A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Herbert José de Souza (Betinho) Para nascer um novo Brasil, humano, solidário, democrático, é fundamental que uma nova cultura se estabeleça, que uma nova.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Herbert José de Souza (Betinho) Para nascer um novo Brasil, humano, solidário, democrático, é fundamental que uma nova cultura se estabeleça, que uma nova."— Transcrição da apresentação:

1 Herbert José de Souza (Betinho) Para nascer um novo Brasil, humano, solidário, democrático, é fundamental que uma nova cultura se estabeleça, que uma nova economia se implante e que um novo poder expresse a sociedade democrática e a democracia no Estado.

2 Quem foi Betinho? Herbert José de Souza, mais conhecido como Betinho, nasceu em 1935, em Bocaiúva, Minas Gerais. Foi um sociólogo e ativista dos direitos humanos brasileiros. Seu trabalho mais importante foi o projeto da Ação da Cidadania Contra a Fome, a Miséria e pela Vida. Foi um dos primeiros intelectuais a advogar em favor das organizações não-governamentais, que não dependem do estado nem da iniciativa privada. Foi também um dos fundadores da campanha nacional pela reforma agrária. Mobilizou várias campanhas para arrecadar mantimentos em favor dos pobres e excluídos. Em 1997 ele faleceu, em consequência de hepatite C, contraída em transfusão de sangue. Ao longo de sua vida, ele ganhou vários prêmios, como o Prêmio Global 500, em virtude de sua luta em defesa da reforma agrária e dos indígenas. "Solidariedade, amigos, não se agradece, comemora-se."

3 Em Junho de 1962, ele ajudou a formar um movimento popular chamado de Ação Popular (AP), que foi resultado da atuação dos militantes estudantis da Juventude Universitária Católica (JUC) e de outras agregações da Ação Católica. Criada no Congresso de Salvador, o movimento tinha como objetivo fundar o socialismo no Brasil. Além de Betinho, o movimento foi liderado por José Serra, Jair Ferreira da Silva, Aldo Abrantes, Haroldo Lima, além de lideranças camponesas e operárias. A AP deslocou militantes para as fábricas e para o meio rural e após o golpe militar, teve seus principais quadros jogados na clandestinidade ou exilados. Contribuições populares /// Ação Popular (AP) José Serra, ex-governador de São Paulo, e demais membros da JUC na fundação da AP

4 As transformações e o fim da AP Em 1966, foi a AP foi acusada de um atentado à um Aeroporto em Pernambuco que resultou na morte de duas pessoas além de quinze feridos. Em 1968, surge a AP Socialista, que firmou-se junto com a Organização Revolucionária Marxista Política Operária (POLOP) e o Movimento Revolucionário Oito de Outubro (MR8). Com a agremiação de diretrizes marxistas, finalmente se tornou um partido, em 1971, chamado de Ação Popular Marxista-Leninista (APML). Mesmo com discordâncias com o PCdoB (Partido Comunista do Brasil), a AP adotou suas doutrinas e aceitou-o como o único partido revolucionário, e logo após uma forte repressão, foi desarticulada, com a prisão de militantes em vários estados do país. Parte de depoimento de militante da Ação Popular

5 O exílio, a volta ao Brasil e o IBASE A partir de 1971, Betinho passou a morar em vários países, devido ao Golpe Militar. Morou no Chile, Canadá e México. Em sua trajetória, deu aulas em faculdades e universidades, organizou um centro de estudos sobre o Brasil (chamada posteriormente de LARU - Unidade Pesquisas Latino- Americanas) e fez seu doutorado. Em 1979, com a abertura democrática do governo do general João Batista Figueiredo, retorna ao Brasil e se torna um dos símbolos de resistência política da época. Dois anos depois, em 1981, Betinho criou o IBASE (Instituto Brasileiro de Análises Socioeconômicas), cuja intenção era encontrar soluções estruturais para o problema da pobreza e democratizar a informação para as bases. Logo do IBASE, que completou três décadas de fundação em 2011 Theotonio dos Santos, Vânia Bambirra e Betinho, na volta ao Brasil do exílio no México, em 1979.

6 O pioneirismo na internet e prêmios do IBASE Com a participação de várias campanhas, Betinho consolidou cada vez mais o IBASE e a fez crescer exponencialmente. O IBASE teve uma ligação com o desenvolvimento da internet no país, a partir de 1980, com a vinda de um microcomputador vindo do Canadá. Quatro anos depois, o Instituto já participava da implantação de uma rede mundial de correio eletrônico de entidades civis (iniciativa Interdoc, que envolvia vários continentes). Ganhou vários prêmios como o prêmio Governo do Estado RJ, o título de Cidadão Benemérito, a Medalha Araribóia, a Ordem Mérito de Trabalho, entre vários outros. AlterNex, o primeiro serviço brasileiro de Internet não acadêmica e não-governamental aberto ao público. O provedor pertenceu ao IBASE por vários anos para teste e no final da década de 90 foi vendido para uma empresa privada

