A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Princípio Critério Indicador Verificador UMA IMPORTANTE HIERARQUIZAÇÃO DE CONCEITOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Princípio Critério Indicador Verificador UMA IMPORTANTE HIERARQUIZAÇÃO DE CONCEITOS."— Transcrição da apresentação:

1 Princípio Critério Indicador Verificador UMA IMPORTANTE HIERARQUIZAÇÃO DE CONCEITOS

2 Hierarquização dos conceitos A proposta de agrupamento hierarquizado dos conceitos princípio, critério e indicador permite uma formulação consistente e coerente de grupos de P, C & I. O desafio é criar um padrão de avaliação de sustentabilidade que cubra da forma mais explícita e operacional possível todos os aspectos do manejo florestal. Meta (Objetivo) Princípio Critério Indicador Norma Orientação para a ação Verificador

3 Princípio DEFINIÇÃO: Verdade fundamental ou lei básica para a razão ou ação (Dic. Oxford) Aquilo do qual alguma coisa procede na ordem do conhecimento ou da existência. Lei, doutrina ou acepção fundamental em que outras são baseadas ou derivadas Lei fundamental ou regra que guia a ação; regra de conduta; motivo fundamental ou razão para a ação, especialmente reconhecida e seguida (Maini, 1993) Regra essencial ou elemento do manejo florestal (FSC, 1996) Um princípio é uma lei ou regra fundamental que serve como base para a razão ou a ação. Princípios têm a caráter de um objetivo ou atitude com respeito à função do ecossistema florestal, ou com respeito a um aspecto relevante do sistema social que interage com o ecossistema. Princípios são elementos explícitos do objetivo. Por exemplo: manejo florestal sustentável; ou bom manejo florestal.

4 Princípios Elemento explícito de um objetivo ou meta Verdades fundamentais ou leis, base para uma razão ou ação. Oferecem o marco referencial para o manejo sustentável de florestas. Justificam critérios, indicadores e verificadores. Constituem sabedoria*. * Sabedoria: acréscimo ao conjunto de conhecimentos gerado pela habilidade de dedução de uma pessoa, ou grupo de pessoas, depois de terem obtido suficiente compreensão de uma área do conhecimento*. * Conhecimento: acúmulo de informação depois de um longo período de tempo. Sabedoria depende de Conhecimento se irrefutável Princípios Sólidos e Imutáveis

5 Critério DEFINIÇÃO: Meio de se julgar um princípio ou padrão (Dic. Oxford) Aquilo que serve de norma para julgar, decidir ou proceder. (Michaelis) Pontos intermediários para os quais a informação gerada pelos indicadores pode ser integrada e onde uma avaliação interpretável se cristaliza (Cifor, 1996) Característica distinta de uma coisa pela qual essa coisa pode ser julgada (Maini, 1993) Meio pelo qual se julga se um princípio foi ou não atendido (FSC) Um critério é um estado ou aspecto do processo dinâmico de um ecossistema florestal, ou um estado do sistema social interativo, que deve se manifestar como resultado do atendimento de um princípio. A forma como se formula um critério deve permitir a emissão de um claro veredicto quanto ao atendimento ou não do princípio em uma situação real.

6 Critérios Padrões de referência pelos quais algo é julgado *. Agregam sentido e operacionalidade aos princípios, sem serem necessariamente uma medida direta de performance. Seletiva combinação de unidades interrelacionadas de informação. Aspectos do dinâmico processo que rege um sistema social ou ecossistema florestal e que deveriam prevalecer caso houvesse aderência * a um princípio. * Julgamento: um critério bem formulado permite a expressão clara de um veredicto quanto ao atendimento (aderência) ou não do respectivo princípio.

7 Indicadores DEFINIÇÃO: Sinal, sintoma ou algo que expressa a presença (Dic. Oxford) Qualquer variável ou componente de um ecossistema florestal, ou de um sistema de gestão, relevante para se inferir atributos da sustentabilidade do recurso e de sua utilização (Cifor, 1992) Qualquer variável que possa ser medida em relação a um específico critério (indicadores são diagnóstico, e revelam a saúde de um ecossistema florestal em particular) (Maini, 1993) Qualquer variável que possa ser medida em relação a um determinado critério (FSC) Um indicador é um parâmetro qualitativo ou quantitativo de um critério. Descreve, de forma objetiva, verificável e indubitável, características do ecossistema, ou do sistema social relacionado. Descreve elementos de uma política prevalecente, das condições de gestão e dos processos humanos em um sistema ecológico ou social.

8 Indicadores Variáveis ou componentes do ecossistema florestal ou sistema de produção usados para inferir algo sobre o status de um particular critério. Devem resultar em uma única, simples e significativa mensagem (informação * ). Parâmetro quantitativo ou qualitativo relativo a um critério. Descreve de forma objetiva, não ambígua e verificável características de um ecossistema florestal ou sistema social onde ocorre o manejo. Devem ser capazes de refletir as condições de manejo, de políticas prevalecentes e dos processos de intervenção humana sobre o sistema eco-social. * Informação: dado ou fato perceptível que descreve / caracteriza / qualifica algo.

9 Verificadores Quarto nível hierárquico, abaixo dos indicadores, necessários como fonte de informação para a mensurabilidade do respectivo indicador. Tornam clara a forma de mensuração no campo e de estabelecimento de referências. Dados ou informações que melhoram a especificidade e a facilidade de medição de um indicador. Permitem a adequada escolha de valores de referência (normas * ), especialmente quando é necessário diminuir a arbitrariedade do processo de estabelecimento de intervalos e limites. * Norma: valor de referência de um indicador usado como regra ou base para comparação. A comparação da norma com o valor medido demonstra o grau de adequação a um critério ou atendimento a um princípio.

10 Quadro Resumo / Exemplo Objetivo/Meta Meta: Floresta Natural Bem Manejada Princípio Lei: Conservação e melhoria da biodiversidade da floresta Critério Deveria: Composição de espécies na floresta explorada se mantém semelhante à da floresta original Indicador Situação: Número de espécies ameaçadas Indice de diversidade (Shannon, p.ex.) Prescrição / Orientação (Guia prático) Ação Norma (Referência) Verificador (Fonte) Princípio Lei: Manutenção da capacidade produtiva da floresta Critério Deveria: Volume residual por espécie e distribuição diamêtrica pós corte suportam futuras explorações Indicador Situação: Volume explorado = Incremento Anual Médio Regeneração abundante após colheita

11 … no contexto florestal

12 Manejo Florestal Sustentável – Objetivo e Escala OBJETIVO: Alguns programas enfatizam a busca da gestão florestal com qualidade (bom manejo ou melhorado), e evitam o uso da palavra sustentável. O manejo florestal SUSTENTÁVEL é, de fato, um objetivo humano. É um conceito cultural orientado por valores culturais, econômicos e sociais. ESCALA ESPACIAL: O conceito de MFS precisa ser formulado e elaborado para diferentes escalas (global, regional, nacional e unidade de manejo). O grau de generalismo varia de uma escala para a outra. O MFS em nível de unidade de manejo é dependente das orientações definidas para as escalas maiores. ESCALA TEMPORAL: A função da floresta deve ser preservada no curto e longo prazo


Carregar ppt "Princípio Critério Indicador Verificador UMA IMPORTANTE HIERARQUIZAÇÃO DE CONCEITOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google