A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Entrevistas/ Visita Domiciliar. Rosa Macedo e Equipe.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Entrevistas/ Visita Domiciliar. Rosa Macedo e Equipe."— Transcrição da apresentação:

1 Entrevistas/ Visita Domiciliar. Rosa Macedo e Equipe

2 Entrevistas A entrevista – uma ferramenta ou um relacionamento? A entrevista – consegue-se, concede-se ou ela acontece? A entrevista – uma ferramenta ou um relacionamento? A entrevista – consegue-se, concede-se ou ela acontece?

3 Objetivo principal é o de ajudar o entrevistado. Ele está no centro; ele é o focalizado; ele é o mais importante. Tudo mais é acidental. A entrevista é um diálogo entre duas pessoas, um dialogo que é sério e tem um propósito. O objetivo é auxiliar o entrevistado, que pode vir até nos livremente, procurando ajuda. Objetivo principal é o de ajudar o entrevistado. Ele está no centro; ele é o focalizado; ele é o mais importante. Tudo mais é acidental. A entrevista é um diálogo entre duas pessoas, um dialogo que é sério e tem um propósito. O objetivo é auxiliar o entrevistado, que pode vir até nos livremente, procurando ajuda.

4 Dinâmica Formar duplas de pessoas que não se conhecem. Um narrador e um interlocutor. Formar duplas de pessoas que não se conhecem. Um narrador e um interlocutor.

5 Ajudar é um ato de capacitação. O entrevistado capacita o entrevistado a reconhecer,sentir,saber,decidir,escolher se deve mudar. Ajuda é ampla interação verbal entre entrevistador e entrevistado,na qual se da o ato de capacitação. Ajudar é um ato de capacitação. O entrevistado capacita o entrevistado a reconhecer,sentir,saber,decidir,escolher se deve mudar. Ajuda é ampla interação verbal entre entrevistador e entrevistado,na qual se da o ato de capacitação.

6 Pensar mais profundamente sobre o que implica o processo de entrevista e tornar-se mais conscientes de seu próprio papel, de suas atitudes e formas de comunicação nessa importante tarefa profissional.

7 Cada um possui um espaço vital próprio,que cada um é único e que podemos ajudar melhor os outros, capacitando-os a fazer aquilo que eles próprios desejam profundamente.

8 Precisamos ter cuidado para não ajudar demasiado,ou ajudar a ponto de interferir onde não nos querem ou necessitam!

9 Trazer para a entrevista precisamente tanto de nós quanto sejamos capazes,detendo-nos logicamente no ponto em que isso possa constituir obstáculo ao entrevistado ou negar ajuda que ele necessita.

10 Desejamos ajudá-lo, quando o entrevistado percebe que estamos fazendo o melhor que nos é possível nesse sentido, isso vai ter muito significado para ele e acabará sendo útil.

11 Condições para a entrevista A confiança do entrevistado no entrevistador é a convicção de que aquele o respeita Declarações categóricas como: pode confiar em mim ou eu o respeito inteiramente sem dúvida não o ajudarão se o entrevistado não as sentir como verdadeiras. A confiança do entrevistado no entrevistador é a convicção de que aquele o respeita Declarações categóricas como: pode confiar em mim ou eu o respeito inteiramente sem dúvida não o ajudarão se o entrevistado não as sentir como verdadeiras.

12 Condições para a entrevista Comunicamos todas essas coisas, ou sua ausência de muitas formas sutis,das quais o entrevistado pode ter mais consciência que nos mesmos. Nossa expressão facial revela muito. Movimentos e gestos completam o quadro,apoiando,negando,confirmando rejeitando ou embaraçando Comunicamos todas essas coisas, ou sua ausência de muitas formas sutis,das quais o entrevistado pode ter mais consciência que nos mesmos. Nossa expressão facial revela muito. Movimentos e gestos completam o quadro,apoiando,negando,confirmando rejeitando ou embaraçando

13 Condições para a entrevista O tom de nossa voz é ouvido pelo entrevistado,e o faz decidir se existe confirmação de nossas palavras,ou se essas não passam de uma máscara que o tom de voz revela.

