A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Magda Chambriard Diretora Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Os Novos Desafios do Pré-Sal (os caminhos a seguir)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Magda Chambriard Diretora Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Os Novos Desafios do Pré-Sal (os caminhos a seguir)"— Transcrição da apresentação:

1 Magda Chambriard Diretora Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Os Novos Desafios do Pré-Sal (os caminhos a seguir)

2 Autossuficiência Descoberta do Pré-sal Emenda Constitucional Nº 9/95 Lei nº 9.478/97 – Criação da ANP & CNPE Implantação da ANP Rodada Zero 2007 Resolução CNPE nº 8/ PL para as áreas do Pré-sal 2010 Evolução Institucional Grupo Interministerial do Pré-sal Novas leis para o Pré-sal Cluster pré-sal

3 Balanço Importação/Exportação Óleo – 293 mil bbl/dia Gás – 35 millhões m 3 /dia Reservas Provadas Óleo – ~14 bilhões bbl (*) Gás – ~423 bilhões m 3 (*) Inclui as reservas provadas da área do pré-sal (Campo de Lula) Quadro Atual (2010) Produção Óleo e LGN – 2,2 milhões bbl/dia Gás – 62,8 milhões m 3 /dia

4 Reservas Provadas de Petróleo (Pré-sal: recursos de até 50 bilhões de bbl) Bilhões de barris + 30 bilhões de barris Lula, Iracema, Iara, Guará, Parque das Baleias e Franco + 30 bilhões de barris Lula, Iracema, Iara, Guará, Parque das Baleias e Franco Futuro próximo

5 Áreas ofertadas pela ANP 2º Rodada 3º Rodada Resultado: Descoberta de Tupi, Iara, Guará, Júpiter, Carioca, Parati, Caramba e Bem-Te-Vi O caminho para o Pré-sal: as Rodadas de Licitações da ANP

6 Desde 2004: 86 poços exploratórios perfurados 23 poços (27%) sem notificação de descoberta sem notificação de descoberta Situação Atual Polo Pré-Sal Lula Guará Iara Carioca RJ SP ~ 10 TLDs

7 Petrobras Histórico da produção e previsões Produção e Reservas

8 Desenvolvimento das atividades de E&P Aumento do investimento local (CL) Melhores práticas de SMS Autossuficiência Estímulo ao desenvolvimento e redução das desigualdades regionais O papel da ANP na superação dos desafios Proteção à vida humana e ao meio ambiente Fortalecimento da indústria brasileira Pesquisa e Desenvolvimento como importante fator de indução!

9 Moldura institucional para a política de conteúdo local ONIP > identificação de fornecedores Governo ANP Política Incentivos (p.ex. Programa para o aumento da nacionalização da produção - PNP)* Operadoras internacionais Regulação Monitoramento Auditoria Certificação por 3. parte Operadoras nacionais Implementação e desenvolvimento de fornecedores * Linha de financiamento para indústrias estrangeiras que venham a se instalar no Brasil e que alcancem 60% de conteúdo local em seus produtos em três a cinco anos

10 O pré-sal: recursos de até 50 bilhões de bbl? Política de investimentos em P&D Enorme demanda de bens e serviços Política de conteúdo local regulamentada O caminho para os investimentos no setor de Petróleo e Gás Desafios tecnológicos

11 Fonte: Petrobras, 2011 Perfuração de poços exploratórios em águas cada vez mais profundas Experiência no mar

12 Regras de Segurança Operacional Resolução ANP nº 43/2007 – Sistema de Gestão de Segurança Operacional-SGSO Modelo não prescritivo; Modelo não prescritivo; Abordagem não restritiva à inovação tecnológica; Abordagem não restritiva à inovação tecnológica; A ANP está alinhada com os foros internacionais mais importantes para a definição das melhores práticas da indústria; A ANP está alinhada com os foros internacionais mais importantes para a definição das melhores práticas da indústria; Participação no IRF (International Regulators Forum), juntamente com o Canadá, EUA, Noruega, Holanda, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia. Participação no IRF (International Regulators Forum), juntamente com o Canadá, EUA, Noruega, Holanda, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia.

