempo para que essa verdade se apresente como viva demonstração. E o mundo saudará com alegria o surgimento dessa era, ao mesmo tempo em que o íntimo dos homens será aberto e estabelecida a comunicação espírita, tal qual a desfrutam os habitantes de Marte, Júpiter e Saturno. Princípios da Natureza publicados em 1847

14 Fenômeno de Hydesville Irmãs Fox (1848) Margaret, Kate e Leah.

15 Daniel Dunglas Home (1833 – 1886) Século XIX

16 Mesas Girantes

17 O Espiritismo e Allan Kardec Hippolyte Léon Denizard Rivail Allan Kardec (1804 – 1869)

18 O Espiritismo e Allan Kardec 1857/

19 Assim como Kardec, outros cientistas se interessaram pelos fenômenos espíritas: Alfred Russel Wallace, William Crookes, Charles Richet, Camille Flammarion, Gabriel Delanne, Ernesto Bozzano, e outros. Comprovaram em suas pesquisas a existência dos espíritos.

20 William Crookes (1832 – 1919) Florence Cook Kate King Estudos Científicos

21 Prêmio Nobel de física, conduziu pesquisas intensas entre 1870 e 1876, notadamente sobre os fenômenos de ectoplasmia, obtendo a materialização completa do espírito de Kate King. Ele afirmou, na academia de Londres, diante dos sorrisos maliciosos de seus colegas: "Eu não disse que isso é possível, disse que é. Mais tarde, descobriu o Tálio, inventou o tubo de Crookes, o que levou à descoberta do elétron, dos raios X e do tubo catódico... previu, na revista "Fortnightly Review", a possibilidade de emprego das ondas eletromagnéticas para transmissão de sinais.

22 ( ) Em 1853, Robert Hare, prof. de química na Univ. da Pensilvânia, quis desmascarar "a ilusão dos fenômenos de Hydesville". Em 1855, após numerosas e eticulosas experiências, ele reconheceu sua autenticidade, publicando o livro "Experimental Investigation of the Spirit Manifestation". (Investigação experimental das manifestações de espíritos ). Alfred Russel Wallace, colaborador de Charles Darwin, afirmou em 1874: "Os fatos são coisas teimosas, dos quais não podemos nos desembaraçar segundo a nossa vontade. Não é exagero afirmar que os fatos principais estão hoje tão bem caracterizados e são também tão facilmente verificáveis quanto quaisquer outros fenômenos excepcionais da Natureza, ainda não reduzidos a uma lei. A Sociedade Dialética de Londres nomeou uma comissão em 1869 para fazer a verificação dos fenômenos espíritas. Dezoito meses mais tarde, esta comissão reconheceu sua autenticidade. Estudos Científicos

23 Espiritismo no Brasil Ana Prado (???? – 1923)

24

25

26 O que diferenciou Kardec: Manifestações inteligentes traziam respostas aos questionamentos filosóficos da Humanidade (quem somos, de onde viemos, para onde vamos, o que é Deus etc.) Conseqüências e aplicações morais das suas descobertas científicas. Suas reflexões reunidas tornaram-se um corpo de doutrina filosófica baseada nos princípios fundamentais da agora chamada FILOSOFIA ESPÍRITA

27 Filosofia Espírita: Existência de Deus – causa primária de todas as coisas. Imortalidade da alma Comunicabilidade dos Espíritos Pluralidade das existências: além de haver evidências físicas a reencarnação é conseqüência da Justiça infinita do Criador. Pluralidade dos mundos habitados

28 Kardec mostrou que, com o conhecimento científico espírita, a moral deixa de ser uma questão de especulações abstratas ou de opiniões, estando indissociavelmente ligada ao estudo das conseqüências das ações humanas, em conexão com a busca da felicidade, objetivo comum de todos os seres humanos. Ressaltou ainda que o corpo de princípios morais obtidos por essa via da razão e da experiência coincide com aquele proposto por Jesus.

29 As comunicações espíritas, ao demonstrar por fatos a continuidade da vida e da individualidade da alma no pós-morte, nos mostram a sorte inevitável que nos está reservada segundo nossos méritos ou nossos delitos. Os mais incrédulos encontram aí a fé e os mais tíbios uma renovação do fervor e da confiança. Assim, O Espiritismo é o mais poderoso auxiliar da religião. Deus assim o permite para reanimar nossas esperanças vacilantes e nos conduzir ao caminho do bem, pelas perspectivas do futuro. (Q. 147 e 148 LE). Religião aqui não se confunde com as doutrinas religiosas tradicionais, com as suas hierarquias, dogmas inquestionáveis e práticas exteriores, sendo antes uma religião no sentido próprio do termo, a re-ligação da criatura com o Criador.

30 Espiritismo no Brasil Eurípedes Barsanulfo (1880 – 1918) Cairbar de Souza Schutel (1868 – 1938) Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti (1831 – 1900)

31 Espiritismo no Brasil Edgar Pereira Armond (1894 – 1982) Francisco de Paula Cândido Xavier (1910 – 2002) Divaldo Pereira Franco (1927)

32 Não há fé inabalável senão aquela que pode encarar a razão face a face, em todas as épocas da Humanidade.


Carregar ppt "As Manifestações Espíritas antes de Kardec. Uma vez que estão no quadro dos da Natureza, os fenômenos espíritas se hão produzido em todos os tempos Gênese."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google