A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS"— Transcrição da apresentação:

1 MATEUS CÉSAR DE OLIVEIRA

2 CONCEITO DO SISTEMA DE MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS ATIVIDADES DE MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS NO CICLO LOGISTICO EMBALAGEM E ACONDICIONAMENTO DOS MATERIAIS

3 MATEUS CÉSAR DE OLIVEIRA

4 CONCEITO DE SISTEMA DE MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS Um sistema de movimentação de material pode englobar toda uma instalação e, em alguns casos, até mesmo as instalações dos fornecedores e dos clientes (Kulwiec, 1985, p. 4). A movimentação de material deve ter dois fluxos paralelos, independentemente do tamanho ou complexidade: o fluxo físico de materiais e o correspondente fluxo de informação (Kulwiec, 1985, p. 5). O controle do sistema pode ser manual, mecanizado, ou automático.

5 CONCEITO DE TRANSPORTE Transporte é o termo que representa o movimento de materiais de um local para outro, e, de forma geral, pode ser entendido como partindo do início da cadeia de suprimentos e chegando até o cliente final. OBJETIVO A movimentação de material, ou transporte/tráfego interno, tem como objetivo a reposição de matérias-primas nas linhas ou células de produção de uma fábrica, bem como transportar o material em processamento, quando este processamento implica a realização de operações que são desempenhadas em postos de trabalho diferentes (Russomano, 1976, p. 191)

6 CUSTOS X MOVIMENTAÇÃO Os custos de movimentação de materiais influem diretamente no produto, afetando o custo final O acréscimo no custo do produto, no caso da movimentação, não contribui em nada com o produto. Ou seja: Transporte não agrega valor ao produto.

7 TIPOS DE TRANSPORTE Basicamente existem dois grupos de transportes a considerar: Inbound - (dentro de casa) Outbound (fora de casa)

8 CLASSÍFICAÇÃO DOS MEIOS DE TRANSPORTE Granel - gases (GLP), líquidos (gasolina, álcool), e sólidos (soja). Cargas unitárias – cargas contidas em recipientes que permitem a Manipulação. Embalagem – para transporte de produtos em processo ou acabados. Armazenamento – receber / empilhar ou colocar em prateleiras / expedir cargas em qualquer fase da cadeia de suprimentos. Vias de transporte portos, rodovias, aeroportos, ferrovias

9 EQUIPAMENTOS Os equipamentos de movimentação de materiais e cargas são muitos, destinados a movimentação de materiais de forma geral ou, alguns, para movimentação específica de alguns tipos de produtos.

10 10 EMBALAGENS PALETE PBR 1,00 X 1,20m EMBALAGENS PALETE DESCARTÁVEL VARIAS DIMENSÕES

11 Transportadores – são meios de transporte contínuos, que permitem levar produtos de uma área a outra de maneira econômica. Todos nós utilizamos certo tipo de transportador quando utilizamos uma escada rolante, por exemplo:

12 Empilhadeiras a combustão

13 Empilhadeiras elétricas

14 Paleteiras

15 Rebocadores, carretas industriais e AGV

16 Ponte empilhadeira

17 CARGA GERAL CONTAINERS

18 MATEUS CÉSAR DE OLIVEIRA

19 CONCEITO A movimentação de material é um sistema de atividades de movimentação interligadas. A função da movimentação de material é parte de um grande sistema de uma instalação ou de funções incorporadas.

20 ATIVIDADES DA MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS NO CICLO LOGÍSTICO: Compra Embalagem Produção Recepção e expedição Distribuição Transporte

21 PRODUÇÃO ENXUTA SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA PRODUÇÃO CUJO OBJETIVO É O AUMENTO DO LUCRO ATRAVÉS DA REDUÇÃO DOS CUSTOS. ESTE OBJETIVO, SÓ PODE SER ALCANÇADO ATRAVÉS DA DENTIFICAÇÃO E ELIMINAÇÃO DAS PERDAS, ISTO É, ATIVIDADES QUE NÃO AGREGAM VALOR AO PRODUTO.

22 LOGÍSTICA INDUSTRIAL PRODUÇÃO ENXUTA SISTEMA FLEXÍVEL ALTAMENTE INTEGRADO, ALTO GRAU DE COORDENAÇÃO, EXIGINDO ABRANGENTE, RÁPIDOS E FREQUENTES FLUXOS DE MATERIAIS ACOMPANHADOS DE INFORMAÇÃO.

23 LOGÍSTICA INDUSTRIAL GANHOS COM A PRODUÇÃO ENXUTA # ENTREGA JUST IN TIME. # BAIXOS INVENTÁRIOS. # ESFORÇOS CONCENTRAM A ATENÇÃO NA MELHORIA DA QUALIDADE DE INFORMAÇÃO. # MANUTENÇÃO DE RÍGIDO CONTROLE SOBRE O PROCESSO DE PRODUÇÃO. # REDUÇÃO DO TAMANHO DO LOTE E TEMPO DE SETUP. # REDUÇÃO DO LEAD-TIME E TEMPO DO CICLO EM CADA ESTÁGIO. # REDUÇÃO DO CICLO DE DESENVOLVIMENTO DO PRODUTO.