13 Segurança Operacional: O papel da ANP A responsabilidade de regular A responsabilidade de regular A regulamentação da ANP se mostrou eficiente após o acidente de Macondo, no Golfo do México, e após o acidente de Montara, na Austrália (Resolução n. 43/2007);A regulamentação da ANP se mostrou eficiente após o acidente de Macondo, no Golfo do México, e após o acidente de Montara, na Austrália (Resolução n. 43/2007); A ANP tem atuado em segurança operacional com rigor, mais do que as petroleiras gostariam, mas isso é a salvaguarda do sucesso do pré-sal;A ANP tem atuado em segurança operacional com rigor, mais do que as petroleiras gostariam, mas isso é a salvaguarda do sucesso do pré-sal; Inúmeras interdições, não conformidades identificadas, etc;Inúmeras interdições, não conformidades identificadas, etc; A Deepwater Horizon, que perfurava Macondo, foi fiscalizada cerca de 50 vezes entre 2005 e 2010 e apenas uma não conformidade foi identificada.A Deepwater Horizon, que perfurava Macondo, foi fiscalizada cerca de 50 vezes entre 2005 e 2010 e apenas uma não conformidade foi identificada.

14 Bacia de Campos (2010) Bacia de Campos (anos 70) Águas até 160 m Bacia de Campos (anos 80) Águas até 500 m Águas até ~3.000 m + 60 plataformas O Caminho para o Pré-Sal: um um déjà-vu?

15 2006 – o ano que não terminou Novos Desafios Decisões estratégicas Regulação – CL, P&D, SGSO, licitações, conhecimento... Autossuficiência Pré-sal LIBRA 2-ANP-2A-RJS 2-ANP-1-RJS Dependência externa (C/P %)

16 Considerações finais O pré-sal é um novo paradigma que vai exigir muito das instituições brasileiras; O pré-sal é um novo paradigma que vai exigir muito das instituições brasileiras; A ANP está ciente do seu papel e disposta a participar do desafio de regular e fiscalizar a indústria, encorajando o investimento em E&P; A ANP está ciente do seu papel e disposta a participar do desafio de regular e fiscalizar a indústria, encorajando o investimento em E&P; A ANP está convicta de que regula a utilização de um patrimônio que é da Sociedade Brasileira; A ANP está convicta de que regula a utilização de um patrimônio que é da Sociedade Brasileira; O grande volume de bens e serviços para o Pré-sal, a ser contratado na próxima década, é essencial para alavancar o desenvolvimento da indústria brasileira; O grande volume de bens e serviços para o Pré-sal, a ser contratado na próxima década, é essencial para alavancar o desenvolvimento da indústria brasileira; É essencial também para proporcionar inserção de tecnologia, desenvolver capacitação técnica no país e viabilizar a construção de infraestrutura; É essencial também para proporcionar inserção de tecnologia, desenvolver capacitação técnica no país e viabilizar a construção de infraestrutura;

17 Considerações finais Slide alternativo ao anterior O Pré-sal é um desafio técnico, econômico e financeiro para o Brasil; O Pré-sal é um desafio técnico, econômico e financeiro para o Brasil; Mas é, também, uma oportunidade histórica de desenvolvimento ; Mas é, também, uma oportunidade histórica de desenvolvimento ; Nós estamos convictos de que estamos aptos a superar esses desafios porque já enfrentamos - e vencemos - desafios semelhantes no passado! Nós estamos convictos de que estamos aptos a superar esses desafios porque já enfrentamos - e vencemos - desafios semelhantes no passado!

18 Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP Av. Rio Branco, 65 – Centro – Rio de Janeiro – Brasil 12º to 22º andar Telefone: +55 (21)

19 Rodada 0 BS-500 and BS-4 Pré-sal não era objetivo Áreas devolvidas para ANP Rodada 6 Nenhuma oferta 2-ANP-1-RJS (Franco) 2-ANP-2A-RJS (Libra) BS-500 BS-4 Lula S-M-419S-M ANP-2A-RJS (Libra) 2-ANP-1-RJS (Franco) Lula

20 Plataformas e TLDs Nº de plataformas em produção: Santos: 8 Campos: 59 Espírito Santo: 6 Camamu-Almada: 1 SEAL: 27 Potiguar: 29 Ceará: 9 Total: 139 Nº de sondas marítimas operando: 65 TLD em Guará: Fim do PAD em dez/2012. TLD no poço 1-BRSA-594-SPS de 25/12/2010 a 31/07/2011. Ainda vão realizar um TLD (5 meses, se não me engano) no 3-BRSA-788-SPS, não sabemos a data certa de início, mas já solicitamos o cronograma atualizado de todos os TLDs dessa área de Santos. Júpiter: BM-S-24 - PAD do poço 1-BRSA-559A-RJS: Fim do PAD em fev/2016. Tem TLD contingente, mas sem data certa. Fica dependente dos estudos e desenvolvimento de tecnologia para lidar com o alto teor de CO2.


Carregar ppt "Magda Chambriard Diretora Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Os Novos Desafios do Pré-Sal (os caminhos a seguir)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google