14 Condições para a entrevista Quanto mais nos conhecemos, melhor podemos entender, avaliar e controlar nosso comportamento e melhor compreender e apreciar o comportamento dos outros. Quanto mais familiarizados conosco mesmos, menor a ameaça que sentimos diante do que encontramos. Quanto mais nos conhecemos, melhor podemos entender, avaliar e controlar nosso comportamento e melhor compreender e apreciar o comportamento dos outros. Quanto mais familiarizados conosco mesmos, menor a ameaça que sentimos diante do que encontramos.

15 Condições para a entrevista Voltados para nós mesmos, podemos nos sentir a vontade conosco, e assim, sermos capazes de ajudar os outros a sentirem bem consigo mesmos e conosco.

16 Condições para a entrevista Realmente podemos gostar dele porque nos sentimos bem conosco mesmo. Confiar em nossas próprias idéias e sentimentos constitui outra importante condição interna. Realmente podemos gostar dele porque nos sentimos bem conosco mesmo. Confiar em nossas próprias idéias e sentimentos constitui outra importante condição interna.

17 Ser honesto,ouvir e absorver Segue-se logicamente uma outra condição interna: honestidade para conosco mesmos para sermos honestos com ele. Sente-se melhor com entrevistadores que lhe parecem seres humanos falíveis. Segue-se logicamente uma outra condição interna: honestidade para conosco mesmos para sermos honestos com ele. Sente-se melhor com entrevistadores que lhe parecem seres humanos falíveis.

18 Ser honesto,ouvir e absorver A honestidade recíproca pode incluir,às vezes, dizer ao entrevistado que não temos a solução para sua dificuldade. Em vez de inibí-lo, tal fraqueza pode encorajá-lo a enfrentar sua situação mais vigorosamente. Novamente estou admitindo que nos aceitamos para não termos necessidades de parecer aos outros como todo poderoso, oniscientes e próximos da perfeição. A honestidade recíproca pode incluir,às vezes, dizer ao entrevistado que não temos a solução para sua dificuldade. Em vez de inibí-lo, tal fraqueza pode encorajá-lo a enfrentar sua situação mais vigorosamente. Novamente estou admitindo que nos aceitamos para não termos necessidades de parecer aos outros como todo poderoso, oniscientes e próximos da perfeição.

19 Ser honesto,ouvir e absorver Muitas vezes os observadores principiantes estão tão preocupados com o que irão dizer em seguida que tem dificuldade em ouvir e absorver o que esta acontecendo, nossa própria ansiedade interfere no processo,o entrevistado em geral nos mostrará o caminho certo se o permitirmos a não impormos nosso espaço vital ao entrevistado.

20 Iniciada pelo entrevistador A regra é simples: Situar no início, com certeza, aquilo que levou você a pedir ao entrevistado que viesse vê-lo, ou que você foi vê-lo. O grande perigo que existe nas sessões iniciadas pelos entrevistador, é a possibilidade delas se transformarem em monólogos ou conferências, ou mistura dos dois, permanecemos quietos, depois de termos indicado o propósito da entrevista e dado alguma informação, se for o caso,que consideramos necessária. A regra é simples: Situar no início, com certeza, aquilo que levou você a pedir ao entrevistado que viesse vê-lo, ou que você foi vê-lo. O grande perigo que existe nas sessões iniciadas pelos entrevistador, é a possibilidade delas se transformarem em monólogos ou conferências, ou mistura dos dois, permanecemos quietos, depois de termos indicado o propósito da entrevista e dado alguma informação, se for o caso,que consideramos necessária.

21 O entrevistado tem o direito de saber imediatamente o nosso objetivo de chamá-lo se a intenção é ajudar, quanto mais honestos e abertos formos,da mesma forma ele o será. O resultado será uma entrevista verdadeira, onde duas pessoas conversam de maneira séria e objetiva.

22 Detetive ou Moralista Você permite que o entrevistado explore o que quiser, a sua própria maneira, ou conduz na direção que escolheu para ele?

