A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

As Qualidades das Cores por Luís Aguilar (texto) e Vitália de Aguilar (formatação)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "As Qualidades das Cores por Luís Aguilar (texto) e Vitália de Aguilar (formatação)"— Transcrição da apresentação:

1

2 As Qualidades das Cores por Luís Aguilar (texto) e Vitália de Aguilar (formatação)

3 Texto redigido em conformidade com o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa As cores inspiram sensações diversas, e representam símbolos, aos quais estão associadas qualidades que, neste diaporama, vamos enumerar.

4 Texto redigido em conformidade com o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa O simbolismo evocado pelas cores varia de país para país: as noivas vestem-se de branco na maioria dos países, mas na Noruega é tradicionalmente utilizado o verde e na Índia o vermelho. Nos países ocidentais, o preto é a cor escolhida para simbolizar o luto, enquanto nos países orientais, o luto é representado pelo branco. As qualidades atribuídas às cores variam de região para região do globo.

5 VERDE O verde recorda-nos tudo o que está ligado à natureza.

6 Ao verde associam-se vários atributos: juventude, frescura, esperança, riqueza, boa sorte e permissão. Não é por acaso que, nos semáforos, o verde indica que podemos avançar.

7 Eis algumas frases correntes que utilizam o verde: Os idosos estão sempre a recordar os verdes anos. Esses morangos ainda estão verdes, ninguém é capaz de comê-los. A construção do novo aeroporto pode avançar: já tem luz verde do governo.

8 AZUL O azul lembra-nos o mar e o céu.

9 O azul está associado a valores conservadores: a lealdade, a harmonia, a estabilidade, a confiança e a austeridade. Está também associado à frieza, à depressão e à monotonia. Não nos esqueçamos, porém, que o azul é a cor da liberdade.

10 Eis algumas frases que mostram alguns simbolismos atribuídos ao azul: Os capacetes azuis entraram em Timor Leste para assegurar a paz. Ele descende do Marquês de Pombal: tem sangue azul. Vamos à praia do Barril em Tavira: é uma praia de bandeira azul.

11 AMARELO O amarelo evoca o sol que, na imagem, vemos escondido atrás de um girassol.

12 O amarelo evoca valores positivos que vão da riqueza (o ouro e o dinheiro) ao idealismo e valores negativos, como a fraqueza, a debilidade e a paralisação. Quando o amarelo aparece aceso num semáforo, estão a indica-nos o dever de prudência. Ironicamente, são muitos os condutores que, ao verem o amarelo, aceleram, quando, como se recomenda, deviam parar.

13 Eis algumas frases populares em que o amarelo é protagonista: O governo e os patrões negociaram com os sindicatos amarelos. Que seria do mau gosto se não fosse o amarelo? - diz um ditado popular português, indicando um dos seus defeitos. Depois da piada que contei, ficaram todos de sorriso amarelo.

14 VERMELHO ou ENCARNADO Vermelho e encarnado são predicados sinónimos: Assim, todos os objetos vermelhos são encarnados.

15 O vermelho está-nos nas veias e evoca a energia, a paixão, a liderança, a revolução, mas também o perigo e a proibição. Não é por acaso que, no semáforo, o vermelho indica-nos que não devemos avançar. Na bandeira portuguesa, o encarnado figura como uma das cores fundamentais por ser a cor que representa o combate quente e viril. É a cor da conquista e do riso. Uma cor cantante, ardente, alegre (...). Lembra o sangue e incita à vitória.

16 Eis algumas frases correntes que referem o vermelho: O país está de alerta vermelho: prevêem-se temporais. Os vermelhos perderam as eleições: o Partido Comunista tem agora menos cinquenta deputados. O Ministério das Finanças tem um telefone vermelho para o primeiro-ministro. O saldo da sua conta bancária encontra-se no vermelho.

17 COR-DE-ROSA ou ROSA O cor-de-rosa é a cor culturalmente feminina.

18 O cor-de-rosa é a cor da beleza, da saúde, do carinho, da ternura, da compaixão, da delicadeza, da maternidade e do romantismo. Mas é também a cor da fragilidade, da fraqueza, da ilusão e da pirosice. Em termos históricos e políticos o mapa cor-de-rosa trouxe a Portugal grandes problemas com os ingleses, por causa da divisão europeia de África. Para descontrair nada como a alegre e célebre pantera cor-de-rosa.

19 Eis algumas frases correntes que utilizam o cor-de-rosa: Diz-se de quem tem uma vida de sonho que leva uma vida cor-de-rosa (la vie en rose, dizem também os franceses). O mapa cor-de-rosa foi o pomo da discórdia entre portugueses e ingleses no século XIX.

20 COR DE LARANJA LARANJA ou ALARANJADO

21 Associados ao cor de laranja estão a energia, a criatividade, o entusiasmo, o ludismo, a alegria e a sedução. O cor de laranja é, igualmente, a cor associada à libertação das emoções.

