A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Homeopatia Princípios Gerais e Filosofia Hospital Geral de Brasília Luciene Emiko Arakaki.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Homeopatia Princípios Gerais e Filosofia Hospital Geral de Brasília Luciene Emiko Arakaki."— Transcrição da apresentação:

1 Homeopatia Princípios Gerais e Filosofia Hospital Geral de Brasília Luciene Emiko Arakaki

2 Origem grega: homoios e pathos; Fundador: Dr Christian Friedrich Samuel Hahnemann; Publicou: Organon da arte de curar; Homeopatia - História

3 A homeopatia é uma prática médica com início em 1796, regida pela lei dos semelhantes; Utiliza medicamentos diluídos e dinamizados; Trata o paciente de uma forma holística. Homeopatia - Definição

4 É tão importante conhecer a pessoa que tem a doença quanto conhecer a doença que a pessoa tem. Sir William Osler Homeopatia - Definição

5 A doença é um desequilíbrio de forças internas gerando uma série de sinais e sintomas; Os medicamentos homeopáticos são substâncias com capacidade de organizar a energia vital. Homeopatia – Definição

6 Há 2 linhas de tratamento: Unicistas; Pluralistas. Homeopatia

7 Fontes Reino Vegetal; Reino Mineral; Reino Animal. Homeopatia – O Medicamento

8 Formas de apresentação: Líquidas: gotas, soluções; Sólidas: glóbulos, tabletes, pós, com- primidos, pomadas e cremes. Homeopatia – O Medicamento

9 Preparação: 1º passo: diluição; 2º passo: diluição e dinamização; 3º passo: novas diluições e dinamizações; 4º passo: embalagem. Homeopatia – O Medicamento

10 Leis da Cura 1ª Os sintomas melhoram de cima para baixo; 2ª Os sintomas melhora de dentro para fora; Homeopatia – A Cura

11 Leis da Cura 3ª Os sintomas melhoram na ordem hierárquica da importância de cada órgão; 4ª Os sintomas mais novos desaparecem e dão lugar aos mais antigos. Homeopatia – A Cura

12 Por que adotá-la? Baixo custo; Eficácia; Melhor relação médico-paciente; Trata o paciente de uma forma holística. Homeopatia

13 Limitação: Tempo da consulta; Consulta de 1ª : 1 hora; Retorno: 30 minutos. A Homeopatia – Limitação

14 Arnica montana: contusões, hematomas e pós- operatório; Hypericum perfoliatum: trauma das terminações nervosas; Ruta glaveolens: trauma ósseo; Homeopatia – Exemplos

15 Homeopatia - Exemplos Rhus toxicodendron: trauma dos tendões, entorses e torcicolos; Symphitum officinalis: fratura óssea. (acelera a consolidação);

16 Homeopatia - Exemplos Ledum palerstre: trauma ocular e picadas de insetos; Calêndula officinalis: escoriações, exulcerações e ferida operatória.

17 Homeopatia - Exemplos Sambuccus: obstrução nasal; Colocintis, chamomilla, pulsatilla ou lycopodium: cólica do recém- nascido; Silicia ou thuya: reação pós- vacinal; Cantharis: uretrites / cistites

18 Homeopatia - Exemplos Sanicula aqua: síndrome do cólon irritável; Lycopodiun,aurun metalicun ou thuya: hipercolesterolemia; Anacardiun ou calcarea phosphorica: transtorno déficit de atenção e hiperatividade.

19 Curiosidade O Ministro de Guerra João Nepomuceno de Medeiros Mallet adoeceu e esteve desenganado pelos médicos do exército. Foi socorrido pelo dr Joaquim Murtinho que, ao curar-lhe com homeopatia, promoveu a introdução do tto homeopático no Exercito Brasileiro em 1902.

20 A partir de 1930, houve um silêncio da homeopatia no Brasil e no mundo; Na década de 70 a homeopatia ressurge junto aos movimentos de contra- cultura e se institui como medicina alternativa; Conselho Federal de Medicina reconheceu a homeopatia como especialidade médica em A Homeopatia Hoje

21 A partir daí houve um crescente interesse nessa prática médica; Foi implantada na rede pública de saúde; Vem se firmando como uma prática acessível às comunidades carentes; Pesquisas clínicas e laboratoriais são constantemente realizadas. A Homeopatia Hoje

22 O que aprendemos com a homeopatia? Abordagem diferenciada; Tratar o paciente como um todo; Não há na homeopatia divisão de doenças; Tratar o doente e não somente a doença; O desafio para nós, equipe de saúde, é de conviver com a diversidade das verdades e administrar diferenças. Conclusão

23 Se em em 1500, mostrasse-mos a uma pessoa comum os efeitos da eletricidade ele provavelmente a chamaria de bruxaria por não entendê-la. Vencendo preconceitos

24 Na medicina alopática utilizamos diversas medicações empiricamente, sem conseguir explicar o seu mecanismo de ação naquela doença. Vencendo preconceitos

25 A cada dia médicos e pacientes observam bons resultados com a Homeopatia; Contudo, ainda não foi possível comprovar cientificamente os seus resultados, o que não invalida os seus méritos. Vencendo preconceitos

26 Homeopatia – Referência de Leitura

27 Preciso de serenidade, para aceitar as coisas que não posso mudar. Coragem, para mudar o que posso. E sabedoria, para conhecer a diferença. R. Niebuhr


Carregar ppt "Homeopatia Princípios Gerais e Filosofia Hospital Geral de Brasília Luciene Emiko Arakaki."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google