A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Análise Sintática Análise Sintática Parte 2 Parte 2.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Análise Sintática Análise Sintática Parte 2 Parte 2."— Transcrição da apresentação:

1 Análise Sintática Análise Sintática Parte 2 Parte 2

2 relações Análise Sintática estuda as relações estabelecidas entre os termos de uma oração.

3 Os termos da oração são : Sujeito e predicado Objeto direto e indireto Adjunto adverbial e adnominal Agente da passiva Complemento nominal Aposto Predicativo Vocativo

4 Analisaremos nesta segunda parte todos os elementos sintáticos menos o sujeito.

5 4 Inicialmente veremos os 4 elementos ligados ao verbo. 1. Objeto direto 2. Objeto indireto 3. Adjunto adverbial 4. Agente da Passiva Elementos da voz ativa Elementos da voz passiva analítica

6 VERBO Objeto Direto Objeto Indireto Adjunto Adverbial Agente da Passiva

7 VERBO Objeto Direto Objeto Indireto Adjunto Adverbial Agente da Passiva

8 Como se identifica o objeto direto em uma frase: Hoje eu aprenderei análise sintática. QUEM APRENDE APRENDE... objeto direto análise sintática.

9 Objeto Direto Mariana comprou uma bicicleta. A empresa Delta recebeu o prêmio. Sabemos que o Brasil passa por dificuldades.

10 PREPOSIÇÕES A, ANTE, APÓS, ATÉ, COM, CONTRA, DE, DESDE, EM, ENTRE, PARA, PERANTE, POR SEM, SOBRE, SOB, TRÁS Antes de avaliarmos os objetos indiretos, deveremos saber quais são as preposições, pois os objetos indiretos são regidos com preposição Antes de avaliarmos os objetos indiretos, deveremos saber quais são as preposições, pois os objetos indiretos são regidos com preposição.

11 Como se identifica o objeto indireto em uma frase: Marianinha falou com Sebastião e seus irmãos. QUEM FALA FALA COM... objeto indireto com Sebastião e seus irmãos. preposição

12 Objeto Indireto Adriana falou com o Paulo. Mostraram o carro para mim. O pai de Rui gritou comigo.

13 VERBO Objeto Direto Objeto Indireto Adjunto Adverbial Agente da Passiva

14 Adjunto Adverbial Os alunos aprenderam rapidamente. Durante a Idade Média, a cultura sofreu. Hoje o conhecimento comanda o mundo.

15 Agente da Passiva A bicicleta foi comprada pela Mariana. O prêmio foi recebido pela empresa. As empresas serão movidas a criatividade.

16 VERBO Objeto Direto Objeto Indireto Adjunto Adverbial Agente da Passiva

17 VERBO VOZ ATIVA 1.Objeto Direto (sem preposição) 2.Objeto Indireto (com preposição) 3.Adjunto Adverbial VOZ PASSIVA Agente da Passiva

18 NOME Aposto Predicativo Complemento Nominal Adjunto Adnominal

19 O meu carro azul venceu. Encontramos três canetas ontem. Artigo Numeral Adjetivo Pronome adjetivo Locução adjetiva Artigo Numeral Adjetivo Pronome adjetivo Locução adjetiva

20 Complemento Nominal A avenida é paralela ao parque. Existe necessidade de carinho. Exige a presença de PREPOSIÇÃO Exige a presença de PREPOSIÇÃO

21 NOME Aposto Predicativo Complemento Nominal Adjunto Adnominal

22 Predicativo Os alunos são muito inteligentes. O diretor anda um pouco preocupado. Exige VERBO DE LIGAÇÃO ser / estar Exige VERBO DE LIGAÇÃO ser / estar

23 Aposto Pedro, vencedor da competição, chegou. A Mônika, minha filha, está linda.

24 NOME ApostoApostoPredicativoPredicativo Complemento Nominal Adjunto Adnominal

25 Termos da oração Querido, tu encontraste aquela menina, tua namorada, com outro no cinema? VOCATIVO Expressa um chamamento SUJEITO Comanda a ação do verbo OBJETO DIRETO (Quem encontra encontra um OD) APOSTO Repete ou seja apõe a expressão anterior OBJETO INDIRETO (Quem encontra encontra um OD com um OI) ADJUNTO ADVERBIAL Como no cinema não responde a pergunta do verbo (Quem encontra encontra um OD com um OI), então é um Adjunto Adverbial

26 NOME ADJUNTO ADNOMINAL sem preposição COMPLEMENTO NOMINAL com preposição PREDICATIVO verbo de ligação APOSTO

27 As minhas duas casas amarelas estão localizadas próximas ao clube. Termos da oração - pronome adjetivo- ADJUNTO ADNOMINAL de casas - artigo - ADJUNTO ADNOMINAL de casas - adjetivo - ADJUNTO ADNOMINAL de casas COMPLEMENTO NOMINAL de próximas - verbo de ligação - PREDICATIVO estão localizadas próximas ao clube - numeral - ADJUNTO ADNOMINAL de casas

