A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BANCO DE DADOS - CONCEITOS COMO SURGIU O SGBD QUAIS OS COMPONENTES DO SGBD QUAIS OS PROFISSIONASI QUE TRABALHAM COM SGBD DICIONARIOS DE DADOS ASSUNTOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BANCO DE DADOS - CONCEITOS COMO SURGIU O SGBD QUAIS OS COMPONENTES DO SGBD QUAIS OS PROFISSIONASI QUE TRABALHAM COM SGBD DICIONARIOS DE DADOS ASSUNTOS."— Transcrição da apresentação:

1 BANCO DE DADOS - CONCEITOS COMO SURGIU O SGBD QUAIS OS COMPONENTES DO SGBD QUAIS OS PROFISSIONASI QUE TRABALHAM COM SGBD DICIONARIOS DE DADOS ASSUNTOS TRATADOS

2 BANCO DE DADOS - CONCEITOS NECESSIDADES DO NEGÓCIO DADOS PROPRIETÁRIOS SISTEMA DE INFORMAÇÕES

3 BANCO DE DADOS - CONCEITOS REPETIÇÃO DE ITENS DE DADOS - REDUNDANCIAS NÃO CONTROLADAS - INCONSISTÊNCIAS DAS INFORMAÇÕES - ACESSO DIFICULTADO

4 BANCO DE DADOS - CONCEITOS S SISTEMA INTEGRADOR DE ARQUIVOS DADOS INTEGRADOS

5 BANCO DE DADOS CONCEITOS S BANCO DE DADOS DADOS INTEGRADOS INTEGRAÇÃO ACESSO CONTROLADO AOS DADOS CONTROLE DE REDUNDANCIAS CONTROLE DE CONSISTENCIAS SEGURNAÇA LOGICA E FISICA

6 BANCO DE DADOS - CONCEITOS DEFINIÇÃO: CONJUNTO DE ARQUIVOS (DADOS) RELACIONADOS POR UM MODELO CONCEITUAL VANTAGENS: - CONTROLE DO USO DAS INFORMAÇÕES -REDUZ O TEMPO DE DESENVOLVIMENTO -IMPOEM PADRÕES -GERA ECONOMIA DE ESCALA -FLEXIBILIDADE DE USO

7 SISTEMA GERENCIADOR DE BANCO DE DADOS (SGBD): É UM SOFTWARE CONSTRUIDO PARA ARMAZENAR BANCOS DE DADOS. CONSTITUIDO POR: REPOSITÓRIO DE DADOS BANCO DE DADOS - CONCEITOS ARMAZENAMENTO DE DADOS - GARANTIR O ACESSO AS PESSOAS AUTORIZADAS -TRATAMENTO DAS INCONSISTENCIAS -INTEGRIDADE DAS INFORMAÇÕES -FACILIDADE DE USO --SEGURANÇA FISICA E LOGICA DOS DADOS

8 ORGANIZAÇÃO DOS DADOS BANCO DE DADOS - CONCEITOS ARMAZENAMENTO DE DADOS ESPECIAIS - MULTIMIDEA, GEODÉSIA,.... TRADICIONAIS. - REDES - HIERARQUICOS - RELACIONAL - RELACIONAL NÃO NORMALIZADO - OBJETOS

9 INTERFACES DE ACESSO BANCO DE DADOS - CONCEITOS ARMAZENAMENTO DE DADOS USUÁRIOS APLICAÇÕES

10 LDD – Linguagem de Descrição de Dados LMD – Linguagem de Manipu- lação de Dados. LMV – Linguagem de Manipu- lação de Views BANCO DE DADOS - CONCEITOS ARMAZENAMENTO DE DADOS

11 ABD – ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS. RESPONSÁVEL PELO DESEMPENHO DO BANCO DE DADOS. SEGURANÇA – DESEMPENHO ARMAZENAMENTO BANCO DE DADOS - CONCEITOS ARMAZENAMENTO DE DADOS

12 ABD – ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS. BANCO DE DADOS - CONCEITOS UTILITÁRIOS: ROTINAS DE CARGA – CRIAR A VERSÃO INICIAL DO BANCO DE DADOS A PARTIR DE ARQUIVOS ROTINAS DE DESCARGA – DESCARREGA O BANCO DE DADOS PARA FAZER BACK-UP REORGANIZAÇÃO – ARRUMA AS ESTRUTURAS INTERNAS DE ARMAZENAMENTO (NORMALMENTE POR MOTIVOS DE DESEMPENHO) ESTATÍSTICAS – VERIFICAR DESEMPENHO, TAMANHO DE ARQUIVOS, CONTAGEM DE ENTRADA /SAIDA, ACESSOS.... ROTINAS DE INICIALIZAÇÃO - COLOCAR O GERENCIADOR ATIVO PARA SER UTILIZADO OUTROS...

13 BANCO DE DADOS - CONCEITOS ARMAZENAM ENTO DE DADOS DICIONÁRIO DE DADOS DEFINE-SE OS DADOS MODELO CONCEITUAL DE DADOS

14 BANCO DE DADOS - CONCEITOS DICIONÁRIO DE DADOS META DADOS : INFORMAÇÃO SOBRE OS DADOS EXEMPLO: CONSIDERE A A DEFINIÇÃO DE ENDEREÇO: NOME: ENDEREÇO DESCRIÇÃO: DOMICILIO INFORMADO PELO USÁRIO TIPO: ALFANUMERICO PREENCHIMENTO: OBRIGATÓRIO QUEM DEFINIU: Analista Antonio da Silva TEMPO DE VIDA: 3 anos após a inclusão.....

