A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina Área de Políticas de Desenvolvimento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina Área de Políticas de Desenvolvimento."— Transcrição da apresentação:

1 1 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina Área de Políticas de Desenvolvimento Ambiente de Fortalecimento das Cadeias Produtivas e E. Territoriais Célula de Políticas para o Fortalecimento de Estratégias Territoriais

2 2 Histórico (Década de 90) - 12 Pólos de Desenvolvimento Integrado - 16 Pólos de Turismo - -(na Bahia)   Pólo Oeste Baiano – Grãos   Pólo Juazeiro - Fruticultura   Pólo Chapada Diamantida – Turismo   Pólo Salvador e Entorno – Turismo   Pólo Litoral Sul – Turismo   Pólo Costa Descobrimento – Turismo Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina

3 3 Histórico   –Farol Desenvolvimento   Mar/2000 – Cadeias Produtivas   Jun/2000 – Alianças Estratégicas   Nov/2000 – Competitividade   Dez/2001 – Desenvolv. Sustentável   Jun/2002 – Arranjos Prod. Locais Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina

4 4 Programa de Organização de Arranjos Produtivos Locais (APL’s) para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina Objetivo Geral Desenvolver ações direcionadas à organização de aglomerações produtivas, estimulando a sua consolidação, via fortalecimento das atividades, o aumento da competitividade com sustentabilidade, o desenvolvimento da governança local, a expansão dos mercados internos e a inserção nos mercados externos, contribuindo para o desenvolvimento econômico regional e redução das disparidades inter e intra regionais.

5 5 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina Forma de Atuação O Banco atuará a partir da Direção Geral - Área de Políticas de Desenvolvimento através de uma rede Interna organizada que perpassa diversas instâncias administrativas da Instituição, a exemplo das Superintendências Regionais, Pólos de Desenvolvimento Integrado e Agências, articulando e coordenando as ações de organização e viabilização dos APL’s.

6 6 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina Por que trabalhar APL? - Promover desenvolvimento econômico intra-regional minimizando as disparidades regionais no país; - Fortalecimento das Cadeias Produtivas existentes na Região NE; - Promover ganhos no potencial competitivo das empresas de menor porte; - Contribuir para a inserção das micro, pequenas e médias empresas participantes dos APL’s, na pauta das formulações das políticas de desenvolvimento; - Redução dos altos índices de “mortalidade” das empresas no primeiro ano de vida; - Proporcionar acesso ao crédito às empresas de menor porte; - Criar oportunidade de inserção no mercado internacional; - Proporcionar condições de acesso ao conhecimento técnico e de gestão; - Promover desenvolvimento tecnológico.

7 7 Como trabalhar em APL?   Pré-seleção de APL’S   Sensibilização e Capacitação da Equipe   Formatação de parcerias institucionais/apoio a formação de lideranças locais   Construção e/ou validação de diagnóstico   Elaboração do Plano de Desenvolvimento do APL   Apoio ao Plano de Desenvolvimento do APL   Programa Integrado de Desenvolvimento (PID) Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina

8 8 Programa Integrado de Desenvolvimento (PID)   Programa para promoção e expansão quantitativa e qualitativa de uma cadeia produtiva, organizando-a e fortalecendo-a de forma sustentável, com foco no mercado e na competitividade, implementado mediante um conjunto de ações voltadas a práticas adequadas de produção e comercialização, cooperação, capacitação e assistência técnica, crédito, infra- estrutura, dentre outros, e executado de forma conjunta com parceiros do setor público, privado e sociedade civil, à luz de diretrizes, estratégias e metas objetivamente definidas. Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina

9 9 Ações  Parceria com o Governo da Bahia (SEAGRI) :  Divisão do Estado em 05 mesorregiões;  Seleção de 23 atividades rurais prioritárias, com aporte de recursos da ordem de R$ milhões – 2003/2007.  Discussão com as instituições e órgãos competentes locais, para seleção de atividades principais:  05 atividades para municípios até 100 mil hab;  08 atividades para municípios acima de 100 mi;  10 tividades para capitais.

10 10 AÇÕES  Participação no Grupo Gestor de APL’s com mais 21 instituições, sob a coordenação do MDIC;  Atuação nos APL’s pilotos: Apicultura-Picos, Fruticultura-Juazeiro/Petrolina, Gesso-Araripina;  Programa de Des. APL’s no Maranhão: Destinados R$ 60 milhões em 13 atividades;  Mesorregião da Chapada do Araripe: Envolvendo os estados do PI/CE/PE  Mesorregião do Xingó: Envolvendo os estados BA/SE/AL;  APL de couro e calçados desenvolvido em Camp. Grande, Patos e Cat. do Rocha;  APL Confecções e Artesanato em Tobias Barreto;  APL de Confecções em Salvador –R$ 500 mil aplicados e mais de R$ 600 mil prospectados. Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina

11 11 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina Programas de Crédito para apoio às ativdades econômicas nos APL’s (Cresce Nordeste)

