A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Brasil: Crédito Rural – Programação e aplicação de recursos nas safras 2008/2009 e 2009/2010. Ano IV – JUN/JUL 2010 Fontes: RECOR/BACEN, BNDES, BB, BNB,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Brasil: Crédito Rural – Programação e aplicação de recursos nas safras 2008/2009 e 2009/2010. Ano IV – JUN/JUL 2010 Fontes: RECOR/BACEN, BNDES, BB, BNB,"— Transcrição da apresentação:

1 Brasil: Crédito Rural – Programação e aplicação de recursos nas safras 2008/2009 e 2009/2010. Ano IV – JUN/JUL 2010 Fontes: RECOR/BACEN, BNDES, BB, BNB, BASA, BANCOOB e SICREDI. Elaboração:MAPA/SPA/DEAGRI. Data: Notas: (1) Informações do Bacen/Recor deduzidos Pronaf Exigibilidade e Proger Exiginbilidade (2) Poupança Rural equalizada (C+C): informações BB, SICREDI e BANCOOB.Equalização orçamento inicial BB ( milhões); Sicredi ( R$ 600 milhões ); Bancoob ( R$ 400 milhões). Portarias de (3) Recursos Próprios Equalizados: Sicredi ( R$ 600 milhões) (4) Safra 09/10. Incluída na Programação do Proger, R$ 2,4 bilhões da fonte Exigibilidade 6-2. Recursos Liberados BB : custeio/comerc ( 6-2: R$ 1.391,4milhões; 6-4: R$ 557,0 milhões); investim. ( 6-2: 278,4 milhões ; 6.4- R$ 530,5 milhões). Deduzidos da Exigibilidade Recor.A25 (5) Informações do BB, BNB, BASA, BANCOOB e SICREDI. (6) Informações Recor/Bacen. Fontes citadas em (1), (5) e (6) passam a ser separadas em Custeio+ Comercialização (C+C) e Investimento (I). (7) Taxas de juros aos produtores: mini (5%aa); pequenos (6,75%aa); medios(7,25%aa); grandes( 8,5%aa). Na safra 09/10, Sicredi e Bancoob passaram a operar com recursos do FCO. (8) Informações BNDES (desembolso). Moderagro (Moderagro (menos Solo), Prodefruta e Prodeagro). Produsa (Prolapec e Moderagro Solo.) (9) Informações do BB, BNB, BASA, BANCOOB e SICREDI.Lançamento total CIC. (10) e (11) Informações BB e BNDES. Comentários A aplicação do crédito rural para agricultura empresarial durante a safra 2009/2010 subiu 28,7%, comparando com o ciclo agrícola anterior. Entre julho de 2009 e junho de 2010, os produtores tiveram acesso a R$ 84,4 bilhões destinados a custeio, comercialização e investimento. Os dados foram consolidados pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SPA/Mapa), a partir das reuniões do Grupo de Acompanhamento do Crédito Rural – GACR, composto por diferentes agentes financeiros e instituições do governo. Somando os recursos liberados para a agricultura familiar, o valor investido na safra 2009/2010 totaliza R$ 95,6 bilhões. Resultado positivo, levando em consideração a retração dos financiamentos privados por causa da crise financeira internacional. Médio produtor - Destaque para os desembolsos voltados à classe média rural. No período, foram R$ 3,16 bilhões pelo Programa de Geração de Emprego e Renda Rural (Proger Rural), número 390% superior ao registrado na safra 2008/2009. A contratação de recursos para investimentos em práticas sustentáveis na lavoura também apresentou desempenho expressivo. Houve crescimento de quase 200% nas liberações do Programa de Incentivo à Produção Sustentável do Agronegócio (Produsa) que alcançaram R$ 475,3 milhões no ciclo concluído no mês passado. Outro financiamento muito procurado pelos agricultores foi o Programa de Sustentação do Investimento (PSI-BK), linha de crédito com condições especiais, criada ano passado por conta da crise financeira mundial. Somente para aquisição de máquinas e equipamentos foram desembolsados R$ 4,5 bilhões. Até então, esses equipamentos eram financiados pelos programas de Modernização da Frota de Tratores, Implementos Associados e Colheitadeiras (Moderfrota) e de Incentivo à Irrigação e à Armazenagem (Moderinfra). Araújo lembra que o programa é temporário, mas ainda pode ser contratado até dezembro. Os recursos são financiados em um prazo de 10 anos a juros de 5,5% ao ano. Nova safra - Desde 1º de julho os produtores agrícolas podem contratar crédito para safra 2010/2011. O Plano Agrícola e Pecuário (PAP) para o novo ciclo terá à disposição do segmento empresarial R$ 100 bilhões. Para atender aos médios produtores são R$ 5,65 bilhões pelo Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor (Pronamp), sucessor do Proger Rural. Outra prioridade do governo, o Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC) tem uma linha de financiamento com R$ 2 bilhões. Outros R$ 16 bilhões serão direcionados à agricultura familiar.


Carregar ppt "Brasil: Crédito Rural – Programação e aplicação de recursos nas safras 2008/2009 e 2009/2010. Ano IV – JUN/JUL 2010 Fontes: RECOR/BACEN, BNDES, BB, BNB,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google