23 Cooperar com o entrevistado significa escutar e responder aquilo que ele esta dizendo e sentindo. Significa capacitá-lo a se expressar completamente, significa segui-lo, ao invés de pedir-lhe que nos siga.

24 Muitas formas de silêncio Difícil suportar o silêncio, uma pausa, o silêncio de que o entrevistado precisa para ordenar seus sentimentos e pensamentos –Deve haver muita coisa acontecendo ai por dentro e gostaria de saber se você está pronto para dividir um pouco comigo; –Posso ver na expressão do seu rosto que há muitas coisas ocorrendo ai por dentro; estou pronto a participar delas e se você estiver pronto a me aceitar. Difícil suportar o silêncio, uma pausa, o silêncio de que o entrevistado precisa para ordenar seus sentimentos e pensamentos –Deve haver muita coisa acontecendo ai por dentro e gostaria de saber se você está pronto para dividir um pouco comigo; –Posso ver na expressão do seu rosto que há muitas coisas ocorrendo ai por dentro; estou pronto a participar delas e se você estiver pronto a me aceitar.

25 Muitas formas de silêncio Uma pausa,estar confuso, o silêncio da resistência, considera um interrogatório. –Seu silêncio não me incomoda, mas sinto que de alguma forma você esta ressentido. –Gostaria que você me falasse sobre isso,para que possamos discuti-lo juntos. Uma pausa,estar confuso, o silêncio da resistência, considera um interrogatório. –Seu silêncio não me incomoda, mas sinto que de alguma forma você esta ressentido. –Gostaria que você me falasse sobre isso,para que possamos discuti-lo juntos.

26 Muitas formas de silêncio Por fim existem os silêncios breves, pausas curtas,durante as quais o entrevistado pode simplesmente estar procurando mais idéias e sentimentos para expressar,é melhor não apressar,não interpretar um breve silêncio como uma ordem celeste para agir,mas esperar um pouco e preparar-se para o que vier

27 Estilos de encerramento Referir-se ao assunto discutido antes na entrevista com uma declaração conclusiva, uma reafirmação efetiva daquilo que ambos concordam. –Um resumo final tivemos um bom papo,Jach,e estou curioso para saber o que você esta levando daqui... Recapitulá-los rapidamente durante o encerramento,e sobretudo quando o entrevistador e o entrevistado tem tarefas diferentes a cumprir Referir-se ao assunto discutido antes na entrevista com uma declaração conclusiva, uma reafirmação efetiva daquilo que ambos concordam. –Um resumo final tivemos um bom papo,Jach,e estou curioso para saber o que você esta levando daqui... Recapitulá-los rapidamente durante o encerramento,e sobretudo quando o entrevistador e o entrevistado tem tarefas diferentes a cumprir

28 Estilos de encerramento O encerramento é especialmente importante por que o que ocorre durante esse último estágio tende a determinar a impressão do entrevistado sobre a entrevista como um todo. O teste definitivo,naturalmente é o seguinte:A pergunta que estou aponto de fazer sera útil ao entrevistado? O encerramento é especialmente importante por que o que ocorre durante esse último estágio tende a determinar a impressão do entrevistado sobre a entrevista como um todo. O teste definitivo,naturalmente é o seguinte:A pergunta que estou aponto de fazer sera útil ao entrevistado?

29 Perguntas Abertas X Fechadas Aberta é ampla,com possibilidades, Fechada o limita a uma resposta especifica. Aberta o convida a alargar seu campo perceptivo, Fechada o restringe. Aberta é ampla,com possibilidades, Fechada o limita a uma resposta especifica. Aberta o convida a alargar seu campo perceptivo, Fechada o restringe.

