A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ROTAÇÃO ESPECÍFICA É uma grandeza que define a geometria ou o tipo de rotor da máquina de fluxo. Rotação Específica de Turbinas e Bombas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ROTAÇÃO ESPECÍFICA É uma grandeza que define a geometria ou o tipo de rotor da máquina de fluxo. Rotação Específica de Turbinas e Bombas."— Transcrição da apresentação:

1 ROTAÇÃO ESPECÍFICA É uma grandeza que define a geometria ou o tipo de rotor da máquina de fluxo. Rotação Específica de Turbinas e Bombas

2 Faixas de Rotações Específicas em Máquinas de Fluxo Bombas

3 Turbinas Pelton Tangenciais 70 Francis lenta Radiais 150 Francis normal Mistas 300 Francis rápida 400 Hélice Kaplan Bulbo 1200 Turbinas Hidráulicas

4 Fig. 19

5 Bomba centrífuga - comportamento Rotação constante Na partida da bomba centrífuga, para a proteção do motor elétrico, deve-se a válvula de saída estar fechada Mínimo de potência

6 Bomba de Fluxo Misto Na partida de uma bomba de fluxo misto, tanto faz a válvula de saída estar fechada ou aberta Rotação constante

7 Bomba Axial (hélice) Na partida da bomba axial, para a proteção do motor elétrico, a válvula de saída deve estar aberta Rotação constante Mínimo de potência

8 Fig. 20

9 z 1, z 2, z 3, z 4 – cotas de posição HsHs HrHr H0H0 z3z3 z2z2 z1z1 z4z4 H s - altura geométrica de sucção H r - altura geométrica de recalque altura geométrica total Alturas Geométricas Tanque de Sucção Tanque de Recalque EQUAÇÕES E CURVAS 5.1 – Bombas

10 Equações e curvas Q H H p = F(Q 2 ) (p 4 – p 1 )/.g H0H0 z1z1 z4z4 0 Curva da Instalação 0 Eq. da instalação Eq. da bomba

11 H Q Curva da Instalação Curva da Bomba (n = Cte) F QfQf EXEMPLOS DE INSTALAÇÕES 00 0 Eq. da Instalação 0

12 0 0 H 0 Curva da Instalação Curva da Bomba (n = Cte) F QfQf Exemplos de Instalações de Bombeamento Q

13 Eq. da Instalação 0 0 Exemplos de Instalações de Bombeamento 1 p atm H Q Curva da Bomba (n = Cte) Q H = H p F

14 Turbina Francis ou Kaplan 0 N.M p atm z0z N.J z1z1 z3z3 HbHb HsHs 1 – entrada da turbina 3 – saída da turbina (Entre 1 e 3) (Entre 0 e 3) Sistema de aduçãoTubo de sucção

15 Altura de Queda Líquida(diferença de altura total entre entrada 1 e S da turbina) – Turbina Pelton Equação de Ensaio 1 z1z1 S zszs Q

16 N.M 0 1 HbHb Canal de Fuga Altura de Queda Líquida – Turbina Pelton Equação da Instalação

17 Exercício Resolvido – Aplicação do Cap. 1 Dada a Instalação de Bombeamento Dados: D LS = 0,250[m] e D LR = 0,200[m] e são dadas as perdas de carga Linha de sucção: Linha de recalque:

18 Pede-se determinar: 1 – A curva da instalação, sabendo-se que a curva da bomba para rotação constante e igual 1750 [rpm]; 2 – O ponto de operação da bomba para a instalação dada; 3 – As alturas estática e dinâmica.

19 Dados ainda: a curva QxH da bomba para n = 1750rpm=Constante

20 SOLUÇÃO a) – Determinação da curva da instalação Determinação da equação da instalação Da equação da continuidade:

21 Q[m 3 /s]H[m] 0,000 0,010,512 0,022,047 0,034,605 0,048,188 0,0512,793 0,0618,422 Tabela

22 b) – Determinação do ponto de operação 0,05 12,5

23 c) – Determinação das alturas estática e dinâmica


Carregar ppt "ROTAÇÃO ESPECÍFICA É uma grandeza que define a geometria ou o tipo de rotor da máquina de fluxo. Rotação Específica de Turbinas e Bombas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google