A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

R ENASCIMENTO C ULTURAL. R ENASCIMENTO - C ONTEXTO Período: transição feudalismo-capitalismo (séculos XIV-XVI) Renascimento urbano: enriquecimento das.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "R ENASCIMENTO C ULTURAL. R ENASCIMENTO - C ONTEXTO Período: transição feudalismo-capitalismo (séculos XIV-XVI) Renascimento urbano: enriquecimento das."— Transcrição da apresentação:

1 R ENASCIMENTO C ULTURAL

2 R ENASCIMENTO - C ONTEXTO Período: transição feudalismo-capitalismo (séculos XIV-XVI) Renascimento urbano: enriquecimento das cidades e contato com a cultura oriental Crise do século XIV abalou as convicções e os valores religiosos da sociedade feudal Integrantes da burguesia, nobreza e clero se tornaram mecenas, ou patrocinadores das ciências e das artes.

3 RENASCIMENTO - TRANSIÇÃO Pensamento medievalPensamento renascentista TeocentrismoAntropocentrismo Verdade = BíbliaVerdade = empirismo CelestialTerreno ReacionárioProgressista Natureza = pecadoNatureza = inspiração ColetivismoIndividualismo FéRazão GeocentrismoHeliocentrismo Produção artística e cultural renascentista através da pintura, arquitetura, escultura, literatura e ciências.

4 R ENASCIMENTO Inspiração na Antiguidade Clássica: expressões culturais gregas e romanas Desenvolvimento da Imprensa (sec. XV) Renascimento italiano Ligação com o Oriente Fortalecimento da burguesia Situação geográfica Centros econômicos e culturais: Gênova, Veneza e Florença Principais nomes: Leonardo da Vinci, Michelângelo, Shakespeare, Cervantes, Maquiavel, etc.

5 E XEMPLO DA A RTE M EDIEVAL

6 E XEMPLO DA A RTE R ENASCENTISTA

7 E XEMPLO L ITERATURA R ENASCENTISTA

8 D OM QUIXOTE - C ERVANTES

9 R EFORMA R ELIGIOSA

10 R EFORMA - C ONTEXTO Renascimento questionou a organização e a produção do conhecimento medieval Críticas ao poder e a riqueza da Igreja Burguesia: necessidade de adaptar sua atividade comercial a uma religião A questão da usura Reis: tentativa de diminuir a influência política da Igreja Católica

11 R EFORMA - L UTERANISMO O monge Martinho Lutero divulgou as 95 teses contrárias aos atos e dogmas da Igreja católica. Além de criticar a prática das indulgências (venda do perdão), Lutero também pregava: Salvação pela fé Tradução e livre interpretação da Bíblia Fim do celibato clerical Eliminação de santos e imagens Fim da infalibilidade do poder papal Submissão da Igreja ao Estado Sacramentos: batismo e a eucaristia Fim das missas em latim

12 REFORMA - CONSEQUÊNCIAS Martinho Lutero foi excomungado, mas recebeu proteção de nobres interessados no enfraquecimento do poder papal e nas terras da Igreja. Conflito entre nobres e camponeses, que também tinham interesses nas terras da Igreja. Paz de Augsburgo: cada governante decidiria a religião a ser seguida pelos súditos. Influenciou outras doutrinas e no surgimento de movimentos reformistas, como o calvinismo.

13 L UTERO

14 R EFORMA - C ALVINISMO Teólogo francês, João Calvino formulou uma doutrina que pregava a predestinação, ou seja, a salvação ou condenação do homem. Busca do lucro por meio do trabalho e da vida dedicada à família e à religião. Livre de proibições não explicitadas na Bíblia: atraindo a burguesia para a usura como forma de obtenção de lucros. Separação política entre Igreja e Estado Valorização do trabalho e do capital contribuiu para legitimar e consolidar o capitalismo.

15 A C ONTRA -R EFORMA Medidas tomadas pela Igreja católica para conter o avanço protestante na Europa e no mundo. Concílio de Trento: debate e elaboração de estratégias para reafirmar a fé católica, como Criação de seminários Censura de livros Reativação dos Tribunais do Santo Ofício Criação da Companhia de Jesus


Carregar ppt "R ENASCIMENTO C ULTURAL. R ENASCIMENTO - C ONTEXTO Período: transição feudalismo-capitalismo (séculos XIV-XVI) Renascimento urbano: enriquecimento das."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google