A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Reformas Religiosas. Condições Gerais Políticas: Crise do Feudalismo Crescimento da Burguesia Rei não aceita interferência da Igreja Supranacionalismo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Reformas Religiosas. Condições Gerais Políticas: Crise do Feudalismo Crescimento da Burguesia Rei não aceita interferência da Igreja Supranacionalismo."— Transcrição da apresentação:

1 Reformas Religiosas

2 Condições Gerais Políticas: Crise do Feudalismo Crescimento da Burguesia Rei não aceita interferência da Igreja Supranacionalismo Papal Econômicas: Nobreza interessada nas Terras da Igreja Burguesia contra a Igreja Católica (Usura e Preço Justo) Rei necessita de Impostos

3 Condições Gerais Sociais e Religiosos: Camponeses contra a Igreja # Cobrança de Impostos # Cobrança dos Sacramento # Venda de Indulgências Plenárias # Contra o Latim Contra salvação pelas obras Intelectuais: Idéias do Renascimento Cultural Contra monopólio eclesial do conhecimento Contra censura

4 Reforma Luterana

5 REFORMA LUTERANA SIRG – Alemanha Senhores Feudais (Príncipes) Martinho Lutero Monge Agostiniano Professor de Teologia Construção da Basílica de São Pedro (Tetzel vende indulgências) Critica a ação da Igreja: # Venda de Indulgências # Contra os Dogmas # Poder Temporal

6 REFORMA LUTERANA 1517 – 95 Teses na Catedral de Wittemberg 1520 – Leão X excomunga Lutero Lutero recebe apoio dos Príncipes Alemães (Terras da Igreja para derrubar o Imperador Carlos V) Traduz a Bíblia para o Alemão (Saxônia) Revolta dos Anabatistas (Thomas Müntzer) Leão X Thomas Müntzer Carlos V

7 REFORMA LUTERANA Confissão de Augsburgo (1530) Salvação pela fé Culto religioso simples Contato direto entre Deus e o Fiel Sacramentos: Eucaristia e Batismo Eucaristia: Presença de Cristo Igreja subordinada ao Estado Idioma nacional no lugar do Latim Fim do Celibato Clerical

8 REFORMA LUTERANA Dietas de Spira (Liberdade de Culto X Opressão do Rei) Liga de Smalkade (Protestantes) X Liga Santa (Carlos V) Paz de Augsburgo (25/09/1555) Cujus Regio Ejus Religio

9 Reforma Calvinista

10 REFORMA CALVINISTA Suíça Burguesia João Calvino e Ulrico Zwinglio Humanista contra a Escolástica Professor na Universidade de Paris Expulso da França 1536 – Genebra (Grande centro comercial) 1541 – Comunidade Santa (Teocrática) Organização da Igreja e rápida difusão das Idéias Calvino Zwinglio

11 REFORMA CALVINISTA Doutrina: Radicalismo Opressor Antigo Testamento Predestinação Simplificação do culto Santificação do Trabalho Ética Protestante e o Espírito Capitalista (Max Weber) Favorecimento da Burguesia # França: Huguenotes # Inglaterra: Puritanos

12 Reforma Anglicana

13 REFORMA ANGLICANA Inglaterra Rei – concentração do poder Henrique VIII Motivos: 1. Acabar com a Fragmentação política 2. Terras para poder: absolutismo 3. Diminuir poder eclesial 4. Herdeiro do trono Casado 18 anos com Catarina de Aragão Invalidar casamento X Papa Clemente VII Henrique VIII Catarina de Aragão

14 REFORMA ANGLICANA Casamento com Ana Bolena 1534 – Ato de Supremacia Excomunhão : Confisco dos Bens da Igreja Idéias Calvinistas + Culto Católico Eduardo VI: Book of Common Prayer Elizabeth I: Ato de Uniformidade Ana Bolena Eduardo VI Elizabeth I

15 Contra - Reforma

16 CONTRA REFORMA ITÁLIA, ESPANHA, PORTUGAL Reação contra Difusão do Protestantismo Para conter o Avanço Protestante: 1537 – Companhia de Jesus Ignácio de Loyola (Iñigo Lopez de Recalde) Soldados de Cristo (militar) Viver na pobreza Converter Infiéis Trabalhar pela Salvação das Almas Obediência ao Papa Atuaram nas áreas protestantes América – difundir a fé e evitar Protestantismo Educação

17 CONTRA REFORMA Atuaram nas áreas protestantes América – difundir a fé e evitar Protestantismo Educação TRIBUNAL DO SANTO OFÍCIO (1542) Papa Paulo III Restauração da Inquisição Vigiar e punir os que apresentam desvios da Fé Católica Paulo IV: Maior severidade Itália e Espanha Censura sobre a liberdade de Pensamento Papa Paulo III Paulo IV

18 Inquisição

19 CONTRA REFORMA CONCÍLIO DE TRENTO ( ) Papas Reformistas: (Paulo III, Paulo IV, Júlio III, Pio V, Xisto IV) Decisões sobre Dogmas e Disciplina Ortodoxia: correta (Dogmas) Práxis: Erros na disciplina Bíblia + Tradição da Igreja (Papa) Salvação: Fé e Obras 07 Sacramentos Presença Real de Cristo na Eucaristia

20 CONTRA REFORMA Invocação da Virgem e Santos Bíblia: Vulgata (S. Jerônimo) Católico: obediência ao Papa Disciplinas: Latim nos ofícios religiosos Celibato Clerical Proibição do acúmulo de Cargos Eclesiásticos Clero – vida exemplar Padre: 25 anos Bispo: mínimo 30 anos Criação dos seminários Paróquias: ensino elementar gratuito S. Jerônimo

21 CONTRA REFORMA CONSEQUÊNCIAS DA CONTRA REFORMA Desaceleração das Transformações do Renascimento Cultural Ascensão da Arte Barroca Evasão dos Burgueses de alguns países (crise econômica) Enfraquecimento do poder político da Igreja Católica Fortalecimento dos ideais burgueses (especialmente o Calvinismo)

22 CONTRA REFORMA Aumento do poder dos reis Protestantes Aumento do poder real para defender a Igreja (países católicos) Difusão da instrução religiosa pois os protestantes passaram a ler a Bíblia Estímulo à participação dos fiéis nos cultos religiosos Origem de conflitos entre católicos e protestantes (Noite de São Bartolomeu Guerra dos 30 anos)

23 Resumo


Carregar ppt "Reformas Religiosas. Condições Gerais Políticas: Crise do Feudalismo Crescimento da Burguesia Rei não aceita interferência da Igreja Supranacionalismo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google