A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Alberto Silva. DR. ALBERTO SILVA ATRAÇÃO - EXCITADO - SONHADOR - APRENDIZADO DO OFÍCIO - DESILUSÃO - A EXCITAÇÃO MORRE EQUILÍBRIO - QUESTIONAR.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Alberto Silva. DR. ALBERTO SILVA ATRAÇÃO - EXCITADO - SONHADOR - APRENDIZADO DO OFÍCIO - DESILUSÃO - A EXCITAÇÃO MORRE EQUILÍBRIO - QUESTIONAR."— Transcrição da apresentação:

1 Alberto Silva

2

3

4

5

6

7 DR. ALBERTO SILVA ATRAÇÃO - EXCITADO - SONHADOR - APRENDIZADO DO OFÍCIO - DESILUSÃO - A EXCITAÇÃO MORRE EQUILÍBRIO - QUESTIONAR SONHO/REALIDADE - DÚVIDAS - DESILUSÕES TOCA-TOCA - GOSTA DO QUE FAZ - EMPOLGADO EM FAZER COISAS NOVAS - TRABALHA 12 A 14 HORAS/DIA - OS MAIORES AVANÇOS NA CARREIRA (SALÁRIO - PROMOÇÕES - STATUS) - PODE FICAR ARROGANTE - RECUSA-SE A OUVIR OU SENTIR - EMPOLGADO COM O SUCESSO (ARROGÂNCIA) - ÀS VEZES ATÉ CRUEL - STRESS, INFARTE, CRISE FAMILIAR REGRAS PLENITUDE - FORMULAR REGRAS-LIMITES - LIMITAR TRABALHO - CONFLITO: SUAS NECESSIDADES E AS DA FIRMA - UM POUCO DE STRESS TAMBÉM ESTÁVEL -PLENITUDE DA CARREIRA - EQUILÍBRIO DAS REGRAS - TRABALHA MENOS E PRODUZ MAIS - ENRIQUECIMENTO DA VIDA PESSOAL - MONOTONIA INICIAL - TRABALHO REPETITIVO - MAIS LIGADO A FAMÍLIA - MAIS LIGADO A VALORES RELIGIOSOS - INTEGRADOR - OUVINDO MAIS - COMPREENDENDO MAIS SENTADO NOS LOUROS DA VITÓRIA - REPETITIVO - POUCO MOTIVADO - AVESSO A MUDANÇAS - CURTINDO O QUE FEZ NO PASSADO O CUMPRIDOR DE ORDENS - MONOTONIA - DEPRESSÃO -DESMOTIVAÇÃO anos APOSENTADORIA - DEPRESSÃO 30 a 35 anos 18 a 20 anos 40 a 45 anos 55 a 60 anos

8

9

10

11

12

13

14 Para a consultora Cecília Shibuya, a coisa mais importante é ter percepção de si mesmo. Diretora da Shibuya Prática Consultoria Empresarial, empresa que trabalha com preparação para a aposentadoria e pós-carreira, entre outros focos, ela considera que a fase deve ser, sim, muito bem trabalhada. “Se você não se preparou, deve procurar uma ajuda profissional para auxiliar. Tenha a sabedoria de buscar uma consultoria, por exemplo, que vai redirecionar os seus caminhos.” Ela sugere que ter uma rotina, uma agenda – ainda que flexível – é uma ideia interessante. “Não são férias eternas. As pessoas precisam entender que é uma nova fase, não pode se iludir. No pós-carreira, tudo tem de valer a pena. Você tem de aliar o que você gosta com as pessoas que você gosta, tendo realização pessoal e social. Esse é o caminho”, conta a especialista, que enumera algumas atitudes fundamentais para que todos tenham uma aposentadoria feliz: 1º – Entender que ficar sem fazer nada o tempo todo não vai trazer felicidade; 2º – Resgatar laços afetivos; 3º – Saber o quanto você tem de potencial e não ficar na postura de vítima; 4º – Ter alimentação saudável e fazer exercícios físicos; 5º – Procurar fazer parte de alguma associação; 6º – Fazer uma programação das atividades (alguns horários e certas rotinas são importantes). E ela conclui: “Aposentadoria é um prêmio ou um castigo, dependendo daquilo que eu faço.”

15 Brigas e desentendimentos “É esperado que no início dessa nova fase existam conflitos e desentendimentos entre o marido e a mulher. É preciso um ajuste diário e muita paciência nesse período de transição”, 1. Ficar de pijama o dia inteiro 2. Ficar sentado no sofá assistindo televisão por horas 3. Mulher reclamar da falta de iniciativa do homem para ajudar a arrumar a casa 4. Homens ou mulheres que invadem o campo do outro em suas principais atividades, deixando o cônjuge confuso em seu senso de valor e competência 5. Superproteção dos netos ou a falta de limites 6. Bebidas alcoólicas em excesso 7. Deixar a casa bagunçada, como uma toalha molhada na cama ou chinelo fora do lugar 8. Impor regras de afazeres 9. Proibir saídas ou dificultar que o cônjuge tenha atividade externa 10. Falta de atenção em conversas

16 Hoje em dia, os aposentados têm um leque muito grande de atividades que ajudam a diversificar a rotina :  Fazer cursos de informática ou pintura,  Praticar exercícios físicos leves ao ar livre,  Aprender dança de salão e participar de um coral, São boas sugestões para ocupar o tempo com atividades divertidas e prazerosas. Mas o casal não deve se esquecer de que cada um deve ter a sua atividade. “Ocupações individuais são um bom antídoto para o marasmo e para o sentimento de inutilidade”. 1ª DICA: Ocupar o tempo de forma leve e prazerosa

17 2ª DICA: Enfrentar a nova fase com planejamento Estipule um novo projeto de vida, baseado em atividades que tragam prazer e sentido aos dois, de forma a realizar sonhos e desafios mais simples. Crie amizades e ocupações que levem a uma convivência social com pessoas que estejam na mesma fase de vida que vocês.