15 BANCO DE DADOS - CONCEITOS DICIONÁRIO DE DADOS PASSIVO : FEITO MANUALMENTE SEM INTERAGIR COM O AMBIENTE DE PROCESSAMENTO ATIVO: AS DEFINIÇÕES DO DICIONÁRIO SÃO USADAS AUTOMATICAMENTE PARA PROGRAMAS NA HORA DA TRADUÇÃO (UMA VEZ) DINAMICO: AS DEFINIÇOES ESTÃO ON LINE E SÃO USADAS DURANTE A EXECUÇÃO DOS APLICATIVOS. (EXEMPLO OS DICIONÁRIOS DOS MODERNOS SISTEMAS GERENCIADORES DE BDADOS)

16 BANCO DE DADOS - CONCEITOS DICIONÁRIO DE DADOS VERIFICA A QUALIDADE DA INFORMAÇÃO VALIDA O MODELO DE DADOS DEFINE A FORMA DE ARMAZENAMENTO DEFINE A GESTÃO DE DADOS (TEMPO DE VIDA, FORMAS DE ELIMINAÇÃO,...

17 Principais características de um SGBD Controle de Redundância Redundância é armazenar o mesmo dado várias vezes para atender diversas aplicações. Para manter a consistência do banco de dados, deve-se armazenar o dado uma única vez e em apenas um lugar no banco de dados. Isto permite manter a consistência, economizar espaço de armazenamento. Em alguns caso, a redundância é necessária, porém ela deve ser controlada pelo sistema de gerenciamento de banco de dados. (Elmasri & Navathe, 1994) É um conceito representado pelo controle centralizado dos dados compartilhados por diversas aplicações, reduzindo a repetição de dados a um mínimo justificável e aceita apenas por questão de desempenho. (Cerícola, 1991) Problemas da redundância de dados: duplicação de esforço para manter os dados atualizados; desperdício de espaço de armazenamento; possibilidade de inconsistência dos dados.

18 Principais características de um SGBD Compartilhamento de Dados Permitir a usuário diferentes a utilização simultânea de um mesmo dado. Exemplos: As informações sobre clientes podem ser acessadas pelo sistema de vendas, de contas a receber e faturamento simultaneamente. A mesma base de dados sobre empregados pode ser usada simultaneamente pelo sistema de recursos humanos e pelo sistema de vendas. No primeiro caso os dados serão utilizados no processo de pagamento e no segundo no processo de alocação dos vendedores às áreas de atendimento a cliente.

19 Principais características de um SGBD Restrições de Acesso Um SGBD deve prover controles de segurança e autorização, que são utilizados para criar contas e seus respectivos direitos de acesso quando múltiplos usuários compartilham um banco de dados. (Navathe,1994) Os controles de segurança abrangem conceitos tais como: procedimentos de validação e controle, garantia de integridade e controle de acesso, que visam resguardar o banco de dados de uma possível perda ou destruição de dados seja por falha de programa ou por falha de equipamento (Cerícola, 1991) Exemplos: O sistema de pagamento poderá atualizar o cargo ocupado pelo empregado enquanto o sistema de vendas poderá apensa consultar qual o cargo de um determinado empregado. O sistema de controle de material poderá incluir um novo material no cadastro existente enquanto a área de compras consultará as informações sobre os materiais necessários para o processo de produção.

20 Principais características de um SGBD Restrições de Acesso (cont) Segurança e autorização senhas para usuários e para grupos de usuários; restrição de acesso a parte do banco de dados; proibição de executar certas operações; acesso restrito apenas a transações enlatadas; proibição de uso de software privilegiado, como o software de criação de contas.

21 Principais características de um SGBD Mecanismos de Backup e Recuperação Um SGBD deve prover facilidades para recuperação de falhas do hardware ou software. Estes mecanismos evitam que cada aplicação tenha que projetar e desenvolver seus próprios controles contra a perda de dados. Exemplo: Se o sistema falha no meio de um programa de alteração complexo, o mecanismo de recuperação é responsável por assegurar que o banco de dados será restaurado para o estágio que ele se encontrava antes do início da execução do programa.

22 Principais características de um SGBD Múltiplas Interfaces Linguagens de consulta para usuários casuais; Linguagens de programação para programadores de aplicações; Interfaces gráficas com formulários (telas) e menus para usuários paramétricos; Interfaces para administração do banco de dados; Linguagem natural.

23 Benefícios adicionais dos bancos de dados Potencial para o estabelecimento e o cumprimento de padrões Flexibilidade de mudanças Redução no tempo de desenvolvimento de novas aplicações Disponibilidade de informação atualizada Economia de escala

24 Bancos de dados NÃO são sempre a solução!!! Sobrecustos Alto investimento inicial Custo da generalidade do SGBD Overhead de processamento Quando NÃO usar bancos de dados Volume de dados pequeno, aplicações simples, bem definidas. Mudanças não são esperadas. Requisitos estritos de tempo real. Acessos múltiplos e concorrentes não são necessários.

25 QUANDO NÃO USAR BANCO DE DADOS. – INVESTIMENTOS INICIAIS ELEVADOS – NÃO HÁ NECESSIDADE DE ACESSOS MULTIPLOS. – GASTOS ADICIONAIS NA RECUPERAÇÃO, SSEGURANÇA... – NÃO HÁ NECESSIDADE DA INFORMAÇÃO EM TEMPO REAL.

26 PARA TERMINAR: LEIA O TEXTO SOBRE ESTE ASSUNTO FAÇA OS EXERCICIOS E ESTUDO DE CASOS


Carregar ppt "BANCO DE DADOS - CONCEITOS COMO SURGIU O SGBD QUAIS OS COMPONENTES DO SGBD QUAIS OS PROFISSIONASI QUE TRABALHAM COM SGBD DICIONARIOS DE DADOS ASSUNTOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google