A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PLANO DIRETOR DE TRANSPORTES URBANOS DA REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE –PDTU /RMR Julho /2007.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PLANO DIRETOR DE TRANSPORTES URBANOS DA REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE –PDTU /RMR Julho /2007."— Transcrição da apresentação:

1 PLANO DIRETOR DE TRANSPORTES URBANOS DA REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE –PDTU /RMR Julho /2007

2 Ofertar um transporte de qualidade que promova a inclusão social Viabilizar espaço para acomodar o volume crescente de automóveis na RMR Integrar os diversos níveis de governo para juntos arquitetarem um Plano Estratégico, que promova o máximo de benefícios para população com os escassos recursos previstos para o setor. DESAFIOS

3 PARA QUE SERVE O PDTU? nortear as ações relativas aos transportes a serem desenvolvidas pelos governantes que atuam na RMR evitar desperdícios racionalizar a aplicação de recursos reduzir poluição resultante dos transportes reduzir os acidentes proteger o patrimônio das cidades melhorar a qualidade de vida da população

4 PDTU 1982 (Geipot) elaborado a partir do Plano de Organização Territorial (Fidem) HISTÓRICO

5 Construção da Linha Centro do Metrô; Início da Construção da Linha Sul do Metrô; Descentralização do Comércio (Shoppings e Centros Secundários) Início das atividades de SUAPE; Aeroporto Internacional dos Guararapes; Implantação do SEI; Implantação da Bilhetagem Eletrônica; Indice de Motorização (hab/veíc) decresceu de 10,11 para 5,64 ( ) A frota existente na RMR é de veículos, dos quais estão em Recife (2005). O QUE OCORREU APÓS 1982?

6 modernização dos modelos atuais utilizados para o planejamento do Sistema; maior participação dos órgãos envolvidos e de toda sociedade; visão da cidade que se deseja; consideração das interfaces existentes entre o desenvolvimento urbano, transporte público e circulação ; defesa do Patrimônio Histórico e Arquitetônico das Cidades contempla todos os modos de transportes, que se complementam; NOVO PDTU

7 PROCESSO PARTICIPATIVO DO PDTU/RMR Coordenação Técnica Deliberativa –Órgãos governamentais (federal, estadual, municipais) Coordenação Técnica Executiva Órgãos governamentais (federal, estadual, municipais) – Assessores Fórum Técnico (45 membros, em equipes diversas) –Equipes técnicas (órgãos locais, universidades, consórcio consultor) Fórum Consultivo (~ 120 membros) –Sociedade civil organizada (entidades de classe, ONGs, associações comunitárias)

8 Compatibilizar e consolidar os planos e projetos de transportes e planejamento existentes e futuros da RMR através de uma visão sistêmica e coordenada Formular uma política de transportes para a RMR Definir uma estratégia de implantação Sedimentar um processo de planejamento OBJETIVOS PRINCIPAIS DO PDTU

9 1 – Consolidação do plano de trabalho 2 – Caracterização do sistema de transporte e uso do solo existentes 3 – Definição da visão prospectiva da RMR 4 – Definição dos objetivos e diretrizes da política de transportes 5 – Diagnóstico do sistema de transporte 6 – Elaboração de cenários futuros 7 – Elaboração de estratégias alternativas 8 – Avaliação das estratégias 9 – Detalhamento tático operacional 10 – Plano de ação estratégico 11 – Elaboração de sistema de acompanhamento 12 – Elaboração do relatório final ETAPAS DO PDTU/RMR

10 ETAPA 1 – MOBILIZAÇÃO Mobilização da Equipe e Consolidação do Plano de Trabalho Escolha e Instalação dos Softwares de Apoio Software de Planejamento Estratégico –TRANUS Software de Planejamento Tático Treinamento da Equipe

11 Mobilização da Equipe e Treinamentos Iniciais

12 CONCEITO DO PROCESSO DO PDTU Localização e interação entre atividades Mercado imobiliário Oferta física e operativa de transporte Demanda por serviços de transporte ATIVIDADES TRANSPORTE Demanda transporte Equilíbrio Acessibilidade e custos de transporte Equilíbrio

13 Modelo de Uso do Solo (completo) POPULAÇÃO Renda Alta POPULAÇÃO Renda Média POPULAÇÃO Renda Baixa Uso do Solo Misto Uso do Solo Residencial Centros Empresariais e Shopping Centers Distritos Industriais Residências Isoladas Vilas e Conjuntos Residenciais Condomínios e Edifícios Galpões Fábrica / Depósito MATRÍCULAS no setor Educação EMPREGOS na Saúde EMPREGOS em Serviços EMPREGOS no Comércio EMPREGOS Institucionais EMPREGOS (Agric. + Industrial) EdificaçõesUso do Solo