18 3ª DICA: Faça economia É importante se preparar economicamente antes de se aposentar. Fazer planos de aposentadoria privada ajuda a guardar dinheiro para aproveitar depois. Com as economias, o casal pode viajar ou realizar outras atividades sem se preocupar com os gastos.

19 4ª DICA: Os filhos não devem invadir a privacidade do casal Os filhos não devem dar palpites, tomar decisões pelos pais, fazer com que eles mudem de casa ou obrigar que todos morem juntos. O casal deve ter sua casa, suas próprias atividades e decisões rotineiras. Os filhos devem cooperar e estimular a independência e a autonomia dos pais. A longevidade é um fato mundial e o envelhecimento deve ser encarado como uma fase da vida com sua peculiaridades.

20 5ª DICA: Procurar ajuda profissional se houver sérios conflitos Com a aposentadoria, é necessário atualizar o relacionamento e reformular a relação. Quando o casal não consegue fazer isso sozinho, é recomendado procurar ajuda profissional.

21 Depois de tanta experiência, é chegada a hora que para muitos é um alívio, mas para outros representa uma angústia DICAS PARA TER UMA APOSENTADORIA TRANQUILA » Fazer parte de grupos de convivência e ter hábitos de relacionamento » Fazer novas amizades » Estar aberto para novos aprendizados » Criar projetos de vida » Ter boa alimentação » Praticar exercícios físicos » Ter espiritualidade é bem importante, pois a pessoa passa a ter mais consciência da vida » Ter bom relacionamento com a família » Planejar-se financeiramente

22

23 1 – Mais ativas e dispostas que no passado. 2 – São mais próximas de suas filhas ou filhos. 3 – São muito mais afetivas não só com os filhos como com os netos. 4 – Mesmo tendo uma atividade profissional, se desdobram para dedicar parte do tempo aos netos.

24 1 – Prolongamento do período de adolescência dos filhos (Dependência econômica junto aos pais). 2 – Aumento da idade média do casamento e da maternidade. 3 – Liberalização dos costumes com atividade sexual precoce podendo levar a gravidez precoce. No Brasil 20% das gestantes são adolescentes.

25 1 – Mães profissionais de alto nível ou em busca dele. - Trabalham quase sempre em tempo integral. - Precisam deixar seus filhos em berçário, creches, escolinhas ou babás.(Custo alto). 2 – Mães jovens, cursando escola ou faculdade, dependentes economicamente da família. A quem recorrer ? Aos avós.

26 1 – Quando os avós viram cúmplices dos netos. 2 – Quando os avós interferem nas decisões dos filhos. 3 – Quando o pai é colocado de escanteio. 4 – Quando a avó paterna se sente excluída. 5 – Quando as avós viram empregadas dos filhos.

27 1 – Dê o exemplo. 2 – Ajude nos estudos. 3 – Participe da vida escolar. 4 – Vá à reuniões de pais quando necessário. 5 – Leve a eventos culturais. 6 – Ensine algo que você domine. 7 – Leia para seus netos. 8 – Proponha jogos educativos. 9 – Seja presente. 10 – Passe sua experiência de vida.

28

29

30

31 Tânia Zagury : Sobre como amadurecer um filho-canguru, para que assuma a vida adulta (“Encurtando a Adolescência”) : 1. Fazendo com que tenham direitos e deveres; 2. Mostrando que são capazes de assumir responsabilidades; 3. Estabelecendo regras democráticas de convivência; 4. Fixando limites sempre que necessário; 5. Deixando que assumam, à medida que crescem, cada vez mais tarefas que lhe são próprias; 6. Tornando-os coparticipantes das decisões e medidas do dia-a-dia da família; 7. Ouvindo sua opinião e consultando-o sobre problemas que estejam afetando a família; 8. Estimulando-o a colaborar toda vez que a família se envolver em causas sociais, como doações e contribuições com alimentos e roupas para orfanatos e campanhas assistenciais; 9. Estimulando-o a ser financeiramente independente, estabelecendo primeiro uma mesada que deverá ser gerida por ele; 10. Incentivando-o a executar atividades e trabalhos, mesmo que temporários, que lhe rendam algum dinheiro;

32

33 Frederick Douglass Frederick Douglass, pseudônimo de Frederick Augustus Washington Bailey foi um abolicionista, estadista e escritor estadunidense

34


Carregar ppt "Alberto Silva. DR. ALBERTO SILVA ATRAÇÃO - EXCITADO - SONHADOR - APRENDIZADO DO OFÍCIO - DESILUSÃO - A EXCITAÇÃO MORRE EQUILÍBRIO - QUESTIONAR."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google