7 HIV e Movimentos de Mobilização Social de Betinho Em 1985, Betinho contraiu o vírus HIV, em uma das transfusões de sangue a que era obrigado a se submeter periodicamente devido à hemofilia. Um ano depois, fundou a ABIA (Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS). A ABIA procurou mobilizar a sociedade para enfrentar a epidemia de HIV/AIDS no Brasil para a luta por acesso a tratamento e assistência e na defesa dos direitos humanos das pessoas que vivem com HIV e AIDS. Por 11 anos, Betinho dirigiu a ONG. Nas décadas de 80 e 90, Betinho teve um importante papel em várias mobilizações sociais, entre elas: Campanha Nacional pela Reforma Agrária (1983, como Articulador); Movimento Terra e Democracia (1980, como Organizador); Movimento Pela Ética na Política (1992, como Líder). Essa última, levou ao impeachment (cassação do mandato pelo Congresso Nacional) do então presidente Fernando Collor de Mello, resultando no fim de seu mandato, em 30 de dezembro de Imagem do Movimento pela Ética na Política, liderado por Betinho em 1992 Foto do seminário feito pela ABIA, em agosto de 2012, comemorando os 25 anos da ONG e 15 anos da morte do Betinho

8 A Ação da Cidadania contra a Fome, a Miséria e pela Vida Fundada em 1993 por Betinho, a ONG visava a mobilização de todos os segmentos da sociedade brasileira na busca de soluções para as questões da fome e da miséria e trabalha para estimular a participação cidadã na construção e melhoria das políticas públicas sociais, sem nenhuma intervenção do Governo. Também conhecida como Campanha Contra a Fome, logo ganhou proporções e ampliou suas atividades, promovendo ações concretas de combate à miséria. No início do Movimento, cerca de 75 comitês já participavam. Três anos depois, já contava com 225 e em 2006, o número já era de 756. Além destes, comitês também foram criados no exterior, em países como Itália, EUA, França, Chile, Japão, Inglaterra e vários outros. Além de gerar empregos, ajudam na arrecadação de dinheiro e de alimentos. Betinho na fundação da campanha, em 1993, em Brasília Foto do movimento Natal Sem Fome dos Sonhos, criada em 2006, que, além de arrecadar alimentos, passou a arrecadar livros e brinquedos

9 As fases e os resultados da campanha A ONG teve três fases ao longo de sua existência – que perdura até hoje. A primeira, logo depois de sua criação, focava-se na arrecadação de alimentos e logo, no combate à fome, com todas as campanhas sendo mobilizadas. Já a segunda fase, voltou-se para a geração de empregos, que teve várias realizações, entre elas destaca-se as oficinas profissionalizantes. A terceira, por sua vez, foi denominada de Democracia da Terra, que procura discutir e encontrar meios para diminuir o número de indigentes na área rural e dos trabalhadores sem terra no País. Entre 1993 e 2005 foram arrecadadas toneladas de alimentos em todo o Brasil, beneficiando famílias. Já entre 2006 e 2010, foram distribuídos brinquedos e livros em todo o país. "No Brasil, cidadania é, fundamentalmente, a luta contra a exclusão social, contra a miséria, e a mobilização concreta pela mudança do cotidiano e das estruturas que beneficiam uns e ignoram milhões de outros. É querer mudar a realidade a partir da ação com os outros, da elaboração de propostas, da crítica, da solidariedade e da indignação com o que ocorre entre nós."

10 A Ação da Cidadania nos dias de hoje Atualmente, a ação está presente em 22 estados do País. No Nordeste, apenas a Paraíba não é parte do movimento. Cada estado atua com independência, operando de acordo com as necessidades de sua região. Segundo pesquisa feita pela ONU, entre 2010/2012, o número de pessoas que vivem em miséria no Brasil foi reduzido para 13 milhões. Cumprindo o primeiro dos Objetivos do Milênio, o país também conseguiu reduzir a proporção de subnutridos de 14,9% (1990/92) para 6,9% (2010/12). Mesmo com grandes avanços, milhões de pessoas ainda passam fome no Brasil todos os dias. Motivados pela crença na incompatibilidade existente entre democracia e miséria, a luta da Ação da Cidadania é extremamente necessária até hoje. Entrega de brinquedos arrecadados na campanha Natal Sem Fome dos Sonhos 2009, no Rio de Janeiro

11 Grupo: Pedro Henrique Costa Maia Bárbara Araújo Daniel Ferreira Costa Mateus Ferreira Machado Henryque Barros Ana Vitória Guerra Professor: Ribamar Disciplina: Sociologia Série: 2° Ano Turma: B CIC-DAMAS


Carregar ppt "Herbert José de Souza (Betinho) Para nascer um novo Brasil, humano, solidário, democrático, é fundamental que uma nova cultura se estabeleça, que uma nova."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google