A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Felipe Jens Odebrecht Investimentos em Infraestrutura 29 de novembro de 2009 Inovações nas infraestruturas de transporte.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Felipe Jens Odebrecht Investimentos em Infraestrutura 29 de novembro de 2009 Inovações nas infraestruturas de transporte."— Transcrição da apresentação:

1 Felipe Jens Odebrecht Investimentos em Infraestrutura 29 de novembro de 2009 Inovações nas infraestruturas de transporte

2 Organização ODEBRECHT Desafios para o Crescimento Sustentável da América Latina Os desafios podem ser grandes oportunidades: O que precisa ser feito? 2 Agenda

3 3 ODEBRECHT: foco em infraestrutura e crescimento sustentável % Capital Total 100% Desenvovimento Imobiliário Engenharia e Construção Petróleo e Gás Engenharia Ambiental Investimentos em Infraestrutra 100% 39% 67% 73.47% 100% HOLDING COMPANY Química e Petroquímica Açúcar e Álcool Infraestrutura Urbana Plástico Verde Energía Água e meio Ambiente Energía Infraestrutura

4 4 ODEBRECHT: 30 anos de presença internacional Organização Odebrecht Receita Bruta ( US$ MM) CAGR 24% EBITDA ( US$ MM) CAGR 18% Mais de 85 mil integrantes (24 nacionalidades diferentes) Mais de 85 mil integrantes (24 nacionalidades diferentes) 4 Presente em 4 continentes e 17 países. Presente em 4 continentes e 17 países.

5 Organização ODEBRECHT Desafios para o Crescimento Sustentável da América Latina Os desafios podem ser grandes oportunidades: O que precisa ser feito? 5 Agenda

6 6 Desafios para o Crescimento Sustentável na América Latina Investimento em Capital Humano Investimento em capital físico (Infraestrutura) Crescimento Sustentável Crescimento Sustentável Água Saneamento Mobilidade Urbana Energia Logística Infraestrutura Produtiva Infraestrutura Social AB DemandasAmbientais 6

7 7 Capital Humano: desenvolvimento de longo prazo, demanda imediata CAGR 29% Número de efetivos da Odebrecht Odebrecht investe mais de US$20 milhões por ano na formação dos seus membros Alguns exemplos de programas de formação profissional Programa de educação desenvolvido em Porto Velho, Brasil Obra CH Santo Antônio integrantes formados, 14% mulheres 84% dos integrantes da obra são formados pelo programa

8 8 O investimento em infraestrutura prepara o país para a competitividade e crescimento sustentável Redução dos custos logísticos: O Transporte, no mundo globalizado, é um dos principais inibidores para o comércio. A falta de investimento em infraestrutura, durante os anos noventa, reduziu o crescimento no longo prazo entre 1% e 3%, dependendo do país. Custos Logísticos PIB x investimento em infraestrutura Mudanças Climaticas Segundo o Banco Mundial, para combater os efeitos das mudanças climáticas é necessário investir entre US$ 150 e US$ 200 bilhões por ano, cifra que aumentará em média de US$ 400 bilhões por ano após Fonte: (respectivamente) Relatório de Economia e Desenvolvimento – CAF, Banco Mundial

9 9 Os Tigres Asiáticos investiram muito mais em infraestrutura que a AL, alcançando níveis de crescimento e desenvolvimento superiores Nota: O Índice de infraestrutura inclui: estradas pavimentadas, capacidade de geração de eletricidade e linhas telefônicas por trabalhador; base 1 = Tigres Asiáticos em 1980; Fonte: Calderón e Servén (2004); Banco Mundial. Segundo o Banco Mundial, os países em desenvolvimento deveriam investir de 7% a 9% do PIB em infraestrutura nos próximos anos 1% de aumento no estoque de infraestrutura reduz 0,52% da pobreza. Segundo o Banco Mundial, os países em desenvolvimento deveriam investir de 7% a 9% do PIB em infraestrutura nos próximos anos 1% de aumento no estoque de infraestrutura reduz 0,52% da pobreza. 6,1% * 0,7% * * Crescimento do PIB per capita ano ( ) 1,3 1,0 3,8 6,2 América LatinaTigres asiáticos Índice de infraestructura: AL vs. Tigres Asiáticos