28 Todos os termos da oração Adjuntos Adverbiais Complementos Predicativo Aposto Expressa uma qualidade do verbo Verbais Nominais Adnominais Artigo, Adjetivo, Pronome adjetivo, Numeral Objeto Direto / Objeto Indireto Sujeito com preposição com verbo de ligação ( SER / ESTAR ) reapresentação de um termo sempre comanda o verbo

29 Identifique a função sintática dos elementos destacados. de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

30 1. A expressão de corrupção é um : (a) objeto direto (b) objeto indireto (c) adjunto adnominal (d) adjunto adverbial (e) complemento nominal de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

31 A expressão de corrupção é um : (b) objeto indireto A expressão de corrupção é um complemento verbal chamado de objeto indireto, porque o verbo falar está regendo o complemento com a preposição de (pois, no texto, quem fala fala de alguém). de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

32 2. A expressão de mudanças é um : (a) objeto direto (b) objeto indireto (c) adjunto adnominal (d) adjunto adverbial (e) complemento nominal de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

33 A expressão de mudanças é um : (e) complemento nominal A expressão de mudanças é um complemento nominal regido pelo substantivo necessidade. de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

34 3. A expressão subterfúgios é um : (a) objeto direto (b) objeto indireto (c) adjunto adnominal (d) adjunto adverbial (e) complemento nominal de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

35 A expressão subterfúgios é um : (a) objeto direto O substantivo subterfúgios é o complemento verbal chamado de objeto direto do verbo utilizar. de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

36 4. A expressão grande é um : (a) aposto (b) predicativo (c) adjunto adnominal (d) adjunto adverbial (e) complemento nominal de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

37 A expressão grande é um : (c) adjunto adnominal O adjetivo grande constitui um adjunto adnominal que acompanha o substantivo arma que, por sua vez é o núcleo do predicativo do sujeito, mas não podemos afirmar que o adjetivo grande seja o predicativo e sim que faz parte do predicativo. de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

38 5. A palavra seus é um : (a) objeto direto (b) objeto indireto (c) adjunto adnominal (d) adjunto adverbial (e) complemento nominal de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

39 A palavra seus é um : (c) adjunto adnominal O pronome possessivo seus exerce a função de adjunto adnominal por acompanhar o substantivo discursos. Lembre que só artigo, adjetivo, pronome adjetivo e numeral podem funcionar como adjuntos adnominais. de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

40 6. A expressão na sociedade é um : (a) objeto direto (b) objeto indireto (c) adjunto adnominal (d) adjunto adverbial (e) complemento nominal de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

41 A expressão na sociedade é um : (d) adjunto adverbial A expressão na sociedade funciona como adjunto adverbial de lugar do verbo haver que o antecede. de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

42 7. A palavra o exerce a função de : (a) objeto direto (b) objeto indireto (c) adjunto adnominal (d) adjunto adverbial (e) complemento nominal de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

43 A palavra o exerce a função de : (c) adjunto adnominal O artigo definido o atua na oração com a função de adjunto adnominal por acompanhar o substantivo fim. de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

44 8. O fragmento de denunciar tais atitudes é : (a) um objeto direto (b) um objeto indireto (c) um adjunto adnominal (d) um adjunto adverbial (e) um complemento nominal de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

45 O fragmento de denunciar tais atitudes é : (e) um complemento nominal O fragmento do texto de denunciar tais atitudes exerce a função sintática de complemento nominal por ser regido pelo substantivo fim. de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

46 9. A expressão por justiça é um : (a) objeto direto (b) objeto indireto (c) adjunto adnominal (d) adjunto adverbial (e) complemento nominal de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

47 A expressão por justiça é um : (e) complemento nominal A expressão por justiça exerce a função de complemento nominal regido pelo substantivo lamentação. de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

48 10. A palavra pública exerce a função de: (a) objeto direto (b) objeto indireto (c) adjunto adnominal (d) adjunto adverbial (e) complemento nominal de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

49 A palavra pública exerce a função de: (c) adjunto adnominal O adjetivo pública exerce a função sintática de adjunto adnominal por simplesmente acompanhar o substantivo coisa. de corrupção de mudançassubterfúgios grandeseus na sociedade ode denunciar tais atitudes por justiça pública Quando se fala de corrupção, percebe-se a necessidade de mudanças. Utilizar subterfúgios é a grande arma dos políticos em seus discursos. Enfim, que alternativa há na sociedade com o fim de denunciar tais atitudes? Onde ecoará nossa lamentação por justiça no trato da administração da coisa pública?

50 Espero que tenhas aproveitado o conteúdo deste trabalho. Se puderes vê-lo e revê-lo antes de assistir à explanação em sala de aula, teu aproveitamento será cerca de 65% melhor. Desejo-te muito sucesso e espero no próximo capítulo. Prof. Betto


Carregar ppt "Análise Sintática Análise Sintática Parte 2 Parte 2."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google