22 O cor de laranja é a cor da insanidade. Vincent Van Gogh

23 CASTANHO ou MARROM

24 O castanho, para os portugueses, ou o marron, para os brasileiros, é uma cor que nos evoca a Terra. Dizem os entendidos que o castanho significa maturidade, consciência e responsabilidade. É uma cor associada ao conforto, à estabilidade, à resistência e à simplicidade. É conhecido o mito da moça portuguesa de olhos castanho: teus olhos castanhos de encantos tamanhos são raios de luz. Olhos azuis são ciúme e nada valem para mim, olhos negros são queixume de uma tristeza sem fim, olhos verdes são traição, são cruéis como punhais. Olhos bons com coração, os teus castanhos leais.

25 CINZENTO ou CINZA

26 O cinzento é uma cor que nos evoca a sobriedade, a organização, a elegância, a perspicácia, a humildade, o respeito e a reverência. Mas, como não há bela sem senão, o cinza, como preferem dizer os brasileiros, representa também a apatia, a tristeza e a melancolia que a acompanha, a ambiguidade e a confusão. Não é por acaso que de uma pessoa apática se diz que é cinzentona.

27 VIOLETA, LILÁS, ROXO, FÚCSIA, LAVANDA E PÚRPURA

28 O Violeta, o fúcsia, o lilás, o púrpura, o lavanda e o roxo - cores difíceis de distinguir - estão associados à transgressão e à dor (que o diga aquele que tem um olho roxo). Mas todas estas cores estão também ligadas à espiritualidade, à sabedoria, à dignidade e à independência.

29 PRETO O preto é uma cor clássica e neutra.

30 À cor preta se ligam, geralmente, sensações negativas e simbologias obscuras, das quais se destacam a morte, o luto, o medo e o azar. Mas, não devemos esquecer que o preto evoca o mistério, a modernidade, a sofisticação e a sensualidade.

31 Eis algumas frases correntes que utilizam o preto: A empresa está na lista negra. Há produtos que só se encontram no mercado negro. O ouro negro encontra-se acima dos cem dólares por barril. Ele frequenta sessões de magia negra. Ele é a ovelha negra da família.

32 BRANCO O branco evoca o frio, de que a neve é um bom exemplo.

33 Do branco se diz que é uma cor fria, ligada à esterilidade, à virgindade, ao isolamento e à rendição. Mas, ao branco associamos também a pureza, a inocência, a reverência, a paz, a simplicidade, a verdade e a bondade.

34 Eis algumas frases correntes que utilizam o branco: Passei um cheque em branco. Dei carta branca ao meu colega para que fizesse avançar o nosso projeto. O Nobel da literatura fazia versos brancos, versos sem rima. Votei em branco. Fiquei branco de medo. Eles construíram um verdadeiro elefante branco.

35 O arco-íris une o céu e a terra e é símbolo do internacionalismo e da unidade entre os povos. O arco-íris

36 O nome das cores em Português, como em Francês, é sempre escrito no masculino: o azul, o verde, o amarelo, o vermelho ou o encarnado, o cor-de-rosa ou o rosa, o laranja, o alaranjado ou o cor de laranja, o cinza ou o cinzento, o preto, o branco, o violeta ou o roxo, etc.

37 Alguns adjetivos relativos a cores fazem concordância no feminino e no plural: amarelo, vermelho, preto, branco, cinzento… o lápis amarelo - a tinta amarela / os lápis amarelos - as tintas amarelas o lápis vermelho - a tinta vermelha / os lápis vermelhos - as tintas vermelhas o pincel preto - a pasta preta / os pincéis pretos - as pastas pretas o pano branco - a tela branca / os panos brancos - as telas brancas o estojo cinzento - a caixa cinzenta / os estojos cinzentos - as caixas cinzentas Não fazem concordância no feminino os adjetivos relativos às cores azul, verde, cor-de-rosa, cor-de-laranja, lilás… o mar azul - a lagoa azul o campo verde – a folha verde o palácio cor-de-rosa - a pantera cor-de-rosa o cavalete cor de laranja – a tesoura cor de laranja Os adjetivos azul e verde, não fazem concordância no feminino, mas fazem no plural: a mala azul - as malas azuis a cadeira verde – as cadeiras verdes

38 E, por fim, perguntar-se-á por que se grafa cor-de-rosa com hífen e cor de laranja sem hífen, segundo a nova ortografia da língua portuguesa. A explicação é simples: uma rosa pode ter várias cores enquanto a laranja possui apenas uma, a sua. Quando falamos do cor-de-rosa estamos a referir-nos a uma rosa com uma cor específica e não à rosa azul ou vermelha. Impõe-se, por isso, o hífen. Mas, a nova ortografia da língua portuguesa estabelece que cor de rosa se pode escrever igualmente sem hífen (!). Mais um caso de dupla grafia.

39 Texto: Luís Aguilar Figuras: Penny Black Imagens: Recolhidas na Internet Formatação: Vitália de Aguilar Contacto: Edição: Página Principal: © Todos os Direitos Reservados


Carregar ppt "As Qualidades das Cores por Luís Aguilar (texto) e Vitália de Aguilar (formatação)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google