10 10 Índice de competitividade em infraestrutura¹ Fonte: World Economic Forum 2009/10; ¹ Indice composto pelos setores de Transporte, Eletricidade, Telecomunicações; ² Média dos indices de competitividade em Rodovias, Ferrovias, Portos e Aeroportos; ³ Média dos países da AL, menos Belize, Cuba, e Haiti que não foram incluidos no relatório do WEF. Posição no ranking Posição no ranking Índice de competitividade em infraestrutura² de transporte Países desenvolvidos Países em desenvolvimento Os países de maior competitividade contam com menor custo de infraestrutura

11 11 Na América Latina, há grandes oportunidades para reduzir o sobrecusto logístico via melhora da infraestrutura Estradas em 2008 (Km/mil habitantes) Fonte: World Bank; CIA World Factbook ; World Economic Forum Custo logístico em 2008 (% PIB) … com grande potencial de crescimento considerando seus altos custos logísticos

12 12 Alguns países da América Latina já planejaram programas estruturados de longo prazo PAC – Programa de Aceleração do Crescimento Contratos da CNO com o PAC Com o objetivo de estimular a economia brasileira, o governo financia o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) que promove investimentos em infraestrutura, desenvolvimento urbano e energia. US$ 323 bilhões de investimentos em 5 anos (significa 7% do PIB a ano)

13 13 ODEBRECHT : aproveitando as oportunidades ODEBRECHT ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO Backlog US$ MM CAGR 42% Concessões/ PPPs Energia Rodoviário Porto Infra urbana 337 Irrigação

14 Organização ODEBRECHT Desafios para o Crescimento Sustentável da América Latina Os desafios podem ser grandes oportunidades: O que precisa ser feito? 14 Agenda

15 15 Projetos de infraestrutura podem ser feitos de três maneiras, de acordo com o risco e sustentabilidade financeira Modelos de investimento em infraestrutura Riscos de mercado Sustentabilidade Financeira do Investimento Concessões Contratação de obra Pública Parceria Pública Privada Investimentos em infraestrutura exigem valores significativos que não podem ser fornecidos exclusivamente pelo Governo (no caso das Obras Públicas) Assim, o papel das empresas privadas é essencial porque: Não contribui para aumentar o nível da dívida pública Implementa gestão mais eficiente

16 16 Como acelerar o processo de implementação do investimento privado em infraestrutura? O ambiente de negócios de um país deve ser forte o suficiente e atrativo para que os investimentos de longo prazo em infraestrutura possam ocorrer: A nivel Macro: Leis, Marco Regulatório, Carga Tributária, taxas de juros, gastos governamentais, como por exemplo: −Estabelecer marco regulatório para a implantação de Concessões e PPP −Modelos de investimentos claros e sólidos no longo prazo −Eficácia jurídica e judiciária −Condições locais que permitam a obtenção de financiamentos nos projetos (Project Finance) A nivel Micro: Facilidade administrativa (burocracia), Obtenção de licensas, Direito do trabalho, Eficiência de Processos Judiciais, Engenharia Financeira (modelagem de negócios por trás de cada projeto para garantir a rentabilidade). O Governo deve perceber que a iniciativa privada é um meio para solucionar e agilizar os investimentos em projetos de infraestrutura, assumindo o papel de gestor e fiscalizador da administração dos ativos de interesse comum da sociedade.

17 17 O financiamento das PPPs e Concessões devem ser sob a modalidade de Project Finance Mito: Não é verdade que o Project Finance é utilizado para demonstrar a inexistência da dívida no balanço das empresas Principais benefícios: Analisar e mitigar os riscos do projeto em detalhes, que se traduz em uma melhor segurança para todos os participantes. As principais garantias são as receitas futuras do projeto, que amplia a capacidade de financiamento, desde que não comprometa diretamente o limite de crédito. Reduzir a não-conformidade com os bancos. Desafíos: Estruturação do pacote de garantias para fornecer a segurança adequada para os financiadores. Obtendo as garantias necessárias para projetos em um mercado onde as seguradoras perderam a liquidez e aumentaram seus custos Os requisitos ambientais cada vez mais rígidos.