30 Perguntas Abertas X Fechadas Fechada exige apenas fatos objetivos. Aberta pode ampliar e aprofundar o contato Aberta é um convite as suas concepções, opiniões,pensamentos e sentimentos A fechada pode limitá-lo Fechada exige apenas fatos objetivos. Aberta pode ampliar e aprofundar o contato Aberta é um convite as suas concepções, opiniões,pensamentos e sentimentos A fechada pode limitá-lo

31 Perguntas Abertas X Fechadas Como você se sentiu depois do jogo? Você se sentiu muito bem depois do jogo,não foi? O que é que há com você hoje? Você não esta parecendo hoje como nos outros dias. Aconteceu alguma coisa? Você gosta da escola,não é? Você gosta da escola? Algumas pessoas gostam da escola,outras não,e você? Tenho certeza que você gosta da sua nova irmãzinha. Ela é adorável,não é? Sua irmãzinha me parece adorável, mas acontece que não sou o irmão dela. Como é que você se sente em relação a ela? Como você se sentiu depois do jogo? Você se sentiu muito bem depois do jogo,não foi? O que é que há com você hoje? Você não esta parecendo hoje como nos outros dias. Aconteceu alguma coisa? Você gosta da escola,não é? Você gosta da escola? Algumas pessoas gostam da escola,outras não,e você? Tenho certeza que você gosta da sua nova irmãzinha. Ela é adorável,não é? Sua irmãzinha me parece adorável, mas acontece que não sou o irmão dela. Como é que você se sente em relação a ela?

32 Perguntas Abertas X Fechadas Você não sentia o que realmente falou sobre seu pai,sentia?Ele realmente gosta de você,e você sabe disso muito bem,não sabe? Você não antipatiza com todos os negros,da maneira como disse,não é?Debaixo da pele somos todos irmãos;você acredita nisso não é? –Essas perguntas podem soar ridículas, mas mesmo assim são freqüentemente colocadas, inadvertidamente às vezes mesmo por aqueles que a consideram desse modo. Você não sentia o que realmente falou sobre seu pai,sentia?Ele realmente gosta de você,e você sabe disso muito bem,não sabe? Você não antipatiza com todos os negros,da maneira como disse,não é?Debaixo da pele somos todos irmãos;você acredita nisso não é? –Essas perguntas podem soar ridículas, mas mesmo assim são freqüentemente colocadas, inadvertidamente às vezes mesmo por aqueles que a consideram desse modo.

33 Perguntas diretas X indiretas Perguntas diretas são interrogações precisas, enquanto as indiretas perguntam sem parecer fazê-lo –É duro trabalhar durante o dia e estudar a noite,não é? –Deve ser duro trabalhar durante o dia e estudar a noite. –Como é que você esta vendo seu novo emprego? –Estou tentando imaginar como lhe parece seu novo emprego. –Como lhe parece seu novo aparelho? –Gostaria muito que você falasse sobre seu novo aparelho. Perguntas diretas são interrogações precisas, enquanto as indiretas perguntam sem parecer fazê-lo –É duro trabalhar durante o dia e estudar a noite,não é? –Deve ser duro trabalhar durante o dia e estudar a noite. –Como é que você esta vendo seu novo emprego? –Estou tentando imaginar como lhe parece seu novo emprego. –Como lhe parece seu novo aparelho? –Gostaria muito que você falasse sobre seu novo aparelho.

34 Perguntas duplas Você quer café ou chá? Você quer vir amanhã ou depois de amanhã? Você quer estudar violino ou violoncelo? Você quer morar com sua mãe ou com seu pai? Você quer estudar para carpinteiro ou para pintor de paredes? Você quer café ou chá? Você quer vir amanhã ou depois de amanhã? Você quer estudar violino ou violoncelo? Você quer morar com sua mãe ou com seu pai? Você quer estudar para carpinteiro ou para pintor de paredes?

35 Bombardeio Bem,por que não responde? Precisa de mais tempo para pensar? Será que não há nada que você possa dizer? Será que não fui suficientemente claro? Você acha que não sei o que está acontecendo ou que não me preocupo? Você acha melhor que eu pare de fazer perguntas? Você acha melhor que eu o deixe sozinho um pouco?


Carregar ppt "Entrevistas/ Visita Domiciliar. Rosa Macedo e Equipe."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google