A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: 351217270250 Fax: 351217270252 Economia Aplicada.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: 351217270250 Fax: 351217270252 Economia Aplicada."— Transcrição da apresentação:

1 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia Aplicada MBA Fernando Branco Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 2ª Parte

2 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco A maioria dos processos de produção necessita de pessoas (trabalho) e um qualquer tipo de instrumentos (capital). O processo produtivo (tecnologia) é descrito pela função de produção: relação técnica que associa as quantidades de factores utilizadas com a quantidade máxima de produto que se pode obter. O Processo Produtivo

3 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco A função de produção pode obter-se a partir de características técnicas da produção e da observação do processo produtivo no passado. Exemplos de funções de produção. Aplicação: Produção Agrícola em Portugal. Descrição matemática:. Função de Produção

4 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Curto versus Longo prazo Rendimentos de Escala Produtividades média e marginal Isoquantas Taxa Marginal de Substituição Técnica Aspectos da Função de Produção

5 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Longo prazo: todos os factores são variáveis. Curto prazo: alguns factores estão fixos (normalmente o capital) – envolvem contratos de longo prazo. Curto versus Longo prazo Rendimentos de Escala Produtividades média e marginal Isoquantas Taxa Marginal de Substituição Técnica Aspectos da Função de Produção

6 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Como varia a produção quando aumentam todos os factores na mesma proporção? Rendimentos crescentes à escala: Rendimentos constantes à escala: Rendimentos decrescentes à escala: Curto versus Longo prazo Rendimentos de Escala Produtividades média e marginal Isoquantas Taxa Marginal de Substituição Técnica Aspectos da Função de Produção

7 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Produtividade média: quantidade produzida por unidade de factor: Produtividade marginal: quantidade produzida pela última unidade de factor: Rendimentos marginais crescentes, decrescentes e negativos. Curto versus Longo prazo Rendimentos de Escala Produtividades média e marginal Isoquantas Taxa Marginal de Substituição Técnica Aspectos da Função de Produção

8 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Combinações de factores que permitem um dado nível de produção. L K Q2Q2 Q1Q1 Q0Q0 Curto versus Longo prazo Rendimentos de Escala Produtividades média e marginal Isoquantas Taxa Marginal de Substituição Técnica Aspectos da Função de Produção

9 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Quantidade a aumentar de um factor quando diminui em uma unidade a quantidade do outro factor, de modo a manter o mesmo nível de produção. L K Q2Q2 Q1Q1 Q0Q0 A L=-1 K Curto versus Longo prazo Rendimentos de Escala Produtividades média e marginal Isoquantas Taxa Marginal de Substituição Técnica Aspectos da Função de Produção

10 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Isoquantas e TMST decrescente

11 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Exemplos de funções de produção Cobb-Douglas Linear Leontief CES

12 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Exemplos de funções de produção Cobb-Douglas Linear Leontief CES Os factores são substitutos imperfeitos. Rendimentos de escala:

13 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Exemplos de funções de produção Os factores são substitutos perfeitos. Declive Cobb-Douglas Linear Leontief CES Rendimentos constantes à escala

14 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Os factores são complementos perfeitos. Declive Cobb-Douglas Linear Leontief CES Exemplos de funções de produção Rendimentos constantes à escala

15 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Cobb-Douglas Linear Leontief CES Exemplos de funções de produção Tem as outras funções como casos particulares. Rendimentos constantes à escala

16 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Fernando Machado, Technological Efficiency and Technicological Change in the Portuguese Agriculture, Dissertação de Doutoramento, 1992, University of Reading, Reino Unido. Função de Produção da Agricultura Portuguesa Numa estimação de uma função Cobb Douglas para a agricultura do Nordeste de Portugal nos anos 80 obteve-se a seguinte relação: onde os factores são respectivamente terra, capital, trabalho e matérias primas.

17 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco No processo produtivo, compete ao gestor: –Assegurar que se utiliza a combinação adequada de factores: Problema análogo ao da escolha individual; –Garantir que se produz na função de produção: Problema de organização interna da empresa; –Escolher o nível de produção Problema que depende do mercado em que a empresa se insere. O Papel do Gestor no Processo Produtivo

18 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Decisão óptima Para certo nível de produção, e dados os preços dos factores, o gestor deseja escolher a combinação de factores de custo mínimo. O custo mínimo é alcançado numa combinação em que a TMST iguala o preço relativo dos factores. Exemplo

19 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Dado o nível de produção, o óptimo situa-se no ponto A: L K Q1Q1 Decisão óptima: Abordagem gráfica A LALA KAKA

20 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Condições de primeira ordem: Decisão óptima: Análise algébrica

21 Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: Fax: Economia AplicadaMBA Ano lectivo Trimestre de Inverno Sessão 2 ©Fernando Branco Condições de primeira ordem: Resolvendo o sistema tem-se: Decisão óptima: Exemplo


Carregar ppt "Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Tel.: 351217270250 Fax: 351217270252 Economia Aplicada."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google