18 Caso Ghweifat Highway PPP (em licitação): PPP e que visa construir a estrada (235 km) que liga Abu Dhabi com a Arábia Saudita Investimento total da US$ 4 MM Investidores (%) Governo de Abu Dhabi 51% Grupos Privados (incluye Odebrecht) 49% 18 Exemplo: caso dos Emirados Árabes Unidos O interesse público é garantido A estrutura financeira criada permite o financiamento de grandes projetos sem comprometer a capacidade financeira privada Os fundos de investimento vinculados ao Governo comprometem-se com mais de 50% do patrimônio em projetos de infraestrutura Fundos do Governo obtem altas taxas de retorno Diminuição do esforço financeiro das empresas privadas Profissionalização da gestão das SPEs Benefícios para o Governo Aumento do investimento em infraestrutura Governo obtém o mesmo retorno do privado Menos investimento privado por obra Aumento do número de obras CEO de Mercado Governo no Conselho de Administração

19 19 Outro exemplo de sucesso é o modelo do setor elétrico no Brasil Controlado pelo Governo Brasileiro (54% das ações ordinárias) Empresa de capital aberto, com 12 filiais, uma empresa de participação (ELETROPAR) e um centro de pesquisas (Cepel) Capacidade instalada de 39 GW (37% da Capacidade Brasileira, 2009) e 59 mil quilômetros de linhas de transmissão (62% das Linhas Brasileiras, 2009). Medidas do governo brasileiro para desenvolver o sector da eletricidade: Eletrobrás participa através de suas subsidiárias de projetos conjuntos com o setor privado com interesses minoritários (em média 43%). Com isso: —O benefício de projetos a partir da vasta experiência de suas subsidiárias (por exemplo, Furnas, Eletronorte), incluindo inventários e estudos de leilões —Acesso a uma empresa com grande capacidade de investimento por causa de seu baixo nível de endividamento —Relação institucional, com fácil acesso aos principais players da indústria Criar um marco regulatório transparente, com leilões de concessões de energia para a participação privada em novos projetos, amplamente aceito pelas agências de financiamento (público e privado) O apoio financeiro através do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que forneceu mais de US$ 9,7 bilhões dólares entre 2006 e 2008 Atualmente, a Eletrobrás, por meio de suas subsidiárias, está envolvida em 20 projetos com empresas privadas, que vai acrescentar 8,4 GW de capacidade de produção e 1,8 mil quilômetros de linhas de rede nacional

20 20 Exemplo de inovação na estruturação de UHE Oportunidade identificada em 2001, iniciando os esforços para a realização do Estudo de Impacto Ambiental e conhecimento dos detalhes e melhores soluções para o Empreendimento Leilão ocorrido em 10/07/2007 e vencido com a oferta de R$ 78,87 MW/hr para o Mercado Regulado, que receberá 70% da energia gerada, sendo os demais 30% destinados ao Mercado Livre HistóricoDestaques da Estruturação Financeira “Project Finance” de R$ 6,2 bilhões  o maior crédito obtido por um projeto no primeiro trimestre de 2009 no mundo Debêntures emitidas em abr/09 no valor de R$ 1,5 bilhões Maior garantia emitida por meio de seguros no mundo, com emissão de Apólices de Seguro Garantia do Projeto no valor total de R$ 2,4 bilhões Projeto Santo Antônio - Brasil

21 21 Exemplo de inovação na obra de Santo Antônio RIO MADEIRA MARGEM ESQUERDA MARGEM DIREITA O total de cimento utilizado na UHE Santo Antonio construiria 37 estádios do Maracanã O total de ferro utilizado ergueria 18 torres Eiffel O total de energia gerada seria suficiente para atender 5 vezes o consumo da capital São Paulo Reservatório com baixa área alagada minimizando o impacto ambiental

22 22 Exemplo de inovação na estruturação financeira de concessão rodoviária no Peru IIRSA – Integración de la Infraestructura Regional Sudamericana Exios de Integração e Desenvolvimento Eixo Perú – Brasil – Bolívia B R A S I L BOLIVI A P E R Ú Eixo Multimodal de Amazonas IIRSA NORTE Extensão de 955 Km IIRSA SUL Extensão de Km

23 23 Desafio de viabilizar o Investimento 23 Os projetos foram viabilizados através de PPP (Parceira Publico Privada) com cofinanciamento do Estado O Estado faz dois tipos de pagamento: Pelas obras (Pago anual por Obra – PAO) e pela manutenção e operação da rodovia (Pago Anual por Mantenimiento y Operección – PAMO) A arrecadação de pedágio é destinada ao Poder Concedente para minizar o aporte do Estado > Não há risco comercial para o Concessionário Estruturação Financiera $ T PAO 19 CAO1 (Certificado de Avance de Obra) PAO CAO1 CRPAO Certificado de Reconhecimento de Direitos sobre o PAO. Documento de caráter financeiro, emitido pelo Poder Concedente Financiadores $

