A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Dr. Vladimir Bernik Centro de Estudos. SÍNDROME DE ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO PTSD Post-Traumatic Stress Disorder Distúrbio de Estresse Pós-Traumático Transtorno.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Dr. Vladimir Bernik Centro de Estudos. SÍNDROME DE ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO PTSD Post-Traumatic Stress Disorder Distúrbio de Estresse Pós-Traumático Transtorno."— Transcrição da apresentação:

1 Dr. Vladimir Bernik Centro de Estudos

2 SÍNDROME DE ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO PTSD Post-Traumatic Stress Disorder Distúrbio de Estresse Pós-Traumático Transtorno de Estresse Pós-Traumático Estado de stress Pós-Traumático CID-10: F 43.1 (OMS) DSM – IV: (APA)

3 É UM SUB-TIPO DA ANSIEDADE A ansiedade é uma sensação de alterações fisiológicas e psicológicas comuns a todos os seres humanos. Medo é uma resposta a um perigo com mobilização de respostas orgânicas e comportamentais. Humor: Apreensão, medo, impaciência, irritabilidade. Pele:Sudorese, palidez. G.I.:Boca seca, nó na garganta, cólicas abdominais, náuseas, anorexia, diarréia. Sist. Motor: Tensão muscular, tremores, agitação. Cardiovascular: Palpitações, taquicardia, desmaio, dor torácica. Respiratório: Pressão no peito, dispnéia. Neurológico: Tontura, parestesias, cefaléia, fraqueza. Psicológicos:Obsessões, compulsões, despersonalização, desrealização, fobia, ruminações. Sinais e sintomas de ansiedade (McGrath & Bowker, 1987) Segundo: Bernik, M. Ansiedade. Rev. Bras. Med. 46(4):101, 1989 (abril) Somente se torna psicopatológica quando muito desconfortáveis e/ou invalidantes.

4 ANSIEDADE Transtornos fóbicos Subtipos: Transtorno de pânico (Doença do Pânico) Transtorno de ansiedade generalizada (TAG) Transtorno obsessivo – compulsivo (Toc ou Doc) Transtorno de Estresse Pós-Traumático (Reação aguda de vida ao estresse transtorno / Estado de Estresse Pós- Traumático Transtorno misto ansioso-depressivo Ansiedade de vida a doenças clínicas Ansiedade de vida a substâncias químicas

5 ANSIEDADE Epidemiologia Panic DisorderPhobia Obsessive- Compulsive Disorder Generalized Anxiety Disorder Post- Traumatic Stress Disorder Prevalence 2-4% of population Most common anxiety disorder: 3- 5% of population 0.05% of population 2-4% of population 0.75% of population Male: Female 1:1 (without agoraphobia) 1:2 (with agoraphobia) More common in females 1:2 Males to females 1:1 Males to females 1:2 Age at Onset Late 20s Late childhood Adolescence/ early adulthood Variable; early adulthood Any age, including childhood Family History 20% of first- degree (1 o ) relatives of agoraphobic patients have agoraphobia May run in families 3-7% in 1 o relatives 15-17% of 1 o relatives affected Twin Studies 20% of 1 o relatives have agoraphobia______ 80-90% concordance in monozygotic twins; 10-15% in dizygotic twins___ Diferenças: Jovens e Idosos

6 ANSIEDADE ETIOLOGIA Causas biológicas Reações autonômicas adrenérgicas (locus ceruleus) Aumento de catecolaminas Aumento dos metabólicos de norepinefrina (lactato aumenta) Diminuição do REM e Estágio 4 do sono Queda do GABA aumenta a atividade do SNC Aumento da serotonina aumenta a ansiedade

7 TRANSTORNO DE ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO ISRAEL RECORDED NEARLY 100 DEATHS DURING 1991 SCUD- MISSILE ATTACKS CAUSED NOT BY BOMB INJURIES BUT BY HEART ATTACKS TRIGGERED BY STRESS.

8

9 CARACTERÍSTICAS Idades predisponentes Personalidades predisponentes Acontecimento agudo Curso crônico Curto prazo Médio e longo prazos Trauma é sempre um catalisador de mudanças e ajustes. Uma complexa interação entre ambiente (s), biologia e mente. Traumas, desastres e violências desorganizam a vida das pessoas trazendo terror, medo de perdas, lesões e morte.

10 PROCURAR ENTENDER O CAOS DOS PADRÕES DAS RESPOSTAS PÓS-TRAUMÁTICAS Carol S. Fullerton. PhD (Presidente da Sociedade Internacional de Estudos sobre Estresse Pós-Traumático)

11 Critérios diagnósticos para transtorno de estresse pós- traumático (DSM-IV, da APA) QUADRO CLÍNICO A. Exposição a um evento traumático Pessoa viveu, testemunhou ou foi confrontada com morte, ferimento grave, ameaça à integridade – real ou imaginário. B. Reviveu o evento traumático persistentemente Recordações, sonhos, flash-backs, sofrimento físico e/ou psíquico. C. Esquiva persistente aos estímulos correlatos ao trauma

12 Alterações de sono D. Aumento de sintomas de excitabilidade Irritabilidade/raiva Hipervigilância Sobressaltos Dificuldade de concentração E. Duração superior a um mês F. Sofrimento e/ou limitações de vida significantes G. Complicações Alterações de comportamento Esquiva, hipervigilância Alterações de personalidade Ansiedade Depressão (suicídio)

13 Agudo – inferior a 3 meses Crônico – superior a 3 meses Eventual início tardio Health As political tensions mount, people have grown more anxious than ever. Scientific research about how our brains and bodies process fear shows how damaging it can be-and what we can do about it. Our Bodies, Our Fears

14 TRATAMENTO 1. Individualizado! 2. Reconstrução do evento para a devida compreensão 3. Mudanças ambientais (?) 4. Psicofarmacoterapia a. antidepressivos - ISRJ bupropiona venlafaxina fluoxetina paroxetina

15 c. Beta-bloqueadores (não - seletivos) 5. Psicoterapias Cognitiva / comportamental ? Sob-hipnose! 6. Replanificação de vida - IMAOs b. ambiolíticos alprazolam BDZ em geral

16


Carregar ppt "Dr. Vladimir Bernik Centro de Estudos. SÍNDROME DE ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO PTSD Post-Traumatic Stress Disorder Distúrbio de Estresse Pós-Traumático Transtorno."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google