14 ETAPA 2 – CARACTERIZAÇÃO DA SITUAÇÃO ATUAL DO SISTEMA DE TRANSPORTE Levantamento de Estudos Existentes Levantamento de Dados Existentes Organização das Informações: Dados Sócio-Econômicos Oferta de Transportes Uso do Solo Mercado Imobiliário Aspectos Institucionais Aspectos Ambientais Caracterização da Situação Atual

15 Informações Coletadas PESQUISA ORIGEM E DESTINO – OD/97 Locais de pesquisa Banco de dados de viagens Distribuição das viagens Motivo das Viagens Distribuição da população Pesquisa da linha de contorno (cordon-line) Elaboração das matrizes de viagem

16 Informações Coletadas PESQUISA ORIGEM E DESTINO – OD/97 Modos da viagem + transferências Produção de viagens (p/ zona) Taxa de mobilidade (p/ renda) Linhas de desejo (entre zonas) Tempo de viagem, por modalidade Tempos de viagens, por renda, etc. 249 zonas internas

17 Informações Coletadas INFORMAÇÕES DE ÁREAS Disponibilidade / Uso das ÁREAS URBANAS Zonas de Análise: OD/97 Área Global (m2) Áreas a serem DESCONSIDERADAS (m2) Represas / Rios / Riachos / Canais Várzeas / Mangues APAs (Proibição de uso / uso controlado) Aeroportos / Parques / Centros de Exposição / Cemitérios Sistema Viário (vias, praças, terminais, estações)

18 Informações Coletadas

19

20 Planos, Projetos, Estudos e Programas Planos Diretores dos Municípios Informações Coletadas para Plano e Programas Local Quando acontecerá? Quantificar empregos, habitações etc. Maiores detalhes

21 Informações Coletadas VALOR DA TERRA Análise do Mercado de Solo Urbano na RMR Residencial (função do incremento da infra-estrutura) Outros usos Comercial / Área Central e Sub-centros de Bairros Serviço / Shopping Center Educação Corredor de Transporte Coletivo Outros Industrial / Tipo de empreendimento Agrícola Acessibilidade Institucional Valor não considerado

22 Planos e Projetos Existentes (2005) 1.TRANSPORTES 2. URBANÍSTICOS

23 ETAPA 3 – VISÃO PROSPECTIVA DA RMR Metrópole Planejada Metrópole Saudável e de Qualidade Ambiental Metrópole Agradável Metrópole Economicamente Sustentável Metrópole Justa Metrópole que Caminha

24 ETAPA 3 – VISÃO PROSPECTIVA DA RMR Metrópole Planejada Gestão metropolitana dotada de instrumentos capazes de garantir a articulação e integração de projetos de interesse comum. Gestão metropolitana e municipal integradas. Mancha urbana contida, evitando elevados custos de urbanização. Participação cidadã garantida por programas permanentes de capacitação. Planejamentos urbano e de transporte integrados.

25 ETAPA 3 – VISÃO PROSPECTIVA DA RMR Metrópole Saudável e de Qualidade Ambiental Equipamentos de transporte urbano utilizando energia limpa, especialmente nos corredores estruturais. Parques metropolitanos implantados, visando aumentar a taxa de área verde por habitante. Veículos não poluentes com utilização incentivada.

26 ETAPA 3 – VISÃO PROSPECTIVA DA RMR Metrópole Agradável Área central do Recife com estímulos para habitação. Áreas ocupadas (formais e informais), que podem ser urbanizadas, dotadas de infra- estrutura. Áreas urbanas hoje deterioradas renovadas. Exemplo: Rua Imperial, Avenida Sul, Cais José Estelita, Vila Naval etc. Áreas urbanizáveis dotadas de infra-estrutura para atrair investimentos, sem ocupação desordenada.

27 ETAPA 3 – VISÃO PROSPECTIVA DA RMR Metrópole Economicamente Sustentável Área de abrangência da PE-15 adensada com atividades de comércio e serviços, por meio de empreendimento associados. Áreas lindeiras requalificadas em torno das estações do Metrô e terminais do SEI. Atividades de comércio e serviços descentralizadas, promovendo ambientes economicamente ativos. Atividades econômicas adensadas em determinados eixos de transporte metropolitanos.