24 24 Resultado das Soluções Encontradas Para o Estado Peruano: Desenvolvida nova classe de ativos (CRPAOS) para financiar projetos e concessões Evolução das Leis Locais: Estabelecido limite anual de 0,5% do PIB para esta classe de ativos Desenvolvimento de Marco Regulatório Para os Financiadores: Para o Concessionário: Não há risco de “completion”, pois só e financiado trechos de obra já executados Baixa necessidade de Capital Próprio Estrutura de financiamento “off-balance”

25 25 Investimentos em Capital Humano e Capital Físico (infraestructura) são os maiores desafios para o crescimento e desenvolvimento econômico sustentável na América Latina O defict de infraestructura na América Latina é também uma oportunidade A parceria entre o Governo e a iniciativa privada é a forma mais viável para solucionar e agilizar os investimentos em infraestructura Dado que os projetos de infraestrutura demandam valores significativos de investimentos, o financiamento das PPPs e Concessões devem ser estruturado na modalidade Project Finance e humano Conclusão

26 Charts de Back-up 26

27 27 Conclusão Investimento em capital humano e capital físico (infraestrutura) são a base para um crescimento econômico sustentável e desenvolvimento Na América Latina há uma grande oportunidade de crescimento e desenvolvimento econômico sustentável investindo em infraestrutura Investimento em infraestrutura exigem valores significativos A parceria entre o governo e a iniciativa privada é um meio para resolver e acelerar os investimentos em projetos de infraestrutura, quer através de PPP ou concessões Financiamento de PPPs e concessões devem seguir o modelo de project finance, mesmo com fortes desafios com respeito aos pacotes de garantias e exigências ambientais

28 28... Índice de competitividade em infraestrutura¹ de transporte Fonte: World Economic Forum 2009/10; ¹ Média dos indices de competitividade em Rodovias, Ferrovias, Portos e Aeroportos. Posição Média² no ranking Rodovias: 2,8 (Posição 106) Ferrovias: 1,8 (Posição 86) Portos: 2,6 (Posição 127) Aeroportos: 4,1 (Posição 89) Rodovias: 6,0 (Posição 9) Ferrovias: 4,4 (Posição 23) Portos: 4,7 (Posição 45) Aeroportos: 5,2 (Posição 49)

29 ProjetoCapexFonte de FincanciamentoHighlights Nova Dutra Cocessão Rodoviária526IFC/ BNDESEntre as primeiras concessões Acesso Oeste -Buenos Aires315Banco da Argentina (Rio de La Plata)IPO da Concessionária Ponte Vasco da Gama1.196IB Europeu, Société Genérale, BNP,…Primeira PPP em Portugal Autoban Concessão Rodoviária1.683BNDES/ IFC/ IDB Rodonorte Concessão Rodoviária1.000BNDES/ IFC Caracas Metro (Linha 3 e 4)499BNDES Capanda Hidrelétrica950Banco do Brasil Itá Hidrelétrica939BNDES/ IDB + ABN1ª Concessão Privada de Energia La Miel Hidrelétrica650FEN (Colombia) Mac Culloch Produtora de Petróleo210Chase Manhattan Norbes VI, VIII e IX2.013ABN/Santander/Société Genérale/BNP 29 A OII já estruturou diversos projetos de infraestrutura, inclusive em Portugal Exemplos de Financiamentos Estruturados pela OII US$ MM

30 SetorInvestimentos Investimento Total OII (%) T&L Concessão Rodoviária Rota das Bandeiras % IIRSA Sul % Baixo Tejo6267,9% IIRSA Norte 59183% Autopista del Coral26550% Maden-Collon215100% Via Parque44100% Porto Embraport89530% Metrô Metrô Linha 4 SP44215% Energia GeraçãoMESA ,6% Não estratégicos Real Estate PPPs Centro Administrativo de Brasília 40250% Outros Plataforma Logística41130% Olmos267100% Olmos Irrigação222100% Total Atualmente conta com mais de US$15 bilhões de investimentos Portfólio de Investimentos Câmbios utilizados: BRL/USD 1,70 e BRL/EUR 2,38. US$ MM

31 31... Fonte: IBGE; OCDE Taxa de Investimento / PIB % (1990 – 2008) Histórico de Investimentos em Infraestrutura no Brasil Portugal Brasil Crescimento do PIB(1990 – 2008) Portugal Brasil


Carregar ppt "Felipe Jens Odebrecht Investimentos em Infraestrutura 29 de novembro de 2009 Inovações nas infraestruturas de transporte."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google