12 12 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina MESORREGIÕES - BA I-Oeste III-Chapada IV-Nordeste V-RMS II- Sul

13 13 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina Mesorregião Chapada – Recursos Previstos Plano Safra – 2004/ R$ ,00; Plano Safra – 2005/ R$ ,00; Plano Safra – 2006/ R$ ,00. ProgramasValorProgramasValor Apicultura3.000Avicultura5.500 Bovinos de Corte 6.000Café4.000 Caprinos e Ovinos 6.000Cana-de-Açúcar5.000 Citricultura3.000Dendê3.000 Floricultura1.500Fruticultura4.000 Grãos Irrigação de Irecê Leite5.500Mamona6.000 Mandioca7.000 Modernização Agroindustrial Pesca & Aqüicultura 2.000Seringueira500 Sisal Plano Safra – 2003/2004 – R$ ,00

14 14 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina Mesorregião Oeste – Recursos Previstos Plano Safra – 2004/ R$ ,00; Plano Safra – 2005/ R$ ,00; Plano Safra – 2006/ R$ ,00 Plano Safra – 2003/2004 – R$ ,00 ProgramasValorProgramasValor Algodão20.000Apicultura1.000 Avicultura3.500 Bovinos de Corte Café5.000Caju3.000 Cana-de-Açúcar5.000 Caprinos e Ovinos Citricultura3.000Floricultura200 Fruticultura7.500Grãos Leite1.000Mamona1.500 Mandioca500 Modernização Agroindustrial Pesca & Aquicultura

15 15 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina Mesorregião Nordeste – Recursos Previstos Plano Safra – 2004/ R$ ,00; Plano Safra – 2005/ R$ ,00; Plano Safra – 2006/ R$ ,00. Plano Safra – 2003/2004 – R$ ,00 ProgramasValorProgramasValor Apicultura2.500Avicultura2.000 Café1.000Caju2.000 Cana-de-açúcar5.000 Caprinos e Ovinos Citricultura4.000Floricultura1.800 Fruticultura11.500Grãos Irrigação de Irecê 1.000Leite3.500 Modernização Agroindustrial 4.000Mamona2.500 Mandioca1.500 Pesca & Aquicultura Sisal

16 16 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina Mesorregião Sul – Recursos Previstos Plano Safra – 2004/ R$ ,00; Plano Safra – 2005/ R$ ,00; Plano Safra – 2006/ R$ ,00. Plano Safra – 2003/2004 – R$ ,00 ProgramasValorProgramasValor Algodão10.000Apicultura3.500 Avicultura3.500 Bovinos de Corte Cacau50.000Café Caprinos e Ovinos 3.000Cana-de-Açúcar4.000 Dendê5.500Floricultura1.000 Fruticultura7.000Leite9.500 Mandioca1.000 Modernização Agroindustrial Palmito Pesca & Aqüicultura Seringueira

17 17 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina Mesorregião Metropolitana – Recursos Previstos Plano Safra – 2004/ R$ ,00; Plano Safra – 2005/ R$ ,00; Plano Safra – 2006/ R$ ,00. Plano Safra – 2003/2004 – R$ ,00 ProgramasValorProgramasValor Avicultura500Cana-de-açúcar1.000 Dendê1.500Floricultura500 Leite500 Modernização Agroindustrial Pesca & Aqüicultura

18 18 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina JUROS* SETOR RURALMini 6% a.a Pequeno e Médio 8,75% a.a Grande 10,75% a.a * Condições atuais no FNE e sujeitas a alterações

19 19 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina JUROS* SETOR INDUSTRIAL / COMERCIAL / SERVIÇOS E TURISMOMicro 8,75% a.a Pequena 10% a.a Média 12% a.a Grande 14% a.a * Condições atuais no FNE e sujeitas a alterações

20 20 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina BÔNUS DE ADIMPLÊNCIA S/JUROSSemi-árido25% Fora do semi-árido 15%

21 21 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina PRAZOS Máximo de até 12 (doze) anos, com até 4 (quatro) anos de carência, dependendo da finalidade e em função da capacidade de pagamento do mutuário.

22 22 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina GARANTIASHipotecaPenhor Alienação Fiduciária Fiança ou Aval

23 23 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina LIMITES DE FINANCIAMENTO SETOR INDUSTRIAL / COMERCIAL / SERVIÇOS E TURISMO Porte Mutuário Máximo FNE % Mínimo RP (%) Micro / Pequena 9010 Média8020 Grande7030

24 24 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina LIMITES DE FINANCIAMENTO SETOR RURAL Porte Mutuário Máximo FNE % Mínimo RP (%) Mini / Pequeno 1000 Médio9010 Grande8020

25 25 Cliente Consulta Internet: Banco do Nordeste do Brasil S/A Superintendência Regional BA/MG/ES


Carregar ppt "1 Organização de Arranjos Produtivos Locais para Fortalecimento das Cadeias Produtivas e Dinamização da Economia Nordestina Área de Políticas de Desenvolvimento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google