A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DIMENSIONAMENTO DO TUBO 1 - INTRODUÇÃO Variação do Diâmetro (afeta diretamente) Investimento (custo da aquisição das tubulações e acessórios) Custo operacional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DIMENSIONAMENTO DO TUBO 1 - INTRODUÇÃO Variação do Diâmetro (afeta diretamente) Investimento (custo da aquisição das tubulações e acessórios) Custo operacional."— Transcrição da apresentação:

1 DIMENSIONAMENTO DO TUBO 1 - INTRODUÇÃO Variação do Diâmetro (afeta diretamente) Investimento (custo da aquisição das tubulações e acessórios) Custo operacional (despesas com a operação da instalação) D Maior será o investimento Menores serão as despesas com equipamentos (bomba e motor). D Menor será o investimento Maiores serão as despesas com equipamentos (bomba e motor).

2 Necessidade de escolher uma faixa de diâmetros que conjugue o investimento e o custo operacional, de forma a ser levado a um custo mínimo. Custo Diâmetro [m] Custo da tubulação e acessórios (investimento) Custo do conjunto moto-bomba (custo operacional) Custos do investimento e do operacional Custo mínimo Diâmetro econômico

3 2 – DIÂMETRO ECONÔMICO 2.1 – Fórmula de Bresse H0H0 Equação da Instalação Potência de Eixo da Bomba Equação de Darcy-Weisback

4 O custo total anual da instalação será: C a [$] – custo anual da instalação; C 1 [$/kW] – custo anual de operação dos equipamentos por kW instalado (amortização e manutenção); P e [kW] – potência de eixo do conjunto moto-bomba ; C[$/kW] – Despesa anual de uma tubulação de diâmetro 1[m] e comprimento 1[m] (amortização e conservação); D[m] – diâmetro da tubulação; L[m] – comprimento da tubulação. Substituindo, tem-se Para que o custo anual seja mínimo, tem-se: Tomando como valores médios:

5 A relação do custo anual de operação C 1 e o custo anual da tubulação C podem assumir valores diferentes, os quais dependerão da maior ou menor quantidade de tubos e da sua manutenção, bem como o custo de operação. Na prática esta relação pode variar dentro do seguinte intervalo: Com esta fórmula, assumindo a maior vazão da instalação, determina-se o diâmetro econômico para a instalação, e padronizando o mesmo através de tabelas de diâmetros padrões.

6 Observações sobre a Fórmula de Bresse Eq. Muito simples usada para representar um problema muito complexo; Em sistemas com D>6 deve ser tomado como primeira aproximação; K cte => velocidade de recalque econômica (0,6-2,0m/s) Aplicada em sistema de funcionamento contínuo 24;

7 2.2 – Fórmula da ABNT (NBR-5626) – Prédio de apartamentos X[] – horas de funcionamento/24 Q[m 3 /s] – vazão Baseado na experiência, Macintyre apresenta as seguintes sugestões para a bomba operando a cada 24 horas Prédios de apartamentos 3 períodos de 1 hora e 30 minutos cada Hotéis 3 períodos de 1 hora e 30 minutos cada Prédios de escritórios 2 períodos de 2 horas cada Hospitais 3 períodos de 2 horas cada Indústrias 2 períodos de 2 horas cada Padroniza-se o diâmetro através de tabelas padrões.

8 3 – VELOCIDADES ECONÔMICAS (TABELAS PRÁTICAS) Velocidades recomendadas para linha de sucção de bombas

9 Velocidades recomendadas para linha de recalque de bombas

10 Velocidades mais comuns na prática

11 O dimensionamento pelo critério da velocidade econômica é feito da seguinte maneira: Toma-se a maior vazão - Q[m 3 /s]; Adota-se a velocidade de acordo com tabelas – v[m/s]; Determina-se o diâmetro – D[m]; Com o valor do diâmetro, em tabelas de fabricantes, adota-se o diâmetro interno que será igual ou imediatamente superior ao calculado; Obs.: A espessura do tubo é selecionada em função da pressão máxima da instalação, do tipo de líquido e da temperatura de bombeamento

12 Exemplo Porto O projeto de um sistema elevatório para abastecimento urbano de água deverá ser feito a partir dos seguintes dados: a)Vazão necessária Q = 80 l/s; b)Altura geométrica a ser vencida Hg = 48m; c)Comprimento da linha de recalque L = 880m; d)Material da tubulação ferro fundido classe K7, rugosidade =0,4mm; e)Número de horas de funcionamento diário T=16 h; f)Número de dias de funcionamento no ano N=365; g)Taxa de interesse e amortização do capital 12a.a; h)Rendimento adotado para a bomba =70%; i)Rendimento adotado para o motor m=85%; j)Preço do quilowatt-hora A = R$0,031;

13 - Uma pesquisa de preço de tubos, por unidade de comprimento, para 150mm

14 - O custo anual da tubulação é o produto custo unitário pelo comprimento da linha, multiplicando pelos encargos econômicos de 12% a.a. (5.15) (5.14)

15 Diâmetro (mm) J (m/m) H=Hg+J L (m) Custo bombeamento Custo tubulação Custo anual tubulação Custo total anual Planilha Excel

16


Carregar ppt "DIMENSIONAMENTO DO TUBO 1 - INTRODUÇÃO Variação do Diâmetro (afeta diretamente) Investimento (custo da aquisição das tubulações e acessórios) Custo operacional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google