24 LOGÍSTICA INDUSTRIAL PRODUÇÃO ENXUTA RESULTADO NA PRODUÇÃO : MELHORIA CONTINUA NA QUALIDADE. PRODUTIVIDADE; ATENDIMENTO.

25 AS SETE PERDAS FUNDAMENTAIS AS SETE PERDAS FUNDAMENTAIS : Perda por superprodução ( quantidade e antecipada )Perda por superprodução ( quantidade e antecipada ) Perda por espera.Perda por espera. Perda por transporte.Perda por transporte. Perda no processamento em si.Perda no processamento em si. Perda por estoque.Perda por estoque. Perda por movimentação.Perda por movimentação. Perda por fabricação de produtos defeituosos.Perda por fabricação de produtos defeituosos. LOGÍSTICA INDUSTRIAL PRODUÇÃO ENXUTA

26 JUST-IN-TIME ( JIT ) : É uma técnica que se utiliza de várias normas e regras para modificar o ambiente produtivo. Significa que cada processo deve ser suprido com os itens certos,no momento certo, na quantidade certa e no local certo. MARCILIO CUNHA LOGÍSTICA INDUSTRIAL PRODUÇÃO ENXUTA

27 JUST – IN – TIME É somente um meio de alcançar o verdadeiro objetivo do STP que é o de aumentar os lucros através da redução dos custos. redução dos custos. Para isso, é essencial a completa eliminação de perdas. Para isso, é essencial a completa eliminação de perdas. O conceito JIT surgiu da ideia de Kiichiro Toyoda. Numa indústria, o ideal seria ter todas as peças ao lado das linhas no momento exato de sua utilização. LOGÍSTICA INDUSTRIAL PRODUÇÃO ENXUTA

28 LOGÍSTICA INDUSTRIAL CONSTRUÇÃO DE UMA INDUSTRIA : SELEÇÃO DO LOCAL. PROJETO DE CONSTRUÇÃO. LOCALIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS ESTAÇÕES DE TRABALHO (POSTO DE TRABALHO) SELEÇÃO DO EQUIPAMENTO DE TRANSPORTE. MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS. ESTRUTURA PORTA PALETES. ESTOCAGEM. RECEPÇÃO E EXPEDIÇÃO. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO.

29 LOGÍSTICA INDUSTRIAL LAYOUT É A INTEGRAÇÃO DO FLUXO DE MATERIAIS, DA OPERAÇÃO DAS MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS DE PROCESSOS E TRANSFORMAÇÃO, COMBINADOS COM AS CARACTERÍSTICAS QUE CONFEREM A MAIOR PRODUTIVIDADE AO ELEMENTO HUMANO.

30 Arranjo Físico Posicional ou de Posição Fixa

31 Arranjo Físico Funcional ou Por Processo

32 Arranjo Físico Linear ou Por Produto

33 Arranjo Físico Celular

34 Particularidades de cada Arranjo Físico

35

36 Fábrica da GM Funilaria Estamparia Pintura Administração Montagem Sistemistas Peças de plástico

37 LOGÍSTICA INDUSTRIAL NA FÁBRICA DO FUTURO NA FÁBRICA DO FUTURO : Capacidade de combinar tecnologia e talentos. Resposta rápida às demandas de mercado. Gestão e disseminação do conhecimento. Flexibilidade, velocidade, desenvolvimento sustentável.

38 MATEUS CÉSAR DE OLIVEIRA

39

40

41

42

43

44

45 EMBALAGENS DE CONTENÇÃO; PROTEÇÃO DA MERCADORIA

46 EMBALAGENS DE APRESENTAÇÃO/COMERCIALIZAÇÃO: PRODUTO PARA O CONSUMIDOR

47 EMBALAGENS DE MOVIMENTAÇÃO; 70% DAS AVARIAS DECORREM DE EMBALAGENS INADEQUADAS

48 EMBALAGENS: DEVE AINDA, FORNECER INSTRUÇÕES PARA O CORRETO MANUSEIO, MOVIMENTAÇÃO, ARMAZENAMENTO E TRANSPORTE.

49 EMBALAGENS PALETE PARA BOBINA EMBALAGENS CAIXA DE PAPELÃO

50 UNITIZAÇÃO MERCADORIAS OU CARGAS SEM UNITIZAÇÃO - DESVANTAGENS: NECESSIDADE DE MAIOR MÃO-DE-OBRA; SEPARAÇÃO, MOVIMENTAÇÃO INDIVIDUAL; DEMORA NAS TAREFAS DE CONFERÊNCIA; BAIXA PRODUTIVIDADE

51

52 MERCADORIAS OU CARGAS UNITIZADAS - VANTAGENS: MENOR MÃO-DE-OBRA; SEPARAÇÃO, MOVIMENTAÇÃO POR LOTE; AGILIDADE NA CONFERÊNCIA; AUMENTO DE PRODUTIVIDADE; MENOR INCIDÊNCIA A AVARIAS.


Carregar ppt "MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google