A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Luciana Cooper. Os exames são realizados com o paciente em decúbito dorsal, lateral ou sentado, salvo alguns exames especiais. DFoFi: 1m Sempre usar proteção.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Luciana Cooper. Os exames são realizados com o paciente em decúbito dorsal, lateral ou sentado, salvo alguns exames especiais. DFoFi: 1m Sempre usar proteção."— Transcrição da apresentação:

1 Luciana Cooper

2 Os exames são realizados com o paciente em decúbito dorsal, lateral ou sentado, salvo alguns exames especiais. DFoFi: 1m Sempre usar proteção radiológica para as gônadas, salvo quando impedirem a visualização da região anatômica de interesse.

3 RC 10º a 15º, direcionado para a articulação matatarso- falangeana de interesse. Tamanho do filme: 18x24

4 Fraturas e/ou luxações das falanges dos artelhos em questão são demonstradas.

5 Rodar a perna e o pé afetados medialmente (látero-medial) para o 1º, 2º e 3º dedo e lateralmente (médio-lateral) para o 4º e 5º dedo. Rc perpendicular, incidindo na articulação interfalangeana do 1º dedo e na articulação interfalangeana proximal para o 2º, 3º, 4º e 5º dedo.

6 Látero-medial 1º, 2º e 3º dedo Médio-lateral 4º e 5º dedo

7 Oblíqua Medial Oblíqua Lateral

8 Roda a perna e o pé medialmente, a 30º a 45º para o 1º,2º e 3º dedo e lateralmente para o 4º e 5º dedo. RC perpendicular, incidindo na articulação metatarso-falangeana de interesse.

9 Incidência Tangencial Paciente em DV com o pé em flexão dorsal formando um ângulo de 15º a 20º.

10 RC perpendicular, entrando tangenciando os sessamóides. Tamanho do Filme: 13x18

11 RC 10º a 15º graus posteriormente em direção ao calcâneo, incidindo na base do terceiro metatarso. Tamanho do Filme: 24x30/2

12 Rodar medialmente o pé para colocar a superfície plantar a 30º a 40º em relação ao plano do chassis. RC perpendicular, incidindo na base do terceiro metatarso.

13 Médio -lateral Látero-medial

14 RC perpendicular, orientado para o 1º cuneiforme medial (base do terceiro metatarso). Paciente em decúbito lateral.

15

16 Paciente em ortostase, com os dois pés sobre o chassis. RC 15º posteriormente direcionado no ponto médio entre os pés.

17 Paciente em ortostase, pisando sobre uma caixa própria para o estudo do pé com carga. RC horizontal no sentido látero medial incidindo na base do terceiro metatarso.

18 AP com carga PF com carga

19 RC 40º cefálicos direcionado para a base do terceiro metatarso. Tamanho do Filme:24x30/2

20

21 RC perpendicular, incidindo3cm distal do maléolo medial (no meio do calcâneo). Tamanho do Filme:24x30

22 Perfil Axial

23 RC perpendicular, incidindo a meio caminho entre os maléolos. Tamanho do Filme: 18x24/2

24 RC perpendicular, incidindo no maléolo medial.

25

26 RC perpendicular, incidindo a meio caminho entre os maléolos. Rotação interna do da perna e pé de 45º.

27 Oblíqua interna Oblíqua externa

28 Essa articulação é de fundamental importância para o aparelho extensor, pois recebe uma força de metade do peso do corpo durante a marcha normal em terreno plano, e uma força 7x maior que o corpo ao agachar ou correr. AP (panorâmico dos membros inferiores) PF Axial de Patela

29 Paciente em ortostase junto ao Bucky mural com apoio bipodálico sobre um anteparo ou escada. O profissional deve fazer uma leve avaliação das condições morfológicas do paciente. RC deve ser direcionado para o pólo inferior da patela. Avaliar eixos dos MMIIs (valgo ou varo), espaço articular, presença dos processos degenerativos e uma impressão inicial sobre a altura da patela.

30 Paciente em ortostase lateral junto ao Bucky sobre um anteparo fazendo apoio monopodálico com flexão dos joelhos 30º. RC incidindo no pólo inferior da patela. É útil para avaliar falência ligamentar e altura da patela.

31

32

33 Paciente em DD fazendo flexão dos joelhos 30º. Paciente segurando o filme apoiado sobre a coxa. RC projetado rente a linha média do filme. Excelente para avaliar a articulação patelotroclear.

34 RC perpendicular, incidindo no 1/3 médio da perna. Tamanho do Filme: 30x40/2 Rodar a perna de interesse 5º internamente.

35

36 AP

37

38 RC perpendicular, incidindo 1,25 cm abaixo do ápice da patela.

39 RC 5º a 7º cefálicos direcionado a 2,5 cm distal ao epicôndilo medial. Flexionar o joelho 20 a 30º, para se obter um perfil absoluto.

40

41 Paciente em ortostase sobre uma banqueta para que fique à altura do feixe primário. Disribuição do peso nos pés.

42 RC perpendicular em direção ao ponto médio entre os dois joelhos, na região do ápice da patela. Tamanho do Filme: 24x30 ou 30x40.

43 Oblíqua medial 45º Oblíqua Lateral 45º

44 Oblíqua Lateral

45 Paciente em DV, com flexão de 40º a 50º. RC 40º caudal, tornando-se assim perpendicular a perna em direção a articulação do joelho.

46 Túnnel View PA axial

47 O paciente deve ficar ajoelhado e com as mãos apoiadas sobre a mesa de exame, onde o joelho fique em flexão de 60º e o fêmur a 30º no eixo longitudinal.

48 Raio Central perpendicular, incidindo em direção a região posterior poplítea. Tunnel View Tunnel View

49 RC perpendicular direcionado na região média da articulação patelofemural. Flexionar o joelho de 5º a 10º.

50 RC de 15º a 20º tangenciando a articulação patelofemural. Flexionar o joelho em 90º.

51 RC 40º cefálicos, tornando perpendicular à perna, 1,25 cm do ápice da patela.

52 Axial Perfil

53 RC perpendicular, incidindo na região média da patela (na prega poplítea média).

54 RC perpendicular, incidindo no 1/3 médio do fêmur.

55 Tamanho do Filme: 30x40 ou 35x43.

56 Lateral terço médio distal do fêmur Lateral terço médio proximal do fêmur

57 Distal do Fêmur Proximal do Fêmur


Carregar ppt "Luciana Cooper. Os exames são realizados com o paciente em decúbito dorsal, lateral ou sentado, salvo alguns exames especiais. DFoFi: 1m Sempre usar proteção."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google