A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pensamento Medieval A cultura medieval se caracterizava pela religiosidade. A Igreja Católica, como vimos, controlava as manifestações culturais e dava.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pensamento Medieval A cultura medieval se caracterizava pela religiosidade. A Igreja Católica, como vimos, controlava as manifestações culturais e dava."— Transcrição da apresentação:

1 Pensamento Medieval A cultura medieval se caracterizava pela religiosidade. A Igreja Católica, como vimos, controlava as manifestações culturais e dava uma interpretação religiosa para os fenômenos da natureza, da sociedade e da economia. A esta cultura deu-se o nome de teocêntrica (Deus no centro).

2 A miséria, as tempestades, as pragas, as enchentes, as doenças e as más colheitas eram vistas como castigos de Deus. Assim como a riqueza, a saúde, as boas colheitas, o tempo bom, a fortuna eram bênçãos divinas.

3 A própria posição que o indivíduo ocupava na sociedade (nobre, clérigo ou servo) tinha uma explicação religiosa. Sociedade Feudal Clero – os que rezam Nobreza - os que guerreiam Camponeses – os que trabalham

4

5 Arte Medieval A arte medieval, feita normalmente no interior das Igrejas, espelhava esta mentalidade. Pinturas e esculturas não tinham preocupações estéticas e sim pedagógicas: mostrar a miséria do mundo e a grandiosidade de Deus. As figuras eram rústicas, desproporcionais e acanhadas. Os quadros não tinham perspectiva. Como as obras de arte eram de autoria coletiva, o artista medieval é anônimo.

6 A literatura medieval era composta de textos teológicos, biografias de santos e histórias de cavalaria. Isto refletia o domínio da Igreja e da nobreza sobre a sociedade.

7 Essa visão de mundo não combinava com a experiência burguesa. Essa nova classe devia a sua posição social e econômica ao seu próprio esforço e não à vontade divina, como o nobre. O sucesso nos negócios dependia da observação, do raciocínio e do cálculo. Características que se opunham às explicações sobrenaturais, próprias da mentalidade medieval. Por outro lado, era uma classe social em ascensão, portanto otimista.

8 A visão de mundo da burguesia estará sintonizada com a renovação cultural ocorrida nos fins da Idade Média e no começo da Idade Moderna. A essa renovação denominamos Renascimento.

9 Renascimento Desenvolveu-se entre os séculos XV e XVI, na Itália; Foi um movimento cultural urbano que atingiu principalmente as pessoas mais ricas e com prestígio social ; Teve seu inicio e desenvolveu na Itália ;

10 Características do Renascimento antropocentrismo (o homem no centro): valorização do homem como ser racional. Para os renascentistas o homem era visto como a mais bela e perfeita obra da natureza,com capacidade criadora e pode explicar os fenômenos à sua volta. Homem Vitruviano – Leonardo da Vinci

11

12 racionalismo: tentativa de descobrir pela observação e pela experiência as leis que governam o mundo. A razão humana é a base do conhecimento. Isto se contrapunha ao conhecimento baseado na autoridade, na tradição e na inspiração de origem divina que marcou a cultura medieval.

13 humanismo: o humanista era o indivíduo que traduzia e estudava os textos antigos, principalmente gregos e romanos. Foi dessa inspiração clássica que nasceu a valorização do ser humano. Davi – escultura de Michelangelo

14 hedonismo: valorização dos prazeres sensoriais. Esta visão se opunha à idéia medieval de associar o pecado aos bens e prazeres materiais. Venus de Urbino – Ticiano -1538

15 Uso da Perspectiva – arte de representar num plano os objetos tais como se apresentam à vista, conforme a sua posição e sua distância. O nascimento de Vênus – Sandro Botticelli

16 individualismo: a afirmação do artista como criador individual da obra de arte se deu no Renascimento. O artista renascentista assinava suas obras, tornando ­ se famoso. Gioconda (Mona Lisa): principal obra de Da Vinci

17 inspiração na antiguidade clássica: os artistas renascentistas procuraram imitar a estética dos antigos gregos e romanos. O próprio termo Renascimento foi cunhado pelos contemporâneos do movimento, que pretendiam estar fazendo renascer aquela cultura, desaparecida durante a Idade das Trevas (Média).

18 Pioneirismo Italiano O pioneirismo italiano se explica por diversos fatores: a a vida urbana e as atividades comerciais, mesmo durante a Idade Média, sempre foram mais intensas na Itália do que no resto da Europa. Como vimos, o Renascimento está ligado à vida urbana e à burguesia. Basta lembrar que Veneza e Gênova foram duas importantes cidades portuárias italianas, ambas com uma poderosa classe de ricos mercadores.

19 a Itália foi o centro do Império Romano e por isso tinha mais presente a memória da cultura clássica. Como vimos, o Renascimento inspirou- se na cultura greco- romana.

20 Formação de poderosa classe de ricos mercadores, banqueiros e poderosos senhores,representando um mercado para as obras de arte e estimulando a produção intelectual. Muitos pensadores, pintores, escultores e arquitetos se tomaram protegidos dessa poderosa classe, chamados de mecenas. Retrato de Frederico Montefeltro – Piero della Francesca

21 SESI - Ce 411 Professora Maria Luciana


Carregar ppt "Pensamento Medieval A cultura medieval se caracterizava pela religiosidade. A Igreja Católica, como vimos, controlava as manifestações culturais e dava."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google