28 ETAPA 3 – VISÃO PROSPECTIVA DA RMR Metrópole Justa Déficit habitacional reduzido, considerando a ocupação de vazios urbanos com infra-estrutura e disponibilidade de transporte público. Pobreza reduzida através da capacidade de mobilidade, redução de tarifas e otimização do transporte público. Rede de transporte público abrangente, regular e com tarifa compatível com seu poder aquisitivo propiciando acesso da população a trabalho, saúde, educação e lazer. Redes de serviços públicos descentralizadas com prioridade para as áreas pobres (saúde, educação e serviços para o cidadão).

29 ETAPA 3 – VISÃO PROSPECTIVA DA RMR Metrópole que Caminha As propostas ligadas ao caminhar estão ligadas a mobilidade, acessibilidade, qualidade dos transportes coletivos, organização dos transportes de carga e estacionamentos. Infra-estrutura de transporte incrementada na área central do Recife. Interface resolvida entre STPP/RMR e o transporte intermunicipal externo à RMR, e entre o STPP e o transporte intramunicipal. Implementação total do SEI

30 ETAPA 3 – VISÃO PROSPECTIVA DA RMR Deslocamento dos pedestres com qualidade, integrado ao sistema de transporte. Distribuição de cargas da RMR reestruturada com relação à integração entre modos de transporte e com ênfase no aeroporto. Espaços urbanos a serviço da coletividade com acessibilidade garantida aos serviços e dinâmica econômica sustentável. Estacionamento para veículos pequenos na área central do Recife e nos entornos de terminais de ônibus e estações de metrô devidamente compatibilizados com o transporte público.

31 ETAPA 4 – DIRETRIZES E OBJETIVOS DA POLÍTICA DE TRANSPORTES

32 ETAPA 5 – DIAGNÓSTICO DO SISTEMA DE TRANSPORTE 1. A EVOLUÇÃO URBANA E DOS TRANSPORTES NA RMR 2. O PLANEJAMENTO URBANO E DOS TRANSPORTES NA RMR (Histórico, Planos e Estudos mais relevantes, Intervenções Viárias ) 3. SITUAÇÃO ATUAL DO SISTEMA DE TRANSPORTE DA RMR (Caracterização da RMR, Distribuição da Forta, Estruturação e Funcionamento do Sistema Viário, Caracterização do STPP e da Circulação) 4. O CONTEXTO INSTITUCIONAL DO SISTEMA DE TRANSPORTE NA RMR 5. SISTEMAS DE INFORMAÇÕES A SEREM CONSIDERADOS NO PDTU-RMR

33 ETAPA 6 – ELABORAÇÃO DE CENÁRIOS FUTUROS C H B Consolidação de Cenários Futuros Estimativa de Variáveis Básicas por Cenário Elaboração de Cenários Futuros Fórum Técnico Formulação do Cenário Base Edição do Relatório: Cenários Futuros

34 ETAPA 6 – ELABORAÇÃO DE CENÁRIOS FUTUROS Formulação Preliminar – CENÁRIOS DE ANÁLISE

35 ETAPA 7 – ELABORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS ALTERNATIVAS C Consolidação das Estratégias Propostas Grupo 4 Grupo 3 Grupo 2 Grupo 1 3º Seminário Elaboração de Estratégias Alternativas Preparação de Material para Discussão Discussão do Material e Metodologia Fórum Técnico e Consultivo Fórum Técnico Elaboração de Proposta Preliminar Edição do Relatório: Alternativa de Estratégia

36 ETAPA 8 – AVALIAÇÃO DAS ESTRATÉGIAS

37 ETAPA 9 – DETALHAMENTO TÁTICO OPERACIONAL

38 O Modelo de Transporte: Conceituação da Multi-Escolha caminho DistribuiçãoMultimodalLogit ORIGEMDESTINO bicicleta ônibus apé ônibus auto Tempo deespera +custo detransbordo Metrô Fluxo no caminho 1 = logit (CustoGen1, CustoGen2, CustoGen3) As opções de viagem ou passos são estimados com base no custo generalizado

39 ETAPAS FINAIS Etapa 10: Elaboração do Plano de Ação Estratégico Etapa 11 : Elaboração de um Sistema de Acompanhamento Etapa 12 : Elaboração do Relatório Final Etapa 13 : Elaboração do Sumário Executivo Etapa 14 : Divulgação

40 O QUE ESPERAMOS Que o PDTU/RMR seja um instrumento : incorporado e monitorado pelos técnicos de transporte e planejamento que expresse a Política, Objetivos e Diretrizes dos Transportes da RMR nos próximos 10 anos que sirva para nortear as decisões dos governantes que atuam no Sistema de Transporte.

41 Muito Obrigada


Carregar ppt "PLANO DIRETOR DE TRANSPORTES URBANOS DA REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE –PDTU /RMR Julho /2007."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google